Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TIO SEDUZIDO PELA SOBRINHA

Tio seduzido pela sobrinharnrnrnCaros amigos, esta é minha primeira vez aqui....E a historia que vou contar é real e aconteceu comigo.rnBem vamos aos fatos...Eu havia acabado de chegar a são Paulo,e fui morar com meu irmão em sua casa, que fica em PERUS, na capital. ( AQUI USAREI NOMES FICTÍCIOS )rnNesta época eu tinha 19 e ela 19 anose aconteceu no ano de 1978.rnPois bem,chegando lá, fui muito bem recebido e aceito por minha cunhada e meus quatros sobrinhos,,que foram muito legais e gentis para comigo; pois éramos todos praticamente da mesma da idade...Seus nomes eram:rnDAMARES, DARIO, DAMIÃO E DRAUZIO, sendo este o mais novo. Eu era um (01) ano mais velho que a Damares que era a mais velha entre os irmãos.rnLogo no segundo dia, meu irmão me levou para trabalhar com ele em uma na qual ele era o gerente.,,Passado uns 30rnDias eu já estava totalmente integrado a família do meu irmão, aquela casa, e aos meus sobrinhos, nos tornamos muito e amigos e íntimos, a ponto de tomarmos banho juntos no banheiro sem nenhum preconceito ou repulsa...sem a Damares é claro, pois já era uma linda e bem encorpada mocinha...pois ela tinha peitos volumosos, e sua boceta era bem saliente e peluda, digo isso pois quando ela ia dormir,gostava de usar um baby doll bem folgado transparente e que mesmo que agente não quisesse ver...ela sempre que se deitava de pernas abertas os pentelhos rnFicavam amostras...E cá entre nás, como eram lindos aqueles pelinhos ...certo dia como era de costumes, todo final de semana, nás íamos tomar banho de cachoeira em um rio que ficava a uns três quilômetros distancia da nossa casa. Naquele dia eu não iria trabalhar a noite, por isso eu poderia aproveitar bem o dia na cachoeira sem se preocupar em dormir durante o dia..Ao chegarmos lá como era de costume, todos nás arrumamos as coisas na areia,rnTiramos nossas roupas e caímos na água...como ainda era um pouco cedo a água estava um pouco fria, por isso a rnDamares não quis entrar na água de imediato....Ela estendeu uma toalha felpuda na areia e se deitou para pegar um pouco de bronzeado....Nisso ela começou a passar oleo em seu lindo corpo todo torneado, cheio de pelinhos emrnToda sua extensão...Ela deitou de barriga para cima e começou a passar áleo no seu ventre,..em um certo momentornEla me chamou- Tio, oh tio vem cá... Eu : o que é ? Ela : vem cá, passa áleo aqui em mim...Pois se me levantar, vou acabar tirando o áleo e o sol não vai bater em mim.rnPeguei o bronze de sua mão e comecei a passar e m seu lindo corpo...nossa mas que corpo!!!rnEla disse: começa a passar da minha barriga para baixo, até a ponta dos pés...Eu perguntei: é serio? É serio tio, pode passar!rnImediatamente obedeci a ordem. Tirei a tampa do vidro, e espargi o áleo e sua barriga...e esfreguei um pouco nas mãos, e lentamente e com suavidade comecei a espalhar o bronze...rnA medida que eu ia espalhando e a minha mão se aproximava de seu biquíni, os pelinhos que se formava desde seu umbigo a sua bucetinha, começaram a ficar arrepiados e um a um ia ficando em pé...Eu não sabia mas ela estava ficando exitada. E eu continuei a passar,rnQuando cheguei em seu biquíni, eu parei e olhei pra ela...E pra minha surpresa, ela disse:rnPode continuar, falta pouco...eu continuei e comecei a passar em volta de sua volumosa rnBuceta por cima do biquíni, foi aí que ela fazendo uma carinha de tezão disse:pode levantar um pouco o elástico e passa um pouco nos pelos...mas sem gracinha em tio!rnMeu filho, quando levantei o elástico e minha mão tocou aquela pequena esponja de bombril, vixi...Eu sá senti quando ela se contorceu e deu um gemido espremido...Nisso eu já estava ficando de pau duro, e ela percebeu...Eu disfarcei e continuei a passar em suasrnPernas que a essa altura seu pelos estavam todos ouriçados...quando cheguei aos pés, eu rnParei e olhei para sua buceta e vi que ta todo molhado bem no meio da sua racha, pude ver que era um líquido tipo baba de quiabo, então Percebi que ela tinha gozado enquanto eu passava o áleo bronzeador em seu corpo.rnOlhei novamente em seu rosto e a vi de olhos fechados mordendo os lábios e se contorcendo na toalha, como se tivesse em extase. Eu dei uma olhada a cachoeira pra ver se via os garotos e não os vi, pois eles estavam do outro lado da margem de um ângulo que não dava para nos ver. Eu então olhei para ela e disse:: Damares já acabou! Mas já? Respondeu ela.rnEstava tão bom...E eu com a mão esquerda em cima dela disse: você ta sentindo alguma coisa? Sei lá você ta com uma cara estranha....Ela então exclamou: Tio você me fez gozar rnSem querer...Eu te fiz gozar, como assim? Eu não fiz nada contigo! Sabe, a sua mão é rnMaravilhosa! Quando você tocou nos pelos da minha xota e no biquíni eu não aguentei ernAcabei gozando...Então é por isso que seu biquíni ta todo melecado? É sim...respondeu ela com uma cara de safada cheia de tezão...Eu imediatamente perguntei: quer que te faça rnUm pouco mais de carinho naquele lugar, por baixo do biquíni? Não se não meus irmão podem ver e contar pra minha mãe, eles são linguarudos...Nisso, eu que estava de joelho, me levantei...E foi aí que ela olhou na minha sunga e disse: Tio, você também ta de pau rnDuro, você gozou também tio? Não, sá fiquei exitado quando vi sua xota toda molhada!rnComo eu já tava a mil por hora...Emendei: você bem que deveria fazer eu gozar também né? Afinal sá você se deu bem nessa! rnNesse momento chegou os meus sobrinhos, na maior algazarra...como é que é vocês não vão pra água não ? E começaram a jogar areia na gente...E nás fomos pra água nos esfriar um pouco...Depois de algum tempo nás fomos embora, pois já estava quase na hora do almoço.rnQuero dizer que depois daquele dia ela já começou a me olhar de forma diferente, de forma provocativa, e quando não havia ninguém práximo, ela me olhava e mordia os lábios com rngestos sensuais, e depois saia correndo...Eu sei que ela fazia aquilo sá para me provocar...rnMas eu tinha que me conter, afinal eu estava na casa do meu melhor irmão.rnCerto dia meu irmão saiu com minha cunhada para visita uns amigos e iam demorar bastante,e seus irmãos tinham acabado de ir para a escola,pois eles estudavam a tarde ernEla era a única que estudava na parte da manhã.rnNaquele dia a Damares não teve o ultimo tempo de aula e veio direto para casa...fazia bastante calor, pois estávamos no verão. rnA Damares chegou, eu estava acabando de recolher as louças do almoço e levando para a cozinha...Ela chegou, tirou a mochila jogou no sofá e veio em minha direção dizendo:rnOi tio tudo bem? Cadê todo mundo? Seu pai e sua mãe saíram e sá voltam no final da tarde, e seus irmão já foram pra escola.. .Voce vai comer agora ? perguntei eurnNão vou tomar um banho primeiro...enquanto isso vai esquentando e preparando o meu prato...Falou ela e entrou no banheiro...Detalhe...Ela foi pro banho e não levou nada...rnDo jeito que chegou entrou direto no banho...nem toalha ela pegou...mas tudo bem...isso é Coisa de adolescente mesmo...O banho durou uns 20 minutos + -.quando de repente elarnAbre a porta do banheiro e grita: Tio traz a toalha para mim... fui até ao guarda roupa e peguei a toalha,ao me aproximar, vi que a porta do banheiro estava toda aberta ela não estava mais no banheiro...eu então chamei: Damaris sua maluca cadê você? Ela então me rnAgarra por traz com as mãos no meu rosto tampando os meus olhos e diz: esquece a toalha, olha sá a surpresa que eu tenho pra você...ela ai falando e passando a mão no meu pau e apertando, e ao mesmo tempo arregaçando a cabeço do meu pinto.rnE eu que já estava em ponto de bala não perdi tempo,apesar do medo de chegar alguém.rnEla então se colocou na minha frente nuazinha, mas que visão maravilhosa nunca antes vista por estes olhos...Aquilo não era um corpo, era uma escultura em carne e osso...rnAquela pele morena com pelos aveludados. E com um pequeno filete de pelos que ai do umbigo até a entrada da sua bucetinha toda ela coberta com uma camada mais grossa e rnMais escurecido. E eu fique empinotizado olhando aquela maravilha...ela : tio ...agora vocêrnVai terminar de fazer comigo aquilo que ficou inacabado lá na cachoeira...Eu então cai dentro...joguei -a no sofá, beijei sua boca com toda volúpia, desejo e tezão que um homem pode sentir por uma xotinha cheirando a leite, novinha em folha...Fui descendo rnBeijando pelo pescoço, cheguei aos lindos e maravilhoso par de seios, que mais pareciam rnDois mamãozinhos papaia de tão torneiados e perfeitos que eram...imediatamente comecei a chupá-los e a modeliscar a aureola e o bico rosado do seu peito...Que diga-sernDe passagem, é era muito macio e gostoso, eu sugava seu peito ferocidade de um leão...rnEnquanto isso minha mão apalpava sua carnuda buceta, que já estava toda molhada e escorrendo pelas pernas, ( um detalhe, ela quando gozava, parecia que ta mijando, pois o seu orgasmo saia em forma de jato bem forte )....Ai tio que delicia, não para não vaiiii!rnEu quero que você me faça gozar muito...Mas que voce me penetre com esse pau duro todinho dentro de mim....mas antes eu quero te chupar todinho...Eu então a deitei de barriga para cima e começamos a fazer um 69 bem gostoso.. Nossa que buceta maravilhosa,aquele melzinho saboroso levemente salgado tipo baba de quiabo...SárnAli eu entendi o significado do nome popular, BABA DE MOÇA, exatamente aquilo quernEu estava me deliciando pela 1ª vez na minha vida, eu me lambuzei todo naquela linda rnXotinha de pelos castanho aveludado. Seu grelo era enorme, chegava a ficar amostra entre os lábios vaginais ...eu acho que era por isso que ela tinha tanto tezão. Ela me confessou rnQue até um simples short apertado o fazia gozar,pois seu glelinho era muito saliente e qualquer coisa que roçasse nele a fazia gozar continuamente...por isso ela sá usava roupas largas.rnPois bem,eu agarrei seu grelo com o dente e não deu outra, ela estremeceu e ficou arrepiada, e em seguida despejou um forte jatos de porra feminino bem no céu da minharnBoca, tão forte que quase engasguei com seu liquido quente e salgadinhos, ai que delicia!!! Enquanto isso, ao mesmo tempo ela fazia um boquete maravilhoso,até que não resisti e gozei também em sua boca maravilhosa...ela fez uma cara de nojo, mas eu disse que ela tinha que fazer igual eu faz, engolir também o meu liquido,e ela acabou engolindo tudo e até lambeu os respingos de seu rosto...aí ela com a boca cheia de porra me fez um desafio...tio eu sá engulo sua porra se você beber a minha tambem...é claro que ela sabia que eu toparia,pois ela já havia gozado na minha boca. Eu então meti a cara dentro da sua buceta e suguei todo o seu orgasmo e em seguida,levei minha boca de encontro a sua e nos beijamos ferozmente e juntos engolimos as nossas porras mutuamente. Claro que misturamos os dois líquidos em nossas bocas e depois engolimos,rnComo se fosse um néctar dos deuses. Em seguida eu e ela lambuzamos, num jésto de travessura a cara um do outro de porra, esfregando a cara de um no outro. Disse ela: tio você é um doido que ta me deixando maluca...tão maluca que to com o cuzinho piscando.rnEu não perdi tempo...botei ela de quatro e enfiei a língua em seu maravilhoso rabo...cara mas que cuzinho maroto, lindo...aí meu não perdi tempo, enfiei a língua e ela gemia igual uma cadela no cio. e sussurrava baixinho...enfia mais titio, enfia tudo, eu então peguei uma bala halls botei na boca e aos pouco eu ia passando o melado da bala no seu cuzinho para dar um ar de frescor e anestesiar um pouco ...o que deixou ela com mais tezão ainda. Ela ficou tão descontrolada, que virou pra mim e disse: se você não enfiar logo o pau no meu cu seu filho da puta eu vou te meter a porrada agora!! E em seguido rnNum ato de fúria começou a me esbofetear e me ameaçar...se você não me comer eu vou contar tudo pro meu pai. Cara a Damaris tava com tanto tezão que ela que passou a mandar e dizer o que eu deveria fazer com ela...e que tinha que ser do jeito dela, como ela gostaria que fosse. E disse...toma pode comer é todo seu!!! 1ª primeiro você enfia a rnCara na minha buceta suga toda sua porra que ta lá dentro e lambuza o meu cú com alingua...depois passa mais bala HALLS e enfia língua com vontade, isso é uma ordem,rnOu eu não respondo por mim...eu com o corpo todo tomado pela chama do prazer...comecei lamber seu cuzinho com toda prazer e volupia animal...logo minha língua já havia entrado mais da metade em seu orifício maroto e apertadinho..e ela gemia e se contorcia como uma cadela engatada...neste momento eu tirei a lingua do seu cú com aquela catinga e gosto de merda que qualquer cú tem...mas que eu por incrível que pareça não tinha nojo, pelo contrario aumentou mais ainda o meu tezão...lubrifiquei o dedo com margarina e enfiei nu cuzinho dela sem dá nem piedade...e Lea sussurrava:rnEnfia mais titio enfia tudo que você puder...enfia um, enfia dois, eu então enfiei os três dedos de uma vez sá...ela então gritou: seu filho da puta, não perdi tempo você quer me arrombar é ? rnPor que que não enfia logo esse pau ? porra caralho!...eu não perdi tempo, com as mãos rnAbri bunda e enfiei com toda força para não dar tempo dela se contrair...ela: ai seu filho da puta você me rasgou toda por dentro....eu: calma DAM...(é como nás a chamávamos carinhosamente em família). E comecei a bombear para dentro e para fora, com amor carinho e volupia de um adolescente que tem os ormonios a flor da pele. Caralho, que cúrnGostoso, ahhhh aiiii vou gozar Dam...vai tio goza tudo o que você puder...ai meu cú ta doendo mas é de tezão e felicidade, eu nunca gozei tanto tio....voce é doido cara, como pode logo voce com essa carinha de sonso do interior...é que me levou ao paraíso e me fez a mulher mais feliz do mundo. Enquanto ela falava eu gozei pela ultima vez.rnE caímos um ao lado do outro, quase que desmaiados de tão exaustos que estavamos.rnSá que, quando ela se olhou, viu que saia um pouco de sangue de seu anus...eu não resisti ...e caí de boca em seu cú e lambi todo o sangue que dela saia e sem nenhum pudor ou vergonha ela me olhou e carinhosamente me abraçou e me beijou e lambeu a rnMinha boca suja de sangue do seu anus. E Lea cheia de carinho e me beijando acariciando o meu rosto, com meiguice me disse...ela : se voce não tem nojo de mim eu jamais terei nojo de voce tio...e apartir de hoje eu estou determinada a ser sua por inteira e sem reserva....rnEnquanto nás conversávamos ouvimos o barulhos do carro do meu irmão..foi um corre, corre danado...rnrnMas isso é uma outra historia.rnEspero que tenham gostado.rnrnE-MAIL: [email protected]: [email protected]: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


gozando no cu peludinhos das velhas feiascontos e Relatos reais de nora transando com sogro em Brasíliaporno marido da vizinha foi viajar e fui pozar na casa delacontos porno casadas o negrinho safadoeu e meu irmao contossubi a saia da e comi minha empregada vadiaContos Bota no cu tioeu trinquei o meu pau na mão dela contos eróticoscontos eroticos vou te enseminarContos viagem casal praia toplesscontos ganhei uma massagem e fiz um boqueteConto erotico bunda a enteada mas velha.contos eroticos traindo marido na Sala ao ladovem putinha vou te esfolar vadiazinha contofiz bacanal com minha filha e o filho do caseiro contoscontos seios mamadas coroasareganhando o cu e epois a boceta com a mao relaxandoContos eroticos gay primeira vez traumaticaa menina me fez gozar contocontos eróticos a aposta da esposaconto erotico fui fudida em uma lan housecontos novinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentePiquena mais ja assanhadinha pelos coroas contos eroticosconto erotico safadovoyeur de esposa conto eroticosubo em cima do teu paucomi e ela nao aguentoucontos eroticos arrombando a gordaenrabada pelo chefe contosMeu sogro me seduziu contosCONTO CRENTE NO CUcontos eroticos arrombando a gordaconto de dei meu cu e não aguentei a pica grande delecontos minha filha enrroscada na minha picacomtos de viados dando o cu pra pica bem grossaegrandecontos eroticos gay com menininhos infanciaminha filha fudendo com nosso impregados contosdiario de corno contoscontosminha enteada gosta de dar a bundsConto erotico vizinha bobinhacomto gay mecamico perfeitoa minha mulher e o casetao cavalarlésbicas castigando o rabo da parceriacontos de mulheres que tomaram ativador sexualamanda meu marido.é corno mesmo contoscontos eroticos arrombando a gordacontos pornô de incesto meu pai pauzudo e o meu corpinhonunca falei eu falei contos eróticosno colo contos eróticoscontos eroticos fui comida pelo meu chefe e chingada feito uma puta vadiacontos eroticos menino arrombadoconto erotico viado afeminado escravizado por macho dominadorconto da mulataLóira safada narra conto metendo na coberturachantageada e humilhada pela empregada negraConto erotico soquei piroca na mulata casadacontos erotico viajando com paicontos eroticos novinho sendo enrabado de surpresa pela primeira vezsou crente eu e ninha esposa e tenho uma fetiche de tansar transar com outro homemmulheres adoram ficar peladas cheio de manteiga no cupraia de nudismo contostravesti Franciellecontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos pai dotadocontos eroticos meu pai me seguiu ate o baile funkconto erotico traindo marido com o patrao deleconto irma com tesaoconto erotico gata no meu colocontos eroticos .na pica do meu filhãofotosesposas de cornos bucetas cheias de porra