Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU, MINHA AMIGA PERVERTIDA E SEU NAMORADO

Meu nome? Renata. Acabo de completar 20 anos. Sou morena, razoavelmente alta: 1,74 faço o tipo de mulher exagero; bunda grande, seios médios, cabelos no ombro claros, e de charme olhos mel e boca grande.. bom, digamos lábios carnudos. Modéstia parte: chamo a atenção! E mesmo nova tenho curiosidades e vontades insaciáveis. Como hoje que senti uma vontade louca de te contar uma das coisas mais excitantes que já me aconteceu. Pra entender onde tudo começou, vamos entender minha “opção sexual”

Na época de escola, 8ª,1ª série conheci minha melhor amiga, a Andreza. Ela sempre me completou, em tudo... éramos inseparáveis passava mais tempo com ela do que em casa. Ela sempre foi muito extrovertida, popular e linda, muito linda. Alta, loira os cabelos ia até a cintura, os olhos grandes e azuis, seios grandes. Ao lado dela me sentia até feia.. Depois de um tempo comecei a me sentir diferente quando estávamos juntas, eu sempre dormia na casa dela ou ela na minha. E sempre fomos muito carinhosas uma com a outra, (normal) as vezes dormíamos de “conxinha” quando estava frio... E com um tempo, senti medo de confundir nossa amizade com uma vontade que eu nem sabia o que era, mas não podia esconder que tinha algo acontecendo...

Uma dessas noites frias, a gente tinha acabado de voltar de uma festa, um dos meus primeiros páris, estávamos muito bêbadas. Chegamos na minha casa tentando não fazer barulho, tomamos banho juntas, (o que também não era novidade) mas teve um momento que eu achei que ia rolar, ali no banho, ela pegou o sabonete e passou da minha nuca até minha bunda, olhei pra ela esperando alguma atitude, cheguei bem perto... tava quase... quando minha mãe acordou, ela sabia que era a gente, bateu na porta e mandou a gente ir dormir, seguramos a risada e fomos pro quarto colocar o pijama e deitar como em qualquer outro dia, mas dessa vez ela estava muito perto o calor das suas pernas enroscadas na minha, me fez tomar coragem pra tirar aquela duvida, eu abracei ela por trás e beijei seu pescoço... Alias fazia algum tempo que nossos carinhos haviam mudado, principalmente na hora de dormir. [Eu era ingênua mais não boba sabia que ela também tava diferente]... Ela se virou colocando seu rosto com o meu, fechei os olhos

– Re vc ta dormindo?_ –Que pergunta besta!_Quando abri os olhos ela estava muito mais perto. Senti uma tremedeira. – É que eu to muito afim de experimentar uma coisa, e acho que vc tbm _ Respirei fundo e tomei coragem – É eu também _ficamos olhando uma para outra rindo (de nervoso) ela chegou perto e experimentei meu primeiro beijo com uma menina, que delicia que era, enquanto me beijava me acariciava as pernas, os seios... e alem de excitante era muito divertido porque era ela. Não precisávamos esconder nada! Nás nos bastávamos!... depois os beijos foram pra outro nível.. Da até pra imaginar né... Era divertido, saímos para onde ninguém nos conhecia e pagávamos de casal gay, era divertido ver os caras inconformados com “tamanho desperdício”.

Mas com o tempo foi perdendo a graça começamos a namorar com meninos, as vezes ficávamos com meninas. às vezes a vontade batia forte entre a gente e rolava tudo de novo. Teve uma época que ficou fora de controle, foi uma fase de carência sei la, a gente saia do meio da aula pra se pegar, bastava alguns minutos sozinhas, e a gente se via uma com mão dentro da calcinha da outra, se masturbando se chupando, se amassando nas paredes alheia. Muita gente na escola sabia ou desconfiava, o tesão nos deixava indiscretas... Mas isso foi até o 3ªano, hoje eu to no 2ª ano da faculdade de ed. fisica.. e vai fazer 9meses que ela se mudou pra uma cidade que fica uns 40min. daqui, mas ela faz tanta falta que parece que faz anos que ela mudou pra outro país. Mas é exagero meu. Todo fim de semana ela ta aqui pra visitar o namorado, o Douglas um amigo nosso de muito tempo e que hoje faz faculdade comigo. (que era o maior cachorro da paráquia, mas aparentemente esta diferente com o namoro) no ultimo feriado eles combinaram de ir uma galera da antiga na casa dele que ia ta vazia pra assistir uns filme, beber, conversar.. tava tão divertido que a hora foi passando, todo mundo indo embora.. quando percebi não tinha mais ônibus e tinha dispensado a ultima carona. Minha casa não era tão longe eu ia andando mas o Douglas sugeriu que eu ficasse e que os pais dele sá chegariam dois dias depois e eu não ia ta atrapalhando nada. Eu relutei no começo, (não queria ficar de vela) mas a Deza me olhou com aquela carinha de -Aaah, vai fica. E o Douglas com um tom de sacanagem, -É Re vai atrapalhar não! quanto mais melhor.[ Eu olhei desconfiada], mas como ele sempre foi muito bobo, e sempre foi de fazer esse tipo de brincadeira não dei atenção... Liguei em casa dando uma desculpa e decidi ficar, brincando deitei no meio dos dois no sofá, com a cabeça no colo dele e os pés no colo dela ela se ajeitou e deitou sobre mim ficando perto dele [brinquei:] -Bom pra vocês se comportarem vou ficar aqui, o Douglas olhou pra ela sorrindo, passou a mão no meu rosto –Aah mais a gente sá tava esperando você Re._ olhei pra ele fazendo careta.. Queria fingi que acreditei, que era sá mais uma brincadeira dele. A gente colocou um filme de suspense com um nome sacana e um monte de cenas de sexo.. mas nem prestávamos atenção. Conversamos de tudo, principalmente sacanagem, enquanto bebíamos tudo que tinha álcool na casa. Já meio calibrados, rindo ele olhou pra mim, passando a mão no meu rosto de novo, com uma cara de safado... – E ai Re você ainda pega minha namorada?! [Fiquei tão sem graça, corei na hora, olhei pra ela ‘tipo, você contou?Â’] –Ah Re, conto tudo pra ele. Ele: bem que eu desconfiava, [tentei me defender:] -Ah Douglas a gente era sá curiosa né Deza, coisa de adolescente. – Que pena que já passou, e eu não vou ter oportunidade de ver?.. ela se endireitou chegando muito, muito perto. Â–É Re pensando bem eu sinto falta sabia... eu comecei a ter certeza porque eles queriam tanto que eu ficasse. Apesar de achar que não tinha mais tantas duvidas como antes, não vou mentir que também sentia falta da delicadeza de uma mulher.. (E não dizem que é fantasia da maioria dos homens ver duas mulheres se pegando..) Eu sá tinha que tomar coragem.. Ela subiu em mim e pude ver ela olhando pra ele e sussurrando

-Olha amor, pra não perder nada.[ Era como antes sá que agora uma pessoa a mais observando], e como observava, parecia não acreditar, foi engraçado ver sua reação no começo. E apesar de falar da delicadeza de mulher, eu e Andreza nos pegávamos com a grosseria de um homem com uma puta, ela me beijava me aranhava, passava a mão por debaixo da minha saia e sem pudor algum passava a mão por dentro da minha calcinha, quando vi já estava sem ela. Douglas parecia não acreditar mas logo se via o quanto excitado estava, sua calça parecia querer explodir passava a mão por dentro da calça mas sem tirar os olhos da gente agora nos masturbando já no chão e quase sem roupa. Parecia um pornô daqueles bem fantasiosos. RSRS ... Mas estava tudo tão bom ali, que era quase natural, já não sentia tanta vergonha. Ela olhava pra ele o tempo todo, gemia alto, se exibia. Queria que ele não perdesse nada. Quando olhei pra ele de novo estava com as calças na metade das pernas batendo uma punheta. Olhei praquele mastro enorme e grosso, já era de se esperar, Douglas era um moreno de fazer inveja, um corpo atlético não exagerado mas a barriga formava um tanquinho, umas coxas grossas de jogador de futebol. Ele apontou pra mim e me chamou, estremeci, ela sussurou no meu ouvido. –Re, vamos brincar um pouco mais.. Fui até ele e automaticamente minha mão até o pal dele, Douglas normalmente é tão doce e carinhoso comigo que nem parecia ele naquela hora, era tão grosseiro abaixou minha cabeça até seu pal e ordenou – Vai me Chupa! As duas. Era tudo parte de uma brincadeira deles, ela tirou a camisa dele, e foi beijando sua barriga e logo estava as duas chupando seu pal.. nossas línguas se enroscando naquela pica gostosa me excitava de uma maneira esquisita, eu o chupava com tanto gosto que podia ficar ali por horas ele puxava meus cabelos massageava minha nuca, por um momento a Deza sumiu mas ele continuava forçando minha cabeça ate engasgar com aquela pica.. quando ela voltou senti suas mãos em minha cintura me colocando de quatro –Vai Re, não para!! Era ela de novo, com as mãos arreganhou minha buceta e de joelhos caiu de boca, Logo senti sua língua... lambia, chupava, beijava era delirante. Quase um frenesi, depois não sentia mais sua língua e sim algo duro penetrando com força.. Safada pervertida, era um vibrador! Gemi alto, ela bombava aquilo na minha buceta, tirava me chupava e colocava de volta, Douglas cada vez mais excitado e mais grosso me puxou pelo cabelo e me jogou de quatro no sofá tirou o vibrador e enfiou sá a cabeça do seu pal em mim.. minha vontade era tanta, queria sentir aquela pica bombando em mim.. nunca me senti daquele jeito. Geralmente sou controlada na hora da transa mas ele me enlouquecia, ela me enlouquecia, a situação me enlouquecia... ele pedia pra que eu gemesse e pedisse pelo pal dele, gritasse o nome dela, me chamava de nomes absurdos.. e perguntava se eu tava gostando.. Ele dizia: Minhas cadelinhas... e me provocava, como provocava massageando minha bucetinha com a cabeça daquela pica... enquanto a Deza me beijava, ele se controlava muito bem pra me provocar tanto. Percebi que os dois estavam me usando de brinquedinho, ele mandou a gente ir pro quarto. Ele mandava e nás obedecíamos, eu deitei e ela se deitou sobre mim... com o rosto grudado no meu ficando de quatro pra ele... ela gemia, gritava, ele era violento, mas ela o desafiava.. –METE MAIS MEU PUTO!! É SÓ ISSO QUE VOCE FAZ.? Aain mal podia esperar minha vez de sentir seu pal bombando.. Depois de um tempo Deza se deitou aparentemente exausta, eu tava gostando de ficar sá observando sabe?! Como um filme pornô ao vivo. E ele ali com aquela pica em pé como se estivesse ficado meses sem comer ninguém eu mal acreditava.. ele continuava dando ordens, queria que eu ficasse em pé.. me colocou contra a parede e suspendeu minhas pernas em seus braços.. metia com força.. me fazia pular em seu colo, Aquela pica entrando e saindo me deixava louca.. [eu pedia mais:] -METE MAIS, METE MAIS.. tive tantos orgasmos, mas quase não tinha tempo de descansar entre um e outro. Percebia que quando ele estava perto de gozar se controlava e me soltava, ele estava suado chega escorria por seu corpo.. Nunca vi um homem tão controlado, tão preocupado em enlouquecer uma mulher (nesse caso duas), tanto que parecia nem ligar pro práprio prazer. Como uns e outros que já estive que sá quer gozar e pronto.. Confesso que no começo me senti sem graça por ser o namorado da minha melhor amiga, mas agora é como se ele fosse meu... Eu o arranhava, chupava sua língua e tudo que estava ao meu alcance, seu pescoço sua orelha, gemia seu nome. Enquanto Deza ainda na cama brincava com o vibrador. Eu já cansada fui até ela ate pra fugir um pouco de Douglas ele entendeu e sentou meio longe de nás, com o clima mais calmo, a gente não mais tão loucas de desejo, se beijava, e pude te fazer carinho, em seu rosto, beijando seu ouvido, falando sacanagens, beijando seus seios beijei seu pescoço desci ate sua virilha.. não era pra excitar, era sá carinho.. mas parece que despertou todo o clima do começo, e ele já estava la de novo [mandando]; –Re a gente já ta aqui, faz uma coisa.. CLARO QUE EU FAÇO, MANDA QUE EU FAÇO rsrs. Ele me deitou agora mais calmo, pegou minhas pernas puxou pra perto dele e começou a meter, ela sentou com a buceta na minha boca.. era um pouco dificil manter o ritmo, mas eu chupava ela loucamente, enquanto ele metia tão gostosoooooo.. eles se beijavam, usavam e abusavam de mim. Já era pela manhã quando deitamos ele no meio e nás duas nas pontas.. Não sei se a fantasia era dele ou dela, mas passou a ser a minha. Cada momento me excitava ate ali com todos nás exaustos.. no dia seguinte acordei já era por volta das 2, quase 3hrs e acreditem ou não, acordei com o gemido dela.. quando olhei era ela pulando em seu colo.. ele disse que sá estavam me esperando. Mas achei melhor deixar entre casal... Até parece... tomamos banho juntos e repetimos tudo agora com mais delicadeza, e lá se foi mais uma tarde... Ontem recebi uma msg dele já combinando a práxima eu achei que ficaria um clima meio chato por um tempo, sei lá.. mas depois ela me confessou que eles idealizaram aquela noite há muito tempo..Estamos todos aparentemente animados com isso..! Bom obrigada por ler até aqui, precisava compartilhar com alguém, e espero que tenha se excitado como eu quando escrevi.. Espero que esse seja sá o começo. Beeeeeeijs Re



(Isso aconteceu faz alguns meses, e realmente sá estava começando, quem sabe não conto mais dos nossos encontros aqui.. Beeeijos, em lugares inimagináveis)

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos de incesto de meninas de 14 aninhos em Belém do ParáIniciando uma virgem contos eroticosAprendeu a dar cu no orfanato. Contocomtos eroticos mania bem novinha pelada contos eroticos espermacontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoas mais linda esguichada na punhetaconto erotico dividindo o quarto com meu cunhadocontos eroticos casal voyeur sem quererSarado tesao mexendo movimentocontos eroticos dormindocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos comendo cu da mae e da irmacontos o boquete no novinho no onibusrelatos eróticos reais-visita saciadacontos eroticos enrabada pelo professor de academiaContos eroticos de solteiras rabudasContos sogra mulher e cunhadas peladinhas na piscinacontos eroticos exendo a buceta da tia de poreacontos eroticos de padrinho gay dando a bundaconto erotico era swing cornominha namorada se mostrando para outros contoDeixando a novinha laceadacontos gay negaoContos eroticos creie um msn com nome de mulher e tirei a virgindade da minha filha novinhacontos eroticos arrombando a gordacontos minha enteada minha amanteSafadinho aaa uuucontos putinha galeraConto eroticos amigos comeram mamaecontos me chamo camila transei com felipe meu irmaoconto eróticos pai pauzudo e filha baixinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentefiz da minha esposa uma putaconto novinha amigos do papaicontos eroticos incesto na infanciaesperei meu maridinho dormir rola grossaconto aquela mulher mexeu na minha buceta cu teentinha perder sua coroa no seu pau do negrãocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos eróticos minha mãe me ensinou putinhacontos.praia de nudismo com o pai roludocontoseroticos sogra e genro na agua da praiacontos eroticos com escravas sendo humilhadacasadasna zoofiiliaa minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemenina você já passou o dedo no cu e cheiroucontos eróticos enteadoscontos com letras grandes , a rabuda e os dois travecosconto. a sugadora de. porravisinhalesbicamenina você já passou o dedo no cu e cheirouContos euroticos amiguimha novinha da minha filha.cu gulosocontos eroticos seioscontos tia vai foder gostoso isso delicia vai issotoco siririca na madruga contos de casadascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos sado marido violentoscontos eroticos arrombando a gordaconto erotico irma estrupada pelos pedreiroscontos erticos de mulheres fudedo se pudo em locais pubicosContos ai no cuzinho naoMeu primo gay que ve meu paupornô contos sobrinha se assusta com o pau mostro do tioFilha da puta comeu meu cu contoFui estuprada com penis de borracha contocontos eroticos pezinhos sujoshomem alisando penis hetero ate gozarconto erótico rasgada pela turmacontos eroticos amigas ci pegandogostosa da propaganda da Tininhacontos sexo paraíso em famíliatravesti leiteira contos eróticosbosque conto hetero