Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

BRINCANDO COM OS SOBRINHOS

Oi pessoal, Sou morena, 1,68m, cabelos longos, cintura fina,coxas grossas, e seios maravilhosos dos quais eu tenho o maior orgulho, são fartos, grandes mesmo, firmes, durinhos,aureolas morenas e grandes, mamilos durinhos que sempre estão eriçados, pois tenho o maior tesão nos seios. Não uso soutien e eles ficam soltos por dentro das blusinhas que uso que são justinhas, decotadissimas e marcam bem as minhas lindas tetas. Adoro exibi-las e sempre saio com decotes bem ousados e sei que os homesn ficam doidos.Meus amigos, essa eu não poderia deixar de contar, pois me aconteceu recentemente e desta vez com os meus sobrinhos. Mas todos vocês sabem como eu sou, adoro me mostrar mesmo! Algumas pessoas devem me achar uma tia louca, mas fazer o que? Sou assim mesmo, adoro deixar todo mundo louco. Bem, no começo do mês de Junho, minha irmã me ligou dizendo que meus sobrinhos Guto e Beto, de 19 e 19 anos, gostariam de passar as férias de Julho na minha cidade, pois é uma cidade de muito agito na temporada. Eu fiquei meio contrariada, mas logo aceitei e comecei a gostar da idéia. Afinal eram dois rapazes que estavam na flor do tesão e sabe como é, rapaz nesta idade é um perigo. Como sou muito criativa, nos dias que antecederam a chegada dos meninos, eu já ficava imaginando mil artimanhas para provocar os pobres garotos. Comprei algumas roupinhas bem provocantes, mini blusinhas, shortinhos curtinhos, baby dools transparentes, blusinhas transparentes etc.. Como tenho seios bem fartos, as blusinhas mal cobriam e os peitos apareciam bastante. Os shortinhos ficavam bem justinhos e marcavam bem a xotinha. Era exatamente isso que eu queria, provocar os meninos e deixar que eles pensassem que a tia era uma gata muito gostosa . No dia que a minha irmã ligou, ela foi logo dizendo: os meninos vão para a sua casa, mas toma cuidado, não vá usar essas roupas escandalosas que você usa, procure fazer um sacrifício e se cobrir eu pensei; tá, eu vou me sacrificar sim! Agora que a coisa vai ficar pior. Na conversa ela me contou que o Guto é apaixonado por seios, que tem muitas fotos de mulheres nuas em seu quarto, mostrando bem os seios, que tem até uma boneca inflável com peitões que dorme com ele Disse que os dois são verdadeiros tarados, que não podem ver uma mulher de biquíni, etc. Eu adorei a conversa e rimos muito disso e ela pediu para eu tomar cuidado. No dia da chegada dos meninos, eu coloquei um shortinho e um top sem sutiam (estava muito calor). O top era de alcinhas bem decotado e ficava soltinho sobre os seios e cobria até um pouco a baixo, ficando a barriguinha de fora. O shortinho estava enrolado, bem abaixo da cintura. Eu estava descalça e totalmente à vontade. Eles chegaram eu abri a porta e quando eles me viram, olharam de cima em baixo e senti olhares gulosos no meu corpo todo, adorei os olhares. Eles me abraçaram e me apertaram. Confesso que não imaginava que meus sobrinhos fossem já homens tão formados, altos, fortes, perfeitos machos. Ficamos conversando na sala e eles me olhando muito para o meu decote e para o vão das minhas coxas. Fui mostrar o quarto deles e eles vieram atrás e quando virei de repente, notei que eles estavam alisando a frente da calça. Deixei eles no quarto e fui para a cozinha preparar alguma coisa para beber. Logo depois quando fui chamá-los, ouvi: cara! Que titia gostosa em! se não fosse nossa tia, eu agarrava ela agora mesmo! É gostosa demais! Que peitões, você viu? Querendo pular na minha mão! Que bundinha arrebitada viu? A xotinha parece que esta molhadinha! Que delicia cara!  eles riram muito. Eu puxei mais o xortinho que ficou enterrado na bundinha e dobrei mais a cintura e os pelinhos quase apareceram, derrubei uma alcinha e um peito quase que ficou aparecendo todinho. Eu chamei por eles e quando eles vieram para a cozinha ficaram vidrados me vendo daquele jeito. Tomamos o lanche e eles sempre me olhando muito. Os dias foram passando e eu sempre com roupinhas bem provocantes e sabia que eles sempre quando me viam, corriam para o banheiro, pois ficavam loucos. Eu ficava de shortinho e blusinha totalmente aberta na frente, jogada, sá cobrindo os peitos, aparecendo bem o vale entre eles. Eles ficavam doidos. A noite eu colocava um baby dool transparente que tinha uma florzinha encima dos bicos dos peitões e encima do grelinho, o resto aparecia tudo. Conforme o movimento que eu fazia, a florzinha saia do lugar e aparecia tudo. Eles me viam quase nua, pois a parte de trás era totalmente transparente e aparecia bem a bundinha arrebitada e eles ficavam de olho. Eu dizia: vocês não se importam se eu ficar desse jeito? Esta muito calor e eu não estou acostumada a ficar com muita roupa. Quando eu estou sozinha, ando nua mesmo, o tempo todo. Vocês não se importam da minha roupa né? Afinal são meus sobrinhos e estamos todos em casa. Eles diziam: claro que não tia, fica a vontade, pode ficar nua se quiser. Nás respeitamos a senhora, não se preocupe conosco! Fica a vontade, você esta na sua casa. Eu fingia que acreditava no respeito deles e continuava. Quando eu saia da sala, ouvia eles falando: nooossa cara! Vou acabar agarrando essa titia! É gostosa demais! Com essa roupinha transparente ta me deixando louco! Você viu que peitões, que delicia? Ai, não aguento mais!!!. O outro dizia: que delicia de mulher! Vou ficar louco desse jeito! Mas ela é nossa tia, não dá pra agarrar, ela nos expulsa daqui!. Uma noite eu deixava a porta encostada e percebi que tinha alguém no corredor, virei de bruços, arrebitei e descobri a bundona e fingi que estava dormindo. O Guto veio até perto e disse baixinho: pqp! Que delicia de tia! Que vontade comer essa bunda! Vou ficar louco desse jeito! Passou a mão de leve na minha bundinha. Eu dei uma gemida e ele saiu rápido do quarto. Minha vontade era que ele me agarrasse e chupasse toda. Uma noite eu estava tomando banho e percebi que alguém entrou no quarto e se escondeu atras da cortina. Eu, muito puta, sai do banheiro, fiquei andando nua pelo quarto, comecei a passar creme no corpo, nos peitos, na bundinha, nas coxas e quase podia ouvir a respiração ofegante atras da cortina, mas disfarcei bem. Mais tarde quando fui dormir, notei que alguém me espreitava atras da porta. Fingi que dormia e fiquei com as pernas abertas e peitões nus e o Beto vendo aquilo, não aguentou, chego perto, bem devagar e passou a língua nos biquinhos que já estavam durinhos. Passou a mão de leve, na bucetinha e sentiu que estava molhadinha e disse: que delicia de mulher! Mesmo dormindo, está molhadinha! e deu uma lambidinha no grelinho. Eu quase que me entreguei toda, mas resolvi provocar mais um pouco. Dei uma mexida e ele saiu rápido. Todas as noites, sempre vinha um ou outro ver como eu estava e eu fingindo dormir, deixava que eles me vissem nua. Num sábado, estava muito calor, resolvemos tomar um banho de piscina e eu coloquei um biquíni minúsculo. A parte de baixo sá cobria o grelinho, aparecendo os pelinhos e a parte de cima sá cobria os bicos durinhos, deixando a mostra todo o peito. Quando eles me viram ficaram mudos, extasiados e disseram: noossa tia, que mulherão em! esta um tesão de mulher! Deixa qualquer um doido! Eu disse brava: Que é isso, moleque, sou sua tia, exijo respeito! Eles não ligaram muito e continuamos brincando. Na água eles me agarravam por trás, eu escapava e saia. Num momento das brincadeiras, um deles me puxou com força e arrebentou a parte de cima do biquíni e fiquei com os peitões a mostra. Tentei cobrir com as mãos e o Guto mais que depressa, veio por trás, me abraçou e espalmou as mãos nos meus dois seios e ficou cobrindo dizendo: pronto tia, não se preocupe meu primo não vai ver nada!. Eu sentindo aquela mão gostosa cobrindo meus seios, deitei a cabeça no ombro dele e disse: que sobrinho bonzinho eu tenho ele começou a apertar e massagear meus peitos. Nisso o Beto chegou e rápido puxou a calcinha que arrebentou e eu fiquei com a xotinha a mostra. Ele mais que depressa, espalmou a mão cobrindo a xotinha e disse: pronto tia, agora o Guto não vai ver sua bucetinha e ficou mexendo com os dedos no grelinho. Eu, muito cadela, estava adorando a situação e deixei que os dois explorassem com as mãos meus peitos e bucetinha. Eu disse: vocês não se importam se eu continuar nua? Odeio roupa! Fico muito melhor nuazinha! eles disseram: claro que não tia! Linda do jeito que é tem que ficar sempre nua mesmo!. Continuamos a brincar na água, eu nua, com os peitões a mostra e eles sempre davam um jeito de apertar, esfregar. Eu notei que eles estavam com os cacetes estourando e adorei ver aquilo. Eu fui fazer um suco e quando sai da piscina nua eles ficaram assoviando, me chamando de gostosa. Enrolei uma toalha e quando voltei com os sucos eles estavam na beira da piscina e reclamaram: ahh..tia!, tira a toalha, você é tão linda, não pode esconder nada!. Eu relutei um pouco e eles começaram: tira, tira, tira, tira! Eu tirei a toalha e eles vibraram me vendo nua. que delicia tia, você é um tesão mesmo. Eu sentei na beira da piscina e ele ficaram de frente em pé na água e ficavam na altura dos meus peitões. O Guto dizia: que peitos lindos tia! Merecem uma foto! O Beto dizia: Nunca vi peitos tão gostosos, que lindos tia!. Eu muito safada dizia: vocês gostam de peitões grandes assim? Não são muito grandes? Olha que aureolas grandes e morenas, olha que bicos duros, mais parecem um pintinho de tão durinho! Eles falavam: são lindos, bicos durinhos, mal cabem na boca!. Falavam e estavam chegando mais perto, quase encostando a boca. O Guto falava já com os bicos entre os lábios. O Beto falava e passava a língua no bico durinho. Eu empinei o corpo pra frente e os meus lindos seios entraram na boca deles que abocanharam e começaram a mamar, chupar, lamber e eu me entregava na boca deles. Eles diziam: tia, perdoa a gente, mas não dá pra aguentar a senhora é gostosa demais, que peitos gostosos, deliciosos, hummm.. que delicia!eu dizia: eu perdôo tudo, aproveita, mama a vontade, chupa gostoso, mama na titia, mama gostoso! e eles mamavam como dois bezerros com fome. Eu esfregava os seios na cara dos dois e eles gemiam, chupavam, mordiam. Eu tendo os dois me mamando, gritava de tesão e já pedia que eles me comessem toda. Dobrei as pernas e fiquei com a bucetinha na cara dos dois e os dois ao mesmo tempo me chupavam, era uma briga para chupar o grelinho durinho. Eu abria bem as pernas e eles lutavam entre si para chuparem a bucetinha gostosa. Saíram da piscina, me pegaram nos braços e me colocaram em uma cadeira de preguiça e enquanto o Guto saboreava, mamava, chupava, lambia os peitos, o Beto enterrava a língua na bucetinha e chupava o grelinho. Eles tiraram os shorts e vi que os dois tinham dois mastros duros e não aguentei mais nada e avancei nos dois e chupei dois cacetes ao mesmo tempo, ora um, ora outro. Que delicia, dois cacetes deliciosos, babando já de tesão. Mamei, chupei, muito e eles gritavam de tesão. Apás eu me esfregar muito neles e eles me chuparem por muito tempo, eu pedi por favor, para me comerem. O Guto não pensou muito e me virou de costas e me prensou na parede e enterrou o cacete na bucetinha e começou a socar com força, enquanto o Beto segurava o cacete esperando sua vez. Eu gozei gritando junto com o Guto e o Beto puxou o Guto que tirou o cacete e o Beto entrou sentindo a bucetinha ainda melada da porra do Guto. Eu quase morri de tesão com aquilo, mal o Guto saiu, o Beto entrou com força e foi socando e gozamos gritando. Exaustos, saímos e fomos tomar banho, os três juntos e eles me chuparam toda novamente. Quando sai do banho eles não me deixaram colocar uma roupa e disseram: você não disse que qdo esta sozinha, anda nua pela casa? Então não precisa por roupa, queremos você nua o tempo todo. Eu adorei aquilo e fiquei andando nua pra lá e pra cá, balançando os peitões e rebolando muito para provoca-los. Quando eu estava na cozinha, um deles sempre vinha e ficava me encoxando, chupando meus seios, chupando a bucetinha. Eu dava bronca e eles saiam rindo, mas daqui a pouco o outro voltava e fazia a mesma coisa. A noite eles resolveram dormir comigo. Eu adorava dormir no meio dos dois. Eu dizia: você não tem uma boneca inflável peituda, então aproveita agora que tem uma de carne e osso!. Eu ficava deitada na cama vendo TV e eles ficavam, mamando, um em cada seio. Depois um descia e ficava chupando a bucetinha enquanto o outro devorava os peitos. O Guto era tão louco por seios fartos que ficava admirando o tempo todo. Eu ficava sentada na cama e ele ajoelhava de frente e ficava passando mão nos meus seios, ficava beijando, lambendo, chupando sá os bicos, tremia a língua nos bicos duros e eu apertava a boca dele no peito e ele mamava. O Beto ficava com ciúmes e também vinha e abocanhava o outro peito e ficava sugando, sugando. Eu já estava com o peito todo vermelho, os bicos pontudos de tanto ser mamado, chupado, lambido mas eles ficavam por muito tempo, dizendo que tinha que aproveitar bastante. Eu adorava mostrar os peitos para aqueles dois moleques, isso me dava um tesão louco. Eu esfregava bem os peitos na cara deles. Os dois colocavam a língua pra fora e eu ficava passando os bicos pra lá e pra cá e eles davam chupadinhas que me faziam gemer de tesão. Uma noite eu estava sentada na cama, de frente pra eles, fui derramando leite condensado no peito e eles foram mamando. Eu colocava o leite bem nos bicos e eles sugavam deliciosamente. Depois derramei o leite entre os peitos que foi descendo e eles olhando até chegar na bucetinha, aí eles brigaram para ser o primeiro a chupar a xotinha melada. Depois de muito me chuparem todinha, melada de leite, foi minha vez de passar nos cacetes e sacos dos dois e mamar, chupar a vontade. Depois de muita chupação, o Guto virou a minha bunda, deu um forte tapa e disse: agora quero comer o rabinho da titia, que bunda deliciosa, olha sá primo, que delicia e começou a passar o leite no pau e no cuzinho. Segurou na minha cintura, ajeitou o cacete na portinha e enterrou de uma vez. Eu gemi de dor e tesão e ele começou a socar gostoso. O Beto vendo aquilo, ficou louco, veio mamou mais um pouco nos meus peitos doloridos e fez a mesma coisa. Passou leite no cacete e enterrou na bucetinha. Eu gritava como uma cadela cheia de tesão e sendo duplamente penetrada. Eles socavam muito e com vontade e eu pedia mais e mais. Liberei todos os meus gritos e falava mil besteiras: vai seus putos, me arromba, estupra a titia, come gostoso a bucetinha e o cuzinho da tia, quero tudo, quero gozar nestes cacetes duros gritava e gritava e eles não tinham piedade e socavam com força até que gozamos os três, muito, muito e caímos na cama. Todos os dias era uma orgia total, eles me chupando o tempo todo, me comendo varias vezes, pois eu ficava o tempo todo nua pela casa. Os meninos tinham uma força louca, não saíram nem para passear. Sá queriam ficar com a titia. As noites, eles dormiam comigo e era uma tremenda orgia da titia com os sobrinhos safados. Muitas vezes eu dormia com uma cacete na bucetinha e outro no cuzinho. Quando chegou o dia que eles iriam embora, foi uma tremenda orgia, pois fizemos de tudo. Eles mamaram tanto nos meus peitos que fiquei com manchas rochas por vários dias, mas eles diziam que não podiam esquecer. A bucetinha ficou dolorida de tanto se chupada pelos dois. Eles prometeram voltar no práximo feriado prolongado, eu estou molhadinha sá de pensar em dar de mamar para os meus queridos sobrinhos. Tomara que venham logo. Espero não ter cansado vocês. Prometo que conto tudo. Beijos

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


a cunhada mais nova pede para o seu cunhado gozar em sua boca tem RNA tomar galazoofilia gay extraordinárias bizarroscontos eróticos a enfermeira velhaandava só de cueca no carro. conto gay teencontos eroticos do de mamar para o filho da namoradaContos minha doce sobrinha melconto submissa ao paus negros e grandeZoolofia cominha cadela ler istoriacontos enrrabadaesposa gemendo tentando escappar da geba no cuhomem rasga cu de garotinho contospeitinho solto embaixo da blusacontos erotico meu pai e meu tio armaram pra fuder eu e minha primaAmigos metem em espoza enquanto corno ve futebol contoscontos vizinha loira meninaminha namorada e putinha do meu pai contoscontoseroticos desde pequena adoro dar o cuzinhocontos olhando meu paucontos eróticos namorada outracontos eroticos de incesto de pai pasto e filhaconto erotico. sobrinha mulatinhaconto eróticos mendigo batendo punheta na rua da minha casacontos eroticos minha maefez um boquete em mimwww.ver contos eroticos de mulheres de 29 anos tranzando com os seus vizinhos de 18 anos.comTravest contoscontos eroticos troquei marido pela vizinhame comia e gozava em minha boca abusolesbica humilhada contos eróticossurra vaginal amordaçada contozoofikia contis eriticos homem aosixonado pela eguamae leva gozada na boca de fio travesti buceta carnuda comtos de sexoconto erotico teen sendo enrabadaCamila minha enteada sozinha comigo em casa dando a b******** para mimcontos eroticos de travestis sem camisinhacontos eroticos de putas casadas e cornos assumidoscontos eroticos mais quer gostosa eu comiencarei 30cm contosContos dois na minha mulherconto de botei a novinha pra chora com a pica grande no cubuceta inchada da cunhada...contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eriticos mulher casada em onibus lotadoconto de noiva putinha do papaicontos gay brincadeira de luta comi meu irmãozinhodei minha bucetao mestruada e ingravidei contosChiquinha gostosa melada de tesãocontos erótico me rasgaram mo acampamentocontos eróticos vendedor externoConto enteada na pescariaas molhadinhad mas. gostozas com vidios porno com voz altagritei muito enrabada contoscontos me fuderam atraves de chantagenscontos erotcos sonhos compapaicontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestisonhar q mulher está bulinando outra nulherAs 3 porquinhas do vizinho Contos eróticoscontos das bordas da conahetero batendo punheta conto gaycontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteputinha desde novinha sacaneadavou castigar seu cuzinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos castigo da filhaconto erotico madrinha e afilhadocoroas peladas com o corpo melado de margarinacontos de primeira vez com meu cunhadoconto de casada com descendente de japones que traiu com um bem dotadonovinha pauzeracontos eroticos espermamenininhas fudendo com vários cachorros contos eroticoscontos mulher casada da o cu pro cãocontos eróticos me obedece putinhacontos fragei meu amigo dotado e minha esposacontos abusadas em grupocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente