Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CUNHADA DE SAIA JUSTA

CUNHADA DE JAIA JUSTA



Fui até a casa de minha cunhada, mulher do irmão da minha esposa. A cunhadona uma mulher de 33 anos, loira, 1.69 uns 76 kg e bem servida de tudo. Minha esposa sempre me falou que ela era fogosa e que gosta de dar em cima dos amigos do marido dela quando vão lá em sua casa. Eu porem me fiz de bobo, mas na verdade já tinha percebido que quando aviso que vou na casa dela ela esta sempre de vestidinho curto ou logo vai colocar um shortinho e fica desfilando com aquela bundona enorme na minha frente.

Esses dias minha mulher foi na manicure que é amiga dela e ela se ofereceu pra ficar cuidando da nossa filinha e fomos até a casa dela pra deixar a menina. Ela já estava de vestidinho preto esperando no portão pra pegar a menina e não sei por que falei para a patroa que não iria lá ao salão ficar cheirando esmalte e ela concordou “ fica ai então”.

Desci com a menina e também fiquei por lá, tudo no maior respeito, minha mulher na manicure e cunhadona safada desfilando aquele bundão pra lá e pra cá pela sala de sua casa. Mais tarde a neném começou a chorar e ela falou que ela precisava de um de banho. Pegou a banheira e foi dar banho na criança e olhando bem fixo pra mim disse: “fique olhando como se lava uma criança” e abaixou que deu pra ver a sua tanguinha que deu seu primeiro ar da graça, fiquei sá de canto de olho e ela levantou e deu mais uma abaixada um pouco mais demorada ai sim deu pra ver que o fundinho enterrou um pouco mais no seu reguinho e os pentelhos da sua buceta ficaram um pouquinho pra fora da calcinha. Não satisfeita levantou dali e foi até o boxe do banheiro e resolveu tirar a sua calcinha e voltou e se abaixou de novo, foi então que vim subindo os olhos naquelas pernonas branquinha e entre meio as polpas da sua bunda vi aquele bucetão bem cabeludo do jeito que eu gosto. Fiquei sá olhando e quando ela percebeu que eu olhava deu aquela mexida de responsa e disse: “agora chega de banho neném vamos para o quarto”. Passou por mim com aquela cara de safada e eu ali paralisado, olhando para sua bundona, ela deitou a criança na cama e novamente ficou em posição de bala ai deu pra ver ainda melhor sua xoxotona que a essa altura estava um pouco melada com os pentelhos grudadinhos e ela me convidou: “vem ver a menina deitadinha... ai que lindinha!!!” .

Então há essa hora meu pau parecia um osso de duro e eu fui chegando por detrás dela e ela roçando a bunda nele, não hesitei ergui o vestido e apalpei a cabeludinha e ela sá empinou mais ainda a bundinha e abriu as pernas e me disse: “soca logo esse cacetão em mim soca logo de uma vez não aguento mais to sá esperando essa geba me foder, já faz um tempinho”. Então fui passando o chapeludo na bunda dela e dei uma encostada na portinha daquele bucetão e ela já esguichou o primeiro jato de porra na cabeça do meu pintão. Eufárica começou um vai e vem gostoso e pedindo: “mete, mete, mete seu gostoso me faz sua puta!!! é sim sou sua puta hoje me fode me fode arregaça a minha buceta”. Dai em diante trepei na bunduda e soquei a geba nela e quanto mais eu socava mais ela dava gemidinhos e sussurros de prazer então coloquei a mão nos seus seios e ela na posição de quatro pedia pra que eu socasse a geba naquele bucetão peludo que naquela altura já estava mais melecado te tanto gozo.

Ficamos nesse vai e vêm por uns quatro minutos e ela quase satisfeita saiu correndo um pouco envergonhada dizendo: “não, não, eu não posso!!! não devo você vai me achar uma puta rampeira e eu não sou isso. Sou uma mulher direita. Mais o tesão tomou conta de seu corpo e sentou no sofá com as pernas entre aberta e eu não podia deixar passar fui para cima dela novamente e ela me pediu que colocasse nela na posição que mais gostava “papai e mamãe” e arregaçou a bucetona e pediu pra meter com tudo bem fundo. “Mete, mete quero você todinho dentro de mim” e não resisti a seus apelos e dei-lhe um longo beijo na boca e um jato de porra na sua xoxota e ela logo respondeu com um berro bem gostoso e começou a tremer e implorar por mais pica e gemendo falou: “por favor me fode me fode seu negão cacetudo, me fode mais forte sou tua, minha buceta é sá tua, fode ela e mata esse fogo”. Então sá coloquei outra vez a cabeça no bucetão e ela segurou na minhas costa e jateou com seu gozo que escorreu no sofá e melecou todo o meu pintão.

Desfalecida e meio grogue juntou o vestido do chão e correu para o banheiro se limpar e mais tarde voltou com cara de quem não tinha feito nada de errado e me pede pra que num outro dia repitamos a festa, já que seu marido não a satisfazia mais e ai neste momento minha esposa tocou a campainha e entrou na casa e logo foi perguntando: “tudo bem com vcs e a neném tudo certinho”, “ sim, sim respondeu a cunhadinha dando aquela risadinha de safadinha....

Quem gostou e gozou junto vota ai nesse conto do Locao rsrrsrs.... um abração ate o práximo....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos so de pensar gozocontos eroticos novos comi minha irmamnamorada de calnsinha centou na picacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentechortinho volumoso de travesticontos heroticos gay meu padrinho de vinte anos me comeu dormindo quando eu tinha oito anosconto namorada virgem amigosxvidios gemios incestoconto chantagem da minha irmaas mais linda esguichada na punhetaConto mete ui ui ui meu cuRelato forcei a filha da mendinga a me dar o raboum careca inesquecivel contoscontos eroticos forçacontos eroticos de lesbicas espiando os pais transando e fazem o mesFilinha chupa pau do papaiacomi minha amiga crentepelado com uma travesti contos eróticoscontos eróticos de novinha dando para garanhãocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentepassei pirulito na bucetacontos eróticos comedor a família todacontos mulher seduzido homemContos eróticos de rabudas casadascontos de coroa com novinhocontos eroticos minha sogra franciscamae sendo brechada no quarto da sua casa pelo filho pornodoidoconto porno paicontos eroticos mae filhakiko masturbando a chiquinhaContos Eroticos ROBERTAcontos reais de foda gay negro idoso.Contos comi egua sitiocontos eróticos coroas lindascontos eroticos fui comida feito puta e chingada de cadela pelo meu sogrocontos eroticos creme para a bocacontos eroticos menage femininoContos minha doce sobrinha melrelatos minha esposa dando a bundinha eu chupando a x******eu, meu primo e a mulher delecontocontos eróticos de dupla penetração b*****conto lesbica professora dominadaconto erotico comi o cu da minha irma em casaMeu sogro cheirou minha calcinhasogra contando como chorou na pica do genro contos eroticosContoeroticocasadasputascontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos sarro no ombroclassificados evangélica procurando cornoconto.de.cormoconto dopei ela e mamei o grelo e chupei o peitinho ela gozouConto porno marido repartindo a mulher com cachorro de rua zoocontos bucetinha linda da vizinha polacaconto bulinada pir debaixo da mesacontos eróticos da secretária cadela de coleira do patrãocontos eróticos de novinha dando para garanhãotanguinha suja contos eroticoscumil minha vizinha gostoza fimepornoEu fui trabalhar numa empresa eu comi minha patroa japonesa no motel conto eroticoconto comi.uma coroaconto erotico de velhas chupando picas denegros dotadoscontos de coroa com novinhocontos minha irmã deixacontos erotcos minha sograContos eroticos pega a força por pmcontos eroticos gays com gesseiroscontos amor gaydei a buceta para o amigo do meu filho contos eroticos gratisbruninha pedindo caronapagando conta cartonsex familiacomendo a mae contosolha o pezinho dela todo gozadinho