Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NO BANHEIRO DO SHOPPING

Boa Tarde Meu nome é Carlos (fictício) vou relatar meu primeiro conto.rnrnSou casado, Moreno 1,70 olhos castanhos cabelos arrepiados 24 anos, moro em Sampa.rnEra sexta-feira pela manha acabo de chegar ao trabalho, meu celular toca quando olho um numero desconhecido eu não atendo. O celular volta a tocar era o mesmo numero, descido atender pode ser alguma coisa urgente. Era Karina ( Fictício) uma velha amiga que tinha ido embora para interior, estava na cidade e queria me ver. Tinha marcado a noite depois do trabalho de sair com minha esposa pegar um cinema, mas Karina aquela mulata maravilhosa querendo-me ver não posso deixar passar, aceito para nos encontrar no shopping que tem práximo do meu trabalho, liguei para minha esposa e avisei que tinha uma palestra que meu colega de trabalho não poderia ir que teria que cobrir, como trabalho com palestra ela aceitou na hora. Fui para o Shopping no horário que marcamos e La estava Karina deslumbrante de blusinha e uma calça legue bem justinha que dava para ver sua bucetinha dividida, nás nos cumprimentamos e nos sentamos. Karina começou me falar como era sua vida no interior que a vida La e bem diferente da Capital que morreria de saudades da nossa turma, perguntei se já estava casada ela me disse que namorava um rapaz da cidade vizinha, mas que ele era muito comportado e não tentava nada com ela. Logo mudei de assunto para ver se ela insistia na conversa, perguntei o que ela fazia em Sampa, ela me disse que tinha brigado com o namorado e falou que via para capital na casa da tia para esfriar a cabeça. Logo depois ela voltou na mesma historia que estava louca para transar com ele mas ele não queria, perguntei já que esta aqui arruma um cara para poder sá satisfazer sua vontade, e eu já com o pau duro embaixo da mesa, sá aguardando sua resposta, quando ela disse que preferia transar com alguém que ela já conhece que ela sabe que não teria envolvimento algum e me deu uma risadinha. Ai quase eu enlouqueci, ela levantou e foi em direção ao banheiro feminino práximo as salas dos cinemas essa foi a deixa, já era quase 22:30 as lojas estavam fechando não tinha quase ninguém nos corredores sá funcionários das lojas saindo, olhei para o letreiro para saber quando termina a ultima seção do cinema, estava com sorte sá as 00:30.rnQuando entrei no banheiro La estava ela Karina passado a língua na boca e perguntando seu queria acabar com ela, entramos no ultimo banheiro e fui tirando sua roupa, eu não aguenta ver aquele corpo escultural, tirei tudo sem dar um beijo foi quando pedir para ela continuar em pé comecei a dar um belo banho de gato dos pés a cabeça, fiquei mais ou menos umas meia hora chupando aquele lindo corpo, foi quando pedir para ela sentar e abrir as pernas, cair de boca naquela buceta raspadinha, de repente ela segura meu cabelo e dar um grito muito alto que pensei que alguém iria ouvir aquela gostosa gozando na minha boca, ela olha para mim e diz que espera a tanto eu fuder ela. Ela me levanta e começa um maravilhoso boquete, chupava meu pau minhas bolas sem parar parecia uma criança com um sorvete, coloquei a de quatro em cima do vaso e comecei passar meu pau na sua buceta e no seu cuzinho e ela implorando para eu socar na sua buceta, já era quase 00:00 o tempo estava acabando tinha que ser mais rápido, foi quando coloquei na sua buceta ouvir de novo um gemido de gozo, comecei a socar sem parar, ela gritava que nem louca foi quando ouvimos alguém falar vai de vagar se não ela goza, pensei que ela iria para foi quando ela me disse me fode mais e mostra para essa puta que adoro rola e gozo bem gostoso na hora que eu quiser, meu tesão aumentou, quando ela me disse quero que você goza na minha boca quero voltar para o interior com seu gosto na boca, quando ela terminou de falar mandei ela virar e espirrei na sua boca, ela tomava tudinho sem deixar cair uma gota, nos arrumamos e sairmos, para nossa surpresa La estava a mulher que gritou dentro do banheiro se masturbando em cima da pia do banheiro feminino, Karina olha para ela e diz eu fui comida pelo um pau não preciso ficar socando o dedo, e sairmos foi quando ouvirmos um psiu olhamos era a mulher do banheiro pedindo nosso telefone, olhamos um para o outro e passamos, mas até agora ela não ligou e continuo na expectativa. rnEspero que gostem, foi meu primeiro conto, eu e Karina continua mantendo contato agora mais frequente e quem sabe sairmos com a mulher do banheiro e conto este també[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erótico dominando casada bravaver rapasea novos grizalhos pelados de pau duroboquete mulher de 48 anos contoConto erótico Sempre fui mas ele descobriucontos gay proctologistacontos eróticos de novinha dando para garanhãoconto eu meu filho e meu pai cumemos minha esposa rabudacontos quase bicontos eroticos corno oferecendo namoradapapai voce me acha bonita contos eroticosContos eroticos minha esposa rabudaliliane sabe quero seu cucontos eróticos comendo a minha filha caçula na viacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentefiel ao primo e a amigocontos eroticos abusada levando tapaconto erotico de sogro fudendo a noraContos eroticos quero ver essas tetascontos sexo a ninfetinha tarada e virgemCuidando do meu pai acidentado contos de incesto femininowww.meti na minha filha a forçacontos eróticos trai meu marido numa rapidinhapapai me ensinou chupar buceta conto eroticoconto commeusirmãosconto meu cunhado me emcochou no bus contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erotikos coroa so leva no cu pois esta de chicocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos excitado por minha filhaassistir vídeo pornô travesti da rola Gabs cabeça de graçagostosa gordinhas tirando cabeçaconto comi gostoso bocetao da monha maeConto erotico botei minha pica nao aguentouvoyeur de esposa conto eroticoconto gay macho arrogantecontos zoo mastiff taradoporn contos eroticos enteada gangbangEu e minha mae no hotel ela ficou nua na minha frente eu disse mae sua buceta e linda raspadinha ela disse me fode filho conto eroticocontos eroticos a menina lindaContos eroticos de incesto putaria entre familias em gang bang so de homens pauzudos no sitiocontos eroticos gays meninos cuidando do amigo bebadocontos de coroa com novinhocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscontos eroticos com caesmulhe dane a buseta a primeira vezDei a bucha pro meu sobrinho virgemContos enfiei o dedo no cu do meu marido ma frente do meu amantetroca casais no acampamentos contos eróticoesposa na praia de nudismo contoesposa de corno contos gosta na caracondos erodicosconto erotico namoradinhos de infanciaatolando pau grosso nas.vellinhasconto lesbico tia iniciando a sobrinhaeu estava louco pra chupar atravesticontos eroticos espermacontos eroticos dando cu pro filhocomi minha filha pensando que era a minha mulhercontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anoshomem interra tudo na buceta inxada da sua cadelanoiva orgia contossentando meu sobrinho no colo contos eróticosContos sempre incentivo meu marido a comer outra putinhacontos eróticos falando de orgia em faculdade de juazeiro do Norte transei com a cunhadacontos eróticos quentes minha namorada em dp reaisdeitei com minha tia de sainhaGozando na boca Abrantes dela chuparconto erotico familia zoofiliacontos eróticos com mamãeconto sentado no colo e jogandoComtos mae fodida pelo filho e sobrinhocontos comendo a enfermeiraContos eroticos de homem que estava batendo punheta no trem na frente de todo mundo semvergonhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMeu amigo deu sonifero pra sua mulher pra eu ver ela peladinhacontos de metendo em uma peluda ruivaSo video de 5 minutos porno buceta e rolas de 16centimetromeu marido sempre tras tres amigos em casa conto erptico