Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FOTAGRAFEI MINHA IRMA

Tenho o hábito de visitar alguns sites de fotos sensuais de mulheres bonitas feitas por fotágrafos amadores, e foi assim que tudo começou, tenho 19 anos e com um físico normal, nada em especial, tenho uma irmã de 19 anos ( na época, pois, faz 2 anos que aconteceu este fato que vou relatar) muito bonita, porém, tem um peso acima do ideal, o que a deixa muito fofa, ela tem um par de coxas bem torneados, um bundão que já homenageie diversas vezes em meus sonhos eráticos e um par de seios que mais parece dois melões no ponto de ser chupados.

Apás o jantar com a minha família me dirigi ao meu quarto, pois, estava cansado era sexta-feira e como de costume tenho o hábito de ficar até de madrugada na Internet, já se passava das 11:00 horas e de repente minha irmã entra no meu quarto, estava vestida com um pijama (short curto com uma blusa de seda sem sotien), e mostrou um livro que me recomendou para lê-lo, neste momento ela notou o que eu estava olhando na Internet e ficou curiosa, então eu disse que era um site de fotos de garotas amadoras, neste momento ela pegou uma cadeira e sentou ao meu lado, eu adorei a idéia, pois, começou a me dar um tesão muito diferente do que o normal, ela começou a fazer diversas perguntas:

Estas mulheres são realmente amadoras?

Sim, respondi são fotos que alguém tira e envia ao site sem compromisso.

Mas não existe a possibilidade de alguém reconhece-las?

Não, pois, elas evitam mostrar o rosto, apenas o corpo, algumas vestem roupas sensuais, outras são um pouco mais atiradas.

Aproveitei a deixa e perguntei: Você teria coragem de tirar fotos assim?

Ela ficou vermelha e respondeu, de jeito nenhum, sou muito tímida e medrosa.

Realmente ela é muito tímida, sá teve um namorado até hoje e foi um relacionamento curto e sem sacanagem, o que me confidenciou mais tarde.

Ficamos até altas horas navegando na Internet e ela cada vez mais curiosa a respeito da novidade, fomos dormir e ela me perguntou se amanhã poderíamos ver mais fotos, eu disse que tudo bem, pois, nosso pais geralmente não ficam em casa nos finais de semana, temos uma casa de praia, e como ela esta muito curiosa para continuar a ver mais fotos resolveu não acompanhá-los, nisso ela me beijou no rosto e me deu boa noite, quando me levantei o meu calção esta com um volume acima da média, nisso ela notou e perguntou o que estava acontecendo, neste momento meu pau ficou duro de uma vez, então eu disse: sempre que vejo estas fotos me da muito tesão. Ela perguntou o que você vai fazer, eu disse não tem jeito vou ter que bater uma se não consigo dormir, nisto ela riu e saiu rebolando aquela bunda gostosa.

No dia seguinte meus pais foram viajar a praia e minha irmã resolveu ficar em casa para estudar, enfim, chegou a noite e ela pediu para ligar o computador e procurar mais fotos, neste momento, eu perguntei se ela não toparia tirar algumas fotos, no primeiro momento recusou, depois, eu falei que não seria sem roupa, apenas foto sensual, ela topou, porém, ela escolheria as roupas e poses, eu topei é claro.

Enquanto ela estava escolhendo as roupas eu preparava o ambiente, me dirigi ao seu quarto para ver como estava a escolha, eu sugeri um baby-doll e algumas calcinhas claras, neste momento, ela não topou, pois, somos irmãos, quando eu falei ontem você esta com um short curto e não estava com vergonha, agora nos vamos apenas brincar de fotografo e modelo, depois, apagamos tudo, somente isto e mais nada, neste momento consegui convencê-la, aproveitei e separei algumas calcinhas bem pequenas, ela comentou que não a usava mais, pois esta com o peso acima da média, então eu comentei deixa comigo o resultado final você vai gostar.

Começamos ela estava com um camiseta que cobria os seios e a barriga de fora e com um short de lycra apertado, apenas cobrindo uma parte da bunda, não foi fácil, meu tesão estava exposto, mas continuamos, a medida que batia as fotos ela se soltava, eu sugeri que ela tirasse o short, ela recusou e comentou olha o volume no seu calção, então eu disse: você deveria ficar contente, pois, o trabalho esta dando resultado, mas se este for o problema me de 5 minutos que vou a banheiro e resolvo rapidinho, ela riu e me disse não deixa para mais tarde, nisto, eu imaginei muita coisas, pois bem, ela topou a tirar o short, eu pedi que virasse de costas e aproveitei fui tirando as fotos passo a passo, quando ela terminou, fiquei de boca aberta, então comentei que era a bunda mais gostosa e carnuda que já tinha olhado, neste momento ela riu e deu uma virada, os peitos quase saltaram para fora da camiseta, então em pedi para tirar a camiseta, ela comentou que estávamos indo longe de mais, então eu falei, é somente para fotografar este momento, talvez, não teremos outra oportunidade e o clima estava feito, ok, ela topou e tirou de uma sá vez a camiseta, os peitos saltaram de uma forma que eu não consegui registra-los, ela riu e me disse que era a primeira vez que tirou a roupa para um homem, eu disse, que pena que somos irmãos, ela também disse: que pena.

Tirei varias fotos de todos os ângulos possíveis, em não podia perder a oportunidade do momento, fui audacioso e pedi que gostaria de fotografá-la por completo, ela perguntou o que você esta querendo, então, com muita sutileza eu disse: gostaria de fotografar a sua bunda que me da muito tesão, somente isto confie em mim, nisso, ela parou e pensou, e falou você promete que este será o nosso segredo e que isto nunca poderá saira deste quarto, eu falei jamais vou comentar com alguém este relato.

Ela ficou de costas e foi baixando devagar a calcinha, que neste momento estava já enfiada no seu do seu rabo, pois, o tamanho era bem menor que o volume de suas ancas, quando baixou até o fim eu presenciei o manjar dos Deuses, era a imagem mais sexy e bonita de minha vida, ela virou e perguntou, você realmente me acha gostosa, eu disse pegando no meu pau sobre o meu calção ele responde por mim, nisto ela riu e comentou hoje vocês se acabam, neste momento eu me digiri ao armário e peguei um travesseiro coloquei sobre a cama e pedi para ela se deitar colocando a barriga sobre o mesmo, neste momento, a sua bunda parecia que tinha o dobro do tamanho, pedi que separasse as ancas com as mãos, neste momento, ela topava tudo, ela foi abrindo a bunda e levantando vagarosamente até aparecer o botão rosinha, não resiste e deixei a maquina de lado para apreciar esta imagem, ela começa a piscar o cuzinho, então eu falei que não aguentava mais e queria possuí-la, nisto esta recusou e falou que deveríamos parar, então, eu recuei e falei, tudo bem, mas eu posso ficar pelado e bater uma punheta para este cu, ela disse que sim, pois, estava curiosa para ver ao meu caralho, eu baixei meu short e sentei ao seu lado, ela começou a admirá-lo, então eu perguntei se ela tinha gostado: muito, mas é muito grande, então eu falei que não, pois, tinha muito maiores do que o meu ( 17cms), ela começou a tocá-lo e punheta-lo com uma mão de seda, eu fechava os olhos e ela ria e massageava cada vez mais, eu não queira gozar, pois, aquele instante era especial, nisto eu pedi para ela dar um beijo na cabeça, ela baixou devagar ficou olhando bem de perto, pois, tudo era a primeira vez em sua vida, beijou suavemente a cabeça, passou toda a sua língua em minha rola beijou meu saco, eu abri bem as pernas, ela se posicionou de frente para mim e começou a chupá-lo de uma intensidade jamais vista, como não tinha experiência à saliva escorria em meu Caralho deixando todo molhado e tesudo, eu já não estava mais aguentando quando falei que ia gozar, ela acelerou mais e mais e saiu um jato tão forte de entrou em sua boca e melou parte de seu rosto, a porra de sua boca foi guspida em cima da minha rola melando de tal forma que me deixou doido de prazer, foi a chupada mais incrível que ganhei, ela se dirigiu a banheiro pegou uma toalha e nos limpamos do gozo, depois eu pedi para deitar que agora era a sua vez, primeiro chupei aqueles peitos lindos e fui descendo até o inicio de sua gruta linda, cheirava a puro sexo e esta ensopada, pois, acredito que durante a boquete a sua buceta já tinha gozado varias vezes, comecei a passar minha língua em sua gruta e chupava de tal forma que ela viajava no tempo, quando minha língua forçava o seu clitáris ela gozava com tanta intensidade que quase me sufocava com as suas pernas, depois, pedi para virar, pois, queria enfiar a minha língua em seu cuzinho rosado, ela não perdeu tempo coloquei o travesseiro em baixo de seu corpo e a abri a sua linda bunda, que visão, que tesão, comecei a morder devagar a bunda, conforme eu ia passando a língua práximo ao seu cuzinho ela ia se levantando devagar e ao mesmo tempo eu ia me afastando, até que o cuzinho ficou todo arreganhado, comecei a enfiar devagar e lamber todo aquele orifício, que naquele momento era somente meu, virgem, tesudo e cheiroso, ela ia ao delírio estava melado, molhado e piscava e contraia a cada enviada de língua, ela gemia feito doida e minha rola estava ate doendo de tesão, então eu propus fazermos um 69, me deitei e ela veio por cima, aquela imagem se preparando para se acomodar foi o maxímo, se baixou e abocanhou minha rola, principalmente chupando o meu saco, que me deu mais tesão ainda, neste momento eu trabalhava em seu cu todo arreganhado, e com todas as preguinhas ainda intactas e virgem, depois de algum tempo pedi que ficasse de quatro, neste momento ela se recusou, pois, não poderíamos seguir a diante, eu não acreditava, então eu pedi que ficasse de lado somente para brincarmos, ela virou, como seu cuzinho estava melado de saliva e do gozo de sua boceta a portinha esta uma delicia, coloquei a cabeça em seu orifício e comecei a fazer movimentos de entrada e saída, nisto ela me chingava de filha da puta, viado, pois, eu estava judiando daquela bunda que tantas punhetas ganhou e agora estava sentindo a sua temperatura, que por sinal estava a todo varpor, fui enfiando sá a cabeça minha irmão estava com tanto tesão que a deixei conduzir os movimentos de vai-vem, senti a cabeça enfiar, depois, foi mais um pouco e senti as preginhas de deu seu cu abraçar a minha rola, virei de costa e me conduzi em cima de seu corpo, mas ainda não tinha entrado tudo em um movimento calculado ela foi ficando de quatro e abrindo cada vez mais aquele buraco gostoso e pude de uma so vez enfiar sem dá e piedade todo o meu caralho em seu cu apertado e melado, ela chorava de tanto tesão, rebolava e eu socava todo o caralho naquele bundão gordo e tesudo não aguentando mais, comecei a meter com mais velocidade e enchi seu cu de porra, foi um gozo que mais parecia uma mijada de tanta intensidade, ela foi baixando e deitou e eu fiquei em cima exausto e com a rola dentro do seu cu, parecia que o coração estava dentro do seu cu, pois, sentia cada batida.

Nos recompomos e fomos tomar um banho, estávamos exausto, e dormimos juntos na cama de nossos pais, no dia seguinte ficamos um pouco encabulados, conservamos a respeito e não houve arrependimento, ainda no final de semana comi seu cu de todas a formas, até não aguentar mais, ela pediu que o cabaço fosse dar para uma pessoa muito especial, seu futuro namorado, mas o cuzinho este sempre seria meu, e modesta a parte é um cu que não dispenso.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos cumi mi.ha cunhada carlaconto erotico encoxadameu irmao comeu o cu do meu amigo negrinho contos eroticoscontos eroticos de oncesto de sogra com derroconto erótico novinho flagra sustoContos iniciano as garotinhasconto chantagem da minha irmachantageada e humilhada pela empregada negracontos eroticos. traiconto erotico com tia gravidacontos a novinha comadre carenterelatos comi a gorda na marramarido fas esposa virar puta e comer bota contos eroticosContos eroticos gay iniciado pela maecontos eroticos vi minha esposa me traindofoi sentar no colo do tio sem calcinha e levou ferroconto erótico gay taxista manausLóira safada narra conto metendo na coberturaconto erotco mendigoconto erótico corno babacacomendo a mae contosnegrinho contos eroticosrelatos eroticos romanticocontos eróticos de menininha dando o cuzinho pro meu primo escondido brincando de pique-escondecontos erotico gozei como uma puta velhacontos eroticos de tio e novinhascontos eroticos zoofilia gay usando calcinha e sainha da irma dando tinputa irmão contoeu sem querer transei com meu sobrinho contos eróticocontos eróticos com mamãesou a cris, e esses fatos aconteceram quando eu tinha 20 anoscontos eroticos arrombando a gordaContoa erotico irmã casadacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadostio come sobrinha e irmã conto eróticoscontos eroticos acampamento pirenopoliso pai da minha amiga é um tesão contos eróticoscontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentewww.contos lutinhas com mamaeContos excitantes sou gaúchacontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticalma aí bota devagarContos erotico com o meu avo na fazendacontos de insesto fatos.comreaiscontos eroticos mulher dopada e fudidaesposa seria se bronzeando em casa contobuceta ebumdaoContos pornos mendingoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos de travestis pauzudoscontos de mulheres ninfomaniaca por sexocontos bebe safadaConto erotico dei pro borracheiro sem o marido percebeConto esposa Volta da viagem arrombada o marido ve a diferenca quando faz sexo con elaconto erotico mamae viu eu comendo o papaicontos incestuosos - mãe e filho no forró terceira idadeContos eroticos eu paguei pra fuder a minha sobrinha casadacontos eroticos homem engravida esposa e sograninfeta chupa buceta e cospe a goza com nojopatroa de perna abertaContos gays passeando na rua vestindo langerie e vestidinhoConto comendo a gorda casadacontos sexo meu filho meu homem conto minha mulher gosta quando levo ela nas festinhasfudeno cu da manu e ela gritando de dorfoi sentar no colo do tio sem calcinha e levou ferroContos os velhos chupam melhor uma bucetacontos eroticos noivas.boqueterascontos cunhada com dorpatroa dando a buceta pro vendedor ambulante contos eroticosContos gay malucoConto erotico tudo por meu filhoconto erotico, esposa, buceta alargadacontos eroticos bosta