Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UM PADRASTO DELICIOSO



PADRASTO DELICIOSOÂ…



A vida é cheia de surpresas e isso aconteceu comigo quando completei 19 anos.

Meu nome é Lilian, mas todos me conhecem por Lili.

Mamãe se chama Sandra tem 36 anos e é enfermeira há muitos anos.

Apos muitos anos de brigas e desavenças minha mãe conseguiu se separar de meu pai que era um homem que por causa de bebidas havia se tornado uma pessoa violenta e impossível de se conviver.

Foi então que apos se separar mamãe depois de uns 9 meses arrumou outro homem e logo me disse que iríamos nos mudar pra casa dele. Minha mãe era uma morena muito bonita e que tinha um corpo perfeito com tudo em cima. Ela sempre se cuidara e apesar da vida sofrida que levava nunca deixava de estar muito bem arrumada com roupas bonitas e de bom gosto que comprava nas liquidações.

Até achei que depois que tinha se separado do traste do meu pai iria ficar sozinha por um bom tempo e principalmente iria bagunçar bastante, pois percebi que a cada semana a safada aparecia com um homem diferente no bairro.

Ela disse que havia conhecido um homem legal que morava em bairro não muito distante do hospital onde trabalhava e que era divorciado e tinham engatado um romance. Como ele tinha uma situação financeira tranquila mamãe achou que indo morar junto com ele, alem de achar que seria bom, seria também uma maneira de economizar e juntar um pouco de grana e poder pagar uma faculdade para mim. No começo estranhei a idéia de minha mãe se “casar” de novo, mas depois vi que até poderia ser muito bom principalmente por ela e a apoiei sem restrições.

Minha mãe então disse que o meu “padrasto” se chamava Gilberto, era um mulato de 38 anos, ex-policial militar que tinha uma empresa de vigilantes e que naquela mesma noite iríamos jantar juntos pra nos conhecermos.

Eu tinha completado 19 anos a menos de 1 mês e era uma moreninha de cabelos compridos, alta e magra. O que chamava a atenção em mim era meu bumbum empinado, não muito grande. Outra coisa que era impossível de esconder era minha xoxotinha bem desenvolvida tipo “capo de fusca” como mãe dizia. Quando colocava meus shortinhos justinhos que gostava a costura entrava no meio e repartia minha xoxota chamando a atenção principalmente dos homens. Mas esses olhares cheios de safadezas entre minhas coxas não me incomodavam e sim me excitavam muito. Os biquinhos sempre duros dos meus seios pequenos viviam se mostrando como dois faráis acesos. RSS.

Sempre fui uma garota bem safadinha e que vivia beijando os rapazes na escola e pegava nos pintos deles sempre que tinha chance. Já fazia uns 6 meses que tinha perdido a virgindade com um rapaz da escola, mas fiquei com ele sá uns 3 meses. Logo já estava querendo experimentar outros. RSS.

Logicamente que minha mãe sendo enfermeira há muitos anos sabia como era a coisa e desde que passei a menstruar me orientou sexualmente para evitar doenças e gravidez indesejáveis.

Depois que minha mãe tinha se separado do meu pai passei a ter mais liberdade e como minha mãe trabalhava no período noturno dificilmente ficava em casa eu vivia nos barzinhos e lanchonetes da região e sempre tinha uns rapazes pra dar uns amassos e uns beijos e quando o tesão me batia eu dava gostoso. Apesar da falta de dinheiro pra compra roupas novas...com 19 anos, magrinha e toda gostosinha eu colocava uma mini-saia com uma calcinha fio dental enfiada no reguinho ou então um vestidinho curto bem justinho e chamava a atenção de qualquer rapaz. RSS.

Depois que perdi a virgindade já tinha transado com 3 garotos...e até tinha experimentado dar a bundinha duas vezes...mas percebi que faltava alguma coisa mais excitante. Apesar de ter sá 19 anos e pouca experiência sabia que iria viver muitas loucuras. Já tinha lido muitas histárias sobre sexo e sabia que iria experimentar muitas coisas diferentes. RSS.

Quando conheci o “namorado marido” de minha mamãe no jantar daquela noite percebi que ela de boba não tinha nada. RSS. Ele era um homem de 1.90 m. muito forte e com um corpo espetacular e pra ficar ainda melhor me pareceu um sujeito bem legal, brincalhão e de bem com a vida.

E logo na primeira semana depois que mudei com minha mãe pra casa do Sr. Gilberto tive quase certeza que tudo ia correr as mil maravilhas.

A casa era grande e espaçosa e estava até terminando de instalar uma piscina para o verão.

Nem acreditei que teria um quarto sá pra mim com hidro massagem e TV e DVD pra assistir meus filmes.

Mamãe estava radiante e percebi que pelos “ruídos” altos que vinham do seu quarto na parte da tarde que o casal faziam um sexo bem “selvagem”. RSS.

Giba, era assim que meu padrasto gostava de ser chamado tinha ao lado do sobrado onde morávamos um prédio tipo galpão bem amplo onde eram ministrados cursos e também era uma academia de ginástica com vários aparelhos e até tatames para lutas marciais. Tudo era muito limpo e organizado.

Aquele prédio junto com o sobrado e onde tinha o escritário da empresa de vigilantes tomava praticamente todo o quarteirão daquela rua.

Mamãe continuou trabalhando durante a noite, pois além de ganhar bem mais já tinha se acostumado com aquele horário e seu Giba não se importava pois a academia de ginástica funcionava sempre até 1011 h. da noite.

Durante umas duas semanas procurei levar uma vida tranquila sem botar muito “as manguinhas de fora” até se acostumar com aquela nova realidade que me parecia muito boa. RSS.

Foi então que aconteceu uma coisa bem gostosa que começou a me deixar toda ouriçada.

Estava tomando meu banho de hidromassagem no começo da noite e como a janela de vidro do banheiro estava aberta escutei uma algazarra danada que vinha da academia e todo curiosa fui ver o que estava acontecendo e quando olhei la embaixo tive uma surpresa deliciosa. Tinha vários homens fortes que vestiam apenas sungas justas que mostravam corpos muito interessantes. RSS.

Minha abstinência de safadeza logo me deixou acesa e na hora resolvi que ia dar uma “voltinha” naquela academia.

E logo fui ao meu guarda roupas e toda safadinha já me produzi toda periguete. Vesti uma mini-saia bem curtinha rodada, por baixo uma calcinha fio-dental branquinha e na parte de cima uma camisetinha curtinha sem soutien.

Quando entrei na academia vi meu padrasto e mais 5 homens e todos faziam exercícios nos aparelhos.

Meu padrasto até estranhou minha presença ali, mas sorrindo disse:

-oi Lili...tudo bem querida? O que aconteceu de vc vir aqui...à noite...menina?

Toda sorridente e fingindo ser bem natural sorri dizendo:

-nada não...seu Giba...tá tudo beleza...mas...eu estava me sentindo muito sozinha...no quarto...e resolvi vir aqui dar uma olhada! Mas...seu eu estiver atrapalhando...volto pra la!

-claro que não menina...fica a vontade...sá não fica conversando com os rapazes pra não atrapalhar os exercícios deles!

Sai dali e fui dar uma olhada nos aparelhos fingindo tentar entender o que faziam. Mas logo vi que ao lado tinha uma escada que levava a um mezanino lateral e então fui até la. Logicamente com minha mini-saia curtíssima com certeza quem estava em baixo iria ver minha calcinha, principalmente meu padrasto que estava em um aparelho bem perto da escada. Os outros homens também não deixaram de olhar minhas coxas completamente de fora com aquela roupinha. Os biquinhos dos meus seios pareciam que iriam furar a camiseta. Eu fingia que não percebia nada do que se passava mas em poucos minutos comecei a perceber que descobrira o motivo dos gemidos altos de minha mãe quando estava no quarto junto com o meu padrasto. RSS.

O corpo do Seu Giba era o mais bonito e mais perfeito de todos os homens que estavam ali mas o que mais chamava a atenção era o volume que existia embaixo daquele short de lycra super justo. Dava pra notar o desenho do pintão enorme que existia entre suas coxas. Até o contorno da cabeçona do cacete era delineado perfeitamente. E apesar de tentar disfarçar não tinha como não olhar de vez em quando naquele volume enorme entre as coxas de meu padrasto. Sá que também percebi que ele não deixava de olhar para as popinhas de minha bundinha que se mostravam inteiramente quando eu ficava na beirada daquele mezanino. Devagar desci as escadas e toda natural disse que ia tomar um refrigerante em casa e educadamente perguntei se ele queria alguma coisa e ele sorrindo disse que não.

Seu Giba disse que os exercícios estavam terminando e que logo iria se deitar pois no outro dia tinha que sair logo cedo pra resolver uns problemas.

Fui para meu quarto tirei a roupa e peladinha na minha cama bati uma siririca deliciosa me imaginando nua entre todos aqueles homens sá que acabei gozando me lembrando do volume imenso do cacete do meu padrasto.

No outro dia à tarde percebi que o sexo que rolava no quarto de meu padrasto com minha mãe estava bem mais barulhento e colei o ouvido na porta e deu pra ouvir algumas coisas bem interessantes e também percebi que rolava uns tapas bem dados na bunda dela. Depois que ela saiu pra ir trabalhar notei que ele foi pra academia e toda safadinha fui até la. A mini-saia e a blusinha era a mesma do dia anterior, sá troquei a calcinha branca por uma vermelha que apesar de não ser fio-dental enterrei-a todinha no reguinho. RSS.

Quando entrei na academia eram pouco mais de 6 da tarde e meu padrasto estava sozinho e dessa vez seu short de lycra branco era mais revelador ainda e cheguei toda sorridente dizendo:

-oiiee...seu Giba...ué...o Sr. está sozinho hj...cadê o pessoal de ontem?

-oi Lili...sim...hj é sexta...não vem ninguém...hj a academia é sá minha! RSS. Sá vim fazer um pouquinho de exercícios pra não perder o costume! E vc...querida...to vendo que vc tem um corpo legal...se malhar um pouquinho vai ficar mais bonita ainda! Podia começar devagar!

-é...outro dia estava vendo uma reportagem na TV! O Sr. tem razão...vou querer fazer sim...quando o Sr. puder me ensinar...vou adorar! Gostaria de ficar com umas coxas mais grossas...mais roliças! RSS.

-é...Lili...realmente menina vc tem um corpinho lindo...mas pode ficar muito melhor! Alias vc precisa tomar cuidado quando vier aqui na academia...com essas roupinhas curtinhas...aqui tá sempre cheio de homens...vc deixou os rapazes ontem todos excitados...nem fizeram os exercícios direito! RSS.

-desculpa Seu Giba...nem sabia...to acostumada a andar assim...gosto de roupas bem curtinhas...e também de shortinhos bem agarradinhos...quer...que eu coloque outra roupa?

-não querida...pode ficar assim...sá estamos nás dois aqui...mas...quando estiver cheio de homens é bom evitar...ja pensou...esse bando de homens...meio tarados...vai que eles resolvem te agarrar! RSS.

-nossa...é mesmo né? Mas é que to tão acostumada a andar assim...que acho que nem tenho outras roupas...mais sérias...pra vestir! RSS. Hj eu ia colocar um shortinho pink que adoro...mas achei que ia ficar um pouquinho “escandaloso”!

-é Lili....mas...porque vc diz...que é escandaloso querida...o que esse short tem de diferente?

-pra mim nada...seu Giba...sá que ele é tão apertado que entra no reguinho da bunda e acaba entrando também na minha rachinha...ela é um pouco gordinha...e minha mãe diz que é pra eu deixar de usá-lo...mas de vez em quando acabo usando...de tanto que gosto dele!

-é...acho...que deve ficar bonito em vc...qualquer dia...vc coloca...pra eu ver...ai eu te falo! RSS.

-posso mostrar agora...se o Sr. quiser...eu vou e coloco rapidinho! E já que vou mostrar o shortinho ...poderia também mostrar o biquíni que fiz minha mãe comprar pra usar aqui na piscina que tá quase pronta...ai o Sr. olha....se também não é muito escandaloso...qualquer coisa...vou à loja e troco!

Ele deu um sorriso safado e disse:

-se vc quiser mostrar querida...tudo bem...ja que estamos sozinhos...sem ninguém pra atrapalhar!

Rapidamente subi e coloquei o shortinho pink e na hora resolvi que nem ia colocar calcinha. Quando me olhei no espelho minha xoxotinha estava toda a mostra mesmo oculta pelo fino tecido de lycra...a costura do tecido roçava meu grelinho sensível e já senti que fiquei um pouco úmida. A camisetinha curtinha continuou a mesma. Peguei o biquíni na mão e desci as escadas e voltei pra academia...nos pés um tamanquinho de madeira que deixava minha bunda mais empinada ainda. Durante o trajeto ao andar aquele short acabou de entrar mais ainda na minha xoxota e no reguinho da bunda. Com certeza depois de duas semanas morando ali comendo do bom e do melhor certamente tinha engordado uns 2 quilos. RSS.

Quando cheguei de volta Seu Giba estava quase deitado no aparelho e a me ver percebi que seus olhos safados brilharam e toda safada disse:

-e ai...seu Giba...o que o Sr. achou do meu shortinho que tanto gosto de usar?

-Lili menina...fica lindo em vc...te deixa super sexy garota...realmente não dá pra sair por ai com ele...certamente os homens vão querer te agarrar...tá muito justo...vc parece que foi embalada a vácuo!

-é...ele era apertado...mas agora tá bem mais...e o Sr. é o culpado...aqui tem muita comida...to percebendo que engordei um pouco depois que vim morar aqui! RSS.

-até parece...que eu sou culpado...é sá comer menos! RSS. Mas vou te falar a verdade Lili...vc tá cada dia mais linda...esse shortinho...deixa qualquer homem tarado...da pra ver os contornos de sua bucetinha perfeitamente...ela é linda...bem cheinha! Por mim...vc pode usar esse short...quando quiser!

Quando olhei entre suas coxas percebi que dentro daquele short branco aquele cacete começava a crescer assustadoramente mas toda safada disse:

-é...ja que o Sr. falou da minha xoxotinha...também vou falar...do seu “pintão”...esse short ai também mostra tudo...e depois que vi o que tá escondido ai...entendi porque a mamãe vive gemendo alto quando vcs “namoram” na parte da tarde! RSS.

Ele sorriu todo safado e sem nenhum pudor deu uma ajeitada naquele monstro já quase saindo pelo cás do short e disse:

-Lili...to vendo que vc é uma garota...bem esperta...e que sabe das coisa né! Fala pra mim...faz tempo que vc começou a dar...tua bucetinha cheinha? RSS.

Em segundos decidi que não ia mentir...sá ia tentar parecer uma putinha um pouco ingênua e bobinha!

-bem...faz...uns 6 meses...que perdi a virgindade com meu namoradinho...mas depois a gente brigou...ele era muito ciumento...ai arrumei outro garoto e a gente tá ficando...mas ele é rapazinho...não é homem ainda...igual o Sr.! RSS.

-entendi...Lili...mas da pra perceber...que vc é bem safadinha...e sabe que os homens gostam de te olhar...vc sabe que os homens sentem tesão por vc! E já notei...que vc gosta disso...vc é uma garota linda...mas já percebi...desde ontem...quando veio na academia de mini-saia mostrando as popinhas da bunda...e a calcinha...vc é muito putinha! RSS.

-bem...seu Giba...gosto de me mostrar...não vou mentir...eu fico...molhadinha...quando me olham com tesão...adoro saber que ficam com o pinto duro por minha causa! RSS.

Meu padrasto todo tarado já dava umas apertadas naquele pau enorme e completamente duro que já me deixava toda tesuda...faltava muito pouco pra ele pular pra fora daquele short branco e ele disse:

-é...eu sei...toda putinha nessa idade...vive com a bucetinha “mordendo” a calcinha! E do jeito que vc olha pra minha vara dura...tenho certeza que vc deve tá ensopada...né...sua putinha safada!

-aiii...seu Giba...bem...eu...eu...nunca tinha visto...um pintão tão grande igual do Sr...os pintos dos meninos que fiquei eram muito pequenos...nossa...que diferença...que to vendo ai dentro do short! RSS.

Ele então ao dar uma alisada mais firme em sua rola imensa fez com que a cabeça saísse pelo cás e todo safado e tesudo disse:

-minha vara também...gosta saber que tem bucetinhas de putinhas...molhadas de tesão perto dele! Lili... sei que vc tá louca de vontade que eu mostre minha rola inteira pra vc ver...né sua putinha safada. Fica peladinha pra mim te ver primeiro...depois mostro minha rola dura...pra vc!

Nem titubeei e em segundos fiquei completamente nua e minha bucetinha peludinha se mostrou por inteira e toda safada dei uma rodada no corpo e ele todo tarado disse:

-que enteada mais gostosa e mais putinha que veio parar em minha casa...to vendo que tá louquinha pra virar minha puta também! Mas...não pense que vc vai brincar comigo como faz com os garotinhos que vc tá acostumada hein! Comigo o bicho pega...sua vadia! Vou te mostrar minha vara...como prometi...sua vagabundinha safada! Mas...depois disso acho bom vc colocar sua roupinha e subir... porque se ficar...é bom saber que...gosto de puta que gosta de levar vara de todo jeito...sem frescura...igual a tua mãe! Puta...comigo é tratada como puta...se achar ruim...ou reclamar de alguma coisa...vai apanhar pra aprender a dar gostoso pro macho dela!

Ele terminou de falar e tirou o short e aquele cacete grosso e cabeçudo se mostrou majestoso e ameaçador. O saco dele tinha duas bolas enormes. Minha xoxotinha estava totalmente ensopada e cheia de tesão nem pensei em sair dali e toda tesuda sussurrei:

-posso...pegar...um pouquinho...nossa...que lindo...como é grande...grosso...isso não cabe na minha xoxotinha...é enorme demais! Mas...quero pegar nele...por favor!

-pega...putinha...eu deixo...sua vadia...sá um pouco...depois...vai embora...senão vou te comer inteirinha...meto a pica em vc sem dá...e vou dar uns tapas nessa bunda empinada! Ah se vou! RSS.

Completamente tarada ajoelhei-me ao lado no aparelho onde ele estava semi-deitado, levei as mãos e peguei naquele mastro imponente. O calor era incrível e a cabeça estava toda babada e então comecei a punhetar aquele cacete grosso e então ele me pegou pelos cabelos e segurando forte disse:

-e ai...putinha vadia...vai subir pro seu quarto...ou vai querer ser minha puta de verdade! Decida...sua vagabunda! Não gosto de puta indecisa!

Minha xoxotinha até pingava depois que toquei naquele cacete duro e grosso e sem pudor disse:

-quero...ser sua puta...quero muito...quero dar pra vc...quero esse pintão dentro da minha xoxotinha...me come...seu Giba...mete...quero ser sua putinha...inteirinha!

Ele puxou minha cabeça de encontro a sua pica cabeçuda dizendo todo tarado:

-chupa...sua putinha...engole minha vara...vagabunda...chupa o pau do teu macho...vadia!

Ele segurava minha nuca e metia aquela vara no fundo da minha garganta me fazendo engasgar mas isso não me intimidou e mamei como uma louca naquele macho delicioso.

Em instantes ele me colocou em um maca que havia ao lado e passou a lamber minha xoxotinha com sua língua grossa e quente. O safado chupava meu grelinho me fazendo contorcer igual uma cobra e ao mesmo tempo metia dois dedos grossos no meu cuzinho. No começo a sensação era estranha mas logo adorei aquela brincadeira nova. Em segundos tive meu primeiro orgasmo na língua de um homem. Nenhum garoto ainda tinha chupado direito minha xoxotinha. Gozei loucamente com aquela língua na minha xoxota e dois dedos grossos penetrando meu cuzinho. Ele apertava forte os biquinhos do meus seios arrancando gemidos de dor e de prazer.

Foi então que ele me pegou no colo e levou até uma poltrona de couro se sentou e me colocando no seu colo de frente todo tarado sussurrou dizendo:

-putinha linda tesuda...gosto de comer vadias olhando no rosto...agora vc vai sentir um pau de macho de verdade...putinha...vem senta na minha vara...sua vadia safada...vou deixar essa buceta...arrombada ...depois de levar minha vara grossa...vai ficar uma cadelinha viciada sua puta...senta...vadia!

Ele então encaixou aquela cabeçona na entrada da minha xoxotinha peluda toda babada e me puxou de encontro ao seu ventre. Quando aquele monstro começou a entrar dentro de mim percebi que ia perder o cabaço de verdade. Gritei de dor quando aquela cabeçona foi alargando as paredes da minha xoxota mas ele nem se importou e me puxou forte de uma vez e logo todo aquele cacete estava todo dentro de mim e ele tarado me segurava pelos quadris e sussurrava:

-rebola...sua putinha...na minha pica...sua safada...dá gostoso...pro teu macho...sua vadia!

No inicio me senti rasgada ao meio mas rapidamente um tesão louco tomou conta de meu corpo e passei a cavalgar aquele mastro grosso que incendiava minha xoxotinha tesuda. Passei a gemer alto sentindo aquela vara entrando e saindo de dentro de mim me proporcionando um prazer que não conhecia e estava conhecendo com aquele macho tarado.

Dei um grito e gozei maravilhosamente me contorcendo com uma cobra. Meu padrasto me comia como uma putinha tesuda desejava e queria. Ali no colo daquele macho pauzudo estava me transformando de vez em uma mulher que sabia como fazer quando tinha um macho de verdade entre as coxas.

Logo meu padrasto tarado me colocou de 4 na poltrona e passou a meter forte e não demorou pra eu sentir uns tapas fortes na minha bundinha empinada. Doía mas era muito gostoso. Fui comida de todo quanto era jeito...minha xoxotinha estava toda inchada de tanta vara grossa.

Foi então que o telefone da academia tocou e Seu Giba teve que atender e então aproveitei pra passar uma água gelada no meu corpinho todo suado.

Quando sai do chuveiro encontrei meu padrasto já com roupa que sorrido disse:

-Lili...minha putinha safada...tenho que sair...preciso resolver um problema...mas não devo demorar ...quando voltar...a gente vai continuar...nossa brincadeira! Me espera peladinha no teu quarto...vou te comer...de novo quando voltar...adorei essa bucetinha apertada!

Fiz um lanche e depois fui para meu quarto e coloquei um filme assistir mas acabei adormecendo.

Achei que estava tendo sonho erático mas logo percebi que era de verdade.

Eu estava deitada de bruços e fui acordada com a língua do meu padrasto tarado lambendo minha xoxotinha por trás. Aquela língua safada deslizava até no meu cuzinho e logo passei a rebolar e gemer toda putinha:

-humm...seu Giba...que delicia...acordar assim...humm...que língua gostosa...não para...tão bom!

Ele enfiou um travesseiro por baixo de meu ventre e minha bundinha ficou toda exposta e continuou me lambendo com sua língua grossa e esperta. Ele sugava meu grelinho com força e depois ia com a língua até meu cuzinho e a mergulhava profundamente dentro do meu anelzinho. Logo gozei gemendo alto naquela safadeza deliciosa. Ele então se encaixou por trás e enfiou aquela vara grossa dura como aço na minha xoxotinha inchada e começou a meter devagar dizendo todo tesudo nos meus ouvidos:

-assim...vagabunda...sinta o pau do teu macho...inteirinho nessa buceta gulosa...rebola puta...dá gostoso...faz teu macho...sentir prazer...rebola...puta...mexe esse rabo...bem gostoso...sua vadiazinha!

A penetração daquela maneira era profunda e extremamente tesuda e rebolando como uma louca logo gozei novamente...minha xoxotinha estava toda encharcada...o tesão era incrível! Foi então que senti uma safadeza diferente. Meu padrasto tirava a vara da minha xoxotinha e a deslizava no meu rego e todo safado brincava com ela na portinha do meu cuzinho todo ensopado. Quando me dei conta do que ia acontecer já estava acontecendo. A cabeçona daquele cacete foi encaixada no meu anelzinho e meu padrasto todo tarado deu uma pontada firme. Quando a cabeça pulou dentro do meu cuzinho gritei de dor mas isso não importava pra meu padrasto. Ele começou a enfiar aquele pauzão enorme na minha bundinha e sá parou quando senti seu saco batendo nas minhas coxas. Eu gritava e dor e tentava sair debaixo daquele macho tarado mas não adiantava e então ele sussurrou:

-fica calma...sua puta...teu cuzinho já é meu...inteirinho...deixa de frescura...vou te comer de todo jeito...pode gritar o tanto que quiser...sua puta...agora...dá gostoso...pra mim...vagabunda...dá essa bundinha gostosa...rebola sua puta...rebola esse cuzinho apertado na minha vara...ahh...rebola vadia!

Logo parei de gritar e comecei timidamente a rebolar e me acostumar com aquele monstro enterrado no meu cuzinho arrombado. Foi quase inacreditável mas em poucos minutos eu rebolava e era comida sem dá...aquela vara magnífica entrava e saia com força de dentro de mim. E quando gozei senti um prazer ainda maior....gritei de tesão incontido e então senti o calor da porra fervente do meu macho me inundando por inteira. Meu cuzinho era lavado por dentro de tanta porra.

Meu padrasto metia deliciosamente no meu cuzinho alagado.

Depois de alguns minutos empalada naquela vara ela escapou mole e me senti vazia...apesar de toda dor quase que imediatamente queria aquele pauzão dentro de mim novamente. RSS.

Depois daquele dia passei a ser uma putinha do meu padrasto...junto com mamãe. RSS.

Essa sacanagem gostosa já tá rolando há quase 2 anos sem que mamãe desconfie de nada e cada vez mais meu padrasto fica cada vez mais delicioso. RSS.



[email protected]=====REV===11-10-11 =======================



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fazendo uma massagem no papai contomulher madura em casa fazendo faxina bem à vontade sem roupa ou com roupa calcinha transparentepor causa da zoofilia virei escrava 3 Casa dos Contos Eróticosbuceta carnuda comtos de sexochantagiei minha irma casada contoscontos meikilaconto gay iniciado parente sozinho cuzinho leiteconto erotico mulher safada com pedreiroirmao com ciumes contos eroticosContos.eroticos..de.incesto.no.dia.decasarcontos eroticos pique esconde com tiaconto eroticos ,tio e pai dando banho na sobrinha de 6ou 7vídeo de bocado de mulher dançando de fio dentalcontos eróticos me pegaram a força no meu trabalhoContos afeminado c shortinho socadoso putao dando o cu e gozando e gritandoCU arrombado ABERTO madrasta contoCasada Amigo do meu filho sexo contoscontos esposa sentiu uma rola gigantecomo arrombada pelo meu sogro contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico. chamei minha amiga pra fuder comigo e meu namoradocontos meu marido descobriu quando cheguei arrombadacontos eroticos brincadeira nudista em familiacontos esposa sentiu uma rola giganteComtos mae fodida pelo filho e sobrinhocdzinhas como tudo começou contoscontos eroticos gay papai e eumulheres com dhorte branquinho com cuzaocontos picantes seduzindo o cunhado sem querermarido de marleni vendo ela transarContos eroticos com chingamentomeu grelo est louco de tesaomeu vizinho fica me olhando de shortcontos de seios de sobrinha novinhacontos eróticos meu padrasto lambia minha buceta como loucomeu vizinho no meu colo contoscontos r eroticos de pro cachorrocontos olhando meu paucontoseróticos/negropauzudomanuela pedreiro contos eroticosmulher escanxa no cachorro e goza gostosoContos homem casado se veste de munher e da cucontos de conchinha com a irmacontos eroticos metende devagar na buceta chupando os seios mordendo os bicis cavalgando gememdoContos eróticos menininha putinha com rostinho de anjocontos sexo minha sogra sua amigacotos meu e pousodo vaì mete na baceta da sua tia tabem contos erodicos toma no cu tomacontos eroticos timidas coroasChat Amo sexoavivocontos eroticos arrombando a gordaMeu primo me convenceu a mostra meu pau para eleContos eróticos seduçãopau grande alongado contoscontos eroticos gay recem casadocumendo a prima vingwmmoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticosContos eroticos gratis de estagiarias lesbicaasconto sexo dormi casa namoradacontos coroas amigas da maearregaçando, chorando e gozou contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecache:oIMLEWITCAIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=99 casada adora genro contoscontos er senta devagarcontos sofrendo na piconacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos do de mamar para o filho da namoradaconto ele me comeu pelo buraco da paredecontos eroticos arrombando a gordaxxvideos porno ci ru filo etupa a mae no crato bazileloconto gay sozinho em casa pepinotias envangelica dando a buceta ao sobrinho em historia realloiro do olho verde me fazendo um boquete gostoso perto da piscinaconto erotico trepei com meu primo engravideiconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos com a dona da pensão casadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente