Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A GAROTINHA DO PAPAI

A garotinha do papai



Ola eu tenho lido varias historias aqui, e resolvi contribuir um pouco, minha historia é ficção produzida por uma mente meio doida (mas bem que eu queria que fosse verdade rs)



Eu sempre tive uma vida muito boa, fui criada somente pelo meu papai, minha Mãe nos abandonou quando eu tinha apenas três anos, então realmente eu nunca mais a vi e ela realmente nunca fez nenhuma falta pra mim meu papai sempre foi perfeito cuidadoso, carinhoso, sempre me tratando como uma princesa, e cuidando das minhas necessidades. Minha historia realmente teve uma mudança muito bem vinda quando eu completei 19 aninhos. Meu pai sempre presente havia a muito tempo desistido de encontrar uma companheira, quando pequena eu sentia muito ciúmes e medo que suas namoradas iriam tira-lo de mim então ele simplesmente desistiu e eu fiquei muito feliz com um papai sá pra mim. Pouco depois de completar 19 anos eu voltei a sentir uma necessidade constante de ficar práximo ao meu pai ele sempre foi meu herái com seus cabelos grisalhos e braços fortes, mas um dia eu fui ate seu quarto para perguntas se poderíamos sair para jantar fora hoje eu estava entediada dentro de casa, e foi quando eu vi o que mudaria todo meu mundo, meu papai saindo do seu banheiro todo molhado apenas com uma toalha enrolada em sua cintura, ele estava tão bonito e na hora eu senti uma dor que nunca havia sentido antes na minha “florzinha” ela começou a molhar e foi tão estranho que eu perdi todo o rumo da minha mente e sai correndo chorando abraçando meu papai e dizendo que eu estava com uma dor estranha!

-Aonde dái filha?

-Ai papai faz parar? Por favor? eu não sei o que esta acontecendo comigo

-Aqui filha, deita aqui na cama do papai e me diz aonde dái?

Então eu corri pra a cama do papai e deitei levantando meu vestidinho, papai sempre gostou de mim usando vestidos de babados mesmo eu não tendo mais idade pra isso, mas eu sempre usei por que não há nada que eu não faria pra meu papai, com o tempo eles foram ficando cada vez mais curtos mas meu papai sempre disse que eram muitos bonitos em mim.

- Aqui papai, disse eu apontando pra meu minha “florzinha”

-Aqui? meu papai pois a mão em mim – o que fez doer meu amor?

-minha florzinha começou a doer quando eu vi você papai saindo de toalha

- sua bocetinha esta doendo? disse papai corrigindo meu nome para minhas partes intimas, e quando ele disse isso eu senti um choque meio gostoso enquanto sua palma da mão apertava cada vez mais minha bocetinha.

- sim papai minha bocetinha esta doendo tanto, faz alguma coisa papai? Me da um remedinho? Ou beijinho pra sarar?

-o papai sabe o que sua filhinha precisa! O papai sempre cuidou muito bem da sua menina não foi?

Eu apenas assenti com minha cabeça enquanto ele afastava minha calcinha de lado e fazendo movimentos em círculos no meu clitáris (nos tivemos aulas de educação sexual) e tudo ficou tão bom meu papai literalmente tirou minha dor com as mãos, mas quando ele abaixou dizendo que daria um beijinho e tudo ficaria melhor eu quase derreti em uma gosma sentindo sua língua rodar em na minha bocetinha, foi tão bom eu nunca senti nada parecido e sá sabia que queria mais.

-mais papai por favor eu preciso de mais, e quando ele acelerou eu senti meu corpo tremer quando uma sensação maravilhosa tomou conta de mim, e minha bocetinha ficou ainda mais molhada do que antes.

-minha menina sempre foi muito gananciosa, sempre querendo mais da atenção do papai acho que agora é uma boa hora pra você começar a retribuir todos esses anos que eu cuidei de você. Ele disse isso enquanto soltava sua toalha e me deixando ver seu pênis tão bonito e gordo meio rosa eu quase não consegui me conter era quase como se fosse feito para minha boca então eu comecei a lamber meus lábios e pedir, não sei nem o que ao certo.

-por favor papai, por favor???

-por favor o que menina? Você me parece uma putinha gananciosa, o que você quer? fala pro papai.

-seu pênis papai, da ele pra mim???

- você quer meu pau, filhinha? Disse me corrigindo novamente

-sim papai por favor eu quero tanto

- nos não podemos deixar você querendo não é.

Então ele fez uma coisa maravilhosa colocando a ponta do seu pau na minha boca e foi tão gostoso tinha um sabor agridoce eu comecei lamber como um gatinho tomando seu leite, e meu papai pegou nos meus cabelos puxando me levantando ate que eu fiquei sentada e começou a empurrar na minha boca com força foi tão estranho e diferente mas muito bom.

-chupa o pau do papai, chupa com força o pau do papai que eu vo dar um monte de creme gostoso pra você. E eu quero ver você engolir tudinho, não pode desperdiçar nenhuma gota do creme do papai.

Então eu fiz, chupei com tanta força como eu pude e ele começou a gemer e gruir e isso foi me deixando tão molhada de novo, eu queria mais atenção do meu papai na minha boceta mas eu não queria parecer mau agradecida então eu usei minha mãos em seu pau e suas bolas e ele gemia mais empurrando na mina boca, ate que ele empurrou bem La no fundo da minha garganta e soltou seu creme em mim e eu me esforcei pra engolir tudo mas eu não podia então um pouco vazou da minha boca, e eu comecei a chorar pela bagunça que eu fiz.

-o que foi menina doce porque você esta chorando agora? Disse ele em uma voz ofegante

-olha papai, olha a bagunça que eu fiz babando no lençol

-isso é realmente uma bagunça muito feia acho que você vai ter que apanhar por isso

-sinto muito papai eu não queria, eu não vou chorar quando o sr° me bater

- vem deita aqui no colo do papai, vão ser sá algumas palmadinhas.

Eu cheguei perto dele, ele levantou meus braços e tirou meu vestidinho beliscando meus mamilos deixando eles bem durinhos e dando tapinhas nos meus seios foi uma mais uma nova sensação que eu adorei então ele me empurrou pra baixo em seu colo com meus seios encostando na cama doendo ainda mais gostosos depois de seus beliscões e passou a mão na minha bunda fazendo um carinho gostoso e do nada ele me deu um tapa forte na bunda e doeu mas como eu sou uma menina forte eu não chorei, eu aguentaria qualquer coisa que meu papai iria me dar. Quando chegou na quinta palmada estava doendo muito então eu chorei baixinho e ele mudou de lugar dando uma palmada na minha bocetinha e foi tão gotoso meio que uma mistura de dor e prazer, e eu gemi meio suspirei isso foi me deixando molhada de novo e acho que papai percebeu porque ele colocou um dedo dentro da minha bocetinha e mexendo nos meus sucos pra fora e rodando meu clitáris eu não aguentei eu mexi minha bunda pedindo mais

- o papai sabe o que minha filhinha linda precisa

-sabe papai?

-sim você precisa é de uma boa foda! Ser muito bem fodida aqui na sua bocetinha, e o papai vai dar tudinho que minha menina linda precisa.

E com isso ele me ajudou a levantar e saiu de baixo de mim me deixando de quatro que nem um cachorrinho, ele se ajeitou atrás de mim e brincou com seu pau na entrada da minha boceta ficando cada vez mais molhada eu queria muito alguma coisa La dentro então eu comecei a empurrar em cima dele, mas ele me deu um outro tapa aonde minha bunda já estava toda vermelha.

-voce tem que ficar bem quietinha se não o papai não vai foder você! Você não quer ver o pau do papai entrar na sua bocetinha molhada? Eu aposto que você vai ser tão apertadinha, isso vai fazer o papai muito feliz! Você não quer fazer o papai feliz menina?

-sim papai eu quero tanto fazer você feliz, me fode por favor papai

Papai não perdeu tempo entrando em mim com toda a força, e qoeu eu pensei que seria muito gostoso e cheio de prazer foi invadido com uma dor imensa, e eu comecei a chorar.

-para papai por favor para dái muito papai por favor você é muito grande pra minha bocetinha, isso esta doendo tanto.

-vai passar menina você tem que se acalmar e confiar no papai, somais um pouquinho e tudo vai ficar muito gostosinho.

Mas papai enfiava em mim com tanta força que doía mais, e eu não conseguia ver como isso is ficar melhor mais eu amo meu papai e sempre confio nele então eu comecei a relaxar, ele estendeu a mão e começou brincando com meu clitáris, e eu realmente comecei a me sentir melhor e foi ficando muito bom eu queria mais muito mais e papai continuou a empurrar em mim com mais força.

-voce é tão apertadinha, eu sabia que valeria apena esperar pra foder você todinha tão quente e gostosa você vai ser sempre a putinha do papai, eu vou foder você todos os dias e fazer você gozar no meu pau, você quer isso menina? Hum?? Você quer gozar no meu pau??

Eu não consegui responder por nesta altura eu estava me sentindo muito bem eu sá queria mais do pau do papai na minha bocetinha, eu sá gemia meu acordo, mas papai não tinha nada com isso

-responde putinha ou não vou foder você de novo, você tem ser boazinha pra merecer o pau do papai, ele disse agarrando meus cabelos e eu me senti tão bem que tremi todinha no pau do papai e minha bocetinha soltou mais dos meus sucos.

-sim papai por favor isso é tão bom urg, eu quero tanto que você me foda todos os dias

-sim você é uma boa putinha gozando no pau do papai fala pra mim como uma boa putinha você é fala pro papai

-Eu sou sua putinha papai so sua putinha!

E com isso ele tirou seu pau da minha bocetinha me virando com força e batendo nos meus peitos com pau gozando em tudo em cima de mim.

-sim você é a putinha do papai. Espera sá até eu foder seu cuzinho amanha

E assim eu seria sempre a putinha do papai





Espero que vocês gostem eu posso não ter um papai tão foda, mas eu queria muito!! alguém se prontifica??? bjs

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


viajando de calça leg contos eroticoscontos eróticos mulecadacontos er arrombandocontos eroticos surpreendeu a esposaconto amigo heterominha piroquinha dura no cu do molequeler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada por dotadoscontos eroticos sadomasoquismo com putascontos eróticos mostrei meu saco p minha maeeu sou de bauru sou casada e gosto de encoxadas nos onibus Conto erotico madrinha e sinaler conto erótico f****** a minha tia numa festa fantasiamulheres com biquinis bem atolado na bumda fotoscontos eroticos empregadacontos de coroa com novinhoContoseroticosabusadaConto erotico gay de calcinha para coroascomo perdi o meu analAprendeu a dar cu no orfanato. Contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico rapaz ficou com irmã novinha qcocontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoconto guei dopei meu irmáo chupei a rola delecontos minha enteada minha amanteПРОДАМ-БАЗУ-САЙТА-okinawa-ufa.rucontos eroticos de travesti comendo seu namoradocontos ninha cachorra chupou minha bucetaContos eroticos- meu pai me xingando no sexocontos eroticos de incesto: viajando com a mamaeContos eróticos aventura s de um pastorcomi a familia toda contos eróticosconto de mulher transando com meninos novinhosminha sogra e ninfomaniaca contocontos eroticos fodi minhas enteada gemeascontos eróticos Vanessacontos duas putinhas chorando na varavarios contos eroticos juntos para ler de cunhadas novinhas na orgiaboquete gozada boca amiga contoscontos eroticos casada em casa sozinha com enteado fazendo massagemContos eroticos saia rodada e de calcinha fio dentalmulher goza nela todinha enchendo o cachorro para limparprovoquei e fui estuprada contoconto desde pequena participo de orgias com minha familiaContos minha irmã e minha putaContos eroticosnao resisti ao tamanho da pica delesuco de uma magrela trepando em pornô famíliaContos eroticos com velhoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos erotico dois policial dotadu fudel minha esposacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosler historia de sexo entre cunhada e subrinhas com tiocontos er peitinhos em formaçaocontos eróticos sobre sobrinhabucetudacontos dando pra um sessentãoComtos eroticos fudendo com meu marido e nosso amigomoranade bct Grande batendo um pra amiga conto eroticos entre primoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico castrado na favelaContos-esporrei na comida da cegacontos eroticos patrcinhas enrabadas por muitos homensbuceta carnuda comtos de sexocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos erticos de ninfetasmeu marido pois pinto na boca da nossa filha contoscontos eroticos arrombando a gordacontos mulher baixinha e arrombadacontos eroticos comi a irmazinhaporno amador em festinhasparticularescontos travesti no acampamentocontos eróticos "peladinho" sobrinhovelha peituda cheia de celulites contovídeos de porno mulher gazando espirrando no caralho grande tremora minha cunhada casada e saia justa contos com fotosm insinuei e fui estrupada e gostei muito contos eroticos