Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O ENTREGADOR DE GÁS

Meu nome e Marta, tenho 29 anos e sou casada com Tarcisio de 35. Nosso casamento ja dura 19 anos e na cama nos damos bem, mas de uns tempos pra ca começamos a ter fantasias e a simular outra pessoa entre nos.

Ficamos muito tempo nessa fantasia, ate que resolvemos colocar em pratica, mas com fazer? quem chamar?, pensamos em um garoto de programa, mas queriamos algo que rolasse naturalmente e essa nao seria a melhor ideia. Eis que um belo dia indo a padaria, passei em frente a um deposito de gas e vi um rapaz saindo para uma entrega. Era um homem branco, na faixa dos 30 anos, ombros largos, braços fortes e que me despertou um enorme desejo.

Chegando em casa, comentei com Tarciso sobre o tal homem e ele me perguntou que tipo de sensaçao ele havia me causado. Respondi que havia achado ele muito gostoso, sensual e que adoraria transar com ele, Tarciso na mesma hora ficou excitadissimo, me mostrando seu pau duro embaixo do short que usava e deu entao a ideia de pedirmos um gas e quando o rapaz chegasse, caberia a mim seduzi-lo.

Tarcisio foi entao ate o deposito e pediu para que entregasse um gas em nossa casa, e eu enquanto isso colocava um vestido curto de malha bem colado ao corpo e combinamos que Tarcisio chegaria apos o rapaz.

Em poucos minutos o moço chegou e la fui eu toda gostosa abrir o portao e de cara percebi o olhar dele disfarçado para minhas pernas. Ao entrar na cozinha mostrei o local a ele e enquanto estava abaixado tro-

cando o botijao, cheguei bem perto dele e disse:

-coloca direitinho pra nao ficar vazando ta meu anjo?

Quando ele virou o rosto e viu minhas pernas bem ali proximas do seu rosto, engoliu a saliva, ficou verme-

lho e falou meio que gaguejando:

-Pode ficar tranquila dona, vou colocar direitinho.

-Credo, dona? assim voce me ofende, pareço tao velha, tao acabada assim?

-Nao, claro que nao, pelo contrario!

-Pelo contrario? Entao me acha bonita?

-Bonita e pouco!

-Pouco? Entao fala, o que mais?

-Ih dona, ve la hein, a senhora nao e casada? Depois seu marido chega ai...

Foi quando Tarcisio apareceu na porta:

-Estao falando de mim amor?

O rapaz ainda agachado ficou palido e entao eu falei:

-Oi amor, e que ele me chamou de senhora e eu me senti ofendida, afinal nao sou tao velha e nem tao feia para ser chamada assim nao e verdade?

E Tarcisio me abracando por tras disse:

- Claro meu anjo, voce e toda deliciosa, nao acha moço?

E o rapaz todo sem graça levantou-se e falou:

-Se o senhor ta dizendo, quem sou eu pra falar o contrario ne? Ah se der problema e so ligar la ta?

E Tarcisio ainda atras de mim, tratou de acalmar o rapaz:

-Calma, espera ai, senta um pouco, minha mulher vai fazer um cafe, aceita?

-Ta bom mas bem rapidinho!

Enquanto a agua esquentava, sentei no colo de Tarcisio e ele começou a acariciar minhas pernas com o

vestido ja la em cima e o moço nao sabia se olhava para o chao ou para aquela cena que parecia estar deixando ele louco de tesao e Tarcisio de proposito a cada passada de mao, levantava ainda mais o meu vestido, fazendo o moço suar. Levantei entao pra fazer o cafe e ao servir o moço, de proposito derrubei um pouco de cafe em sua camisa:

-Puxa moço, desculpa, foi sem querer!

E meu marido como que me reprovando:

-Eh, sua desastrada, olha o que voce fez!

-Nao foi nada nao meu senhor, chegando la eu troco.

-Nao, nao, ela fez a merda, agora ela vai limpar. Vai la com ele no banheiro e passa uma agua pra nao manchar.

E eu pegando ele pela mao:

-Vem aqui moço, tira a camisa, deixa eu passar um sabao bem rapidinho pra voce!

-Nao, nao precisa.

-Precisa sim, vamos la no banheiro.

Chegando la, tirei a camisa do rapaz e vi aquele peito gostoso, aquela barriga lisinha e como quem nao queria nada, comecei a seca-lo com a toalha e a dizer:

-Como eu sou desastrada, olha so o que eu fiz!

Nao resistindo, comecei a acariciar-lhe o peito e olhando em seus olhos disse:

-Como voce e gostoso!

-Dona, seu marido ta ali na cozinha.

-Voce tem medo?

-Claro, a senhora e louca?

-Fica tranquilo, meu marido nao e ciumento.

Beijei-lhe a boca e correspondida comecei a alisar aquele pau ja duro sobre a calça e devagarinho fui beijando aquele corpo ate colocar aquele mastro todo em minha boca e Tarcisio como ja imaginava o que

estava acontecendo, apareceu na porta. O rapaz se assustou mas Tarcisio logo tratou de acalma-lo:

-Nao falei pra voce que ela era deliciosa? Ta gostando?

O rapaz logo entendeu tudo e relaxou.

-Nossa, ela muito deliciosa, mas...

-Calma, e so uma fantasia, pode ficar a vontade. Leva ele la pra nossa cama amor!

Chegando la no quarto, Tarcisio sentou-se numa cadeira e ficou a assistir aquele macho me beijando, me chupando toda. Ele me jogou na cama, arrancou meu vestido e me colocou de quatro. Começou a beijar, lamber minha bunda, meu cuzinho, minha buceta, enquanto Tarcisio se masturbava loucamente e dizia:

-Isso, chupa essa putinha, lambe o cu dela que ela gosta.

Isso deixava o rapaz mais tarado ainda:

-Olha aqui o macho da sua mulher, lambendo o cu dela, olha!

Eu gemia feito uma louca. A ideia de estar ali com outro homem na frente do meu marido me enchia de tesao e causava uma sensaçao nunca antes sentida. Ele me virou de frente e caiu de boca na minha buceta, me chupando o grelo, me enfiando a lingua e me fazendo delirar.

Tarcisio entao resolveu participar, aproximando-se da cama e colocando seu pau duro em minha boca. Eu mamava como uma louca depravada e a cada lambida no meu grelo eu respondia com uma chupada ainda mais forte no pau do meu marido. O rapaz entao me colocou de quatro novamente e a pincelar o pau na minha buceta, como se quisesse me torturar e eu toda despudurada implorava:

-Vai mete esse cacete na minha buceta, seu filho da puta, me arrebenta toda, meu marido quer ver como que eu gemo no pau de outro macho.

E Tarcisio novamente colocou o pau em minha boca e falava:

-Mete na minha mulherzinha mete, soca o pau na xoxotinha dela!

O rapaz entao me puxando o cabelo enterrou com vontade aquela pica toda dentro de mim e com a outra mao batia em minha bunda. O misto de dor e prazer tava me elouquecendo e Tarcisio vendo aquilo tambem

estava euforico:

-Vai, mete na minha mulher com vontade, xinga ela!

-Toma na buceta, sua vaca, puta safada, geme pro seu marido ouvir, geme!

Eu com o pau do meu marido na boca e o pau daquele estranho na buceta, me sentia a mais depravada das mulheres e Tarciso entao pediu:

-Mete no cuzinho da minha mulher mete!

E o rapaz sem pensar duas vezes, meteu aquele bambu todinho no meu rabo, me fazendo gritar de dor e prazer. A cada estocada eu ficava mais louca e Tarcisio ajudava o moço abrindo minha bunda ainda mais pra ver aquele pau entrar no meu rabo. Tarcisio em extase falava:

-Toma meu amorzinho, o pau desse macho no seu seu cu toma! Ta gostando ta? Voce fica linda com o pau desse macho no seu cuzinho.

-Vou arrebentar sua mulher na pica. E isso que voce quer ne?]

-E e isso, mete tudo nela, mete!

-Toma putinha, toma pica no seu cu, toma pro seu marido ver!

Tarcisio ja nas ultimas falou:

-Tira do cu dela e poe na boca, quero ver ela chupando nos dois.

Comecei a mamar, ora no pau do meu marido, ora no pau daquele estranho, esfregava os dois na minha cara, enquanto era xingada pelos dois e Tarciso falou:

-Goza na boca da minha mulher, que eu quero ver!

O jato de porra veio de imediato me enchendo a boca, engoli quase tudo e meu marido vendo aquilo tudo, logo gozou na minha cara tambem, me deixando toda lambusada.

Foi a melhor foda que dei em minha vida. O rapaz entao se arrumou e foi embora e mais tarde eu e meu marido terminamos a sos aquela tarde de total prazer.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


CU arrombado ABERTO madrasta contocontos eróticos estupradaContos eroticos sem calcinha estuprada pelo sadomasoquistacontos eroticos arrombando a gordano acampamento enquanto eu dormia contos eróticosContos meninos comecaran sexo gaycarlão socando ate as bolas no cu da vadiacu esfolada negao contosContos eroticos arrombada por 35cmcontos eroticos arrombando a gordaconto sobrinho mamar na tiaconto de meu avô rasgou meu cucontos mostrando pau pra sograEsposa linda e gostosa buntuda nuaconto transando com mulher deficientemulher depravadagarota da buceta grande cetado nado negãovontade louca de fuderaposta vestido de mulher contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos obsenos da minha infanciatitias chuponascontos eroticos pique esconde safadocontos eroticos gay meu tio de vinte anos me comeu bebado quando eu tinha oito anosso rendudo socando ni bundao enormeEu e minha mae no hotel ela ficou nua na minha frente eu disse mae sua buceta e linda raspadinha ela disse me fode filho conto eroticocontos eroticos incesto fudendo minha filha com meu melhor amigocontos inocênciaSebastião, o vaqueiro que gostava de cavalgar 2dando desde pequeno contos eroticos gayscontos verdadeiro aventura das melheres com mendigos roludoscontos corno humilhado beija péscontos eroticos pezinhoscontos bolinadas no parquecontos empurrando no rabo tia martacontos sogra chupou genrro traindo no carro na ruacontos casadas malandrasContos eroticos(colei velcro com a vizinha e gostei)Porno conto a sindica olhando minha picacontos eroticos arrombando a gordaMeu cu virou buceta contos gaycontos eroticos ousados em lugares publicosincesto furapornocontos de cunhadas tesudasengravidei no mato contomulher dominando casalcontos gay com homens grandes e peludos terminadascorno obrigado a chupar pica contocontos eroticos noiva do tiovideo de presediario comeido buseita na cadeia no dftransformação contos eroticosConto eroticos corno liberal safadofomos pescar eu e minha esposa e cunhada e o conto eroticoeu nunca recuei um cabaço de uma virgemponen titando cabaso de mulheresMeu padrinho negão dotado fudeu minha cona e cu. Conto erotico heterossexual. incesto. contos eroticos arrombando a gordacontos minha prima defisiete me viu batedo umaContos eroticos calcinha da vizinhaZofilia Homem fodendo forte acadela ela chora sentido dorcontos eróticos heterossexuais na obra contos gays - meu irmão falou ele não vai comerContos eroticos minha irman roqueirameu cu engolidor de rola contosdesvirginando sobrinhaComendo cu de mulher dormindo conto eroticoEu morava sozinho na cidade a filha do meu amigo ela veio do interior pra ela ser minha empregada conto eroticocontos eroticos arrombando a gordaprimeiro abraço encostou o pau na bct puxou pela bunda encharcou a calcinhaxvidiocu gostozosaber se a Cleópatra deixava gozar dentro da bucetacontos eroticos pai escravo da filhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos cornoscontos erotco tirando caboso do filhoConto erotico sogra bundudaContos escrava sexual do patraocontos eroticos esposas no swingcontos eroticos no escuro alguem colocou o pau entre minhas coxasconto na praia com filho nuContos velha gorda deu pro mendigo