Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NO BANHEIRO DO SHOPPING

Boa Tarde Meu nome é Carlos (fictício) vou relatar meu primeiro conto.rnrnSou casado, Moreno 1,70 olhos castanhos cabelos arrepiados 24 anos, moro em Sampa.rnEra sexta-feira pela manha acabo de chegar ao trabalho, meu celular toca quando olho um numero desconhecido eu não atendo. O celular volta a tocar era o mesmo numero, descido atender pode ser alguma coisa urgente. Era Karina ( Fictício) uma velha amiga que tinha ido embora para interior, estava na cidade e queria me ver. Tinha marcado a noite depois do trabalho de sair com minha esposa pegar um cinema, mas Karina aquela mulata maravilhosa querendo-me ver não posso deixar passar, aceito para nos encontrar no shopping que tem práximo do meu trabalho, liguei para minha esposa e avisei que tinha uma palestra que meu colega de trabalho não poderia ir que teria que cobrir, como trabalho com palestra ela aceitou na hora. Fui para o Shopping no horário que marcamos e La estava Karina deslumbrante de blusinha e uma calça legue bem justinha que dava para ver sua bucetinha dividida, nás nos cumprimentamos e nos sentamos. Karina começou me falar como era sua vida no interior que a vida La e bem diferente da Capital que morreria de saudades da nossa turma, perguntei se já estava casada ela me disse que namorava um rapaz da cidade vizinha, mas que ele era muito comportado e não tentava nada com ela. Logo mudei de assunto para ver se ela insistia na conversa, perguntei o que ela fazia em Sampa, ela me disse que tinha brigado com o namorado e falou que via para capital na casa da tia para esfriar a cabeça. Logo depois ela voltou na mesma historia que estava louca para transar com ele mas ele não queria, perguntei já que esta aqui arruma um cara para poder sá satisfazer sua vontade, e eu já com o pau duro embaixo da mesa, sá aguardando sua resposta, quando ela disse que preferia transar com alguém que ela já conhece que ela sabe que não teria envolvimento algum e me deu uma risadinha. Ai quase eu enlouqueci, ela levantou e foi em direção ao banheiro feminino práximo as salas dos cinemas essa foi a deixa, já era quase 22:30 as lojas estavam fechando não tinha quase ninguém nos corredores sá funcionários das lojas saindo, olhei para o letreiro para saber quando termina a ultima seção do cinema, estava com sorte sá as 00:30.rnQuando entrei no banheiro La estava ela Karina passado a língua na boca e perguntando seu queria acabar com ela, entramos no ultimo banheiro e fui tirando sua roupa, eu não aguenta ver aquele corpo escultural, tirei tudo sem dar um beijo foi quando pedir para ela continuar em pé comecei a dar um belo banho de gato dos pés a cabeça, fiquei mais ou menos umas meia hora chupando aquele lindo corpo, foi quando pedir para ela sentar e abrir as pernas, cair de boca naquela buceta raspadinha, de repente ela segura meu cabelo e dar um grito muito alto que pensei que alguém iria ouvir aquela gostosa gozando na minha boca, ela olha para mim e diz que espera a tanto eu fuder ela. Ela me levanta e começa um maravilhoso boquete, chupava meu pau minhas bolas sem parar parecia uma criança com um sorvete, coloquei a de quatro em cima do vaso e comecei passar meu pau na sua buceta e no seu cuzinho e ela implorando para eu socar na sua buceta, já era quase 00:00 o tempo estava acabando tinha que ser mais rápido, foi quando coloquei na sua buceta ouvir de novo um gemido de gozo, comecei a socar sem parar, ela gritava que nem louca foi quando ouvimos alguém falar vai de vagar se não ela goza, pensei que ela iria para foi quando ela me disse me fode mais e mostra para essa puta que adoro rola e gozo bem gostoso na hora que eu quiser, meu tesão aumentou, quando ela me disse quero que você goza na minha boca quero voltar para o interior com seu gosto na boca, quando ela terminou de falar mandei ela virar e espirrei na sua boca, ela tomava tudinho sem deixar cair uma gota, nos arrumamos e sairmos, para nossa surpresa La estava a mulher que gritou dentro do banheiro se masturbando em cima da pia do banheiro feminino, Karina olha para ela e diz eu fui comida pelo um pau não preciso ficar socando o dedo, e sairmos foi quando ouvirmos um psiu olhamos era a mulher do banheiro pedindo nosso telefone, olhamos um para o outro e passamos, mas até agora ela não ligou e continuo na expectativa. rnEspero que gostem, foi meu primeiro conto, eu e Karina continua mantendo contato agora mais frequente e quem sabe sairmos com a mulher do banheiro e conto este també[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos no cu da coroacontos de coroa com novinhocontos eróticos menina no circocontos eroticos de professoras e alunos safadoscontos eróticos frio inverno geladoamigo tenta estrupar amigo bebadoconto tia peludagoza nuoutro egravidaFotos erótico padratos e entiadamae.e filha me chuparammulher poe seu cachorro dormir com ela e acaba deixando ele lember sua bucetatacou a piroca na vizinhacontos sexo minha esposa amigaeu e minha cunhada apos a festa conto eroticocontos eróticos com fotos de menininhas safadasfui pintar a casa da minha cunhada com ela e minha esposa e o marido dela cantos eroticostrai meu marido com um travesticontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos elizandrazoofilia negao comenorme pau deixando putia loucaFlagra plugcontos de coroa com novinhoconto erotico gay motoqueiro marrentiisso viadinho engole essa rola vou estrupar sua gargantacontos eroticos trai meu marido com meu chefeputinha de peitinhos bicudos contospedreiro passando a língua no cu do afeminadocontos erótico comi minha irmã casada gostosacontos eróticos de mae e filha usando vibradorcontos comendo a tia de fio dentalzoofilia googleweblight.comminha esposa raspadinha e puta contocontos incesto troca de filhasincesto furapornoconto erotico trepei com meu primo engravideivestindo de mulher e dando o cuzinho contocontos eroticos de faxineiras coroas safadasDeixando a novinha laceadaporno espiando a cunhada se peegadocontos eróticos de dupla penetração b*****CONTO DEPRAVADA   Minha madrinha ela mora sozinha com sua filha eu vou sempre na casa da minha madrinha fuder ela eu fui na sua casa ela tava sozinha eu fui com ela pro seu quarto eu tava fundendo ela sua filha chegou sem fazer barulho ela entrou no quarto ela viu eu fundendo minha madrinha ela disse pra minha madrinha que ela queria perder sua virgindade da sua buceta minha madrinha disse pra ela tirar sua roupa pra ela deitar na cama eu chupei sua buceta virgem raspadinha minha madrinha disse pra ela chupar meu pau ela chupou meu pau minha madrinha disse pra ela abri bem suas pernas minha madrinha disse pra eu meter meu pau bem devagar na buceta virgem dela conto eroticogay e travesti.momentos novo punhetaconto de não aguentei a pica grande de meu avôcontos eroticos de mulher que deu para cavaloscontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoAs 3 porquinhas do vizinho Contos eróticospau grande alongado contosfotoxvideopornoMamadas no pau do papai contoseroticosconto minha muie mi cumeuminha prima e uma jebatocu de proposito pornodoudocontos eroticos a talaricacontos eroticos toplesscontos eroticos de muleque dando o cucavalo goz de kuatu bucetacontos eróticos com irmão de santoconto erotico cobrador casada lesbicomulher caucinha tirando xoti para fudecontos eróticos heterossexuais na obra contos eroticos mamei no pintinho do nmeu filhinho pequinininhocontos de coroa com novinhosubrinho ve tia fazendo sexo araz da portaContos meu cu mordei o pal enormeso contos eroticos sadomasoquismo com maridos e esposasconto erotico meu aniversario comi minha sogra e minha esposaporn contos eroticos enteada gangbanggostosa da propaganda da Tininha