Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A MINHA CUMADRE SAFADINHA.

Olá pessoal, estou voltando prá contar uma estária muito gostosa.

Minha cumadre (Camila- fictício), vivia indo lá em casa, até mesmo por sermos vizinhos, batia altos papos com minha esposa e comigo, a princípio ela ia somente quando minha esposa estava em casa, mas depois ela passou a ir também, quando eu estava sozinho. Sentava no sofá e batíamos um bom papo, ela falava da família, do meu afilhado, e dos namoricos dela ( o pai do meu afilhado largou ela prá ficar na gandaia), e eu ouvindo, aconselhando...

Depois de uns tempos eu percebi que ela passou a ir mais com frequência quando minha esposa não estava. Numa certa ocasião ela chegou e eu estava vendo um filme pornô de carnaval, onde acontecia um baile e rolava de tudo, e como ela era de casa, ela foi entrando e acabou me pegando assistindo ao filme, eu tratei de desligar o DVD e disfarçar um ouço o volume, colocando uma almofada em meu colo, mas ela riu e disse que sabia que eu estava vendo putaria. O papo ficou entorno disso, ela me zoando, falando que eu era um sem vergonha, daí eu disse que era normal, que duvidava que ela não tivesse visto um filme pornô alguma vez, ela disse que sim, mas sá em motéis com os namoricos dela e tal. O engraçado e que ficamos nessa conversa e meu pau não amoleceu, daí ela falou que eu podia tirar a almofada do colo e eu falei que tava de boa...Ela então levantou-se do sofá e segurou na almofada puxando e revelando minha ereção, foi então que ela falou assim: _ Nossa! Bem que minha cumadre disse que você é um safado gostoso! Daí eu falei que ela podia falar, pois sempre provou, daí minha cumadre perguntou se ela podia experimentar também, e já foi colocando a mão no meu cacete. Ficou alisando minha rola por cima do calção, daí eu falei que minha esposa poderia chegar e ver ela me acariciando, ela então me respondeu que sabia que ela iria demorar, pois havia visto ela saindo prá ir cumprir suas obrigações na casa de santo. Ela falou que já estava querendo experimentar minha rola a algum tempo, mas estava receosa. Então ela levantou o vestidinho florido que estava ficando apenas de calcinha, uma calcinha vermelha de rendinha, tipo fio dental, bem cravada na bundinha. Daí eu tirei meu calção, ficando sá de cueca. Ela veio e sentou no meu colo e começamos a nos beijar, e ela esfregando a buceta no meu pau por cima dos tecidos, comecei a acariciar e chupar seus peitinhos moreninhos, mas com uma marquinha de biquine e biquinhos durinhos e empinadinhos (peitinhos como chamam de pêra), eu chupava, mordia os biquinhos e ela se esfregava e gemia no meu ouvido mordendo minha orelha. Enqunto eu chupava os peitinhos dela, com uma mão eu abria a bundinha dela e com a outra eu esfregava meus dedos na xoxota e no cuzinho. Levantei do sofá com ela no meu colo e a coloquei sentada e tirei sua calcinha e abri suas pernas e fui beijando e dando mordidinhas nas partes internas da coxa dela que segurava meu cabelo e forçava de encontro a buceta dela, que estava depiladinha e molhadinha, uma delícia.Passei minha língua do cuzinho até o grelo dela que deu um suspiro forte e começou a falar chupa, isso chupa minha bocetinha, chupa gostoso ahhhhh!

Fiquei uns 19 minutos chupando aquela delicia, até que eu senti ela se contraindo e ela falando, isso chupa forte, chupa, chupa que eu vou gozar, ahhhhh chupa seu filho da puta,chupa! Segurou minha cabeça forte e começou a gozar tremendo o corpo e jogando os quadris como se estivesse fodendo minha boca. Ela ficou ali jogada no sofá uns cinco minutinhos e eu mordendo a coxa e dando leves lambida no cuzinho e na bucetinha dela, então ela levantou e mandou sentar no sofá e sentou ao junto ao meu pé e veio lambendo meu saco, chupou uma bola, chupou a outra, colocou a língua na base da minha rola e foi subindo devagarzinho até a cabeça do meu pau, quando chegou na cabeça ela deu uma lambida e engoliu minha rola (19cm) até a metade, aquilo me deixou em êxtase, mais do que eu já estava, ela chupava o que dava e punhetava o que sobrava. Eu indo ao delírio, pois ela chupava bem gostoso e percebendo pelas contrações que minha rola estava dando em sua boca ela olhou nos meus olhos e disse: _ Dá leitinho dá! Dá esse leitinho na minha boquinha dá! Enche ela de porra vai! E colocou a cabçe do meu pau na boca e ficou sá com a cabecinha dentro da boca e punhetando, eu não aguentando mais segurei na nuca dela e comcei a estocar a boca dela como se fosse uma boceta e soltei uns três jatos dentro da boca dela que não deixou cair nada. Ficou chupando até sair a última gota de porra do meu pau, depois olhou nos meus olhos com um sorriso de putinha feliz e me mostrou a boca cheia com meu leite, e engoliu tudinho, lambeu os lábios e deitou em cima de mim no sofá, se esfregando .

Não demorou nem cinco minutos, minha rola estava como pedra, ela então deitada em cima de mim, colocou a mão prá trás e encaixou minha rola na boceta e foi descendo o corpo rebolando devagar, quando sentiu tudo dentro, ela sentou-se sobre mim, sem desencaixar do meu pau e começou a cavalgar minha rola, dizendo: _Ai filho da puta, que cumpadre gostoso, isso fode, enfia essa rola na sua cumadre, Ai hummmm! Fode mete assim! Ela subia e descia, deixava sá a cabecinha do pau e rebolava, depois descia forte colocando tudo dentro, eu a segurava pela cintura, mas deixando ela fazer o rebolado dela que estava uma delícia. Ficamos assim uns dez minutos e ela me pediu prá comer ela como uma cadela. Ficou de quatro no sofá, olhou prá trás e disse: _ Fode! Mete nessa cadela! Eu coloquei meu pau e dei uma estocada sá, ela deu um gritinho acompanhado de um gemido, e disse Isso Filho da puta, mete até o útero, ai caralho, fode, mete com força ai, ai hummm!

Dei uns tapas na bunda dela e passei meu dedo no melado que escorria da buceta dela e fui acariciando o cuzinho dela, eu sou doido por um cuzinho e quem não é??

Eu dava estocadas fortes e ritmadas na buceta ela e comecei a enfiar o dedo indicador no cuzinho dela que passou a gemer mais alto, e eu comecei a ficar preucupado, pois os vizinhos poderiam ouvir, então eu coloquei mais um dedo e dei-khe um tapa mais forte, na hora ela gozou na minha rola, melando meu pau ainda mais. Aproveitando que ela estava no êxtase do orgasmo, eu tirei meu pau da buceta e encostei a cabeça no cuzinho dela, que tentou ir com o corpo prá frente, mas a segurei pelos quadris e disse que já que ela queria foder comigo, eu queria serviço completo. Ela falou: _ você tá doido, essa rola vai acabar com meu cú!

Mesmo assim eu não a larguei, e insisti, dizendo que ela adorou na boceta e que iria adorar no cuzinho também. Ela falou que além de grande era grosso, muito átimo prá buceta dela, mas pro cú ia arregaçar ela. Aproveitando da posição dela ( de quatro), eu a forcei de encontro ao encosto do sofá e fui forçando, ela falava não, mas dava umas reboladinhas na minha rola, e numa dessas reboladinhas, senti a cabeça na entradinha e forcei um pouco mais e entrou um pouco da cabecinha. Ela deu um suspiro forte e parou, daí eu coloquei minhas mãos por baixo dos braços dela e segurei nos seios dela. Forcei um pouco mais, e ela pediu prá ir devagar...Quando entrou a cabeça eu vi ela numa expressão de dor, parei um pouco deixei ela acostumar e fui forçando quando percebi que ela relaxou, daí entro a metade do pau. Ahhhhh! Caralho, puta que pariu, meu cú tá ardendo porra, ai, ai issss! Falava ela com meu pau enterrado até a metade no cuzinho dela. Fiquei parado um pouquinho e comecei a dedilhar o grelo dela, com um tempinho ela começou a rebolar na minha rola bem devagarinho, e dava umas jogadas de quadril prá trás, então eu comecei a estocar devagar, mexendo o grelinho dela. Ela começou a gemer pedindo prá foder gostoso... Fode meu cuzinho, vai fode, isso assim devagar, vai mete essa rola! Ai. Ai meu cuzinho...aiiiiiiiii

Fiquei uma meia hora metendo no cuzinho dela e a safada já estava era pedindo prá meter forte...Mete isso mete gostoso no meu cuzinho, fode, fode, Aiiiii, eu vou gozar mete, mete!

Não estava mais aguentando segurar minha porra, com aquele cuzinho apertadinho contraindo no meu pau, piscando gostoso.

Avisei que ia gozar e Camila falou rebolando e olhando prá trás: Vai goza seu cachorro, goza no meu cuzinho! Enche esse cú de porra, vai filho da puta!!Ahhhhhhhhhh!

Senti minha porra saindo em fortes jatos, enchendo aquele cuzinho...Ela ficou rebolando no meu pau até ele amolecer e sair de dentro dela, escorrendo minha porra pelas pernas dela. Depois ela colocou a calcinha e o vestidinho e disse, agora toda vez que você estiver em casa e minha cumadre sair eu venho visitar esse pau gostoso!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html contos eroticos como passei a ser travesti por causa do meu cunhadoContos fiquei bebada e me chuparampassivosrj sexocontos gay descobri a mulherzinha que havia em mimcontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticonto gay negro trapezistaconto erotico teen gay iniciaçãoMinha madrinha ela mora sozinha com sua filha eu vou sempre na casa da minha madrinha fuder ela eu fui na sua casa ela tava sozinha eu fui com ela pro seu quarto eu tava fundendo ela sua filha chegou sem fazer barulho ela entrou no quarto ela viu eu fundendo minha madrinha ela disse pra minha madrinha que ela queria perder sua virgindade da sua buceta minha madrinha disse pra ela tirar sua roupa pra ela deitar na cama eu chupei sua buceta virgem raspadinha minha madrinha disse pra ela chupar meu pau ela chupou meu pau minha madrinha disse pra ela abri bem suas pernas minha madrinha disse pra eu meter meu pau bem devagar na buceta virgem dela conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMeu vizinho tiro meu cabaço bebadadepois de dar pro ricardao dei pro meu marido contomullet fudemdo pau gramdecontos eróticos excursaocontos eróticos engravideifomos pro motel contos lesbicosconto transformado travesticontos gays com gémeosContos erotico.crente metroFodido na construçãomeu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machocheirada e dando a bunda contoscontos eroticos chupei meu cunhado embaixo da mesa perto da minha familiatraí meu marido contospuxa agarra japinha cabelos pornocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos cabaco menininhascontos de coroa com novinhomeu dog fudeu minha mulher e cunhada contoscontos eroticos comendo a neta da minha madrinhaeroticos satisfaco mae na camacontos de sexo depilada na praiaContos Eróticos De. Comendo A Minha Vizinha Coroacontos fudedo mãe do meu chefecorno agradando os outros com a esposa contoesposa traiu seu marido com um deiciente dotado contos eroticoscontos eroticos arrombando a gordaa cunhada mais nova pede para o seu cunhado gozar em sua boca tem RNA tomar galaconto casada veridico sequestrodei carona pra vizinha casada vadias reaiscontos eróticos minha mãe traindo meu paiconto gay sou macho me encoxaramtratano da titia com rolaxvedeo foi brincar com a prima efreguei pau nelaela pediu pra parar mas continuei fudendoconto erotico vi mae cagar na picaevangelica pegou carona traiu contos reaisConto erotico tia dano cuzinho pro sobrinho titasogro engoxada no honibus condos erotigosContos eroticos menininhaVanessinha criando pelo na xaninhacontos eroticos arrombando a gordana piscina com minha sobrinha - contos eroticoscontos er passando em casaporno gay com operador de tratorcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos incesto férias com mamãecontos bucetinha familiaconto erótico duas bucetas brigando mel esfregar tesouraconto guei dopei meu irmáo chupei a rola delecontos de amassos com colegasenteadinha putinha contoscamionista fudeu minha filha e euContos eróticos cumendo minha tia e lambendo seu cuzinho escurinhofui iniciado conto realdelirei com a pica entrando no meu cuzinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos erotico com loira e negaocontos minha mae comeunovinho delirando na primeira gozadaconto erotico minha namorada cuidado de mimcunhada casada de saia e calcinha branca contosconto chorei mas aguentei a pica do meu patrasdocontos eroticos de tio fodendo sobrinha a forçacontos bucetinha linda da vizinha polacazoofilia mulher carente arruma um componheiro pra lir da prazerdando transito por ter medo de multada fudercontos pornos estuprada no assaltocontos eroticos arrombando a gordacontos de tia coroaconto o cunhado da minha muhler encheu a boceta delacontos de sexo depilei minha bucetadormindo ao lado conto erótico