Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRIMA GORDA DA MINHA NAMORADA (REAL)

Ola a todos, me chamo Leandro, algumas pessoas já me conhecem, publiquei um relato essa semana contando como comi a mãe gorda de um amigo meu, incrivelmente tive um retorno incrível de varias pessoas, falando que gostaram muito do meu relato.



Então decidi vir contar o que me aconteceu há uns meses atrás quando conheci a prima gorda da minha namorada.

Vou falar um pouco de mim, tenho 25 anos, 1,72 m, 85 Kls, olhos e cabelos castanhos, me considero uma pessoa normal nada como normalmente vemos nos contos, com homens e mulheres perfeitos.



Minha namorada Ana 22 anos (uma das pouquíssimas mulheres mais novas que eu, com quem me relacionei), mas nesse caso não foi o fato da idade dela, e sim muito da pessoa dela que e maravilhosa, mas o que me chamou muito sua atenção foi o fato de ela ser gordinha, eu adoro mulheres gordinhas, gordas...

Mas na maioria dos meus relacionamentos sempre com mulheres mais velhas; mas não e com ela que esse relato acontece e sim com sua prima.

Simone, que morava com ela, Elas dividiam a mesma casa em uma cidade vizinha a minha, mas não conhecia a prima dela somente ouvia falar, (minha namorada contava varias historias dela, nas historias ela me parecia ser uma mulher muito safada) não nos encontramos muito pelo fato de eu trabalhar a noite e ela de dia, acabava nunca me encontrando com ela, mas em um dia que eu fui visitar minha namorada, Simone estava em casa de folga, quando entrei na casa ela estava deitada na cama com o edredom ate o pescoço não consegui ver o corpo dela naquele primeiro momento, mas vi que era uma morena muito bonita, fomos devidamente apresentados.

Conversamos por algum tempo, ate que ela resolve ir a cozinha buscar alguma coisa para ela comer, quando me sai de baixo daquele edredom uma mulher com aproximadamente 1,50 m, nunca descobri seu peso real, mas era bem gordinha.

Nossa que visão maravilhosa eu estava tendo, uma gorda linda, com um pijama que não cabia na sua bunda gorda, que me deixou louco, uma calcinha que quase não se via na bunda dela, não sei se por ser pequena ou por a bunda ser grande mesmo, com um par de peitos maravilhosos, bem grandes, ela estava sem sutiã, que com o peso deles eram bem caídos adoro peitos grandes e caídos me deixa louco de tesão, pude perceber que ela tinha o bica bem grande e bem escuro, nossa fiquei louco de tesão, mas não demonstrei nada afinal minha namorada estava na cozinha fazendo uma caipirinha pra nos tomarmos.

Durante muitas caipirinhas, jogos de cartas e muitas besteiras, eu e Sandra trocamos alguns olhares, mas nada de mais naquele dia afinal sua prima estava no lado.

Fui ficando com muito tesão na Sandra, mas como não podia fazer nada com ela, e quando Sandra sai pra ir ao banheiro falei pra minha namorada pra nos irmos pro quarto dela que eu estava louco de tesão, ela prontamente se levanta e grita Sandra estamos indo dormir ate amanha.

A Sandra do banheiro grita dormir sei...

Demos risada e fomos para seu quarto.

Lá fiz um dos melhores sexos com minha namorada, ela gritava e gemia muito alto, eu também não ficava muito quieto, mas a todo o momento pensei que estava comendo a gorda da Sandra; no dia seguinte fui embora e não encontrei mais com a Sandra.



Fiquei a semana toda pensando naquela gorda maravilhosa, peitos enormes, uma barriga grande que me deixou louco, sem contar uma bunda e um par de coxas enormes de gordos com muitas estrias e celulites, o que me deixava com mais tesão ainda nela.



Na sexta feira seguinte marquei de ir buscar minha namorada por volta das seis na casa dela pra sairmos, mas quando cheguei para minha surpresa ela não estava em casa, liguei pra ela e ela me disse que ainda não havia saído do serviço e não chegaria tão cedo, mesmo assim ela me pediu pra ficar esperando na casa dela falo que a Sandra estava lá e abriria a porta para eu esperar lá.



Não acreditava na situação, mas aceitei já com segundas intenções.



Toquei a campainha e a Sandra abre a porta, com um vestido preto, e como tinha achado de sair do banho estava sem sutiã deixando seu peitos bem caídos e com o bicos duros, a cumprimentei, ela pediu pra eu sentar que ela ia terminar de se arrumar e já viria pra fazer sala pra mim.



Fiquei esperando ela por certa de 20 min, quando ela volta com o mesmo vestido, mas agora de sutiã, mas mesmo assim pelo tamanho e peso não ajudou muito.



Conversamos por muito tempo ate que entramos no assunto de sexo, ela começou a reclamar que a Ana fazia muito barulho e atrapalhava ela pra ver TV.



Pedi desculpa, e falei que ia falar pra ela ficar quieta da práxima vez, ai ela falo que eu também gemia bem alto; nessa hora juro que fiquei um pouco sem graça, mas como já estava com muito tesão por ficar olhando aquelas coxas gordas bem na minha frente.



Falei pra ela que era difícil afinal era muito gostoso fazer amor.



Ela me confessou que já fazia algum tempo que não saia com ninguém, ai ela começou a falar que achava que era por ela ser gorda, baixinha, com estrias e celulites.



Falei pra ela que eu achava um desperdício uma mulher linda como ela não ter muitos homens aos seus pês (não estava mentindo realmente acho isso não sá delas, mas de todas as mulheres gordas), afinal de contas ela era linda, simpática, inteligente, e muito sexy.



Onde ela rebateu que onde uma mulher gorda e cheia de celulite seria sexy.



Falei que ela estava enganada que tem muitos homens que dariam tudo pra estar com ela, e que eles gostam sim do peso e principalmente das celulites dela...



Ela deu risada e falou ta bom me mostra pelo menos um louco desse...



Falei você esta olhando pra um agora.



Percebi que ela ficou sem graça e vermelha na mesma hora; mas mesmo assim deu risada e falou que eu estava louco.



Falei que não e que ela não fosse prima da Ana atacaria ela ali mesmo.



Quando pra minha surpresa, toda aquela timidez, deu espaço pra gorda safada que eu já sabia que existia ali, ela me fala pena que pensa assim.



Nessa hora não tive duvidas levantei e fui em direção a ela, começamos a nos beijar feitos dois loucos, amantes que se vi pela ultima vez.



Nossa como ela beijava gostoso, eu mal conseguia abraçar ela por inteira, mas apertava ela muito forte, ela também me puxava contra seu corpo.

Meu pau nessa altura já estava latejando de tão duro, acho que ela sentiu e logo foi passando a mão no meu pau, eu apertando seus peitos gigantescos, deliciosos, ela gemendo no meu ouvido falando que era loucura, fazer aquilo, que era errado, mas não parava de me beijar muito menos tirar a mão do meu pau.

Fui beijando seu pescoço, sua orelha e ela gemendo sempre mais, sua respiração estava muito forte, e a cada cm que eu descia beijando seu corpo ela ficava ainda mais forte, mordi seus peitos por cima da blusa, que tirei em seguida, lambi envolta dos peitos dela, puxei apenas um pra fora do sutiã, que já parecia um mundo de peito, era imenso com a rodela bem escura os bicos grandes, não pensei duas vezes, segurei com as duas mãos aquela maravilha, e cai de boca neles, nessa hora ela gemeu bem alto, eu ali apertando, lambendo e chupando aqueles peitos gigantesco, me dava ainda mais tesão naquela gorda deliciosa que agora era sá minha e todinha minha, não perdi tempo e logo tirei o outro peito pra fora do sutiã, e chupei feito loco, eu batia com os peitos dela na minha cara, lambia e chupava cada mm deles.

Me levantei ela apenas olhou pra mim, e falou.

Vem que eu quero encher minha boca de rola.

Nossa eu fui ao teto e voltei, quando ela falou isso.

Ainda passando a mão no meu pau por cima da calça ela, abaixa a calca junto com a cueca revelando meu pau bem na frente do seu nariz.

Ela mordeu os lábios, puxou meu pau, fazendo com que a cabeça ficasse toda pra fora, e como eu já estava louco de tesão, ele babava, ela passou a língua na ponta da cabeça do meu pau, lambendo o mel que saia dele.

Ela olhou pra mim e falou.

Que delicia.

Nossa quase enchi a boca dela de porra sá com a cara de safada que ela me olhou falando isso.

Depois ela o engoliu de uma sá vez, senti a cabeça do meu pau encostar, em sua garganta, ela me segurou assim por uns segundos, fazendo que ela engasgasse um pouco, e começou e me chupar como uma maestria que eu não via há muito tempo, realmente ela sabia o que fazer com o pau na boca.

Ela chupava e babava no meu pau, me dando muito tesão em sentir ele inteiro dentro da boca, ela massageando minhas bolas, e engolindo meu pau com força. eu não sabia ate quando eu ia aguentar sem gozar naquela boca maravilhosa.

Falei que queria chupar sua buceta.

Ela se levantou, tirou a sua calça, pude ver que ela tinha uma buceta que mal cabia dentro da calcinha que não era tão pequena assim, mas não tirou o tesão de ver ela quase pelada na minha frente, dei um beijo em sua boca, pescoço e fui virando ela de costas pra mim, pude apreciar aquela bunda grande deliciosa, nossa que delicia de gorda estava na minha frente não via a hora de poder chupar aquela buceta gordinha.

Passava a mão por toda sua bunda, ela força sua bunda no meu pau que já estava quase rasgando sua calcinha, ela gemia e falava que queria gozar na minha boca.

Pedi que ela sentasse no sofá, mas antes tirei sua calcinha e pude ver o tamanho do capô de fusca que ela tinha que delicia.

Ela se sentou e abriu bem às pernas, eu sentei no chão em sua frente, comecei a passar meus dedos envolta da sua buceta, que eu sentia o calor na minha mão, vi também que já estava toda molhada que estava escorrendo por sua buceta.

Dei alguns beijos envolta dela, que fez gemer de prazer, e apertar minha cabeça com suas coxas gordas.

Abri suas coxas, e voltei a dar beijos no capuzão dela, com as mãos abri sua buceta, e além de ver pude sentir o quanto e quão cheirosa, era aquela buceta, com a entrada bem vermelha, ela tinha um grelo bem grande, minha boca encheu dÂ’agua sá de olhar aquela buceta, deliciosa.

Dei uns beijos no seu grelo, e passei a língua bem de leve, ela se retorcia de prazer no sofá.

Chupei seu grelo tão gostoso que eu sentia seu mel descendo pelo meu queixo e pescoço, enfiava a língua dentro de sua buceta; alternava entre enfiadas de língua na buceta, e chupes no seu grelo.

Não demorou muito ate ela anunciar que iria gozar, senti que sua buceta ficou ainda mais quente, e muito mais molhada, ate que ela deu um grito e gozou enquanto eu chupava seu grelão delicioso, eu conseguia ver sua buceta abrindo e fechando, coloquei a ponta da minha língua, pude sentir como era gostoso o mel da minha gordinha que gozava muito escorria por toda sua buceta.

Sentei no sofá, ela veio por cima de mim, pegou minha rola, passou no seu grelo algumas vezes, depois posicionou a cabeça na entrada da sua buceta, e sentou de uma sá vez no meu pau senti sua bunda batendo com força nas minhas coxas, a segunda ela já foi mais devagar, parecia que ela queria sentir sua buceta engolindo meu pau cm x cm.

Como era gostosa aquela buceta, bem molhada fazia meu pau entrar muito fácil, ela sentava e rebolava com meu pau dentro de sua buceta. Aquilo me dava ainda mais tesão, vendo aquela bunda perfeita rebolando no meu pau.

Eu abria sua bunda tentando ver seu cuzinho, mas era muita bunda pra conseguir ver muito bem.

Ela aumentou as estocadas no meu pau ate não aguentar mais e na ultima sentada ela grita e aperta minhas coxas; nossa sua buceta apertava meu pau que parecia que ia arrancar ele de mim, que delicia de buceta, ela gemia e rebolava bem devagar, eu podia sentir seu meu escorrendo pelas minhas pernas.

Mandei ficar de 4, ela ficou com uma perna no sofá e a outra no chão, por traz abri sua bunda com as mãos, onde se revelou um cuzinho maravilhosa, mas visivelmente gostava de dar o cuzinho.

Sem que ela visse passei minha língua no seu cuzinho, ela gemeu tão gostosa quando sentiu minha língua no seu cuzinho, ela se virou e disse pra mim.

A Ana me falou que você adora comer um cuzinho e que come muito gostoso, hoje eu vou descobrir se e verdade, mas não agora, ainda quero gozar mais com minha rola na sua buceta.

Lambi e chupei seu cuzinho mais algumas vezes fazendo delirar de prazer.

Ela deu mais uma chupada no meu pau e mandou eu foder sua buceta, que ela estava louca pra gozar de 4 com meu pau atolado dentro dela, não desapontei minha gordelicia.

Coloquei a cabeça na entrada da sua bucetinha abri bem sua bunda e soquei meu pau na sua buceta de uma sá vez, ela deu um grito e olhou pra mim me chamando de safado.

Nossa que visão maravilhosa eu estava tendo, minha rola entrando naquela buceta encharcada, enquanto olhava praquela bunda enorme cheia de celulites e estrias, nossa isso me da um tesão que ninguém imagina, socava cada vez mais forte na sua buceta, puxava seus cabelos, dava tapas na sua bunda, onde ela sentia mais e mais prazer, depois de alguns minutos enfiando forte minha rola na sua buceta senti que ela gozou mais uma vez, ela se jogou no sofá levantando ainda mais sua bunda pra mim.

Não resisti e voltei a lamber seu cuzinho enfiava a língua dentro dele, ela ainda muito cansada e ofegante, com as duas mãos ela abriu sua bem sua bunda e pude ver seu cuzinho piscando, ela fala pronto era isso que você queria comer então agora come depois de me fazer gozar assim você merece comer meu cuzinho.

Enfiei meu pau na sua buceta toda melada, pra lubrificar ele melhor, passei bastante do seu mel em seu cuzinho, enfiava meu dedo dentro do seu cuzinho.

Coloquei a cabeça da minha rola na entrada do seu cuzinho, mas não fiz nada, a senti empurrar sua bunda ao meu encontro, com a mão arrumei meu pau e fui enterrando meu pau, nossa como ela gemeu alto e gostoso, todos os vizinhos ouviram, quando a cabeça entrou eu parei pra ela se acostumar, mas que nada ela mandou enfiar logo tudo que estava maravilhoso, nessa hora tive certeza que ela gostava de dar aquele cuzinho.

O resto do meu pau entrou fácil no seu cuzinho, quando ele entrou todo e senti minhas bolas baterem em sua buceta, quase gozei, esperei uns segundo, ela se vira e pergunta.

O que foi desistiu de comer meu cuzinho.

Falei: que não sá que estava tão gostoso que quase gozei na primeira enterrada.

Ela apenas sorriu e fez uma coisa que nem outra mulher já mais fez, apertou meu pau com tanta força que a vontade de gozar passou na hora.

Ela apenas sorrio e perguntou, e ai passou a vontade agora.

Não acreditando na capacidade daquele cu.

Sorri pra ela, e comecei a socar seu cuzinho, ela se virou pra parede e gemeu gostoso falava isso come meu cuzinho, nossa que delicia de pica, me fode, fode esse cuzinho que pisca toda vez que te vê.

Nossa quanto mais ela falava mais rápido e forte eu socava nela, nossa comi seu cuzinho por muito tempo, toda vez que estava preste a gozar ela apertava meu pau com seu cu e a vontade sumia como magica.

Mas depois de muito comer seu em uma dessas apertadas, não deu resultado, consequência.

Gozei no seu cu como nunca tinha gozando em toda minha vida, nossa parecia que não ia parar de sair porra do meu pau, e o mais impressionante foi que ela em nem um momento parou de apertar meu pau, que a essa altura já estava doendo de tanto seu cu apertar ele.

Ate que ela soltou meu pau e conseguir tirar ele de dentro do seu cu, onde pude ver escorrer muita porra de dentro dele, realmente acho que enchi seu cuzinho mais do que ele suportou.

Ela me confessou que ninguém nunca tinha conseguido gozar enquanto ela apertava seu cuzinho, e que tinha sido a melhor comida de cu que alguém já deu nela, que ela sentiu cada gota saindo do meu pau.

Fomos para o banheiro tomar um banho, e na hora que eu estava de olhos fechados tirando a espuma do meu cabelo, senti sua boca engolindo meu pau que estava meio mole a essa altura, mas não demorou muito pra ele voltar a ficar duro feito pedra de novo, nossa como aquela gorda sabia chupar, e não demorou muito eu enchi sua boca de porra, ela engoliu cada gota de porra, mesmo eu achando que não tinha mais nada.

Nos trocamos e ela foi pra sua cama se deitar.

40 min depois minha namorada chega, e pra variar louca pra foder. Mas isso e outra historia.



Espero que tenham gostado.



Mulheres gordas, interessadas em conhecer um rapaz que aprecia muito suas qualidades, que são inúmeras, me add ou mande e-mail, e também pra quem quiser saber de como foi nossas outras fodas sejam muito bem vindos.



[email protected]







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos com a dona da pensão casadarelatos de comadre dando a buceta pro compAdreporndoido ruivas cabelos enroladosConto ai ui ui pornoconto eu e minha esposa nua na piscinacontos eroticos minha namorada virgemresguardando a namorada contotirei o cabaço da minha tiacantos eróticas adoro da o cucontos eroticos cavalocontos eróticos cantada na rua não resisti e traícalcinhas usadas da minha tia contosContos gay fazendo a barbaSou casada e chupei dois caralhos ao mesmo tempocontos de rabudasContos eróticos fiquei desemprego e o nosso velho vizinho rico comprou minha mulher 3contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos dou a bunda desde cedoresguardando a namorada contoConto sogra e nora esfregando a buceta na buceta da filhacontos eróticos gay EMMO o maconheiroagora sou viado dominado pelo machoDESDE GAROTINHA GOSTAVA DE SENTAR NO COLO DELES CONTOScontos comendo a menina no carnavalcache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"Contos eroticos sobre irma fazendo faxinaprima safadinha querendo me dar escondido da minha tiaContos eroticos sem calcinha estuprada pelo sadomasoquistacontos de casadas com quantos homens ja transaram antes de conhecerem o maridoNoiva de salto contos eroticospapai e seu amigo comeu meu cuzinhonao contar para ninguem da familia. Quando eu achei que o papo ia terminar ali, ela me fez a pergunta que levou a tudo: perguntou porque eu tinha tanta coisa sobre lésbicas incestuosas no pc? Quando ela me perguntou isso, confesso que pensei em desconversar, mas aí pensei também que ela não faria essa pergunta à toa. Aí comecei a falar que aquilo me excitava muito, que gostava de ler sobre aquilo. Sem brincadeira, acho que a gente deve ter ficado uns 10 segundos em silencio ali na cama, depois que eu falei isso. Uma olhando para a outra. Aí, ainda bem, ela tomou a iniciativa, colocou a mão na minha perna e perguntou: Você pensa em mim?  gays coroas do bairro agua verdebuceta carnuda comtos de sexoporno conto mae gravedaContos gay fazendo a barbazoofilia negao comenorme pau deixando putia loucaContos de maes de bunda grandecontos eroticos de mulher com travesticontos de lesbicas babascontos eróticos aninhosmeu filho me fodeu com raivacontos eroticos arrombando a gordacontos inserto fatos reais gayporno tio roludo viaja dd onibus com sobrinhatomates conto heteroContos eroticos campingContos eroticos minha primeira vez foi quase um estupro e eu gosteiSou casada e chupei dois caralhos ao mesmo tempocontos erotico o dia que comi a minha sogra sem camisinhacontos gay estrada calcinhacontos eróticos locador com comeu a inquilinacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos paulo e bruna parte 2passando a mao no grelhopolicial feminina contos eroticosconto erótico esposa de férias e tal marido sem querercomendo a enteada contosme mesturbei no banheiro e agira?contos eroticos papai me fodeuconto erotico desconfiei de minha esposaninfetas cor de jambo no video mobilecontos de cunhadas tesudastitio viu minha bucetinha e achou linda contospegando amiguinha da filha no banho e gozando na bundinha delaMinha empregada tem uma buceta inchada contos de lésbicas femininocontos vendo minha prima sendo fodida pelo namorado acabei dando tambe betinhapraia guaratuba contos sexoContos eroticos de mesticascontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos de incesto: viajando com a mamae popozudacontos entalei ela no meu paufoi da aboceta vije e a rombo