Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

OS DELICIOSOS SEIOS DE MINHA PRIMA

Olá a todos, o conto relatado abaixo aconteceu a 2 anos atrás e todos os acontecimentos narrados são verídicos, vou começar falando de minha prima, vou chama-la de Janaína, ela tinha 19 anos na época, tinha corpo de ninfetinha, magrinha, bundinha redondinha e empinada, os seios fartos e apontados para o céu, a cor da pele dela é morena como a da Camila Pitanga, era um domingo depois do almoço, eu havia entrado no banho, da janela do banheiro é possível ver a porta balcão do quarto de minha irmã, nesse dia Janaína havia ido em minha para experimentar algumas roupas que minha irmã não usaria mais, observei sem muita atenção o movimento das duas no quarto pois não tinha má intensão, derrepente vejo Janaína de calça jeans e sutiã, isso me deixou de pau duro em menos de 1 segundo, o volume era muito maior do que eu estava acostumado a ver sob suas blusinhas sempre decotadíssimas, fiquei atento aquela visão já no movimento leve de uma maravilhosa punheta, derrepente ela aparece novamente sá que dessa vez estava vestindo apenas a calça jeans, seus seios estavam expostos a poucos metros de mim, e pude então perceber que aquelas duas maravilhas eram bem maiores e gostosos do que eu havia imaginado, fiquei com o pau latejando de tanto tesão bati 2 punhetas sá naquele resto de banho, coisa que já não fazia a alguns anos, a partir desse dia passei a ter uma obsessão, fiquei com aquilo na cabeça por alguns dias (nesse período as punhetas eram sempre dedicadas a ela), no outro fim de semana ela voltou em casa e foi novamente para o quarto com minha irmã, eu corri para o banheiro pois tinha expectativa de vela novamente, depois de alguns minutos fiquei decepcionado pois elas saíram do quarto e eu fiquei na mão (literalmente), tomei meu banho e fui para o quarto já com os ânimos acalmados, sentei em frente ao PC para ler meus e-mails, quando do nada minha prima entra no quarto e me pede para usar o micro uns minutinhos, deixei ela a vontade, pois percebi que o volume do meu pau na bermuda poderia me deixar constrangido, então fui pegar um refrigerante, ao chegar na cozinha notei que o silencio tomava conta da casa, verifiquei todos os cômodos e vi que o pessoal estava todo na varanda (que fica longe dos quartos), voltei rapidão pois sabia que tinha pouco tempo pra tirar pelo menos uma casquinha dela (até aquele momento eu não acreditava que poderia comela), sentei na cadeira ao lado e comecei puxar assunto, mas não tive muita paciência não enrolei muito e fui direto:



- Desculpe pelo que vou falar, mas posso jurar que não foi nada premeditado, porém tenho que confessar não tive forças para deixar de ver o que vi, na verdade faria tudo para rever... Nesse momento ela ficou vermelha e muito curiosa, pois nem imaginava o que eu iria dizer.



- No domingo passado fui tomar um banho, e ja embaixo do chuveiro olhei em direção do quarto da Lu, quando percebi que você estava esperimentando as roupas delas, continuei meu banho normalmente, mas a cada 19 segundo meu olhar era atrido pela direção do quarto, sei que não é certo, mas eu vi quando você tirou o sutiã e mesmo sem querer eu tive o prazer de ver os seus seios.



Ela ficou de cabeça baixa e em silencio absoluto por alguns segundos, apás esse tempo levantou a cabeça com um leve sorriso e me pediu desculpas por não ter fechado a porta, e eu disse:



- Não precisa pedir desculpas, eu deveria te agradecer por ter feito isso, pois posso jurar que foi uma das visões mais bela que eu já tive.



Ela perguntou se eu senti algumas coisa ao vela quase nua, e eu ainda com medo de ser sincero respondi:



- senti sim, nunca havia olhado para você como mulher, mas naquele momento esqueci quem você é, e sá prestei atenção em "oque você é", e no mesmo momento tive que me masturbar, e fiz assim durante toda a semana, hoje mesmo quando você voltou ao quarto da Lu eu corri para tomar banho na expectativa de te ver denovo.



Ela disse que estava uma pouco decepcionada, pois tinha uma outra visão de mim, mas disse também que eu era homem e que todo homem faria o mesmo, eu pedi desculpas, eu pedi para que ela deixasse de vir até minha casa por algumas semanas, pois eu estava de um jeito que não podia vela que ja ficava de pau duro (mostrando o volume na bermuda), nesse momento eu ganhei o jogo, ela não tirava mais os olhos do meu pau, e perguntou se tudo aquilo era mesmo por causa dela, e eu confirmei, ela perguntou se tinha alguma outra coisa que ela poderia fazer para resolvermos o assunto, eu já percebendo que ela esteva com tesão, disse:



- Por hoje você poderia deixar eu ver seus seios novamente, e assim que tivermos uma oportunidade a gente resolve o problema por completo.



Ela não queria aceitar, pois era muito tímida e tinha medo de alguém entrar no quarto, eu disse que era rapidinho e que eu sá queria ver, ela topou, primeiro foi ao banheiro e tirou o sutiã, voltando apenas com a blusinha vermelha (tomara que caia), ela baixou a blusinha eu pude ter aquela visão maravilhosa novamente, agora de camarote, não me aguentei eu pulei pra cima dela, chupando e apertando aquelas duas maravilhas igual bezerro faminto, mamei uns 3 minutos sem parar, ela sentindo uma mistura de tesão e medo, dava alguns gemidos altos, o que me deixava preocupado, mas olhava pra cara dela, olhos fechados, mordendo os lábios, uma cara bem safada que ela fazia, me deixava com o pau pulsando, tirei o pau pra fora e mandei ela chupar, ela tentou se negar mas eu baixei a cabeça dela (meio que a força) e ela não fez muita cerimonia e caiu de boca, ela não era muito experiente fazendo gulosa, mas eu estava com tanto tesão acumulado que rapidamente comecei a sentir vontade de gazar, ela tira meu pau da boca e diz: não goza na minha boca tá? eu balancei a cabeça, como se tivesse concordando, mas na verdade eu estava querendo mesmo é gozar naquela boquinha carnudinha, foi coisa de 1 minuto e não aguentei, dei uma esporriada bem caprichada, deve ter batido direto na garganta, ela chupou mais um pouquinho e disse que não ia confiar mais em mim, então eu falei:



- Quer dizer que teremos mais vezes?? e ela respondeu, agora que eu sei onde eu posso tomar um leitinho, vou virar freguesa, e foi saindo como se nada tivesse acontecido, eu havia gozado e meu pau ainda estava duro pra caramba, mas nesse dia ficamos por ai...Continua



As gatinhas que gostaram me add [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos estupradapagando conta cartonsex familiaconto meu pai sai e eu como a minha maemeu lobo gostosoconto erotico negrosou puta do meu genroconto primeira peitinhocontos gay brincadeira de luta comi meu irmãozinhoLóira safada narra conto metendo na coberturalesbica conto professora fisicaContos de cornocamiseta e sem calcinha contospai da sonifero pra filhinha e a estupra com amigos contos eroticossexo na irman dopada contosEstouraram meu cuzinho na viagem contosrelatos eroticos veridicoscontos ganhei uma massagem e fiz um boqueteContos ai no cuzinho naocontos verdadeiro de madrasta amantes do enteadopatroa de perna abertagoza nuoutro egravidafoi buscar a cunhada para a festa e meteu gostoso nelacontos safados purezacontos eroticos de despedidas de solteiraConto erotico sobrinho fudeu gostoso com a tia coroamimi apaixonei pelo novinho de pau grande contos gaycontos eroticos de pai e filhaconto erotico cunhada doente mentalmenor violou a mae gorda fodeu conto eroticocontos de machos que tomou atitude e ficou bem safadinhoCU arrombado ABERTO madrasta contoContos eróticos, ai tio, goza na minha mãocontos eroticos de vizinho de rola grande e grossaporno zofilia peitinho inchado sozinhasPORNO GOSANDO RU QUADestalos da cama-contos eróticosaguentei o pau groso. contoconto troquei de papel com a minha mulhercontos felipe comeu minha mulhrerFiquei parado olhando a bunda delacontos eroticos surubasvideo sexi coiada esticada de manhã cedoconto punhetinha gostosaeu meu caseiro e minha filha e suas amigas contoscantos eroticos em quanto ele dormia chupei o pau delecomtos arrobadacontos eroticos arrombando a gordaprono irmão comeno a irman branquinho cabelo pretohistória erotica garotada enrabada surubacontos mulher da na frente dos filhoscornos de caraguacontos eroticos de mulher de sc com cachorrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos sexo minha madrinha esposacontos eróticos de gay Fui dormir na casa do meu cunhadomeu viadinho querido gostoso novinho doze anos contos eroticosdei a buceta para o amigo do meu filho contos eroticos gratisler conto erotico irmao fode a irma no onibosfui sondar e fui comido contosconto saiu comendoconto ru e minhas filhascontos eroticos incesto na infanciaContos porno um gigante quase coube no meu cuzinhoso os dotaduscontos erótico de casada bi certinhacontos a empregada de minha sograrelatos eroticos dando caronaconto meu patrao mim comeu e comeu minha filhacomvidando e comendo amiga de sua mãemeu ex tem ficou duro eroticos contosfui chupadoincesto meu sobrinho contos eroticocontos eróticos brasileiro primeira vez mãe fazendo dupla penetração com seus filhos