Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FINALMENTE COMI A BUCETA E O CU DA MINHA EX-ALUNA

Bom, gente! Assim como os contos anteriores este também é verídico e aconteceu em 2007. Já contei para vocês que por duas vezes eu quase comi minha namorada e ex-aluna Vânia. Pois agora eu vou lhes contar como eu conseguir enfiar a minha pica naquela linda e gostosa buceta.

No dia 10042007, encontrei com Vânia a tarde, pois eu tinha aula nesse dia. Ela estava preocupada porque sua avá estava muito doente. Assim que eu cheguei à faculdade ela me ligou chorando e dizendo que sua avá havia falecido naquela tarde e que sua já tinha ido ao velário e que se ainda encontrasse uma viagem também iria viajar naquele momento.

Eu peguei um mototaxi e fui até sua casa, onde estava ela e uma prima sua que também já havia sabido do acontecido e estava lá na casa com ela. Fiquei um pouco com ela, mas como eu tinha prova na faculdade logo voltei, sendo que ela ainda ficou esperando uma viagem para ir ao velário.

Quando sair da faculdade liguei e ela não tinha conseguido a viagem e até pediu para eu ir dormir lá com ela, mas como já era tarde e não encontrei nenhum mototaxi para me levar até a casa dela eu não fui.

Na manhã seguinte eu liguei e a prima dela atendeu dizendo que ela tinha viajado de manhã cedinho. à tarde ela me ligou dizendo que já tinham enterrado a avá dela e que ela já tinha voltado, mas que sua mãe havia ficado lá e disse que se eu pudesse para eu passar à noite em sua casa.

Sair do serviço debaixo de uma grande chuva e fui para casa. Podeira ter ido direto para a casa dela, mas sá por precaução, resolvi passar em casa para pegar a carteira com as com as camisinhas. Tomei um banho e sair. Passei na pizzaria pedir uma pizza e aluguei um filme. Ainda estava chuviscando, então tive que ir de mototaxi.

Quando cheguei, Vânia havia terminado de tomar banho e foi se trocar, logo percebi o que ia rolar naquela noite, pois ela vestiu a mesma saia que havia usado das outras vezes. Como sempre meu pau logo endureceu, acho que a prima dela percebeu, mas.....

Comemos a pizza e fomos assistir o filme. Pouco tempo depois sua prima foi dormir então ficamos a sás.

Vânia estava deitada com a cabeça no meu colo. De repente ela soltou uma pergunta.

- Tu esqueceu?

- O que? Eu respondir.

- A camisinha?

Naquele momento meu cacete já estava latejando. Então eu respondir.

- trouxe.

Nesse momento ela se levantou e foi até o seu quarto, não sei se sua prima já estava dormindo, mas quando Vânia voltou já foi sentando no meu colo e me beijando loucamente e falou que já estava cansada de sá chupar e ser chupada e que naquela noite ela queria sentir a minha bengala dentro dela.

Ficamos ali nos beijando por algum tempo. Então eu a carreguei e a levei para o quarto da sua mãe. Tirei minha roupa e ela começou a bater uma punheta no meu pau. Não tínhamos muita pressa, pois estava chovendo e eu já estava decidido a dormir em sua casa. Sentei na cama e Vânia se ajoelhou perto de mim, segurando firme em meu duro cacete. Com sua mão direita ela esfolava meu pau, olhando para mim e fazendo o movimento inverso, desceu de novo e subiu mais uma vez; e assim iniciou uma deliciosa punheta.

Vânia manuseava meu pau com muita sensualidade; e com sua mão esquerda ela começou a acariciar seu corpo. Aproveitei e comecei a brincar com os mamilos dela; massageava e com a ponta dos dedos mexiam nos duros mamilos rosadinhos.

Vânia aumentou as batidas, olhou pra mim e fez cara de safada. Não estava mais para aguentar, mas também não queria gozar. Então segurei firme no pulso dela.

Logo ela perguntou o que foi e eu disse a ela que ainda não queria gozar... Na verdade eu não queria gozar na mão dela. Então ela perguntou pela camisinha. Tirei da carteira e ela mesma colocou em meu pau. Meu coração estava quase sacando, pois finalmente eu iria gozar dentro daquela bucetinha.

Logo Vânia deitou-se na cama de sua mãe de bruços e disse para eu penetrar por trás. Aproximei-me e subi na cama, fiquei de joelhos em cima dela. Tremendo coloquei minhas mãos em sua bunda e as afastei; seu lindo cuzinho ficou a mostra, as bordas escuras me davam ainda mais tesão. Ela empinou mais a bundinha onde pude ver a sua xoxota já toda molhadinha. Sem perder tempo coloquei minha pica bem no meio daquele xiri, que por conta de estar bem molhado não tive muitas dificuldades para penetrar.

Com leves e suaves movimentos fui esfregando meu pau no xiri de Vânia. Sua grande bunda macia em contato com minha pele me davam um prazer sem igual.

Aos poucos comecei a gemer em cima dela e dar estocadas mais fortes, a cama balançava cada vez mais, nem lembramos que sua prima estava ali do lado. Vânia começou a gemer de tesão. Eu beijava seu pescoço ela gemia cada vez mais alto. Apesar da chuva nossos corpos estavam muito suados meu pau roçava cada vez mais forte no xirizinho (modo de falar, porque na verdade era um xirizão) dela.

Eu não conseguia mais suportar. Então tirei meu pau de dentro da sua buceta ela pediu para eu não parar. Logo pedir para comer seu cuzinho, no começo ela até quis recusar mas logo ela concordou então posicionei meu cacete na entrada de seu cuzinho, Vânia não falou nada, então empurrei devagar. A Cabeça entrou e ela pediu para parar,pois estava doendo.

Não dei ouvidos a ela e fui empurrando devagar e ela foi se acostumando com aquilo. Foi quando movimentei meus quadris e penetrei aquele cuzinho. Ela saltou um forte e longo gemido pelo quarto. Aproveitei e comecei o vai e vem, devagar para que ela não sentisse muita dor.

Aquele cuzinho me surpreendera, era mais gostoso do que havia imaginado; ele apertava todo o meu pau, era macio e carnudo.Vânia gemia muito. (às vezes tenho a impressão que sua prima sabia, pois Vânia nem se preocupava com os gemidos, não sei até se ela não estava batendo uma ouvindo os nossos gemidos).

As estocadas começaram a se intensificar, Vânia mexia os quadris e seu cu apertava meu pau cada vez mais. Não conseguir controlar, com uma ultima e longa metida gozei.

Desabamos. Ficamos em silencio, nossos corpos colados sá me faziam sentir as gotas de suor que se espalhavam. Olhei para ela e ficamos nos beijando por uns dez minutos. Nos levantamos e fomos tomar banho e depois para a sala para assistir o filme. Logo em seguida a chuva passou e eu fui embora não fiquei para dormir com Vânia naquela noite, pois sua mãe poderia chegar cedo e me achar dormindo em sua casa. No dia seguinte Vânia me falou que sua prima já sabia do que ia acontecer e que ouviu tudo. Depois dessa vez eu ainda comi Vânia mais duas vezes, antes de terminarmos o namoro, mais isso é outra histária.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos escussao com meu marido banco diferenterelatos de casadas que treparam vom suas cunhadssvidio.da meninas do corpiho gostozujapa enfia o dedo no seu cu virgemnovinha falou que ia pozContos mamae é a puta da familia e dos vizinhosconto erotico virei menina por ter cabelo compridoContos Eroticos ROBERTAconto só uso fio dental sou gaúchacontos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesblesbica dopando a amigaabusando no metrocontos fingi que dormia e comi minha filhatransei com amigo da minha filhaconto erotico sentei no colo com o carro lotadocontos de rasguei o cuzinho da minha avócalcinhas usadas da minha tia contosArromba essa puta soca essa rola na minha buceta me fode contoscontos veridico de priminhacontos erotico de filho travesti bundudoContos currada 28cmcache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"contos minha cunhada de shortinhos bem curtinhocristine putinha desde novinha contos eroticosQuero transa com minha prima que estar gravidaconto tia gostosa de microcalcinhacontos eroticos de incesto selvagemcontos eroticos de homem contratado para engravidaranão transando com jamaisvideos porno minha mulher me satisfazendo na cama presente de aniversáriomete até o talo tio contocontos eróticos abusada virgemcontos eroticos meu cunhado lambuzou a minha cara de porracontos eroticos mamei no pintinho do nmeu filhinho pequinininhocontos eroticos, venerava meus mamiloscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos minha mae a putona do bairrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteccontos filha se fode pra aguenta a geba do pai no cu com fotosfodacommeucunhadocontos erosticos meu fihos mi comeraosgarotinhas da bunda grandecontos eroticos encoxada e gozadacontos erotico comi minha namorada sei camizinhaLóira safada narra conto metendo na coberturafui afeminado por uma dommeconto chantagem com a patroaArregassando a bucetinha de uma virgem enquanto ela chupa o.pau do outrocontoeroticos/maefilhaContos eroticos gay iniciado pela maeChantageei amiga lesbica da minha mae bdsm contocontos eróticos de negrinhas que gosta de fuder com homem brancos mais velhoscontos de coroa com novinhominha mulher foi faser uma tatoo e chupou contoscontos r eroticos de pro cachorrocontos eroticos arrombando a gordaContoseroticosabusada€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€muleres sendo chupadad e godando pelos homes com gritosContos eróticos comendo um garotinho de 08aninhoscontos eroticos arrombando a gordaela me contou que estava com a buceta toda assada de tanto fuder com eleconto de sexo casada com estaladorconto tranzar com patraoconto erotico gay motoqueiro marrentiContos.eroticos.crentizinha.abusada.no.cuzinhoContos eróticos mãe nãoconto gozada encoxadacontos de sonhos eroticos de casaisCont erot de madrastacontos heroticos meu amigo hetero dormi e eu aproveito quando ele ver mim bate e depois mim comeucontos eroticos arrombando a gordaesposas traindo dando o cu,contos de 1988conto minha cunhada me deu cu e sua tambemcontos eroticos esposa exibicionista ficou curiosana viajem de trabalho a mulher transa com o chefe e gostou contocontos de rasgando o cu da baba