Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ESTUPRADA POR POLICIAIS 3 (FINAL)

Ele começou a me comer normal, mas passou bastante gel no meu cú, até então ninguém tinha enfiado nada, sá brincado. Ele gozou rápido, me machucou porque ficava soando com força e tinha um pauzão. Depois pegou o cassetete e colocou uma camisinha nele, todos ficaram rindo.. ele começou a forçar o meu cuzinho com o cassetete, eu chorei de desespero, procurei virando a cabeça alguém, um ser para me ajudar. Senti uma dor alucinante quando a cabeça do cassetete entrou no meu cu, ele foi lentamente enfiando o cassetete eu já tentava gritar, me mexia, tentava me soltar. Daí me seguraram para ficar quieta. Eu já estava delirando de tanta dor. Ele começou a enfiar e tirar o cassetete do meu cuzinho o que fazia doer mais, e cada vez ele enfiava mais, sempre devagar. Quando ele parou vi mais flash e ouvi eles dizendo:



- Esta aí é recordista. Não desmaiou como as outras vagabas.

- Aí sua puta.. vai ser enrrabada. Agora sabemos do que você realmente gosta.

O Sargento rindo disse:

- Estou com fome, vamos antes comer alguma coisa.



Então eu que estava nua, amarrada e amordaçada fui colocada no porta luvas do meu práprio carro, quando todos estavam saindo o que me fez engasgar colocou novamente o cassetete no meu rabo e passou a fita prendendo ele para ficar todo dentro. Fechou o porta malas, eu com aquela dor, em menos de um minuto ele voltou.



- Isso é pouco pra você, tenho outro presente. E enfiou outro cassetete na minha buceta.



Chorei de dor, tentei falar, gritar, implorar. Ele como era muito mal, enfiou sem pena quase o cassetete todo e prendeu com a fita na minha cintura forçando os dois cada vez mais para dentro.

Demorou mais ou menos uma hora para retornarem. Eu desmaiava com a dor e acordava.

Então policial mal abriu o porta malas, eu nem ligava mais o que fosse acontecer, sá queria sair dali, estava toda torta sendo comida por dois cassetetes, então vi um dos policiais com uma câmera. Ele falou:

- Agora ela vai aprender quer ver? Filma tudo, depois eu vou me masturbar vendo isso.

E começou a me fazer cosquinha, eu tentava resistir em me mexer, já que cada vez que mexia os cassetetes entravam mais. Mas o corpo não obedece, e aí eles entravam mais e eu no porta malas quase não conseguia respirar, aí ele teve a brilhante idéia:

- Alguém tem um pregador aí ?

E colocou no meu nariz e continuou a me fazer cácegas mais forte, eu não conseguia respirar já que estava com a fita na boca. E ao mesmo tempo a dor que eu sentia com os cassetetes. Perdi os sentidos, acho que desmaiei. Acordei no capô de novo com um deles me enrabando forte, socando tudo. Eu já não sentia nada, ter tirado os cassetetes já foi átimo. Algum deles falou:

- Vamos colocar nos três buracos? (e riu alto)

Me encheram de gel, abriram uma toalha ou sei lá o que era marrom no chão atrás da viatura, o sargento deitou e me colocaram em cima dele, puxaram a fita da minha boca, senti meu lábio cortar com a pressão, nem respirei direito e já tinha um pau na minha boca. Então o sargento colocou tudo na minha buceta, veio outro por cima de mim e colocou no meu cú que já estava machucado e sangrando. E o ultimo policial estava filmando tudo como se fosse um câmera man de um filme pornô. Infelizmente eu gozei de novos sem mais ter autoridade pelo meu corpo.

Terminaram e todos gozaram, me deixaram jogada na tal toalha marrom,e colocaram a fita na minha boca de novo. Eu já estava cansada e arrebentada.

O sargento veio com um pano úmido e colocou no meu nariz, tinha um cheiro forte, imaginei que era clorofármio.

Acordei na minha garagem com uma dor de cabeça infinita, vestida e calçada. Olhei para os lados e me mexi, senti uma dor profunda em tudo, na minha bucetinha, nos meus peitos e no meu cuzinho. Fiquei sem entender se foi um pesadelo o que aconteceu, porque estava na minha garagem. Então eu vi que no banco do carona tinha um cd e uma carta.



Estava escrito:



“Para a nossa putinha querida, algumas das melhores fotos suas estão no cd. Sonhe conosco,foi inesquecível.

Se abrir o bico, tudo vai para a internet, jornais, seus pais e irmãos. E lembre-se sabemos onde você mora.

Assinado: Seus donos”



Olhei no computador as fotos que tinha no cd e sá estavam as que pareciam que eu fiz sexo consentido.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos mostrandoCasa conto eroticos noiva deixou noivo por outra pica do negãocontos eróticos com meu querido irmãogrelao 4cm contoscontos eroticos de choronasmanuela pedreiro contos eroticoshoje morena bonita eu estou querendo te pegar gostoso hoje morena bonita todos têmfotos.e.contos.de.homem.cazado.que.ama.chetar.pau.pintocontos sadomasoquismo castigocontos eroticos confissões fAmiliares  Marilia e Juliana estavam mais uma vez fr ente a frente para uma dolorosa batalha. Ambas traziam nos corpos as marcas feitas pela outra em combates violentos e sangrentos. Marilia vestia tão somente uma minúscula tanga branca fio dental. Juliana uma  virei puto do vovo conto gayPutinhas mamando contoseroticoscontoseroticos eu minha maecontos eroticos negaomorte porno gosando comcontos enquanto dormiade santinha a putinha e um pulo contos eroticosconto mingau. de porravoyeur de esposa conto eroticoContos sexo coroas esposas de amigosContos eroticos minha amiga me contouContos eroticos de casasascontoseroticos negaocontos erotlcos pegando a empregada junto da mamaecontos eroticos de Araguaina Todou para o meu irmao contosquero ver vídeo pornô vários anões bem cafetão bem grosso metendo na nacoroas enxutas se masturbando com tocas na cabeçacontos eroticos meninos pintinhofinalmente contou quando chupar pau do ex delaler historia de sexo entre cunhada e subrinhas com tiocontos eroticos arrombando a gordacontos crossdressers no cinemalésbicas ninfetas comendo peitorais de travestisgay e o cachorro contostirei o cabacinho de minha sobrinha novinha contocontos eroticos/virgens estuprada pelo padrinhocontos eróticos minha servacontos de coroa com novinhocontos eroticos apostei meu marido e pedirmachos colosso por caralhoscache:Z27QSQh68NwJ:https://mozhaiskiy-mos.ru/m/conto_3473_meu-vizinho-fofo.html cache:o2QtLYsJB5EJ:okinawa-ufa.ru/conto_23564_totalmente-submisso-a-minha-dominadora.html contos eróticos meu namorado deu o curso para não comerem minha bucetatcontos eroticos casada e comida por traficantesTravest contosIncesto do cu desde pequenoPirocada sexo gay velhos tara contos veridicoscontos fudendo com minha avo gostosa tatuadacasada recebe proposta indecente contoscontos eróticos travesti dando o cu para homem do pau grandeEu e minha sobrinha de 19 anos de idade no motel conto eroticocontos eroticos aventura em resendeContos eróticos teens troca trocacontos eroticos homem casado dando para o primoconto gay negao casado deucontos eroticos currada garganta profundaContoseroticos cavaloContos anal bumbum gigante coroacalcinha pendurada no banheiro contos eróticosconto erotico meu marido ficou bebado e aproveitei a festafogosá taradacontos eroticos surpreendeu a esposaContos eróticos surubaspapai voce me acha bonita contos eroticoscontos mulher casada da o cu pro cãocontos eroticos gay dei minha bunda pro filho da vizinhaminhaxaninhaardeucontos eroticos dormi e dei rola primacontos meu primo comeu minhas filhashttp://googleweblight.com/?lite_url=http://okinawa-ufa.ru/conto_29412_eu-e-sil-sua-mae-assiste-tudinho..html&ei=1Kd9m-1b&lc=pt-BR&s=1&m=817&host=www.google.com.br&ts=1490805753&sig=AJsQQ1BphuM3pDKWCoUN5S7o2Fw319rWgQmeu marido sempre tras tres amigos em casa conto erpticoporno caseiros com negras do Busetaocontos eroticos forçaConto d esposa safadinha fico d pau duroConto erotico tia no tremcontos eroticos com fotos mae putasobrinha peladinha contoscontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos traficanteengravidei minha irmã contoscontos eroticos gay: se tu deixar eu não conto pra ninguemcontos de mulheres ninfomaniaca por sexo