Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O HÉTERO QUE VIROU PUTA SUBSTITUTA

Olá Pessoal me chamo Carlos, sou carioca, moreno, 25 anos, 173 de altura, 83 kg, me considero um pouco gordinho, mas meus amigos dizem que sou fortinho, curto minha praia, quase sempre com minha namorada e amigos no geral sou um cara normal como todos.

Na verdade possuo dois relatos verídicos que dividirei em duas partes são dois fatos que impactaram minha vida, o primeiro começou em um sábado, do mês de maio, do ano de 2008.

Naquele dia acordei pela manhã, tomei meu café e liguei meu PC, nada de mais, pois era meu dia de folga. Quando der repente ouço o tocar da campanhinha, fui ao portão, quando abro era Marcos um amigo meu de infância.

Marcos é branco bem corado de sol por frequentar muito a praia, na época tinha 19 anos e a mesma estatura que eu, porém mais magro e do tipo saradão resumindo ele é o tipo do cara que faz um grande sucesso com a mulherada, bonito de corpo e de rosto. Assim o convidei para entrar e fomos para meu quarto, pois meus pais estavam em casa e assunto de jovens perto de coroas não da certo as ideologias são outras, chegamos ao meu quarto e logo perguntei:

— O que te traz aqui essa hora cara?

— Preciso de um favor seu e tem que ser hoje

— Mais que favor?

— Você ainda tem a chave da casa de sua tia?

Minha tia trabalhava durante o dia assim todo dia antes dela sair sempre deixava a chave de sua casa comigo, como ela sá chegava por volta das 22h00min a casa era minha durante o dia, por isso volta e meia meus amigos pediam a chave da casa para arrastar suas piriguetes.

— Tenho sim cara, mas não sei não...

— Koé cara eu marquei pra comer uma mina hoje

— Poow cara a ultima vez que emprestei a casa vocês roubaram vinho e cervejas da geladeira e eu tive que assumir a culpa.

— Por que você não vai junto comigo? Assim terá certeza que não mexerei em nada

— Vou La pra que? Para segurar vela?

— Não cara eu posso conversar com ela vai que ela topa a três!

— Mas quem é a garota

— È a Bianca da Rua 19

Bianca é uma gata morena tipo índia, hoje com 23 anos, mas na época tinha 20, com um corpo deslumbrante, boca pequena, olho claro deveria pesar uns 69 kg e 175 de estatura, com um par de coxas bem torneado e com uma bunda de enlouquece qual quer homem. Mesmo com todos esses adjetivos ela não passava de uma grande puta no bairro e foi por esse motivo que aceitei ir junto. Marcos havia marcado com Bianca às 17h do mesmo dia e comigo às 16h30min para que eu não chegasse à casa junto com eles, se não, ela desconfiaria de nossos planos.

O plano de marcos era deixar Bianca bastante excitada para depois sugerir um ménage atrois, ou seja, dois homens comendo a mesma mulher, mas não sabia eu que essa historia teria um desfecho surpreendente.

Como combinado cheguei a casa às 18h30min, entrei e deixei a porta e o portão encostados para facilitar a chegada deles, sentei no sofá e liguei a TV. O tempo passou quando pensei que nem viriam mais ouço o portão abrir corri logo para o quarto e deixei a sala livre para eles.

Esperei uns cinco minutos antes de olhar pela greta da porta e não me arrependi, pois quando olhei Bianca estava de calça jeans e sem blusa, fiquei louco com aqueles seios não tão grandes, mas redondinho e durinho isso me deixou louco meu pau foi de 0 a 100 em segundos, como o sofá onde eles estavam era quase que de frente para a porta eu tinha que disfarçar para não ser descoberto, sentei na cama durantes uns 10min, quando fui surpreendido com altos gemidos que vinham da sala:

— Fode seu cachorro fode sua puta fode haaa... Que gostoso...

— Que bucetinha gostosa tem minha putinha toma pau toma... Safada!

Fiquei-me punhetando olhando a cena que o ângulo não era bem favorável, pois Bianca estava de quatro no sofá e Marcos a joelhado atrás dela, a única coisa que via era a bunda de Marcos, pois ele estava de costa para mim e essa visão não era de meu interesse. O que me excitava eram os gemidos e as putarias que Bianca dizia para Marcos, der repente o celular de Bianca tocou e ela logo se preocupou em atender, mesmo com a existência de Marcos para que ela não atendesse.

Foi a partir desse momento que a historia mudou de cara, pois Bianca estava muito nervosa no telefone, há uns 5min atrás ela parecia uma puta, mas apás a ligação ela estava muito seria e com ar de preocupada:

Marcos:

— Que foi? Algum problema?

— Sim eu tenho que ir

— Sim, mas vamos terminar primeiro

— não da não, minha mãe esta no hospital

Bianca se vestiu rapidamente e saiu às pressas sem ao menos dizer tchau.

Apás a saída de Bianca abri a porta do quarto e saí com ar de risos:

Eu:

— O que houve cara?

Marcos:

— Não se faz de bobo não, eu sei que você ouviu tudo

— Que azar hen cara! Na hora H!

— Porra, até agora não acredito! Olha como é que estar meu Pau!

Corri o olhar em seu pau com certa timidez e ao mesmo tempo com precaução para que ele não pensasse que eu estava manjando sua rola, que era uma pica de tamanho normal uns 19 a 19 cm, de cor clara e com uma cabeça vermelha lembrando uma cereja.

Não sei o que me deu sentir certa excitação ao ver aquele pau bem duro e pulsando, sem perceber estava eu ali manjando aquela rola pulsando na minha frente sá parei com a interrupção de Marcos:

Marcos:

— Gostou? Quer pra você?

Eu:

— Você está ficando louco cara? Sou homem!

— Com o tesão que estou, se você curtisse te deixaria até dar uma chupada! E aí você quer me chupar?

— Qual foi cara! Se você quer alguém pra chupar, vá a um puteiro La você encontra

— Porra Carlos estou taradão me chupa aí cara! Isso vai ficar entre mim e você. Quando eu fofoquei algo de você? Responde-me?

— Não me lembro!

— Então?

Confesso que com forme Marcos insistia meu pau já estava ficando duro de tanta excitação, eu não sabia o que fazer.

Marcos parecia uma criança pedindo doce, Foi quando Marcos aproveitou que eu estava sentado no sofá e ficou de pé na minha frente com aquele pau duro feito pedra isso pra mim foi como uma bomba atômica

— Koé Carlos será a primeira, única e ultima vez!

— Ok cara sá uma chupadinha mais nada!

Do jeito que estava abocanhei aquele pau, eu chupava completamente desajeitado e nervoso ao ponto dele me pedir calma se não o machucaria.

Fui aos pouco me a costumando com aquele pau na minha boca e percebia o tamanho tesão que dava a Marcos que sá gemia:

— Haaa... Chupa esse pau... Nossa como você é bom nisso parece profissional

— Chega já chupei o bastante

— Tem razão, ta na hora de você me dar seu cu!

— Eeei! Isso não foi o trato

— Rsrs me deixaeu comer esse cu vai? Não vai doer nem um pouco

— Vai sim! Já descabacei muita novinha eu sei como as coisas funciona

— Mas farei com cuidado se doer você manda parar que eu obedeço, alias você já fez a coisa mais difícil que foi me chupar, ou seja, você percorreu 50% do caminho e quer voltar?

— Ok cara você venceu, mas se me machucar te encho de porrada

Tirei minha roupa completamente e posicionei-me de quatro no sofá, mas Marcos sugeriu irmos para o quarto onde tinha uma cama e foi o que fizemos. Marcos ao olhar meu pau duro sorriu de disse: “sabia que você iria gostar” “pelo jeito ta adorando” posicionou-me de quatro na cama, com as mãos abriu minhas nadegas e começou a pincelar meu cuzinho com sua rola.

No inicio quando ele me pôs de quatro, imaginei que ele iria me penetrar no ato, mais me surpreendi com as pinceladas que por sinal eu estava adorando ao ponto de meu cuzinho piscar desejando aquela rola. Aos pouco fui relaxando ao ponto de perder completamente o medo, é perdi o medo na hora errada. Marcos segurou minha cintura com as duas mãos, posicionou o cacete na entrada de meu cu e com uma forte entocada ele me penetrou completamente, a dor foi assombrosa ao ponto de me fazer gritar, com raiva empurrei Marcos para trás e comecei dar socos em seus braços, peitos e costas e ele apanhava rindo de gargalhar.

— Seu viado filho da P... Você me machucou você disse que não doeria

— Rsrs desculpa foi sem querer, vamos começar de novo desta vez vou com cuidado

— Não chega não quero mais!

— Por favor... Eu prometo que vou com carinho, eu juro!

— Ok, mas se me machucar de novo...

Novamente Marcos posicionou-me de quatro desta vez sem pincelar, cuspiu no pau, me segurou pela cintura e vagarosamente conduziu seu pau para dentro de mim centímetro por centímetro até entrar por completo, neste momento eu já não sentia mais minhas pernas. Marcos deixa seu pau por uns três minutos agasalhado dentro de meu cuzinho durante esse momento milhões de putarias eram ditas por Marcos em meu ouvido, isso já estava me enlouquecendo.

De repente as entocadas começaram lentas e aos poucos foi acelerando ao ponto de ficar algo frenético um entra e sai que já não me incomodava eu tentava não de mostrar o tesão mas era inútil soltei um alto gemido:

— Haaaaiiiiiiiiiii que gostoso

— Gostou minha putinha?

— Muito fode mais forte me faz de sua puta vai...

— Você já é minha putinha, a partir de hoje serei seu dono

— fode meu macho... Ensina-me ser sua puta me fode com força vai fode...

— Nossa é incrível como você se tornou minha puta! O que diria a sua queridinha namoradinha se visse seu macho sendo minha fêmea? Da gora pra frente será sempre assim.

Marcos praticamente montou em mim e começou a me socar aquela geba sem pena, seu saco era grande e cheio de modo que conforme ele socava em mim seus ovos batiam nas minhas nadegas dando um som como de fosse palmas, esse som me enlouquecia eu estava completamente entregue a ele tudo que ele quisesse fazer comigo naquele momento ele conseguiria.

Fodemos em diferentes posições como papai mamãe, em pé, conchinha ou de ladinho que por sinal foi a que mais me deu tesão e por ultimo ele me pois de barriga pra cima, joelhou se na minha frente e pois minhas pernas em seu ombro e me fudeu com força total, nessa posição foi que eu gozei sem mesmo tocar no meu pau foi incrível, logo apás ele tirou e me pôs pra chupar e eu como uma boa puta chupei até ele gozar

Quando terminamos já era 22hs e 20min, já era hora de minha tia chegar foi uma correria pra arrumar a casa e sair antes que ela chegasse.

Um dia depois nos encontramos na escola nada sobre o acontecido foi conversado ficamos estranho um com o outro, uma semana depois foi que toquei nesse assunto com ele:

Eu

— Que loucuras fizeram semana passada hen!

— Mas você gostou?

— Sim

— È melhor essa historia morre aqui certo?

— Certo você tem razão

Apás isso nossa amizade continuou já faz três anos e não teve nenhuma repetição, por mim isso repetiria muitas vezes mais nunca mais comentamos sobre o assunto, mas como eu disse que era duas historias a segunda contarei em breve.



Contato: [email protected]

Blog: clubedoprazererotico.blogspot.com

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Muleques aprendedo a bate puheita na ruacontos eroticos namorada virgem do cornocontoserotico mendigo fudendo madameconto erótico de corno chupador de arrombadaContos sexo com pai da amiga e engravideicontos erotico pirocaocache:D0BhmN44dfMJ:okinawa-ufa.ru/conto_16312_aquela-ninfetinha-me-agarrou-no-jiujitsu.html contos gay afeminadosdesde novinha contossambado se caucinha pra da pra pau grande e se deu maucontoseroticos. cornos leva mulher para amantecontos eroticos minha maefez um boquete em mimlésbicas casadas liberadas conto eróticoContos eroticos novinha desmaia de tanto gosaContos eróticos transando perto dar famíliamulher caucinha tirando xoti para fudeContos eroticos sadomasoquismos so com maridos e esposas submisasvoyeur de esposa conto eroticocontos erotico o amigo do meu marido comeu minha bundacontos reais de mulher que deixou cachorro emgatar na bucetaconto minha mae so me provova e me deicha de pau duroconto casada iniciada no menagecontos eroticos meu tio juniorcontos enterra tudo devagarinho no meu cuzinhoconto erotico comi o cu da minha irma em casacontos eróticos, esposa safada, puta dos patrõescontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos novinho sendo enrabado de surpresa pela primeira vezcom minha filhinha novinha contos eróticosminha sogra pediu pra ver meu pintoporno mamei tanto o peitinho q inchouteta gostosa contos eroticoscontos casada novinha trai marido com cão contos de 2017contos incestuosos mãe puta que da a bunda pra o filhocontos eroticos meu pai me pegou na siriricahistorias de sexo eu e minha madrasta bia de raboContos erpticos menininha de ruacontos eroticos domia ele cospi nu meu cucontos eroticos brincando de cavalinho com padrinhocontos o avô do meu marido me arromboucontos: sentei no colo do velhocontos eroticos traindo marido na viajandoconto erotico safadoComtos casadas fodidas pelos amigos do filhocontos pornôs vingança marido transformar esposa em putaconto do tarado que se fazia de bonzinho para comer as meninasmadame currada no mato contoConto erótico marcinho enteadocontoseroticos veridicos de mulherescontos comeu a amiga e o amigocontos eróticos estupradaconto filhinha novinha ja aguentaconto erotico estuprada na escolaVer casadas falado de conto eroticos que corneo o marido com homem do pau bem grandecontos de coroa com novinhosem explicação safadinha contospegando hetero casado conto gayContos eroticos corno panacacontoseroticos comeu a namorada de calcinha fio dentalmarido sortiado a esposa contos eroticosconto porno transei com meu paicontos enteadinha fofinhacontoseroticos nora fio dental dvideos de morenas q botou atanguinha de lado e deu o raboContos eroticos gay timido gatocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos bucetinhas depiladinhas no espelho eu e minha amigaacordei com um boquete contos eroticotezões hentaibem novinha ja fazia gamg bamg contos eroticoscontos eróticos de mãe e filho, mãe com shortinho atolado no seu bundaocontos eroticos minha filha de fio dentalContos eróticos heterossexualcontos eroticos fui ao ginecologista ele me fudeuprono irmão comeno a irman branquinho cabelo pretoconto minha madrasta me transformou em mulhercontos eroticos de casada pagando aposta do maridoprofessora novinha e senha resolvi dar o c******Contos espiando a sogra lesbica