Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA FILHA ME PEGOU TREPANDO NO SEU QUARTO

Olá! meu nome é Karine(nome ficticio), tenho 37 anos e duas filhas, sou casada e moro em Brasilia. Li alguns relatos interessantes e resolvir escrever o que aconteceu comigo por um bom tempo. Casei muito nova e tive logo minha filha Adriana, hoje ela tem 19 anos. Minha vida era tranquila, trabalhava perto de casa, o meu esposo em uma empresa de consultoria de vendas. Minha vida sexual era intensa, já tivemos que mudar de apartamento várias vezes, pois eu não auguentava o meu marido me fudendo e gritava muito, os vizinhos reclamavam sempre. Eles nunca souberam que era eu, mas resolvir sair antes p não ter constrangimentos. Passaram os anos e tive minha segunda filha, Aline . Certa vez estávamos transando e as minhas filhas ouviram os gemidos e foram até o quarto, estava sendo enrabada loucamente, os gritos eram fortes, já se passavam da meia-noite, minha filha mais velha com 19 anos na época se assustou e foi até o quarto. Enquanto isso trepava muito, parecia como no inicio do casamento. Percebemos que a minha filha estava tentando entrar no quarto e rapidamente fui ao encontro dela enrolada na coberta. Coube a mim explicar o que estava acontecento, dei a velha desculpa da televisão ligada e fiz ela voltar a dormir. No outro dia o meu esposo recebeu uma promoção no serviço, mas teria que se ausentar de vez enquanto, resolveria problemas na Matriz em São Paulo, minha filha mais nova já tinha 19 anos. Foi quando percebir que o casamento e a nossa vida passam bem rápido. Diversas vezes o meu márido se ausentava, ficava uma semana ou pouco mais que isso. Como transavamos quase todo dia sentia muita sua falta. Os anos não apagaram o meu fogo por sexo. Uma amiga me chamou para ir a uma festa e lá conheci muita gente, mas dentre elas se destacou o Marcos, era um moreno de 1,80 de altura, bem forte e educado. Conversamos a noite toda. Já era tarde e minha amiga consiguiu carona p voltarmos e foi o Marcos que teve essa missão. Ele deixou a minha amiga primeiro em casa. Pelo caminho falamos de diversas coisas entre elas dos nossos relacionamentos. Marcos ao me deixar em casa forçou um beijo, fiquei assustada, ele percebeu e pediu desculpas, despedi dele e sair nem pensava em trair o Paulo, meu marido. As viagens de Paulo se tornou constantes, eu cuidava das meninas e trabalhava. Paulo quando chegava logo dava um geito de ficarmos sozinhos e me comia. O sexo era bom, a saudade e o desejo eram grande, mas faltava alguma coisa. Foi quando minhas filhas sairam um dia para a casa da tia p passar o final de semana e Paulo não estava. Lembrei do Marcos e do clima que ficou, mas eu não tinha nem o telefone dele. Estava no mercado nesse mesmo dia quando ouvir uma voz me chamar era ele, o Marcos. Conversamos um pouco mas precisei dizer que teria que ir, me ofereceu carona que tentei recursar mais fui convecida a aceitar. No caminho de casa ele apontou o seu apartamento e acabamos indo p lá. Quando estava na porta ele nem falou nada e me deu um beijo e foi correspondido. Ali mesmo na sala começamos a tirar as nossas roupas e depois fomos para o quarto. Ele me chupava, me tocava e eu respondia com meus gemidos e gritos, ele queria que eu fizesse sexo oral, mas disse que não e ele acabou concordando. Já estava toda aberta e ele veio por cima e me fudeu, que cacete era esse bem maior que o do Paulo. Socava com força, acabava comigo, sem dor e piedade. Disse no meu ouvido que gostaria de comer meu rabo, não foi correspondido também, mas eu subi em cima dele e cavalguei em sua vara até gozarmos. Exaustos ficamos nos contemplando, derrepente vem a mente o que eu tinha feito e quem era aquele que estava ali. Marcos me levou p minha casa e lá trepamos mais uma vez, duas... ficamos o final de semana juntos. As minhas filhas chegaram e o meu marido também. Doido p trepar Paulo estava euforico, acabamos transando, mas dessa vez eu não estava excitada e disposta, também pudera tinha trepado muito, levado muita vara e trabalhado a tarde toda limpando a casa p não levantar suspeitas. Marcos se tornara meu amante, deixou o nª do celular e era sá ligar ele me buscava p metermos bastante. Passaram se meses e nas férias Paulo convidou todos para irmos a S. Paulo. Logo inventei compromissos no trabalho etc. minha filha mais velha resolveu não ir. Paulo viajou com a Aline p ficar duas semanas e assim foram. A Adriana saia com as amigas e as vezes dormia na casa delas, eu não reclamava, pois queria ter oportunidades de encontrar com o Marcos novamente. Marcos vinha a minha casa nesse período p transarmos: agora nao hesitava e chupava aquele cacete com vontade, um desejo escondido de chupar um pau fora a do meu marido, devorava aquela vara, Marcos não pedia para comer o meu rabo era eu que o oferecia. "Vem meu cachorro" era a senha para ele me enrrabar. Como ele metia! Nem me preoucupava com os vizinhos escutarem os meus gemidos e gritos, além da cama balançar e fazer barulho. Agora era sá frenezir, erámos uns animais no cio. Mas certa vez estava dando para o Marcos no quarto da minha filha, quando ela chegou em casa. Seguiu os gemidos pegando-nos transando na sua cama, estava de quatro me entregando completamente. Ela ficou parada, assustada e sem saber o que fazer, depois foi para o quarto da minha outra filha e lá se trancou. Sem saber de nada continuei trepando, Marcos sabia enrrabar, dessa vez me fez tomar toda porra que jorrava de seu gozo, nem sabia mais que estava fazendo, já estava entregue a esta louca paixão. Terminada a transa Marcos foi embora. Quando percebi uns soluços vindo do quarto era minha filha, levei um susto e entendi o que estava acontecento, nessa época minha filha tinha 19 anos. Minha filha ficou muito chateada comigo, mas também pudera. Conversamos horas e horas, zangada que estava percebir que ela não gostaria que os seu pai soubesse, fiquei aliviada, mas ela me fez prometer não encontrar com o meu amante, disse que sim, claro. Logo Paulo e Aline chegaram e tentamos viver como se nada tivesse acontecido. Mas eu continuava encontrando com o Marcos. Aline, minha filhla mais nova, suspeitou do que estava acontecento e resolveu investigar, acabou encontrando o nª do celular de Marcos, pensou em ligar mais não ligou. Foi quando Marcos sabendo que Paulo não estava ligou em casa, Aline atendeu e se passou por mim. Marcaram um encontro lá mesmo em casa.

Nesta data Aline planejara ficar sá e consiguiu. Saímos eu e a Adriana para a casa de minha irmã e ficaríamos e dormiríamos por lá. Aline queria conhecer o meu amante, Aline tinha sá 19 anos. Chegado a hora Marcos toca a campanhia e Aline atende, assustado ele disfarça mas, Aline pede que entre e fala que sabe de tudo. Marcos pergunta p ela :- O que ela sabe? Aline fala que ele era meu amante de muito tempo. Mas que ela não estava tão chateada, uma vez que também desconfiava que seu pai me traía. Marcos ficou muito sem graça com a sintuação, mas não pôde parar de observar a beleza de Aline - conforme Aline me contou; da mesma forma Aline que, observava entre as pernas um certo volume - o Marcos tinha um vara muito grande. Marcos se levantou do sáfa para sair, mas, Aline disse toda maliciosa: - você me come agora ou eu falo p meu pai? Ela estava louca para transar - mas fico imaginando ela tão novinha querendo fazer sexo com o amante da mãe? Parece meio desesperador. Marcos não levou muito a sério até que, Aline abriu os botões da blusa que estava deixando ver os seus seios e levantou a saia. Marcos não teve dúvida: perguntou onde estava todo mundo e ouvindo a resposta imediatamente levou Aline p o quarto onde acostumara a me comer. Aline disse que era virgem, mas Marcos a esta alturas estava querendo saciar-se com carne nova. Aline me disse que o Marcos a fez chupar o seu pau até ele gozar, depois chupou sua buceta até perceber o seu gozo, com toda educação que eu conheço bem colocando a cabeça do seu pênis em sua buceta virgem até entrar tudo. Ela em baixo e Marcos por cima, logo mudariam de posição fazendo minha filha cavalgar na sua vara. Os vizinhos relatam ouvir gritos vindo do meu apartamento - ela puxou a mim, além de estar perdendo o cabaço naquele momento. Treparam por um bom tempo. Marcos não perdeu a oportunidade e fudeu legal a minha filha - coitadinha. Nesse primeiro momento Aline usou e abusou da experiência de Marcos, ficando a noite toda fudendo. Passado algum tempo Aline me relatou o que tinha feito e que gostara. Dei uma bronca, mas, quem era eu para isso. Estava desmacarada e sem moral perante minhas filhas. Agora sá me restava conversar com o Marcos. Marquei de nos encontrarmos e ele sem demoras foi dizendo que queria comer novamente minha filha - fiquei passada e sem saber o que fazer. Acabei dando novamente p o Marcos dessa vez misturando todo o tipo de sentimentos raiva, vergonha, desejo, loucura e paixão. Marcos não teve pena de mim comeu minha buceta como nunca, enrrabou freneticamente, gozou na minha cara fazendo tomar toda a porra. Sentir-me como uma puta, nem levou 19 minutos para isso tudo. Agora todas as escapadas minha estavam sendo vigiadas. Aline ligou outras vezes para o Marcos que protamente atendeu. Certo dia ela levou Marcos para almoçar lá em casa... isto é outro relato.

Até breve!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


tirando a virgindade da cadelinhacontos erotico os mininos comerao meu cu guando ajente brincavacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeninas piranhas de calcinha fio dentalconto comi.uma coroaminha namorada apertando meu pau com a sua bucetaContos amigos voier do marido quero assistir pornô negra da bundona na Muralhagay chupador de sete lagoascontos estoricos travedir fode marido e a esposa n salao d depilacaoevangelica pegou carona traiu contos reaiscontos eroticos cumendo o cuzao cabeludo da minha maeContos eróticos curtos de tia fodendo com cachorroFernanda jeitim nuacontos eroticos violação anal a força gayConto erotivo estupro veridicodei minha bucetao mestruada e ingravidei contosContos eroticos currada no onibus de fio dentalbucetinha rozadinhacontos eróticos professora com garotinhoscontos eroticos de padrinhos com virgenscontos eróticos vovó dando o cu para jumentogorda sentada no sofa e cachorra lambendocontos infancia con tio sadicocontos comendo a enfermeirap****** do papai contos eróticos"meu marido" "virei puta" contocontos eroticos gay papai e euTransando com cunhado na carrinha e meu marido nem percebeucontos fiz tesoura na minha irmanzinha pequenininha e foi gostozocontos eróticos chupando bucetascontos eróticos papai to com vontadecontos erotico com irmaoconto erotico violentada na escolaconto sexo loira e o chefe do cornocontos minha noiva perdendo o cabaço do cucontos anal no acampamentocontos porno dava pro meu padastrotravestis novinha fazendo b****** Oi tomando muito agitada na bocameu filho me engravidou contos eroticsmulher madura em casa fazendo faxina bem à vontade sem roupa ou com roupa calcinha transparentecontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos chupando bucetascontos eroticos arrombando a gordacache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html conto fiz sexo oral em padrecunhado encochando contosContos eróticos fui cavalgar com meu marido e o cavalo me comeu zoofiliaContoseroticos estuprando Vitóriacheguei da escola vi minha p*** s***** dando para o meu tio minha prima piranha s*****contos de tirador de cabaçodesvirginando a clarinha contoscontos totalmente arregaçada meu marido vai percebercontos eróticos sequestrocontos minha irma foi meu rolaoConto erotico bunda a enteada mas velha.contos eroticos de incesto com filhinho viadinho com a mamãeadoro andar sem calcinha contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erotikos menina de menor dando o cu a troco de balavirei puto do vovo conto gaycontos eroticos gay problemas mentaiscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentegrelhuda funk baileler conto erotico de velha greludacontos de coroa com novinholesbica humilhada contos eróticosela pediu pra parar mas continuei empurrando na putacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto noiva dando a outroContos a calcinha da garotinhagoza nuoutro egravidaconto erotico vizinha casada e velho pirocudocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente