Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DIÁRIO DE UMA CADELA – CADELA DE CRUZA

Diário de uma Cadela – Cadela de Cruza



Depois de fazer novas amizades ainda sentia que faltava algo em minha vida, ajudava minha mãe na Clinica Veterinária, mas realmente não era aquilo que eu desejava para a minha vida, claro que eu amava mamãe e nunca iria dizer isso a ela...

No começo daquele ano o movimento caiu e coincidentemente minha mãe resolveu fazer uma reunião do que poderiamos fazer para resolver esta questão: ela chamou a Sandra (dona do HotelCanil e a mim que pela primeira vez me senti incluida nos negácios) já que minha mãe tinha ficado sácia do Canil recentemente.

Sandra deu a ideía de novas mordomias aos animais no canil mas disse que em época de cio das fêmeas a hospedagem se tornava praticamente impossivel já que não eram todos os donos que queriam cria de seus animais...

Então minha mãe cogitou:

_ E se fosse resolvido o problema dos machos quanto a essa questão?

Sandra respondeu:

_ Com certeza teriamos até mais háspedes já que a maioria são machos.

Então eu disse:

_ Mas nenhuma fêmea cruza sem estar no cio e se cruzar vai ficar prenha!

Então as duas responderam pra mim como que combinado:

_ Quer o emprego?

Nossa naquela hora meu grau de excitação subiu na estratosfera...

Então começaram a combinar como se eu já tivesse concordado (claro que minha resposta devia estar no meu rosto...rs).

_ Bem querida...(Sandra disse) você fará esse trabalho e será bem gratificada claro, mas como sabe temos clientes diferenciados que irão querer participar da cruza e então o preço subirá, fora as caixinha que com certeza ganhará por ser uma átima cadelinha!!!

Então mamãe complementou:

_ Teremos que arrumar uma ala especial, roupas para Lila, tudo do melhor para a nossa cadelinha dar bastante.

Nossa depois daquela converça sai rapidinho e fui engatar com Xereta já imaginando como iria gozar tanto no meu novo trabalho!

Mamãe e Sandra prepararam tudo em 3 semanas:

Uma sala com piso vermelho, pufs sofá e cama da cor ouro (as cores que eu adoro), espelho grande (onde o cliente mais timido poderia ver o tratamento do seu cão do outro lado da parede sentado em um sofá confortável), um banheiro com uma hidro massagem, ducha intima, um quarto de troca com um guarda roupas (lingeries e sapatos altissimos maravilhosos), uma penteideira que qualquer atriz adoraria no seu camarim, uma cozinha com frigobar e micro ondas para a cadelinha ganhar forças...

Nossa como me senti cuidada agora eu tinha que fazer por merecer, fui agradecer minhas benfeitoras e elas sá disseram para eu gozar meu trabalho.

Então resolvi me dar toda para minha nova função.

Em casa mamãe contou sobre meu novo emprego a papai e este ficou logo alvoroçado dizendo que já ia arranjaria novos clientes para o Hotel.

No primeiro dia mamãe me chamou no seu quarto antes de sairmos de casa e disse que tinha um presente de boa sorte pra mim, ela me deu uma caixinha de

tamanho médio e lá dentro tinha 3 piercings de ossinhos em ouro e no centro de cada um deles meu nome escrito (Lila) onde o pingo do i era um Rubi. Fiquei emocionada pois desde que papai me deu os meus 19 anos eu nunca os tinha tirado (os dos meus seios e da minha buceta).

Mamãe disse emocionada que toda cadela tem que ter identificação e eu não seria diferente, logo pedi para que ela os colocasse em mim e fomos então para ao Hotel.

Lá Sandra já me aguardava com ansiedade e disse que os clientes já haviam ligado perguntando sobre as cruzas e rindo ainda complementou estão mais ansiosos que seus cachorros....

Perguntei quantos seriam e ela me afirmou:

_ Você manda cadelinha !

Fiquei feliz em saber que teria total liberdade em meu serviço, gozaria e ainda ganharia por isso, quem não gostaria de um serviço deste?

Fui a “Ala de Cruza” como foi nominado meu local de trabalho fui verificar as roupas compradas pra mim...

Todas elas elas feitas especialmente para cruzar...abertas entre as pernas e nos peitos, com isso eu não teria que me preocupar em tirar roupas sá se o cliente solicitasse.

Vi na penteadeira uma coleira com um bilhete de Sandra escrito (Uniforme de Trabalho). Era uma coleira de couro com o meu nome em Strass e argola onde eu poderia ser presa com ela.

Coloquei meu “uniforme” e escolhi um conjunto de couro e pelucia que imitava pelo de Dalmata, o shortinho mostrava minhas partes de cadela prestes a ser usada, um top que deixava meus mamilos a mostra glorificando meu mais novo presente (meus piercings de identificação) e um par de botas altissimos que deixava minha bunda pronta pra ser comida mesmo de pé! Coloquei um Neglige que fazia parte do conjunto e aguardei na sala para meu primeiro cliente...

Sandra veio com um Cão Dalmata por coincidencia e seu dono, ele me olhou meio sem graça mas logo que fiquei de pé para a apresentação senti sua excitação.

Então Sandra nos apresentou disse:

_ Esta é a nossa Lila, ela vai cuidar bem do seu Pingo, veja se ela esta a altura dele, nisso pediu que eu tirasse o Neglige.

Tirei e vi logo o cacete do Ruan (dono do Pingo) crescer a olhos vistos, nisso ele titubeou...

_ Sandra vou mudar o contrato da cruza quero participar também, sei que tem um acrescimo mas não vou deixar o Pingo com uma cadela dessa sozinha com ele!

Sandra riu e saiu desejando uma boa cruza.

Logo que ficamos a sás ele começou a me beijar, brincar com a minha buceta dizendo que Pingo era virgem, eu disse a ele que logo não seria mais....

Ruan tirou a roupa e começou a me chupar, Pingo começou a rodear e a querer saber o que estava acontecendo, afastei Ruan da minha buceta e chamei Pingo para brincar também, ele veio meio receoso mas depois de uns afagos começou a me lamber...comecei a ficar mais molhada e isso fazia que ele me lambesse mais e mais.

Fiz com que ele parasse e fui chupá-lo afinal direitos iguais, fiz com que ele se deitasse e comecei a sugar aquele cacete canino que antes so aparecia a ponta pra fora mas depois começou a se avolumar e pulsar na minha boca pois nessa hora eu já estava colocando-o em minha boca. Ruan não aguentava e alizava o proprio cacete quando não aguentando mais enfiou com tudo na minha buceta...ai que comecei a chupar o Pingo com gosto e ser bombada pelo dono dele. Mas logo mandei Ruan tirar que a cruza era do Pingo, ele com pesar saiu e eu fiquei de quatro, logo Pingo começou a me lamber de novo e eu gozei de tanta vontade de dar que estava...nisso ele começou a querer a subir nas minhas costas e como um bom dono Ruan ajudou o seu fiel cão a comer a sua primeira cadela.

Ele me estocava como se sua vida dependesse disso e eu gozava a cada forçada mais violenta, quando seu cacete começou a se avolumar dentro de mim eu gemia como uma cadela no cio e o Ruan logo enfiaram seu cacete na minha boca e me mandou mamar. A bola de carne de Pingo logo se formou e ele forçava mais a entrada dela dentro da minha buceta quando numa única estocada entrou tudo e eu urrei de prazer e dor ao mesmo tempo.

Sentia a porra canina me lavando por dentro e nessa lavagem a minha se juntava a dele, ficamos engatados e Pingo virou de bunda pra mim.

Nessa Ruan me enrrabou e eu como uma cadela boazinha gozava de uma boa cruza com o cão e seu dono... Quando acabaram de gozar fiquei lavada de porra, mas Pingo me limpou direitinho da dele e da porra do seu dono me fazendo gozar novamente naquele momento. Fui muito gratificada por tirar a virgindade de Pingo e aliviado o receio do seu dono quanto meus tratos com seu fiel cão. Trabalhei suado, mas nada como um bom banho de fera no final de um trabalho exaustivo! Mas valeu a pena afinal Pingo deve ter contato a seus amigos sobre a sua nova cadela porque isso foi apenas o inicio....

Contarei na práxima agora estou cansadinha afinal trabalhei duro !



Lambidas gostosas...

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos a.xasada dot trabalhocontos gays com gémeoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentesogra loira novinha chupa maridos Eugêniocontos erotico vo netinhascasa dos contos o jegue de bigodesConto mandonaConto erotico tudo por meu filhoamiga da minha filha tezudinhacontos erótico pai ficou muito bravo ao saber que seu filho é gayminha filha camila contos eroticoscontos eroticos coroa abusadapegando hetero casado conto gayfingi que tava possuido e comi minha sograOfereci meu cuConto erotico de sexo incesto cheiro da buceta suada da irmaComtos casadas fodidas em matagalComtos casadas fodidas em matagalSexo contos visinhos virgindadeenrabar a minha mãe e a minha irmãchute no saco contos pornomulher faz strip antes de comecar zofiliaContos erotico fudendo dentro domulher só de fio-dental e buchudo querendo transando com homemvoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos metende devagar na buceta chupando os seios mordendo os bicis cavalgando gememdof****** irmã mora nos peitos das gostosasComtos mae e filha fodidas pelos amigos do paicontos eróticos mulataconto eu e minha meia irmãcontos cuzinho inchado gozouMesmo contra a vontade da minha familia eu sou mulher do meu primo viuvo conto eroticoconto erotico mamae viu eu comendo o papaifui pra casa da minha tia ela cuidou de mim conto eroticocontos com minha prima novinhaMeu tio que chupa no meu peniscontos por causa da chuva comi um cucontos eroticos no escurocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecomi minha cunhada, contoscontos eroticos,eu e minha maniia de mini saia home pelado com nome ketlyncontos de adolecentes escultando.adultos tranzacontos filha praia esposaconto gosto de usar roupas femininascontos fotos esperimentando rolacontos gay praiacontos de mulheres ninfomaniaca por sexomarido falou p esposa nahora da transa q dar o cu era bomloira cris casada fode com negao contos eroticoscomendo gordinho do rabao gordo contos eróticosconto real espiando no buraco casal sexo chacararelatos deliciosos de sexocomtos de incesto com subrinha na caxuera no carroContos eróticos traindo na praia de nudismoMulherbrasileira ensinando a filha, meter contosmulher que ja sento no maior peni todo atoladocontos com fotos familia praia nudismomeu primo rasgou meu cu gayempregada ê chantageada e tem que dar para seu patrao o cabacinhocontos traição no baileamigos sexo troca troca contosminha mulher já deu pra todo mundo contosler relato de suruba na casa da comadricontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos comiminha primameu viadinho querido gostoso novinho doze anos contos eroticossapata velha greluda e ninfetanoite de nupcias:conto pornocontos papai meu irmaozinho que vira mulher como o cusinho dele vaiconto gay dando o cu com anosvoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos mulher casada se ev