Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ADORO VELHOS

Meu nome é Débora (fictício) e este é a minha iniciação que aconteceu comigo quando eu tinha apenas 19 anos. todos os dias na hora do recreio eu, e mais 3 meninas íamos tomar água na casa de um velho que morava práximo a escola. Sempre que chegávamos lá, o velho ficava acariciando a gente, pegava nas nossas mãos, fazia cosquinha dentro, pegava nos nossos cabelos e ficava falando coisinhas bobas. Certo dia uma colega foi sozinha e voltou dizendo que nunca mais iria lá, pois o velho aproveitou que ela estava encostada na mesa da cozinha e veio por trás dela encostando o pau duro na sua bunda. Ela saiu de lá correndo. Me veio a lembrança de quando eu tinha sete anos e um homem que vivia bêbado num certo dia foi mijar atrás de um muro e eu fui olhar. Ele começou a balançar pra mim e eu cheguei bem pertinho pra ver melhor. Ele então mandou eu pegar, o que eu fiz sem pensar duas vezes. Era uma coisa enorme e monstruosa. Ele mexeu com ela até sair uma coisa que espirrou em mim. Pensando nisso eu fui tramando um jeito de ficar sozinha com aquele velho. Certo dia apás o recreio não teve o segundo período da aula. Foi então que eu tive a idéia de passar na casa dele. Quando eu cheguei na casa dele a porta da frente estava fechada e então eu dei a volta pela cozinha onde a porta estava aberta. Entrei e o vi sentado. Pedi água e ele logo abriu a geladeira e pegou uma garrafa com água e deixou sobre a mesa. Eu sem pressa nenhuma coloquei água no copo, e fiquei em pé encostada na mesa de costa pra ele tomando minha água. De repente eu senti sua mão encostando em meus ombros. Começou a me acariciar minhas costas até que sua mão chegou na minha bunda. Começou a sussurrar no meu ouvido “quero comer o seu cuzinho, você deixa?” não deixei mas peguei aquela rola enorme que estava quase estourando de tão dura. Brinquei com ela até que ela cuspiu aquele leite morno no meu uniforme. Disse que voltaria em outro dia pra brincar com ele de novo. Noutro dia eu perguntei aquela menina que tinha fugido dele se ela não tinha coragem de dar a bunda, e ela disse que não porque o cu servia apenas para cagar. Disse-lhe então que se os viados gostavam era porque deveria ser bom. Num sábado a tarde pedi a minha mãe para ir na casa de uma colega que ficava distante de casa e ela deixou. Sá que eu fui a casa do velho. A frente da casa estava fechada como sempre e o velho estava lá nos fundos da casa. Entrei e fui logo encostando na mesa de costa para ele. Começou a mexer no meu corpo, e eu pedi que ele ficasse um pouco afastado de mim, pois eu queria mostrar-lhe algo. Ficou uns 2 metros de distancia. Então levantei a saia e baixei a calcinha. Em seguida abri as duas bandas da bunda e perguntei “você não queria comer o meu cu? então vem logo” ele imediatamente foi até o banheiro e trouxe um frasco de xampu. Em seguida começou a passar no meu cu e também na sua rola. A rola dele era muito grande pra mim que era ainda uma menina, mas, mesmo assim, ele empurrou a cabeça com forca até que ela começou a entrar. Comecei a trincar os dentes para aguentar a dor que era um pouco insuportável, até que não aguentei mais e soltei um urro. Pronto! A cabeça tinha entrado. Parecia que não tinha mais espaço pra nada, pois a cabeça enchia completamente o buraco do meu cu. começou a empurrar o resto, e eu não aguentando mais pedi que parasse. Ele fingia que não ouvia e empurrava aos pouco enquanto eu chorava com o cu ardendo. Quando entrou tudo, ele começou a fazer o vai-e-vem devagar e aos pouco ele ia aumentando o ritmo. Eu já nem chorava mais, apenas gemia com aquela monstruosidade dentro de mim. de repente veio o gozo. Aquele velho asqueroso urrou em cima de mim, e quando terminou tirou o pau sujo de sangue de dentro do meu cu. apesar de ser doloroso, eu gostei muito, tanto que repeti varias vezes com ele, e com outros também. Lembro de quando eu fazia datilografia e matava as aulas para sair com alguém sá para sofrer com um homem em cima de mim. como as aulas eram aos sábados, eu ia para as construções onde sempre tinha um vigia disposto a comer o cu de uma menina. Mas, esta e outras eu contarei em outra ocasião.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos de incesto dando banho em meu pequeno filhocontos de incesto cumadre dificiltraí meu marido contosminhamulhere meucachorrocontos eroticos feminino cunhadomachos colosso por caralhosmeu cuzinho desvirginadoconto menina safadinha anossogro sogra genro e esposa fazendo suruba contos eroticoscontos reas de sexo marta minha tiaCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ESminha pequena filha mas ordináriarabudas contoscontos erotico ensinando o meninoconto de incesto ||Casada dificuldades financeiras e velhos dotados contos eroticostraindo na cadeia conto eróticoputinha desde novinha sacaneadagozei no pau do meu padrasto em contoera virgem e minha liberou pro marido da minha tia contoconto engravideiCasada narra conto dando o cumeu primo bate punheta todo dia e fico toda molhadaMães chupando filho contoseroticoscontos eróticos mulher vai ate afazenda trepar com capatazconro erotico gay meu tio alopradoContos eroticos saia rodada e de calcinha fio dentalZoofilia com mais drenacontos eroticos mulher carinhosaconto gay dando ao catadorconto pedreiro arronbou minha namoradadando o cu contosconto dopei minha sogra pra meterfotosesposas de cornos bucetas cheias de porrawww.sexolesbicascontoMinha mãe colocou silicone e ficou gostosa contoContos eróticos:meu querido professorDuas lesbicas se chupando delicioaamenteguais sao as deusas da punhetacontos gays meu macho tirou leite do minha teta e me fez usar calcinhacontos iniciado no banheiro do trabalhoconto erótico gay com estuprobucetao crupadoContos fudendo gostoso minhacontos eróticos miha mulhere fica masturbando vendo travestiConto de neto dopa avo e come a buceta delacontos eroticos cdzinha quando era menino me vesti de menina e marquei pra dar eu queria ser meninadesmaiou quando o caralho enorme do negro entrou no cugozando vendo a tia lavando roupacaipirinha conto eroticocalcinha usada contos eroticoscontos eróticos gay com monstroscontos de velhas dos seios bicudomeu padrasto meu donocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotíco fui sedusida nova e gosteiContos eroticos de mulheres sendo abolinadas no onibus lotadoscontos eroticos metende devagar na buceta chupando os seios mordendo os bicis cavalgando gememdoFilmei minha chupando estranhos na porta do carrocontos eróticos de vários cavaloscontos eroticos adoro sentir o gosto do amante delaconto erotico minha namorada dançando com outro na baladacontos sexo gostoso numa estrada deserta e na motocontos enrabada pelo cachorronao resisti a buceta da minha maecontos eroticos brincadeira nudista em familiagoogleweblight língua no c* da gordacontos eróticos com minha cunhadinha ainda bbcontos de cú de coroacontos de sexo meu pai viuvo anoite primeiro meu encouxandotravesti leiteira contos eróticoscontos de maes flagando fihos punheteirosenrabada sem perceber contosTrepando gostoso na xana conto eroticoeu minha sobrinha na praia contoprima safadinha querendo me dar escondido da minha tiacomendo o cuzinho da coroa acabada de acordarduas irmas gozando juntas conto eroticoeu minha sobrinha na praia conto