Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA SEGUNDA TRANSA COM O NAMORADO DA MINHA EX

Olá pessoal, hoje vou contar como que eu tive a minha segunda relação com um cara.rnUns meses depois que eu havia dado pela primeira vez e única eu fiquei muito pensativo se eu estava virando gay, mas eu ainda gostava de mulher. Eram apenas momentos onde eu me tornava uma fêmea mas apás a masturbação aquilo passava e eu voltava a ser o homem que eu era.rnMinha ex havia terminado comigo a uns 4 anos e namorava um cara (vou chamar de Vinicius) a 2 anos e meio, 3 anos. Ele era tamanho médio, fazia educação física e malhava sempre. Mas pelo fato de ele ser o atual da minha ex não nos dávamos muito bem por este motivo. Nunca haviamos nos falado, porém pelo acontecido não haviamos motivos para nos falarmos. Era uma sexta-feira e meus pais haviam ido viajar para a Argentina e fiquei uma semana sozinho na minha casa, e com o carro na garagem com tanque cheio. Saí como de praxe de casa com o carro e parei tomar umas cervejas num posto de gasolina aqui da cidade. Encontrei uns 3 ou quatro amigos, ficamos bebendo, falando de mulher, até que decidi deixa-los e sair dar uma volta porque percebi que se eu ficasse ali não iria pegar ninguém, pois eles são meio mal vistos pela mulherada. Subi no carro e saí dar uma volta e estava pela pista da direita, devagarinho. Quando me aproximei de uma lombada, fui passar mais de lado, virando o volante (o carro dos pais não é rebaixado, mas as vezes eu faço isso sá de brincadeira). QUando eu entrei na outra pista com o carro passando na lombada, veio um celta vermelho insulfilmado rapidamente pela outra faixa, freou mas nao conseguiu evitar a batida (ele estava rápido porque a faixa da esquerda passa mais carros e a lombada é menor, dá pra passar rápido mesmo). Quando eu bati percebi que era o meu erro e fiquei tremendo achando que poderia aparecer um policial ou mesmo o cara sair me descendo a porrada. Quando sai do carro, vi que o meu tinha amassado a porta um pouco, quebrado lanterna e riscado um pouco do capô. Do outro cara tinha quebrado a lanterna tambem, porta amassou bastante. Quando vi percebi que era o atual da minha ex. Ele me viu, abaixou a cabeça e fez sinal de negativo balançando a cabeça e disse: você sabe que a culpa é tua né? Eu disse que sabia e que iria pagar tudo. Como ele não tinha bebido queria chamar a polícia, mas eu disse que eu iria pagar e convidei para irmos para a minha casa para que a gente conversasse mais. Ele foi muito camarada em aceitar e darmos o fora dali logo, pois poderia me ferrar e não o fez. Falei para me seguir e fomos por caminhos meio desertos até que colocamos os carros na garagem. Acendi a luz para que possamos ver o estrago e concluimos que iria dar de 2 a 4 mil reais os dois, acordo nosso que eu tive que pagar. Convidei gentilmente a entrar. Ele estava com uma bermuda curtinha preta, camiseta branca, luva de academia e um tenis. Ficamos conversando um pouco e ofereci uma cerjeva, ele disse que não bebia cerveja sá whisky ou vodka. Tinha um Red Label aberto em minha casa do meu pai e duas latas de Red Bull, onde servi com umas pedras de gelo para mim e para ele. Nesta hora ficou um clima estranho, eu servindo o namorado da minha ex, na minha casa, mas pelo embalo das cervejas do posto eu havia me soltado e perdido a vergonha. Sentamos na sala num sofá de 3 lugares, ele numa ponta e eu na outra e estava passando UFC, ou seja, assunto a gente até que tinha. Depois do segundo copo, perdi a timidez e acabei perguntando sobre a namorada dele, se ela estava bem, o que estava fazendo da vida, como estava o namoro. Ele achou um pouco estranho mas comentou que estava bem, mas a vida sexual deles não ia muito bem, pois ela era da igreja e dava muito raramente, por ser pecado e essas viadagens que a igreja impõe (eu não tinha chego a comer ela, namoramos por 8 meses e nada, sá uma chupeta). Eu falei pra ele que nunca tinha feito nada com ela porque a respeitava muito então queria fazer quando ela quisesse, mas ele disse que acabou forçando a barra com ela, conseguiu comer algumas vezes mas agora ela estava meio indecisa e suspendeu as fodas com ele. Disse: mas nem uma chupetinha? Ele: Raramente, estou subindo as paredes para que chupem meu cacete. Eu ri e como ele tem um sorriso lindo e é o meu tipo joguei no ar dizendo que já havia feito uma vez e a pessoa tinha gostado. Ele ficou espantado mas logo fez uma carinha de safado e falou que eu estava sendo desafiado a chupar ele melhor que a namorada dele. Eu falei que topava, mas que isso sá ficasse entre a gente. Ele disse que tudo bem. Falei pra esperar que já voltava. Fui até o quarto, peguei uma calcinha de tigresa fio dental da minha irmã e o sutiã tambem de tigresa (ficou apertado), vesti uma calça leg de academia da minha irmã, que ficou bem coladinha do meu corpo, um top branco transparente que fazia aparecer meu sutiã, coloquei uma sandália salto alto transparente que impinou minha bundinha, passei rimel, delineador e um batonzinho. Entao quando eu apareci ele ficou louco e disse que eu tava LINDA, que não estava acreditando. Então eu me ajoelhei no meio das suas pernas fiquei passando as mãos no peitoral dele e ele não acreditava, fazia força para olhar a marca da calcinha na leg e ficava louco. Seu pau já estav durasso e comecei a alisar as coxas dele. Nesse momento o meu começou a ficar duro, mas naquela leg não deu pra esconder. Ele disse: olha sá, o ex da minha namorada está ficando de pau duro por passar a mão nele. Eu disse que ele era gostoso e que ela tem muita sorte em ter trocado eu por ele. Ele sorriu. Então decidi encarar o pau dele e abaixei a bermuda, mas logo ele tirou com a mao e jogou num canto. Cueca linda branca, fiz questão de beijar com meu batom e deixei a marca de batom no cacete dele. Ele adorou! Então abaixei lentamente a cueca dele e saltou um pau lindo pra fora, com uma gotinha de pré-gozo. Encostei a língua nessa gotinha e tirei a língua, formando um fio. Era um pouco maior que o meu, cabeça vermelha, grande, macia, quente, com muitas veias. Tirei o resto da cueca com a boca e joguei longe. Fiquei tocando uma bem devagarinho pra ele e ele me incentivava, falava que eu estava gostosa, que eu era uma delícia. Abocanhei aquela beleza e começei bem devagarinho. Ele logo pois as mãos em volta da minha cabeça e começou a forçar. Ia até a metade mas ele queria mais. Disse para parar mas ele não parava, queria me foder a boca e falava que eu chupava melhor que a namorada dele. Eu parei e falei que era sério, pra deixar eu fazer o meu trabalho. Ele disse que ia comer a minha boca então eu fui até meu quarto e peguei uma algema de brinquedo (mas muito resistente) e falei que iria prender ele com as mãos pra trás. Ele disse que tinha adorado se sentir preso. Coloquei os braços dele pra tras e prendi. Assim pude fazer o meu trabalho do jeito que eu gosto. Chupei o seu saco, ele gritava de tesão, chupava com vontade, fazendo verter sangue quase do seu cacete, chupava e babava muito! Queria era sentar naquele pau, mas eu tinha que me controlar. Fiquei uns 20 minutos chupando e ele disse que não aguentava mais e que minha boca era deliciosa e que iria gozar. Aumentei o ritmo, fiz mais sucção, apertei mais a minha boca e preparei a garganta para receber aquele néctar. E assim aconteceu. Ele começou a berrar, com as mãos presas pra trás e eu comandando tudo. Gozou uns 8 jatos direto na minha garganta onde fiz questão de engolir tudo e deixar tudo limpinho. Ele me olhou e disse que nunca a sua namorada havia deixado ele fazer isso e que era o sonho dele, disse que então eu havia realizado o seu sonho. Liberei ele, ele gostou demais da minha chupada e falou que realmente é muito boa, mas com toda aquela roupa ele achava que eu não queria parar por ali sá. Eu disse: com certeza não. Então ele deu uma risadinha, ficamos em pé e eu me apoiei no sofá e ele ficou esfregando a pica dele dura ainda (não abaixou devido a gozada) na minha calça. Deu um tapa na minha bunda que eu adorei e disse que delicia você é, tua bunda é melhor que a da nossa namorada! Fiquei feliz e dei um sorrisinho. Ele ficou esfregando em mim e pegou no meu peito e começou a passar a barbicha na minha nuca e a fungar. Vendo que eu fechei os olhos ele disse: a minha putinha tá gostando é? eu: muito! Meu pau tá durasso! Incrivelmente ele pegou com tudo no meu cacete e começou a bater uma pra mim, por cima da calça! Eu delirei! Ele tirou meu top e fiquei de calça, sandália, e sutiã de oncinha. Me virei e disse pra ele tirar minha calça. Ele teve que se ajoelhar pra tirar e ficou com a sua cara bem na minha pica. Quando abaixou a calça, meu pau pulou pra fora e ele ficou olhando ipnotizado. Perguntei se tinha gostado ele disse que era bonito mas estava ali pra outra coisa. Tirou minha calça e fiquei sá de conjunto de tigresa e salto e ele sem nada. Peguei KY e dei pra ele e entendeu o recado. Fiquei de 4 no sofá e ele puxou pro lado a calcinha e enfiou um dedo com KY. Falei pra ele ir com cuidado que eu era quase virgem. Ele disse: ah então minha putinha não é mais virgem do cuzinho é? Falei que tinha dado pela primeira vez a alguns meses. De repente ele coloca dois dedos com muito ky e começa a deslizar para dentro de mim, enquanto com a outra mao ele bate uma pra ele e eu com a minha direita bato uma pra mim. Eu gemia de olhos fechados e gemi mais quando ele colocou o terceiro dedo e falou que meu cu era muito delicioso e quente e que ele iria adorar. Ele tirou os dedos, pegou uma camisinha que ele tinha e disse: Essa eu guardo a tempo, mas sabe como é ela né (se referindo a que ela não dava). Sorri e mandei ele por logo que queria que ele me comesse de quatro. Ele foi a loucura e tirou meu fio dental e top, ficando sá de sandália. Assim que terminou de vestir a camisinha veio na minha direção e disse: já que a minha namorada não me dá, eu como o ex dela. Eu ri e disse: espero que goste! Ele encostou a cabeça quente no meu rabinho e eu afundei a cara no travesseiro. Ele pressionou com firmeza, mas devagarinho foi entrando. Uma hora pedi pra parar e ele parou, alisou a minha bunda, me elogiou e continuou. Foi entrando entrando tudo até que senti seu saco na minha bunda e ele disse: aguentou tudinho hein! Eu senti que meu cu estava no máximo e o pau dele estava justinho em mim, parecia ter sido feito pra mim aquele pau. Ele ficou parado um pouco esperando que eu me acostumasse e dei o OK pra ele ir, mas devagar. Ele começou tirar bem pouco e colocava bem pouco e bem devagar. Meu pau não amoleceu com a entrada dele, por sinal ficou ainda mais duro. Ele começou a tirar e me puxava pelas ancas fazendo com que escorregasse tudo pra dentro de mim. Ele começou a me dar tapas na bunda e falar que meu cu era uma delícia, que eu era sua putinha já que a namorada dele não era. Começou a bombar forte e eu sentia muito tesao, olhei pra meu pau e ele babava uma gosma que ia do meu pau até o sofá! Fiquei com uns 40 graus, estava uma delícia tudo aquilo quando sugeri pra ele sentar sem me tirar de dentro. Então ele me pegou pela cintura, me girou e ficou sentado no sofá. Eu usei o encosto dele pra me impulsionar com os braços e os pés no salto no sofá me ajudaram no entra e sai. Fiz questão de fazer bonito, já que a namorada dele e ex minha sá queria saber de ficar nos beijinhos. O meu cu é curvo pra trás então adaptava certinho no pau dele. Ele segurava as minhas ancar e puxava e sá parava quando estava tudo dentro. Eu gemia como uma cadela no cio e ele como um boi reprodutor. Eu falava: Veja seu pau sendo engolido pela minha bundinha, no salto alto! Coisa que nunca teremos com a nossa namorada! Ele concordou e achava tudo lindo! Uma hora sentei nele o máximo que pude e ainda puxei para os lados a minha bunda pra sentir ele beem dentro de mim! Eu falei que era uma delícia sentir ele bem fundo em mim e falei que ele deveria sentir o mesmo (porque percebi que ele tinha olhado fixamente pro meu pau) ele ficou quieto e percebi que daquele jeito eu não iria gozar. Enterrei o pau dele no meu cu e girei, ficando com o pau dele curvado para a minha prástata, massageando ela. Ele viu que meu pau babava muito e escorria até o início da cabeça. Fiquei abraçado nele subindo e descendo com a ajuda do encosto e dos saltos e perguntei se ele já havia visto um pau gozar com outro enterrado no cu. Ele disse que não, então perguntei: quer ver? Ele disse que sim. Então fiquei um pouco mais pra trás numa posição que sentia que a cabeça dele massageava a minha prástata e mandei ver. Eu gemia muito e pedi pra ele gemer pra me incentivar. Ele abria a minha bunda no meio e puxava ela pra si e eu cada vez mais rápido roçando aquela cabeça linda e quente dentro de mim quando eu solto um urro e gozo muuito mesmo, muito mais que ele! Um dos jatos atingiu o queixo dele mas ele estava tão impressionado que nem percebeu. Minha barriga se encheu de porra, meu umbigo transbordou. Ele vendo o meu estado de excitação ficou impressionado e disse: caralho, como você fez isso sá com um pau enterrado no cu? Como percebi que ele não havia gozado sugeri tentar. Ele demorou pra pensar e disse que queria tentar com a sandália no pé dele, porque ele via a namorada dele e achava um tesão! Pronto, tinhamos dois viadinhos! Saí do pau dele, duro como pedra e senti um vazio dentro de mim. Me limpei, tirei a minha sandália e calcei nele. Pedi pra ele andar um pouco, bem sem jeito ele andou e ficou se masturbando sem camisinha o tempo todo. Eu consegui me reestabelecer do gozo e deixar meu pau duro de novo e falei pra ele deitar no sofá com os pés pra cima, o que fez de imediato. Comecei com o KY com um dedo, depois dois (foi difícil mas agradando o pau dele foi tranquilo) e três. Cuzinho era mais folgado que o meu, desconfio que tenha dado mais que eu, mas não quis perguntar. Peguei uma camisinha, puis no meu pau e algemei ele com as mãos pra trás e disse que ele iria ver o que era gozar sem tocar no pau. Encostei na portinha dele, coloquei os pés no meu ombro e quando comecei a forçar meu pau deu um pulo pra dentro! Aquele carinha não era virgem do cu nem aqui nem na China! Ele deu um gemido delicioso de ouvir e eu esperei um pouco ele se acostumar, elogiei ele, bati uma rápida pra ele e comecei a tirar e por. Tirava tudo e socava tudo já no início e ele adorava! Fiquei numa posição que a minha cabeça roçava a prástata dele e quando ele sentiu que era isso que faltava ele soltou um gemido como quem diz: "achou meu ponto G! Manda ver!" Insisti ali porque sabia que havia achado a sua prástata e continuei, rapidamente a socar naquele rabinho quente. Ele estava em transe, algemado, com os pés pra cima e com o pau durasso. Ambos gemendo muito, eu entrava e saía muito! De repente ouço ele gemer mais alto e mais longo, se contorceu um pouco e ficou tremendo, enquanto do seu pau jorrava jatos e jatos de porra. Ele virava os olhos e a cada jato meu pau era comprimido por seu lindo cuzinho e sua prástata ficava mais rígida.FUi diminuindo as estocadas e ele abriu os olhos, sorrindo e disse que aquela havia sido a melhor gozada da vida dele. Saí de dentro dele e havia um pouco de sangue no cuzinho dele, mas nem falei nada. Ele se vestiu, falou que eu era bem diferente do que havia conhecido e combinamos de nos ver mais algumas vezes. Acabei pagando o conserto do carro dele de outra forma, e por eu ter mostrado aquilo pra ele, ele acabou pagando o dele e eu o meu.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticoscomendo varias negona poeno cenas namoado apwrtando mordendo e chupando teta da namorada pra formar bicovvidos de muler co casoro. fudemocontos mulher seduzido homempresenteano minha esposa com outra rola contos eroticosmulhe chupa caserte do jegueCONTO DEPRAVADApornocontossiriricavídeo pornô a mãe dela tava de biquini o genro só dava a sograchupando buceta soltando fumaçacontos sendo escrava por santagemcontos eróticos de traição de casadas testemunhas de Jeováminha tia coroa crente de 57 anos contocontos eróticos de traição de casadas testemunhas de Jeovámedica ver garoto pelado e assusta/contoseroticosnifetas brasileiras dando cuzinho virgem pro irmao chorando de dorgenro faz sogra gozar contosContos eroticos a vizinha feiacontos eróticos incesto o homem da minha vidacontos eroticos tava todos na praia eu vim buscar minha sogra que tava trabalhacantos eroticos dando meu cuzao para meu filhocontos eróticos minha esposa trouxe sua sobrinha para morar com a gente  Minha vontade era de explodir de tesão quando ela me perguntou isso. Mas me controlei e falei só que sim, que pensava muito nela!! Aí foi meio automático, a gente já estava bem próxima mesmo. Ela se aproximou, eu me aproximei. Não sei bem quem tomou a iniciativa, mas o nosso primeiro beijo rolou ali mesmo. Foi maravilhoso. A lí  as rola de pratigo na bucetacomi o padrecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos dentista coroa casada tarada por sexocontos eroticos ela não queriaContos eróticos fériascontos abobrinha na bucetacontos marido jogandocontos eróticos cdzinhaContos eróticos comendo uma lorinha dos seios grandes Luizahumilhada e fodida contocontos ela me punhetoubuceta ebumdaoBianca trabalho conto eroticoxvideos minha matrasdo nu meu quato sexosexo vovo contoscontos de coroa com novinhocontos eroticos corno e amigo mesmincesto contos da cunhadinhacontos eroticos arrombando a gordaRelatos eroticos de moleques de quatorze anos sendo estrupado por homens dotados na obraconto erotico eu peguei meu pai comendo cu da nossa empregada na marraChaves enfia o dedo no cu da chikinhaComtos mae e tia fodidas pelo filho e amigos delezoofilia mulher deixando homem fértil todinho dentro dela e gozar dentro de escorrerconto mulher casada rabuda dei pedreiroesposa perdeu a aposta contoscontos vizinha loira meninacontos eróticosprimosconto chupei a coroacontos de coroa com novinhocontos eroticos minha sogra de calcinha rendavídeo do Seu Madruga metendo a pica no c* da Dona FlorindaContos de incesto familiarpor causa da zoofilia virei escrava 3 Casa dos Contos Eróticoscorno participou contocontos eroticos arrobei o cu da casada q conhecei na netcomi minha tia contoareganhando o cu e epois a boceta com a mao relaxandoConto erotico levantaram minha microsaia e me comeram gostosomulher gozando a um metro de distansia e mijandocontos sou puta e insaciável por rolaConto erótico qual é a cadela mais receptivacomendo a bundinha da menina contos eroticoscontos eroticos arrombando a gordaalgus dono de escravos estrupavão escravascontos eróticos leite incestoContos eróticos de incesto filhinha caçulinha dando em cima do paiconto de uma testemunha de jeová casadacontos eróticos no cu com cachorroscontos eroticos arrombando a gordaainda havia dor mamilo grande e pontudo vídeo pornôArregassando a bucetinha de uma virgem enquanto ela chupa o.pau do outroporno finho brexa tia tocado de rupa