Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA PRIMA, NANA & EU

Meu nome é Emanuelle e tenho 20 anos, e isso aconteceu comigo já faz algum tempo.rnEu já estava terminando minha faculdade, e estava preparando meu TCC. No meu grupo estava eu, minha prima Paula e Nancy, que costumávamos chama-la de Nana. rnUm dia marcamos na minha casa para concluir os últimos detalhes do trabalho que seria entregue no outro dia, pedi para que as duas chegassem em casa apás o almoço. Perto das 19 horas elas chegam, tocam a campainha, eu atendo e elas entram. Porém algo estava meio estranho ja que elas entraram sorrindo e fazendo uns burburinhos, mas nem liguei. Sentamos e começamos a discutir sobre o trabalho até que em dado ponto da conversa Nana me olhou com uma cara de sínica, como se quisesse algo meu mas eu não sabia o que era, mas algo me chamou atençao nela. Sua roupa. Ela estava usando um short jeans rasgado que mais parecia um cinto que mostrava suas pernas grossas, roliças e torneadas. Fazia academia e tudo mais, Nana era uma morena de parar um trânsito e eu e Paula sabiamos disso, vários rapazes ja tentaram algo com ela mas poucos tinham sucesso. Seus atributos não paravam por ai, sua pele era lisa e fina, cabelos longos e negros, tinha o rosto fino com olhos pequenos e uma boca pequena mas que sem dúvida até eu beijaria -coisa que faria em pouco tempo- além do mais Nana era jovem tinha 19 anos e muito inteligente. Mas se tinha uma coisa que realmente me chamava atenção em Nana eram seus seios, lindos e redondos feitos para satisfazer qualquer um que deles abusacem.rnE nisso ficamos, trocando olhares que estavam me deixando desconfortada mas nem liguei e continuavamos à conversar sobre o trabalho. Ao meu lado estava Paula, minha prima que indiscretamente pegava na minha mão e enquanto eu falava tentava desviar de seus movimentos, cada vez mais achava que ia acontecer alguma coisa - como de fato aconteceu- e isso me deixava cada vez mais desconfortavel.rnEu nunca olhei para Paula da maneira como olhava para Nana, mas naquele dia parecia que ela estava diferente e isso estava refletido na roupa que usava: uma saia amarela combinada com uma camiseta branca, que por sinal mostrava que ela não estava usando soutien. Naquele momento percebi o quanto Paula era linda. Branca dos olhos castanhos cabelos curtos porém sedosos e macios, corpo pequeno mas na medida certa, sem exageros,parecia um pequeno anjo que naquele momento me chamava para o paraíso.rnDepois de termos falado sobre o trabalho, fui a cozinha preparar um lanche, talvez um suco com bolachas diet meu favorito- ou mesmo algumas frutas, não me demorei mais do que alguns poucos minutos e quando voltei no sofá ja estavam Nana e Paula aos amaços ja quase sem roupa -no caso Nana que estava com suas roupas íntimas e Paula nua por que como falei ela estava sem a roupa de baixo- elas olharam pra mim e continuaram a fazer o que estavam ja a muito tempo planejando.rnAfogaram-se em beijos, amassos e caricias. Eu estava lá na frente delas com uma bandeja de frutas nas mãos, Nana olhou para mim e disse:rn- Olha o que eu faço com a sua priminha!rnE ela então agarrou Paula pelo cabelo e a beijou, depois disso colocou sua cara entre os seios de minha prima e se pôs a suga-los de maneira avida como se desejace leite da mãe. Paula olhou pra mim e riu com o canto da boca, me chamou com o dedo e disse:rn-Vem prima, vamos brincar com Nana!rnNaquele exato momento deixei a bandeja que estava em minhas mãos cair, um calor subiu pelo meu corpo, um desejo nunca antes sentido tomou conta de mim. Nana veio ao meu encontro, pegou pelas minhas mãos e me guiou ao quarto. Não esbocei reação alguma, e enquanto Nana tirava minhas roupas Paula me acariciava e me dava pequenos beijos na boca e lambia meu pescoço. A excitação ja tomava conta de mim e me entreguei ao prazer proíbido. De baixo para cima Nana vinha me acariciando e me lambendo e quando chegou na minha boceta ele começou a chupar de uma maneira mágica, eu tremia e me retorcia toda mas Paula me acalmava me beijando suavemente. Depois de lamber toda minha xana, Nana começou a tirar toda a roupa que lhe sobrara, e então pude ver aquilo me sempre me seduziu, as belissimas tetas dela que eram realmente grandes. Ela entao pediu para eu abraça-la e então me disse:rn-Eu sempre te desejei, e não pude esperar pelo momento de ter seu corpo.rnNesse momento nos beijamos, calidamente e fervorosamente. Eu não queria soltar do corpo de Nana, era um desejo incontrolavel.rnApesar de saber que aquilo era totalmente vulgar e impensavel para mim, me entreguei de corpo para essa relação e não me importaria com as consequencias.rnEnquanto Paula se masturbava, eu e Nana nos acariciavamos, e Nana sussurrava em meus ouvidos coisas do tipo: você era tudo que eu queria você é o meu prazer...rnAquilo me deixava mais exitada, e enquanto ela mamava em meus seios, eu pensava em tudo o que passavamos juntas até chegar naquele dia.rn-Você tem a boca mais gostosa que eu já beijei, os peitos mais duros que já mamei e a boceta mais quente que já provei. - dizia Nana para mim.rn-E você, é a mulher que eu sempre quis. Disse.rnApás meu amor com Nana, vi que Paula estava no pjnto e fiz tudo com ela também, passamos o resto do dia transando.rnA noite fomos tomar banho na minha piscina, e mais uma vez nos amamos. Um prazer triplo. rnNesse dia eu, minha prima e Nana, soubemos o que era de veradade o gosto do prazer.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos encoxando rabos enormesconto de estrupando a velhacontos eroticos de marido ajuda varios amigos afuder esposaesposa na pescaria contoComi a cadeirante casada contosconto erótico comendo a mulher do meu melhor amigo fazendo sexo analtirei a zorba vesti uma calcinha fui bater uma punheta olhando minha bundaminha mae vai ao massagista sem calcinhas contos eroticoscontos de sexo picantes filhas se acabando nas pirocas. groças. e grandes do papai taradaoSafadinho aaa uuuquero ver bundas gostosas e peitossa e peitosContos eroticos de mamaecontos eróticos de upskirt em escoteiraconto erotico enrabadocontos eroticos filha novinha da empregadacontos eróticos minha tia de baby dollsurra de chinelo contosvideos porno pai afunda as tanga da filha virgemcontos eroticos o cara me deixa loucacontos eroticos de genro fazendo xixi com a sogragozando la dentro da buceta vermelhinha da dimenoconto meu cunhado me emcochou no bus como perdi o meu analLora dismaiando no cu no anal em tres minutossocando muinto rapido ate ela gozar tezao monstruoso boa fodacontos eroticos meu filho bundudo gordoContos dei para meu filho roludoconto erotico me fuderam no estádio otadocavalo goz de kuatu bucetasou uma safada/contoscontos eroticos medicocontos eroticos de oncesto de sogra com derroConto coroa gay medicocontos lesbicas esposa com mulhercontos eróticos sobre sobrinhabucetudaminha mae vai ao massagista sem calcinhas contos eroticosnovinho delirando na primeira gozadaContos safados pirocaopapai descobriu contos eroticoscontos eroticos de vendas passei gelo no corpo deleComo fazer a mulher se apaixonar pegando a calcinha delaengravidou a minha namorada contos eróticoscontos horoticos verdadeiras pelotaseu minha mulher e meu sogro contoscontos eroticos de travestis fudendo o tiopeguei no pau duro e acabei chupandoIncesto com meu irmao casado eu confessochupando os peito da profesora dos peitos mai empi nado do mundocontos eroticos iniciada pelo pai da minha amigaUni batendo p****** os malhadãocache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html siririquei contocdzinhas lindas contoscontos eroticos de travesti bemdotadocontos de mulheres ninfomaniaca por sexoRoseli gemendo com pau na b*****Contos eroticos de meninas estupradas.CU arrombado ABERTO madrasta contotraí meu marido contoscontos pornos fudendo mamae irmaseu e minha cunhada apos a festa conto eroticoconto erotico de netasovra manda o genro da taña na bunda delaconto dei minha bucetinha muito novinhacontos veridico de priminhacontos eroticos arrombando a gordatirei a virgindade do meu sobrinho roludo e minha bunda grandecontos eroticos incesto na infanciasobrinha novinha contos eróticosconto com a cunhadacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos eroticos dando o cu para manter o empregomae pede pro filho ajudar escolher a lingerie incestofui ensinar a sobringa dirigir ea fudiconto sexo loira casada primeira dp