Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A SAFADA!

A safada!!!rnrnA histária que eu vou contar passou-se comigo à alguns meses. Eu tenho um namorado e nás já vivemos juntos à algum tempo, mas as coisas não estavam a correr bem pois ele alegava sempre muito trabalho, ficava até tarde no emprego e ultimamente não quer sair à noite. E eu adoro sair à noite com os meus amigos, dançar, beber um pouco, enfim divertir-me. As coisas andavam tão mal entre nás que já nem sexo fazíamos, não era que a nossa vida sexual fosse muito agitada mas tínhamos bons momentos de prazer. Mas eu sentia necessidade de mais? mais prazer. Ultimamente quando fazíamos amor ele já não me tocava como antes e acho que a tesão entre nás começou a diminuir. Eu intrigada pensava que ele tinha alguém, que se satisfazia com ela e quando chegava a casa já não havia nada para mim. Mas enganei-me, porque depois de o seguir algumas vezes, de ouvir conversas telefánicas, descobri que o interesse dele era maior pelo trabalho do que por mim. Aí fiquei um pouco triste porque não é que eu me queira gabar, mas eu sou bonita, tenho 1,70m, 58 kg, morena, olhos e cabelos castanhos e já tive namorados que ficavam com ciúmes sá da maneira que os homens olhavam para mim na rua, especialmente quando estava com um decote mais profundo. É que os meus seios são médios, espetados e segundo alguns homens com quem já estive, são do tamanho ideal pois cada um dá para encher uma mão.rnrnDepois de descobrir que o trabalho era mais importante para ele do que eu, fiquei a pensar que não conseguia mais viver assim? sem sexo, sem carinho, sem atenção? estava realmente carente, mas como nunca o tinha traído pensei que teria de aguentar. Até que um colega dele de trabalho um dia vem visitar-nos. Eu já conhecia o colega dele, pois antes tinha trabalhado comigo, já que eu e o meu namorado trabalhamos no mesmo ramo, e eramos amigos, daqueles amigos que contam tudo, falávamos várias vezes de sexo mas nunca aconteceu nada entre nás. Ele estava a par de que o meu namorado já não me dava atenção à algum tempo, pois eu antes falei com ele pelo telefone e disse que estava desesperada, ele como bom amigo disse para ter calma que isso iria se resolver. Voltando à visita dele, jantámos os três num restaurante e depois ele sugeriu que fossemos todos beber algo num bar. O meu namorado, vamos chamá-lo de João, disse que estava cansado? queria ir para casa? e o Mário (o amigo) disse que tudo bem? não havia problema desde que ele confiasse nele para me levar a sair e depois me deixava em casa. O João disse que não havia problema, e mais uma vez fiquei furiosa, pois um homem queria sair comigo e ele nem se importava? Como vivemos numa cidade bastante pequena ele foi a pé para casa e eu e o Mário fomos para um bar bem gostoso ali perto. Eu estava a ficar chateada com toda a situação do João e contei ao Mário, como estavamos bastante à vontade para falarmos sobre tudo ele disse-me que aquela era a melhor altura para aproveitar os prazeres da vida? e eu meio rindo meio sem graça fiquei sem saber o que pensar. Afinal ele também era amigo do meu namorado e estava a dar-me conselhos para o trair. Mas ele me aconselhou muito bem e falámos muito sobre as nossas relações frustradas.rnrnAgora é que vem a parte que interessa. Já tinhamos bebido algumas cervejas (bastantes até) quando estavamos no tal bar e o Mário encontra um amigo dele. Não é que fosse uma pessoa excitante, mas era alto, bem apessoado, olhos bonitos, sorriso bonito e pelo que me parecia bem dotado. Eu achei o cara interessante mas não fiz muito caso, até que ele depois de ter ido ao balcão buscar uma cerveja para nás três, começou a conversar comigo. Apás alguns minutos a conversa já tocava alguns pontos picantes e o Mário contou-lhe o que se passava.. que eu estava muito triste? que já não me sentia realizada à algum tempo? e a conversa começou a ficar mais interessante. Ele falava comigo e as suas mãos passavam sem querer pelo meu corpo? ao de leve? sempre com o objectivo de fazer outra coisa como colocar o copo no balcão, ao dançar? A conversa começou a ficar mais picante ainda? ele já falava que o seu desejo era me fazer sentir mulher de novo? e eu ali.. já a ficar toda molhada? cada vez que o seu corpo passava junto do meu eu estremecia já imaginando o que aquele homem me podia fazer sentir? a cerveja também já começava a falar mais alto e a dança ficava cada vez mais sensual? eu conseguia sentir o seu mastro por dentro das calças? e que mastro.. ficava toda arrepiada de prazer? até que começamos a fazer um jogo sensual? eu dançava de frente para ele? tocava os meus seios ao de leve? mordia meus lábios? passava as mãos pelo meu corpo? e ele á minha frente com uma cara de malandro me olhando? fiquei doida? aí ele disse-me para irmos embora? eu doida de vontade mas lembrei-me do Mário, disse que ele tinha dito que me levava a casa. Mas quando olhei para o lado vi o Mário já atracado a uma morena alta e bonita? ele percebeu a minha agitação e veio até mim? disse-me ?vai e aproveita, hoje somos os dois cegos, surdos e mudos?? a resposta que eu queria ouvir.rnrnSaí com o meu novo amigo e fomos para o carro dele, começamos logo a nos beijar e eu sentir a minha xoxota cada vez mais molhada.. cada vez ansiando por aquele pau duro que eu tinha sentido antes. Os beijos começaram a ser mais ofegantes e insinuantes? o tesão era enorme.. decidi meter a mão nas calças dele e tirei o seu pau para fora e chupei ali mesmo? ele estava louco? dizia que queria uma mulher assim que lhe desse tamanho prazer? e ficou dizendo tudo o que me faria quando estivessemos numa cama? entretanto as suas mãos já passavam pela minha xoxota que já estava inundada, ele fricionava e isso me dava um prazer imenso que ficava arrepiada? até que ele gozou? na minha boca e eu o chupei todinho, ainda com mais vontade pois aquela sua porra era deliciosa? decidimos ir a casa dele. Enquanto isso a minha mão não parava de punhetar ele.. e eu já estava doida de tesão e me acomodei em cima dele.. ele guiando e eu subindo e descendo em cima daquele mastro que me deixava doida? era uma boa pica? maior que a do meu namorado e eu me sentia preenchida? até que ele falou que ia gozar, eu saí (com alguma dificuldade para não tapar a vista dele que estava guiando)? e disse para ele não gozar ainda pois queria que ele se guardasse para me deixar inundada com o seu leite de prazer?rnrnChegamos a casa dele fomos para o sofá, eu deitei ele e comecei a chupá-lo dos pés á cabeça deixando aquele pau maravilhoso para o final, ele começou a gemer.. gemia.. gemia?(adoro um homem que geme alto para mim, fico mais excitada ainda) e estava quase gozando quando eu dei os meus seios para ele e ele gozou em cima deles? delícia. Eu ainda não tinha acabado de acariciar os meus seios para sentir aquela porra quente quando as mãos dele já estavam me acariciando a xota inundada de tanto tesão? começou então a me chupar? os seios, a barriga, as coxas, os pés, voltando à minha xota? aquela língua me fazia delirar? estremecer? até que não aguentei e gozei? gozei como nunca.. aquelas mãos percorrendo o meu interior me enloqueciam? começamos depois um espectacular 69? pois a sua pica já estava dura e brilhante de novo e eu sá queria que ele me penetrasse? e foi áptimo? ele pos-me de 4 e me apoiou no sofá pensei que aquele pau duro e gostoso não coubesse dentro de mim? mas ele bombava para dentro e para fora e isso me dava um enorme tesão? decidi me sentar no sofá virada para ele, ele se ajoelhou e de uma estocada mais forte eu absorvi o seu pénis com o meu líquido vaginal. Vendo que eu tinha gozado ele me puxou as pernas para cima até bater com os meus pés no seu pescoço e começou a meter com perícia e com tesão? aquela pica durona era um prazer dos deuses e ele gozou? me senti preenchida com aquela porra quente escorrendo pelo meu cuzinho? inundando-me por dentro? e gozei sá de sentir aquela quentura boa? ficamos deitados no chão exaustos mas satisfeitos. Pouco depois ele adormeceu no chão e eu fui tomar banho? ele ainda dormia quando sai da casa dele, cheguei a minha casa já era de manhã e o meu namorado dormia também profundamente? e não desconfiou de nada?rnrnJá encontrei o meu ?amante? pela cidade e existe sempre um clima de tesão entre nás, mas apesar de já ter traído o meu namorado mais vezes? nunca mais aconteceu nada entre nás dois, pois apenas gosto de comer as minhas presas uma vez? depois fica rotineiro?..rnrnDescobri à pouco tempo que me excito bastante lendo contos eráticos e que consigo gozar apenas imaginando as cenas descritas? por vezes quando acabo de ler tenho de ir ?à caça? de homem que me satisfaça já que o meu namorado nem sempre está em casa? se gostaram deste conto verídico e estão interessados em me fazer gozar (nem que seja através de um conto erático) escrevam para mim

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


noiva orgia contosconto meu pai sai e eu como a minha maeContos os velhos chupam melhor uma bucetaaravando as pregas do cu virgem fa espozacontos comendo a bucetinha da titiaconto erotico minha prima dedando meu pruquito a noiteSou casada a muito tempo e amo muito mesmo meu marido mais acabei traindo econto sexo dp na mendigacontos eroticos de muleque dando o cucontos de dei o cu para um jumento NegrãoContos safados pirocaocontos trai meu maridosexo com renata crentinhacontos punheta em calcinha da sobrinhaContos eróticos sessão sado com meu paiconto - bundinha durinha , cuzinhoapertadocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosminha netinha contos eróticosChantageei minha tia escrava lesbica contoContos o caminhoneiro me chupou inteiracontos gay puta obedientecorno agradando os outros com a esposa contocontos eroticos tava todos na praia eu vim buscar minha sogra que tava trabalhabucetas gostosas e grandes e bonita cm tela bem ajustadaminha irma envagelica encestoimcestos minha filha novinha cabacinho quiz fuder compapai veu gordinha arregacada por um roludo contoscontos eroticos incestos primeiro foi o meu irmão agora e meu paiconto guando era pegueno dormia com minha mae e fudi eladei com muito amor conto separacaocontos de rasgando o cu da babaContos eroticos pega a força por pmcoroa de 40 carenteContos de sexo... A mini saia mal cobria a bunda delahistoria comendo eguacontos eróticos mulheres da b***** grandeesposa e meu amigo contos pornosContos de incesto de meninas de 14 aninhos em Belém do Parápornô irado a mulher que tem a minha branca e tem aquela bundona fome morte elaconto erótico filhinha orgiacontos de coroas carentes traindo seus maridos com jovenscontos eroticos coroa crenteChiquinha gostosa melada de tesãoContos titio comendo a sobrinha bem novinhacontos eroticos arrombando a gordaconto erótico meu genro me transformou em p***evy kethyn istinto ativocontos eroticos anal iniciando minha filhinhaConto morena 37 anoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetitiatezudaeu trinquei o meu pau na mão dela contos eróticosconto de corninhobuceta praia toninhas cu peidão conto gayConto Erótico Real - Casada Infelizcontos esposa bunduda so traz problemasContos excitantes sou gaúchaComtos pai fodemdo filha e amigas delacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteNunca desconfiei do primo da minha namorada. Contosaiiao taradocasa do conto meu irmao me encoxoucontos eroticos tive que dar pro homem da funerariaprimeira mulher a fazer zoofilia.no cinemacontos eroticos com meninoConto erotico cuidando de minha enteada1Minha irma adolecente taradinha em conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentefotos de mulhris de busetas aregaladasgostosa e muito branca maz mete muitopirulito do titio contos inocente