Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FLAGRADO PELA MULHER COM SUA CALCINHA

Flagrado pela minha mulher com sua calcinharnSempre fui louco por mulheres com suas calcinhas minúsculas e transparentes, adoro cheirá-las e até usá-las de preferência que estejam usadas sem lavá-las.rnMinha mulher sempre deixa as suas calcinhas penduradas nos cabides do banheiro, esse motivo me fez contar sobre meus desejos, e o fragrante que ocorreu na semana passada.rnTenho um tesão louco por Adriana mulher realmente desejada, bunda grande pernas roliças e adora ser arrombada, totalmente liberal, sá não libera seu lado ?bi?, até esse dia, talvez medo de minha reação, tentei por várias liberá-la mas, não adiantou ela foge do assunto.rnAo entrar no banheiro vi sua calcinha marrom transparente, minha preferida, não resisto vou logo tirando minha roupa para usar aquela delícia, sempre na hora do banho, a enfio no meu reguinho e provoca um tesão maravilhoso, meu pau já começa a sair para fora, não tem calcinhas minúsculas que comporte um pau seja ele qualquer tamanho, começo a me masturbar em frente ao espelho olhando minha bunda com aquele fiozinho enfiado. Loucura ou não é gostoso.rnAdriana entra no banheiro e dá aquele ?flagra?, tomei um susto e fiquei sem reação, pra minha surpresa ela disse para eu não parar.rn-Que delícia, falou com seu olhar devorador bisexual enrustido, tirou seu vestido caseiro estampado com detalhes branco e preto que cola naquela bunda enorme, quando anda entra em seu rego, tira a concentração de qualquer homem que goste de um rabinho gostoso, tirou a calcinha usada colocou em meu nariz, sabe que adoro cheirar seu cheiro de sexo, mistura de buceta e cuzinho, irresistível, veio por traz e começou e raspar sua vulva na minha bunda, seus pelos roçavam meu rego que e com suas mãos abria e apertava minha bunda, gemendo em meus ouvidos e sussurrando palavras maravilhosas como, quero comer esse cuzinho delicioso, foi descendo lambendo todas partes da minha costa até chegar na meu rabo com sua calcinha enfiada, sá escutava falar ?que gostoso esse cu, maravilhoso?, puxou a parte que estava enfiada, lambia loucamente como se fosse um doce desejado, muito vontade e lubrificou totalmente meu rabo.rnPegou pela minha mão me levou até a cama mandou que deitasse com a bunda para cima, saiu do quarto foi até o outro onde guardamos nosso brinquedinho erático, que usamos quando ela quer dar várias gozadas e ser fodida pela frente e por traz de uma sá vez.rnEu deitado com meu cu todo lubrificado ainda com sua calcinha, ele traz consigo o lubrificante e ?seu pau?, um tamanho até para quem nunca deu, um tanto grande mais ou menos 19 cm., falei para ir devagar, respondeu ela ??fica quietinho para que realize meu desejo de comer esse cu gostoso?. Baixou a calcinha até chegar nos pés tirou apenas de uma perna que ela queria ficar olhando aquela peça minúscula no meu corpo, lambeu mais um pouquinho, passou o lubrificante com o dedo no meu cuzinho e foi enfiando o dedinho, dizendo que era bem apertadinho e que iria iniciar aquele rabo.rnTemos uma cinta que prende o pau artificial de gel muito parecido com um verdadeiro, colocou a cabeça na entrada do me cuzinho, gemendo muito, louca para comer meu rabo, falava palavras gostosas, e foi enfiando, eu tentando relaxar para não dificultar mais, doía um pouco,?fica quietinho que estou enfiando devagarzinho, dizia baixinho em meu ouvido, quando percebi já estávamos unidos por aquele pau, totalmente dentro do meu cu, com sua respiração ofegante começou a entrar e sair do meu rabo até que relaxei e me entreguei totalmente aos seus desejos, num ritmo maravilhoso, ficamos por mais ou menos uns vinte minutos, nessa posição, logos apás pediu que sentasse para ver seu pau ser cavalgado pelo seu macho que agora era sua putinha, atendi prontamente, já com mau anel acostumado fui sentando até entrar totalmente e comecei a cavalgar, ela pegou no meu pinto já estourando e começou a bater uma punheta até eu gozar, a porra chegou em sua cara e em seus peitos, ela passava a mão e levava até a sua boca e me beijava misturando minha porra com nossa saliva.rnLágico que apás essa loucura não poderia deixá-la na mão, fui pra cima dela e comi seu rabinho e sua bucetinha, não sei quantas vezes gozou, mas tenho certeza que foi o seu recorde em gozadas.rnEspero continuarmos nossos desejos por muito tempo ainda.rnAbraço a todos.rnrn rnrnrnrnrnrn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos empregada humilha a patroaa filhinha do meu amigo contos pornopia se acha ser pausudocontos erotikos comendo o cu da minha madrinhaler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada por dotadosmeu patrão me pegou mastubando e chantageia conto eróticoconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos minha cadelinha manhosaContos eroticos da esposa safada com o marido deficientecontos eróticos chupando bucetasfilho dotado fudendi o pai desejosecretos.comzoofilia os mais pegadorescontoserotico, sogrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos mulher casada da o cu pro cãocontos Recém casada traindo marido com dono da casaconto erotico princesa aronbada na favelamae mijando tesao contoscontos er apaga a luzsite onde posso encontrar contos eróticos com retrato contos eroticos de homens que vestem as calcinhas das esposas e saem com travestiContos eróticos deixa eu ver só um poquinhoConto com foto vizinha peluda de vestido no matocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos delicia de infancia com meus vizinhosminha tia olhando meu paucontos eróticos sobrinha terraço caocontos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoesConto titia e madrinhacontos eroticos mamae me ensinou a ser putacontos eroticos arrombando a gordacont erot recem casada um velho mecontos.de.velha.crente.taradacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo com a síndica do prédioContos eroticoa transei cm um aduto na infanciacontos picante de casada sem calcinhatravestis novinha fazendo b****** Oi tomando muito agitada na bocaconto enteada sem calcinhatomou calmante e tomou no cu contoconto de mulher transando com meninos novinhoscontos erotico tia estrupa o amigo do sobrinhocontos vendo o meu cunhado a fode minha irma betinhaConto erotico despedida de solteira da amiga rabudacontoseroticos primo hetero comeu o primo gayconto humilhadacontos eróticos pai dotadocontos porno chantagiando a cunhadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentesexe conto minha fia mideo o cu por 1.00 reauvideo deixando ninfetinha toda arrepiadacontos veridicos de incesto punhetando o papai iniciandodesmaiou quando o caralho enorme do negro entrou no cucomo erotico dei para ocavaloconvencer mulher ir praia nudismoBem dotado comendo a patroa no sitio conto eroticoConto eroticos zoofilia gays meu cao me traçou no meu quintacontos eróticos assediada por minha amigaminha netinha contos eróticosmulher chama homem pra chupar sua b***** dela já foi gozar e alguns amigos queridosconto nunca pensei que iriamos numa praia de nudismocontos eróticos de deficientesa foder a policial na rua contosContos eroticos ana paula contos minha enteada minha amantecontos eroticos com a tiasua amiga eu vou pegar de tras pra frenreestuprada pelo padrinho contos eroticosvídeo pornô a mãe dela tava de biquini o genro só dava a sograescurdo bucetona arreganhada foto delasdei para meu genrocontos eróticos brincadeira do leitecontos eroticos gozada em familiacontos eroticos a madrasta pretaprofessor peludo conto gaycontos eroticos com fotos de mulheres com pelos loiros no corpoconfesso transando com trêsaí mano chega pra praia e faz sexo com irmãocontos pornô de incesto a mamãe gritou igual uma puta quando enfiei o meu pauzao na sua bucetinha cabeluda