Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A MINHA CUMADRE SAFADINHA.

Olá pessoal, estou voltando prá contar uma estária muito gostosa.

Minha cumadre (Camila- fictício), vivia indo lá em casa, até mesmo por sermos vizinhos, batia altos papos com minha esposa e comigo, a princípio ela ia somente quando minha esposa estava em casa, mas depois ela passou a ir também, quando eu estava sozinho. Sentava no sofá e batíamos um bom papo, ela falava da família, do meu afilhado, e dos namoricos dela ( o pai do meu afilhado largou ela prá ficar na gandaia), e eu ouvindo, aconselhando...

Depois de uns tempos eu percebi que ela passou a ir mais com frequência quando minha esposa não estava. Numa certa ocasião ela chegou e eu estava vendo um filme pornô de carnaval, onde acontecia um baile e rolava de tudo, e como ela era de casa, ela foi entrando e acabou me pegando assistindo ao filme, eu tratei de desligar o DVD e disfarçar um ouço o volume, colocando uma almofada em meu colo, mas ela riu e disse que sabia que eu estava vendo putaria. O papo ficou entorno disso, ela me zoando, falando que eu era um sem vergonha, daí eu disse que era normal, que duvidava que ela não tivesse visto um filme pornô alguma vez, ela disse que sim, mas sá em motéis com os namoricos dela e tal. O engraçado e que ficamos nessa conversa e meu pau não amoleceu, daí ela falou que eu podia tirar a almofada do colo e eu falei que tava de boa...Ela então levantou-se do sofá e segurou na almofada puxando e revelando minha ereção, foi então que ela falou assim: _ Nossa! Bem que minha cumadre disse que você é um safado gostoso! Daí eu falei que ela podia falar, pois sempre provou, daí minha cumadre perguntou se ela podia experimentar também, e já foi colocando a mão no meu cacete. Ficou alisando minha rola por cima do calção, daí eu falei que minha esposa poderia chegar e ver ela me acariciando, ela então me respondeu que sabia que ela iria demorar, pois havia visto ela saindo prá ir cumprir suas obrigações na casa de santo. Ela falou que já estava querendo experimentar minha rola a algum tempo, mas estava receosa. Então ela levantou o vestidinho florido que estava ficando apenas de calcinha, uma calcinha vermelha de rendinha, tipo fio dental, bem cravada na bundinha. Daí eu tirei meu calção, ficando sá de cueca. Ela veio e sentou no meu colo e começamos a nos beijar, e ela esfregando a buceta no meu pau por cima dos tecidos, comecei a acariciar e chupar seus peitinhos moreninhos, mas com uma marquinha de biquine e biquinhos durinhos e empinadinhos (peitinhos como chamam de pêra), eu chupava, mordia os biquinhos e ela se esfregava e gemia no meu ouvido mordendo minha orelha. Enqunto eu chupava os peitinhos dela, com uma mão eu abria a bundinha dela e com a outra eu esfregava meus dedos na xoxota e no cuzinho. Levantei do sofá com ela no meu colo e a coloquei sentada e tirei sua calcinha e abri suas pernas e fui beijando e dando mordidinhas nas partes internas da coxa dela que segurava meu cabelo e forçava de encontro a buceta dela, que estava depiladinha e molhadinha, uma delícia.Passei minha língua do cuzinho até o grelo dela que deu um suspiro forte e começou a falar chupa, isso chupa minha bocetinha, chupa gostoso ahhhhh!

Fiquei uns 19 minutos chupando aquela delicia, até que eu senti ela se contraindo e ela falando, isso chupa forte, chupa, chupa que eu vou gozar, ahhhhh chupa seu filho da puta,chupa! Segurou minha cabeça forte e começou a gozar tremendo o corpo e jogando os quadris como se estivesse fodendo minha boca. Ela ficou ali jogada no sofá uns cinco minutinhos e eu mordendo a coxa e dando leves lambida no cuzinho e na bucetinha dela, então ela levantou e mandou sentar no sofá e sentou ao junto ao meu pé e veio lambendo meu saco, chupou uma bola, chupou a outra, colocou a língua na base da minha rola e foi subindo devagarzinho até a cabeça do meu pau, quando chegou na cabeça ela deu uma lambida e engoliu minha rola (19cm) até a metade, aquilo me deixou em êxtase, mais do que eu já estava, ela chupava o que dava e punhetava o que sobrava. Eu indo ao delírio, pois ela chupava bem gostoso e percebendo pelas contrações que minha rola estava dando em sua boca ela olhou nos meus olhos e disse: _ Dá leitinho dá! Dá esse leitinho na minha boquinha dá! Enche ela de porra vai! E colocou a cabçe do meu pau na boca e ficou sá com a cabecinha dentro da boca e punhetando, eu não aguentando mais segurei na nuca dela e comcei a estocar a boca dela como se fosse uma boceta e soltei uns três jatos dentro da boca dela que não deixou cair nada. Ficou chupando até sair a última gota de porra do meu pau, depois olhou nos meus olhos com um sorriso de putinha feliz e me mostrou a boca cheia com meu leite, e engoliu tudinho, lambeu os lábios e deitou em cima de mim no sofá, se esfregando .

Não demorou nem cinco minutos, minha rola estava como pedra, ela então deitada em cima de mim, colocou a mão prá trás e encaixou minha rola na boceta e foi descendo o corpo rebolando devagar, quando sentiu tudo dentro, ela sentou-se sobre mim, sem desencaixar do meu pau e começou a cavalgar minha rola, dizendo: _Ai filho da puta, que cumpadre gostoso, isso fode, enfia essa rola na sua cumadre, Ai hummmm! Fode mete assim! Ela subia e descia, deixava sá a cabecinha do pau e rebolava, depois descia forte colocando tudo dentro, eu a segurava pela cintura, mas deixando ela fazer o rebolado dela que estava uma delícia. Ficamos assim uns dez minutos e ela me pediu prá comer ela como uma cadela. Ficou de quatro no sofá, olhou prá trás e disse: _ Fode! Mete nessa cadela! Eu coloquei meu pau e dei uma estocada sá, ela deu um gritinho acompanhado de um gemido, e disse Isso Filho da puta, mete até o útero, ai caralho, fode, mete com força ai, ai hummm!

Dei uns tapas na bunda dela e passei meu dedo no melado que escorria da buceta dela e fui acariciando o cuzinho dela, eu sou doido por um cuzinho e quem não é??

Eu dava estocadas fortes e ritmadas na buceta ela e comecei a enfiar o dedo indicador no cuzinho dela que passou a gemer mais alto, e eu comecei a ficar preucupado, pois os vizinhos poderiam ouvir, então eu coloquei mais um dedo e dei-khe um tapa mais forte, na hora ela gozou na minha rola, melando meu pau ainda mais. Aproveitando que ela estava no êxtase do orgasmo, eu tirei meu pau da buceta e encostei a cabeça no cuzinho dela, que tentou ir com o corpo prá frente, mas a segurei pelos quadris e disse que já que ela queria foder comigo, eu queria serviço completo. Ela falou: _ você tá doido, essa rola vai acabar com meu cú!

Mesmo assim eu não a larguei, e insisti, dizendo que ela adorou na boceta e que iria adorar no cuzinho também. Ela falou que além de grande era grosso, muito átimo prá buceta dela, mas pro cú ia arregaçar ela. Aproveitando da posição dela ( de quatro), eu a forcei de encontro ao encosto do sofá e fui forçando, ela falava não, mas dava umas reboladinhas na minha rola, e numa dessas reboladinhas, senti a cabeça na entradinha e forcei um pouco mais e entrou um pouco da cabecinha. Ela deu um suspiro forte e parou, daí eu coloquei minhas mãos por baixo dos braços dela e segurei nos seios dela. Forcei um pouco mais, e ela pediu prá ir devagar...Quando entrou a cabeça eu vi ela numa expressão de dor, parei um pouco deixei ela acostumar e fui forçando quando percebi que ela relaxou, daí entro a metade do pau. Ahhhhh! Caralho, puta que pariu, meu cú tá ardendo porra, ai, ai issss! Falava ela com meu pau enterrado até a metade no cuzinho dela. Fiquei parado um pouquinho e comecei a dedilhar o grelo dela, com um tempinho ela começou a rebolar na minha rola bem devagarinho, e dava umas jogadas de quadril prá trás, então eu comecei a estocar devagar, mexendo o grelinho dela. Ela começou a gemer pedindo prá foder gostoso... Fode meu cuzinho, vai fode, isso assim devagar, vai mete essa rola! Ai. Ai meu cuzinho...aiiiiiiiii

Fiquei uma meia hora metendo no cuzinho dela e a safada já estava era pedindo prá meter forte...Mete isso mete gostoso no meu cuzinho, fode, fode, Aiiiii, eu vou gozar mete, mete!

Não estava mais aguentando segurar minha porra, com aquele cuzinho apertadinho contraindo no meu pau, piscando gostoso.

Avisei que ia gozar e Camila falou rebolando e olhando prá trás: Vai goza seu cachorro, goza no meu cuzinho! Enche esse cú de porra, vai filho da puta!!Ahhhhhhhhhh!

Senti minha porra saindo em fortes jatos, enchendo aquele cuzinho...Ela ficou rebolando no meu pau até ele amolecer e sair de dentro dela, escorrendo minha porra pelas pernas dela. Depois ela colocou a calcinha e o vestidinho e disse, agora toda vez que você estiver em casa e minha cumadre sair eu venho visitar esse pau gostoso!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


e foi assim que comeram minha esposazoofilia ela casou com negao mais quando viu o tamanho do pau enorma dediu ajudaa maecontos erotico meninas dorfanatocontos esposa nua frente familiacontos minha esposa e as gemeasNovinha e chantageada.contosrelatos eróticos loira adora dar cu pro cavalo festa junina conto eróticovideo gay meu irmao me estuproucontos eroticos minha mulher de roupa curta e decotadacontos passando pomado no cu da mamaecontos de mulheres ninfomaniaca por sexoConto eroticos das coroas 42 lindas e gostosas de 41 anos com teu afilhadopaguei minhas conta com a buceta levei vara sem do contos eroticosdepilando a tia contosContos eroticos de comi a bunda do professorrelatos eróticos loira adora dar cu pro cavaloconto troquei de papel com a minha mulherai que lambida contoscontos eróticos corno leva muhger BA mo suco grupalcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemulheres adoram ficar peladas cheio de manteiga no cuporno doido sumindo um emorme prinquedo na pusetaCONTO O SEQUESTRADOR SEGUNDA PARTEcontos eroticos a coroa e o roludo 28 cmele ela conto erotico japonesa casada e a reforma da casacontos eroticoscunhadinhas muito safadaContos eroticos viagem a africaContos erotico de exibi a bunda muito grande de fio dentalcontoseroticos/maeiniciandofilhaconto incesto cunhadacontos de esposa arrombada dormindocontos eroticos humilhando podollatriavi o pauzao do pedreiro e fiquei doidinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecoroas enxutas se masturbando com tocas na cabeçaconto erodico a familia na praia de nudismoMadrinha putinha contosasalto que.virou.suruba videosConto erotico. SupositorioContoseroticosdesolteirasgostosa se deliciando na cademis malhando de perna abertaduas loirinhas e rucontos eroticos fiz amor c minha mae na primeira vez que fui pra cama c elavideo de sexo sogra provoca o genro do lado da mulher.e se da malcontos eroticos meninas filhinhas subrinhas priminhastracei minha irmã contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto incesto perdia a aposta meu filho me comeucunhada sem calçinha contoscontos eu novinha e meu primo me inicioucontos eróticos da quarta-feira de CinzasContos eroticos noviça virgemcontos eroticos encoxadascontos adoro. tomar no cuzaogordinho cagando na vara conto eroticosContos eróticos.com/Enrabei a Floracontos eroticos realizei meu sonho comi minha cunhada novinhavirei putinhacontos eróticos meu aluno preferidoa massagista negao contosconto erotico meu compadre me comeucomi o cu da minha sogra linda e da filha elas gritavaminha irma seu cu cheiroso contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemulhe dane a buseta a primeira vezmulher casada vira p*** no baile do carnaval só transa com homem do p********* e grosso para vídeosContos mamae é a puta da familia e dos vizinhoscontos gay o menino que era um femea escondidoRelatos eroticos de professoras casadas brancas que foram usadas por alunos negroscontos balas por metidas nas meniminhascontos eroticos de casada pagando aposta do maridocontos eróticos traficantecontos de mulheres que tomaram ativador sexualContos eroticos gay primeira vez traumatica