Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A CALABRESA DO ENTREGADOR DE PIZZA



Blz, pessoal? Esse será meu segundo conto por aqui. O primeiro, vocês podem consultar foi "O Guardador de Carros". Para quem não leu, vou me apresentar novamente: moro em uma capital do nordeste do Brasil. Sou negro (ou mulato se preferirem assim) 1.65 (baixinho, eu sei..rs), magro em forma, corpo naturalmente liso sem pelos. Os caras tem mania de achar que sou ativo, mas sou passivo. Tranquilo, macho, discreto. Bunda pequena, pica de 16cm.







Era um sábado à noite e cheguei tarde do trabalho, não tinha nada para comer em casa. Todos já dormiam. E realmente não estava nos meus planos preparar nada para comer. Pegar o carro novamente para comprar algo, estava fora de cogitação. Então, nada como pedir uma pizza. Liguei, no que fui prontamente atendido e disseram: vai levar uns trinta minutos. Beleza. Refrigerante de brinde? Fanta Laranja, por favor. Beleza... Meia hora depois, que raro, pontuais, o entregador buzinava à porta. Era quase onze da noite e eu estava azul de fome. Abri o portão, e vi um cara interessante entregando a pizza, mas juro que não pensei em nada além da minha fome. E ele era um tipão, de corpo, não havia tirado o capacete. Quando tirou, me fixou com o olhar e eu retribuí, mas normal. Eis que ele tirou o refrigerante: guaraná antartica...







- Cara, eu pedi fanta laranja!



- Tem certeza? Então lá eles se enganaram com o pedido



- Pois é, não curto muito guaraná



- Eu vou lá e trago para você



- Na boa, não precisa



- Eu faço questão (ele reforçou enquanto deu uma pegada no pau)



- Não precisa. Obrigado!







Paguei. Entreguei a gorjeta e fui comer minha pizza. Nem aí pro carinha. Acabou aí! Comi a pizza e cama. Coincidiu que uma semana depois, estava afim de comer pizza porque uma amiga iria dormir lá em casa. Liguei para a mesma pizzaria e veio o mesmo rapaz fazer a entrega. Quando ele chegou na porta, veio sorrindo novamente. Eu lembrei:







- Putz, trouxe o refri certo dessa vez, né? Se não, você vai ter que voltar



- Dessa vez não me enganei - ele respondeu com um sorriso encantador.







Não apresentei o entregador que chamarei de Alex (nome fictício). Pense num macho alfa. 1.77 (soube depois quando perguntei), todo durinho. Em uma calça jeans apertada, rosto quadrado, barba cerrada por fazer, olhos castanhos e um sorriso de filho da puta safado. Foi tudo que pude sacar dele naquele dia. Desci os olhos e medi o cara de cima a baixo, muito sutilmente. Quando fui pagar, ele tocou e segurou minhas mãos (veja sá, apenas nesse momento o idiota aqui sacou que poderia rolar algo) e não largou. Encarei o olhar e ele deu uma arrumada na mala. Eu, encanado, me preocupava com os vizinhos que poderiam ter visto a cena. Agradeci e entrei.







2 minutos....



O telefone residencial toca.







- Oi, tudo bem...sou eu o Alex



- Quem?



- O entregador de pizza







Caralho! Gelei... Olha sá, não posso falar com você agora, mas vou te passar o celular DELA (um cádigo) e passei meu número.







No dia seguinte ele ligou. Foi claro: Fiquei no maior tesão e tô afim de te fuder!! Assim, seco. Não enrolou.







- Cara você é maluco?



- Você tá afim também...



- É, mas não tenho local. A casa sempre tem gente, lá não vai rolar.



- Pow, tô afim, dá um jeito.







O jeito foi compartilhar essa ideia com um amigo de foda. O Ricardo, machão, quarentão, ativo comedor com quem já tinha aprontado algumas. Com o divárcio o Ricardo estava morando sozinho e premeditei tudo. Duas semanas depois, um sábado, fui à casa dele e...sugeri uma pizza. Sá não disse que queria ser traçado pelo entregador.







- De repente o entregador é bonito... (disse eu)



- hahahahah e você faria o que?



- Pegaria ele e você.







Silêncio. 19 minutos depois, a campainha do apartamento toca. Era o meu entregador. Alex.



Ele fez cara de surpresa...não sabia que eu estaria lá e dei o nome do Ricardo para pedir a pizza, já que estávamos em outro endereço.







- Você mora aqui também?



- Entra cara!







Puxei-o pelo cinto. Ricardo estava no quarto, mexendo no pc. Não dei tempo para o Alex pensar. Fui abrindo o cinto com uma mão, enquanto procurava sua boca para um beijo, que ele relutou em dar, mas cedeu. E que beijo. Enquanto beijava e abria o cinto, ele também ía se soltando e tirando a camiseta. E aí pela primeira vez admirei por completo o corpo do meu entregador.







Ele tinha 1.77, olhos castanhos, rosto quadrado. Tinha pelos bem distribuídos no peito. E que peito. Mamilos durinhos e empinados. Os pelos desciam até caminho da felicidade, e lá era possível encontrar uma rola dura, roliça, 18cm e torta para a esquerda, cabeça vermelhinha e babona. Grandes e duras bolas. O morenão arfava e se entrega a primeira chupada que comecei a dar babando ainda mais aquela pica.







Ricardo sai do quarto e ele se assusta. Mas não o deixo sair.



Mais que depressa, Ricardo tira a roupa e senta-se na poltrona na sala. Fica batendo uma punheta.







Eu, ainda de bermuda, ajoelhado, chupava o entregador, mamava e tentava engolir cada centímetro daquela rôla macia e torta, embalada em uma cuequinha vermelha. Que delícia. Fiz com que ele tirasse toda a roupa e ele se entregou. O sentei no sofa e ora alternava as mamadas nas bolas, ora chupava a cabecinha. Ricardo, socava a punheta.







- Isso, mama esse puto direitinho (incentivava)



- Isso, come a calabresa do teu entregador (falava o Alex)







Eu chupava e ele começava a fuder minha boca com maestria. Me fazia engolir a rola inteira. Lágrimas saíam dos meus olhos e ele continuava a fuder a boca sem dá. Nem se importava com a janela aberta do apê. Nem com a presença de Ricardo. Aliás, Ricardo parecia ser mero espectador dessa mamada. E ele gostava desse vouyerismo.







10 minutos de mamada e ele diz: quero te fuder







Tiro a rola da boca e me viro em busca da camisinha. Vejo agora o Alex de costas e uau!!! pernas grossas e torneadas, de jogador de futebol e a bunda mais linda que vi. Redondinha, com leve penugem. C-A-R-A-L-H-O!!! Que bunda gostosa. Comeria lindamente (sim, sou passivo. Mas quem disse que a gente não come também???)







Com pressa, Alex senta-se na poltrona e diz:







- Vem cavalgar aqui, vem....







Não fui. Fui para o quarto e me deitei de bruços na cama. Uma perna semi-apoiada no chão e o restante do corpo sobre a cama.







- Me fode aqui. Agora!!!







No quarto, era possível ver os movimentos graças ao espelho na parede (Super ideia do Ricardo esse espelho).







Alex veio na direção. Encapou o bicho. Cuspiu na pica, lambusou de cuspe também meu cuzinho que a essa hora piscava alucinadamente querendo sua vara. Já esperava a metida...mas ele foi paciente. Primeiro deu uma lambida no cuzinho e depois brincou com os dedos. Pousou seu corpo sobre o meu, mordeu minha nuca. Virei-me para um beijo que o macho recusou. Mas voltou a lamber a nuca e morder o pescoço. Deixou marca. Pincelava o meu cuzinho e ía metendo devagar, "sá a cabecinha"







- Shhh...ahhh...puta que pariu, que delícia. Tá gostoso pra caralho (eu dizia)



- Quer minha rola inteira quer....



- Quero sim



- Então fala pra mim: me fode!!!



- Caralho, mete e me fode logo vai...puta que pariu;;;Shhhh...hummmm







Alex foi metendo devagar até meu cuzinho se acostumar com aquela pica. Deu a primeira estocada. A segunda mais fundo. A terceira e começou seu show. Eram movimentos intensos que não paravam mais e ele fodia muito meu cuzinho.







- Puta que pariu...que cu gostoso, quero fuder ele todo dia. Ahhhh....vou mter fundo







E acelerava os movimentos







- Aaaaaaaiiiiii....aaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiii.....caralhoooooooooo....fode mais macho, fode...... shhhhh...hummmmm - Era o que eu conseguia dizer e gemer!!!



- Devagar caralho....



- Nada disso, sei que você tá gostando...vou te fuder inteiro com força!!!







Mudava a posição e agora me comia de quatro sobre a cama do Roberto. (Aliás, cadê o Roberto????)







Sim, Roberto se acabava numa bronha gostosa e tentava em vão fazer com que eu chupasse sua rola. Mas ali, naquele momento, sá conseguia dar atenção plena ao meu entregador de pizza.







De quatro, ele me fodia com maestria e me fez finalmente cavalgar. E naquele momento, montado em meu cavalo selvagem, sentia as estocadas no meu cu!!







- Puta que pariu, que cu gostoso, Toma rôla que é o que tu quer...toma rôla nesse cuzinho gostoso!!! De repente me carregou (Ahhh, os homens fortes) e me virou de frango assado....Quero te comer assim porque vou gozar em você...







E em mais três, quatro minutos me comeu de frango assado, até tirar o preservativo e jorrar rios de leite em mim







- Vou gozar agora macho...Ahhhh....primeiro jato chegou na testa...e depois no queixo, no peito, no umbigo. Quatro jatos fartos de muito leite. E eu gozava sem tocar no pau. Ricardo, nessa hora, se aproximava e gozava sobre meu peito também!! Caralho....que merda foi essa!!!!!!!!!!!!!!!







Alex levantou-se e foi na direção do banheiro, tomar banho. Ricardo pegou uma toalha para me limpar. Depois fui ao banheiro e juntos (supresa!!!) trocamos um beijo molhado. Os três.







Alex é casado. Também descobri depois, quando prestei atenção na sua mão esquerda.







- É a primeira vez que isso acontece? (perguntou Ricardo enquanto nos enxugávamos)



- Não, já rolou outras vezes. Sempre que tenho tesão e dá certo e o cara curte...







Ficamos de repetir outras vezes (e sim repetimos com uma participação mais ativa do Ricardo). Alex saiu tranquilo falando ao celular: minha moto deu problema, por isso atrasei (ele já estava ali conosco há quase uma hora...47 minutos para ser mais exato). Acho que as outras entregas não foram tão boas quanto aquela.







E foi assim a primeira vez que a calabresa do entregador de pizza me comeu!!!



Se gostaram escrevam, se não gostaram também. Desculpem eventuais erros e se demorei em chegar aos finalmentes (acho que ficou longo!) Em breve volto. Querendo falar: [email protected]







Abraços.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


casada dando no rancho contosfantasiarnrnhttp:www.swingbrasileiro.com.bralbum.phpcontos erticos de mulheres fudedo se pudo em locais pubicoscontos de coroa com novinhoContos eroticos meu tio meteu no cu da minha mulher maomha frentecontoa eróticos de uma mulher dando pra dois home mmmeu cao meu machover contos excitantes com fotos,na praia,no onibus e no mato.contos eróticos meu aluno preferidoCantos erótico minha irmã grito quando estava cumendo elapagando conta cartonsex familiadevolvendo esperma no pau do bem dotadoContos o negão dormiu na minha casawww zoo porno filha brecado paiconto erotico meu filho me chapounamorada de calnsinha centou na picacastigo boquete contosno colo contos eróticosWwwcasa dos contos meu marido e rasistatravestis estrupa novinha na academia pornocontos fotos esperimentando rolahomem de calcinha enrabadocontos tiachupa rolaconto etotico antebraco na vaginacontos gay papaiConto Cú de velha"provoquei o velho e fui fudidaComtos namorado ve namorada ser fodida pelo irmao delaseu madruga coloca pau no cu da dona florindacontos eroticos feminino cunhadocontos eroticos de negros na praia de nudismovídeo pornô caseiro ele comeu minha b***** só na manha meteu bem devagarinhoeu quero a mulher da b******* grande de fio dental na regata do c* da bundonacontos de atiivo x passivo fodendonegao arombo cu da sografudeno com duas gostoda e cozamo na caracontos eroticos de padres e pastores roludos com meninascontoseroticoscomi o cu do mei painovinha pauzeracontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos casado medico gordinhocontos eroticos sou a puta dos meus primos piçudosAcordei com o cuzinho cheio de porra contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto o zelador e meninoso metendo n mato n buceta da minha filha n causinha video mobilconto eu e minha esposa nua na piscinaminha mae tava dando a buceta pro papai e fraguei contos eroticoscomtos exitantesfui afeminado por uma dommeContos eroticos: Fui forcada por meu pai ohohhcache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html todos gozarao na minha bucetacontos eroticos arrombando a gordacontos filhinha brincando com a picacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentechupando buceta com gosto como se beijase uma bocacontos eróticos gozando na filha pequenacontos e tia olhando meu paucontos eroticos rabudascontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosrelatos de ninfetas q foram arrombadas no carnavalconto erotico mendiga cuSou a cadelinha do meu cão contoscontos eróticos mulheres p****real conto cunhadoContos erotico sobrinha magrela no colo do tiocontos eroticos de menina de nove anos dando o cucarnavaldeputariasrelatos arrombei a amiga da minha irmapelada em casa - contos eroticos