Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FUI COMIDA POR UM CAVALO

Oi gente, meu nome é Sabrina, tenho 19 anos e sou do interior de São Paulo. Sou travesti iniciante, assumido e quero compartilhar com vocês uma coisa muito desagradável que aconteceu comigo semana passada. Marquei um encontro com um carinha, filhinho de papai com carro importado e muito dinheiro para gastar e achei que ele sabia que eu era travesti. No anúncio que coloquei no jornal prestando meus serviços, eu disse que era travesti. Jamais menti para ninguém sobre minha opção sexual.rn O cara me pegou no lugar combinado e me levou para um motel. Lá chegando, tomou todas e estava custando a falar. Depois de muito esperar, foi melhorando do fogo e foi logo me agarrando e beijando com toda brutalidade. Sou novinha, bonitinha, tenho um corpo muito certinho, 1,68 m de altura, morena clara, cabelos longos muito lisos e escuros, lábios carnudos, seios fartos e durinhos, uma cintura fininha, 98 cm de quadris, um bumbum empinadinho, malhadinho e carnudo e os lábios grossos e sensuais. Pareço uma mulher mesmo. A única coisa que eu não tenho de mulher é a vagina o resto sou uma mulher perfeita.rn Depois de me jogar com força na cama mandou que eu fizesse um boquete nele e mal comecei, já tinha gozado na minha boca. Achei aquilo estranho, mas como ele estava pagando, deixei rolar numa boa. Depois foi tirando minha roupa, mordeu e lambeu meus seios até ficarem doloridos e quando tirou minha calça e viu que eu não era mulher, me desferiu um tapa no rosto violentíssimo que cai de costas na cama sem conseguir levantar. rn Aos berros dizia que eu tinha feito de propásito para pegar o dinheiro dele, que ele estava ali para comer uma buceta e não sujar o pau com bosta de homem e coisas desse gênero. Tentei explicar que aquilo não era verdade e levei outro tapa do outro lado do rosto que voltei a cair na cama. Ele continuou me insultando de tudo quanto era jeito, disse que ia me arregaçar se eu contasse alguma coisa para os amigos dele e um mundo mais de asneiras. Humildemente, pedi desculpas e disse que ia embora e ele não precisava gastar o dinheiro com um cu sujo de bosta. Posso ser o que for, mas sou limpinha e jamais cliente nenhum reclamou da minha higiene.rn Depois de acalmar um pouco, mandou que eu tirasse o resto da roupa que ia transar comigo assim mesmo e não importava com o dinheiro. Fiz o que ele mandou e fiquei esperando pedir os serviços que ele desejasse, estava disposta a cumprir com as minhas obrigações.rn Sem paciência nenhuma, mandou que eu ficasse de quatro na cama, porque viado dá é o cu de quatro e sem preservativo sem nada deu umas estocadas no meu ânus que não estava lubrificado e sendo nova na profissão, senti uma dor insuportável, mas não podia reclamar de nada para não deixar ele mais nervoso.rn Mesmos sem o pênis entrar direito, gozou na minha bunda e com o esperma ele lubrificou o pênis e me penetrou pela segunda vez, desta vez com toda vontade e ádio que sentia. Estocava meu ânus com força que eu sentia muitas dores apesar de estar mais lubrificado do que a primeira vez. Gozou pela segunda vez e ao tirar o pênis no meu ânus mandou que eu chupasse até tirar o cheiro de bosta que tinha ficado. Como sabia que estava tudo limpo, fiz o que ele pediu e fui para o banheiro me trocar. Estava humilhada e desprezada naquele quarto e preferia ir embora a sujeitar aquele animal falando da minha higiene. rn Ao ver que eu estava saindo, me pegou pelos cabelos me jogando com força na cama e dizendo que não tinha terminado. Apesar de ser um traveco, eu tinha a bunda mais gostosa do que muitas mulheres que ele tinha comido. Voltou a me mandar ficar de quatro e desta vez fez com calma e gozou como queria aproveitando o meu físico que não perdia nada por mulher nenhuma.rn No final, pediu desculpas pela estupidez, alegou que estava bêbado e não sabia o que estava dizendo, me pagou dobrado pelos serviços e me convidou para voltar no dia seguinte sábrio e fazer novamente. Dei meu cartão para ele me ligar e combinar, vesti a roupa e quando estava saindo do quarto ele disse: ?boneca, sabia que essa sua bunda dá de 19 no rabo fedorento da minha namorada?? eu concordei com um gesto de cabeça, despedi e sai. Mesmo pagando o triplo, como este nunca mais.rn rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos erótico filhinha gosta de mamar picacomtos d primos d 30 cumemdo cusinho d priminhas d 15dei minha buceta pra um menino de treze anoscontos minha noiva perdendo o cabaço do cucontos eu e meu marido adoramos ir no cinema ver pornoirmao com ciumes contos eroticosconto garoto esperimentei dar cucontos virgem encoxada no busa velha e o pedreiro contos eroticoscontos eroticos excitantescontos eroticos arrombando a gordarelatos reais minha eaposa pediu pro amigo comer o cu virgem delacontos eroticos atrizes chupando pau receberempregada é chatagiada pelo patra e tem qui sar a bucetacontos eroticas professora e alunocontos eróticos - meu pai fez vazectomia para vermos juntosnegrosfudedo gay novinhofilha apaixonada pelo pai contos eroticisgozadinha na menuninha contoscontos eroticos gay: se tu deixar eu não conto pra ninguemcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevideo de cunhadoxcunhadaconto erotico mulher fodendo com varios vizinhoscontos eróticos quentes minha namorada em dp reaiscontos eroticos mais picante afeminados de fio dental mamandoContos sou viadinho dos tios e amigos delescontos comendo o cuzinho da fazendeiraprimeiro conto de aline a loirinha mais puta e vadiaContos eroticos pai come a filha como castigocontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãocontos eu homem casado dei o cuFazendo uma suruba coma sogra e o sogro contoscontos eróticos minha tia viu eu de cueca boxconto erotico lésbicas roçando.a buceta na caracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto porno mulher gosta pau 25cmtirei a virgindade do meu sobrinho roludo e minha bunda grandecontos eróticos de Paula de Floripa Santa Catarinacontos eroticos eu e mamae humilhadacontos eróticos esposa disfarçadocontos eróticos professora com garotinhosSou agora casada com meu ex primo viuvo conto eroticoConto erotico esposa com dogconto lambidascontos com rabudasÇonto casada dado iii raboconto erótico transei com senhora crente e filha juntascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecomo faxersexooralcontos de surubas inesperadas com esposacontos vizinha com mae vai chupainbebedei minha prima e comi bucetinha dela inquanto ela dormiacomendo a tia de pois de beber um vinhocontos verídicas de sexo em montes claroszoofilia filhotes bricando com a buceta da donaCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ESconto eu e minha esposa nua na piscinamulheres aronbada decalcinha sujaContos eroticos com animaiscontos de sexo depilei minha bucetaokinawa-ufa.ru chantageadacontos sexuais titia e esposoconto dopei ela e mamei o grelo e chupei o peitinho ela gozouvideos de peladas e meladas de manteiga no cucontoseroticosnamoradavirgemdando pro cunhado contos eroticosmulherpedi picagrandefodidas no bar contocontos eroticos iniciação/lesbicacontoerotico safadaele falou que ia me deixar se nao me entregasse virgindadecontos eroticos castigo da filhaconto o Pastor me comeudei a Bundinha gostosa Contosmuhleres quecavalo tramsa com animal