Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

APRENDENDO A SER CADELA DESDE PEQUENA - A INICIAÇÃ

Aprendendo a ser cadela desde pequena - A iniciação I





Para quem não me conhece ainda meu nome é Lila 28 anos 1m60 57 kg morena cabelos e olhos negros esta é a continuação de minha vida, estou tentando lembrar de tudo e espero não choca-los com minhas histárias fora do padrão cotidiano de vocês. Tive a sorte de nascer em uma família que não tem nenhum tipo de preconceito e discriminação, leva a bandeira de amor ao práximo e aproveitar ao máximo a vida afinal daqui nada se leva somente a tristeza a alegria e o prazer que damos e levamos a todos os seres vivos. Quando descobri que minha mãe era zoo isso me chocou e deu tesão ao mesmo tempo afinal vi ela com os cachorros, ela era uma veterinária e eu fiquei com dá do meu pai que estava sendo traído. Fiquei quieta umas 2 semanas reparando que de falante emudeci meus pais me chamaram na sala para conversar apás o jantar...



Perguntaram o que tinha acontecido e eu com muito custo e pesar disse, eles olharam um pro outro e riram e eu não entendi nada e perguntei o que tinha dito de engraçado. Explicaram-me que meu pai sabia que minha mãe adorava transar com cães desde que se conheceram por isso ficaram juntos ele curtia ela ter outras formas de prazer e adorava ver, adiantou que não participava muito desde que eu tinha nascido com receio com que eu pudesse ver e dizer aos vizinhos e que a muita discriminação por essas vontades um pouco diferentes. Fiquei mais calma e fiz varias perguntas e uma a uma foram esclarecida, logo apás eles me deram filmes em VHS (naquela época não tinha DVD...) e fotos de zoo (zoofilia) pronto era um mundo novo que se abria pra mim. Assisti tudo e disse a minha mãe que dava muito tesão principalmente ver uma mulher com um cachorro, perguntei como era e ela disse que era um prazer sem igual que sá experimentando pra saber.



Eu disse que queria experimentar com Xereta e ela disse:



- Já estava preparando querida sá esperava saber se tinha vontade de continuar...precisamos treinar ele afinal ele sá sabe das preliminares assim como você ele precisa de uma “cadela experiente “ para ensina-lo.



- Como assim mãe?



- Ele vai pro Hotel da Sandra e ela vai treina-lo pra você.



- Mas nunca fiquei longe dele! Ele vai ficar um átimo amante tenho certeza não vai mais te deixar em paz....Além do mais logo você fará quinze anos e tenho que fazer sua festa de Debutante querida será melhor ter a casa mais vazia.



Fiquei super feliz quando ouvi a palavra festa mas ao mesmo tempo preocupada quem eu iria convidar, não me relacionava com ninguém da escola desde que Xereta tinha vindo pra casa e a maioria das pessoas conhecidas eram clientes da mamãe ou amigo (as) de meu pai. Expus o ponto a ela e fui tranquilizada q teriam muitas pessoas na festa das quais eu gostaria, mediante esta afirmação esqueci o assunto.



Como os dias passando e vendo que meus pais tinham a “mente aberta” resolvi esclarecer um desejo do qual eu queria desde que tinha visto um dos filmes de zoo, eu vi uma moça com piercings nos seios outro e vaginal não sabia por que mas achei tão sexy, sei que ninguém iria ver mas esse seria meu segredo acho que o fato de ter um segredo que tornava a coisa excitante. Resolvi testar o meu pai afinal tudo que eu pedia a ele ganhava.



Ele me olhou, parou e me disse que haveria 2 condições, que eles comprariam pra mim e eu iria ao local de confiança deles. Concordei de pronto claro.



Uma semana se passou e eu ansiosa esperando para colocar os piercings quando ele disse que iria me deixar no tatoo para colocar meus brinquedinhos. O abracei, beijei e fui toda feliz para o carro.



Chegando lá o tatuador de nome ( Lucas) ficou me olhando como se eu estivesse com molho na blusa e estranhei afinal não prestava muita atenção em homens meu pai foi embora e eu fiquei de ir ao Shopping logo depois para nos encontrarmos



Entramos em uma sala esterilizada e ele perguntou qual que eu preferia fazer primeiro eu disse que o que doía menos, ele disse que eu tinha que relaxar caso contrario ficaria mais dolorido me perguntou como eu relaxava e contei que quando gozava.



- Então vamos começar pelo de baixo querida tira a calcinha.



Tirei com receio mas confiando que ele era um profissional me deitei na maca como o recomendado e ele abriu minhas pernas o espanto foi quando começou a chupar minha buceta levantei a cabeça mas ele disse para eu relaxar. Deixei-o continuar com aquela lambida maravilhosa, me esqueci até porque estava lá ele chupava, lambia dava pequenas mordidas nem sabia mais a ordem das coisas. Sá me lembro que quando gozei ele pediu que eu ficasse quieta e logo apás senti uma pequena pressão ai lembrei (o piercing). Então ele começou de novo e a cada orgasmo um piercing era colocado juro foi maravilhoso, ele sabia mesmo o que fazia não o recomendei a ninguém...rs mas sempre dava um jeito dele cuidar da cicatrização. Não rolou nada alem de umas chupadas eu nem tinha 19 anos mas estava louca pra deixar meu cabaço pra trás.



Cheguei a comentar a minha mãe que não aguentava mais de tesão que não queria mais ser virgem e ela me prometeu que na minha festa de 19 anos isso seria resolvido.



Vou contar agora sobre minha festa de debutante inesquecível. (ao menos pra mim)



Minha roupa era toda branca de veludo, um vestido curto com decote amplo onde de via claramente meus piercing dos seios (mamãe com certeza sabia que eu gostava deles) sapatinhas brancas com strass assim como a tiara e a coleira de strass (o item que mais gostei) com meu nome gravado.



Meus pais fizeram a festa no Sitio de um amigo no começo estranhei uma festa a fantasia sá ter bichos mas minha mãe contou que todos que estavam lá amavam seus bichos então poderíamos falar sobre nosso amor por eles abertamente.



Fiquei muito feliz em não precisar esconder de como queria ser cadela como mamãe nem ser discriminada por isso.



Fui apresentada a todos como futura cadelinha e adorei cada minuto de felicitações, ainda lembrava da promessa que aquele seria meu ultimo dia do fardo da virgindade. Conheci novas amigas que eram um pouco mais velhas que eu e diziam amar seus cães e contavam de como brincavam e gozavam com eles, ganhei conselhos dicas e até novos parceiros emprestados caso quisesse, naquele estante me senti em meu meio e agradeci meus pais mentalmente por me entenderem. Nunca em um ambiente “normal” poderíamos nem falar em transar quanto mais o resto! Me diverti muito então me vieram com champagne dizendo que eu tomasse porque teria que relaxar, achei que fosse brincadeira tomei queria ser uma adulta no meio de todos. Fiquei mais falante e solta, logo depois Cristina a amiga que me ofereceu seu cachorro disse que iria me ensinar como se divertir, ri mas ela logo veio com seu Dobermann (Tito) no meio da festa!



- Ele é um átimo comedor Lila veja como come gostoso.



Formou-se um circulo e Cris como gostava de ser chamada tirou a calcinha pegou um pedaço de bolo esfregou na buceta e deu pro cachorro lamber...



Não sei de onde apareceram com almofadas e deram para que ela deitasse, ela se deitou e o cachorro continuou dando um banho de língua nela, tiraram a saia e a blusa dela e esfregaram mais bolo para q o cachorro continuasse seu show. Vendo aquilo e de como as pessoas estavam quietas e excitadas como eu me deixou mais a vontade.



- Venha Lila faz carinho nele.



Fui com receio não estava acostumada com audiência o medo ainda era dominante, comecei a passar a mão na pica dele e senti ela crescer e aquilo me deixou molhada.



Então Cris ficou de quatro bateu as mãos nos ombros e disse:



- Come a sua cadela garotão.



Nisso o Dobermann montou na Cris e começou a procurar um buraco desesperadamente para enfiar aquela pica pulsante, quando numa arrebitada de bunda finalmente conseguiu e começou a arremeter com força sem dá nem piedade enquanto sua cadela gemia e gozava ao mesmo tempo.



Fiquei tão molhada que pensei ter urinado na calcinha, ficaram engatados por vários minutos um rapaz abriu o zíper pos cacete pra fora mandando a Cris chupar enquanto ela estava engatada no cachorro. Aquilo foi excitante ao extremo, naquele momento jurei que daria pra homens também seria uma cadela completa!



Quando o desengate aconteceu a Cris já estava toda suja de porra do homem que havia chupando, seu cachorro a limpou como um bom amante deveria fazer e ela toda sorridente disse que iria se refrescar. Seu cachorro foi ao seu lado como um fiel escudeiro guardando seu bem precioso. Aproveitando fui a um quarto do sitio lavar o rosto este que estava vermelho e quente de tanta excitação e nisso meu pai abre a porta e me comunica:



- Agora é o seu presente filhinha fiquei sabendo que gosta dele, divirta se.



Não entendi no começo o que ele estava dizendo quando me entra o Lucas que havia me colocado os piercings entendi.



Ele disse que estava louco pra comer a um tempão e que eu iria adorar tirar meu cabaço, tirou minha roupa me chupou e lambeu como sá ele sabia fazer...quando tirou a prápria roupa fiquei com medo daquele cacete grande e grosso, disse que me comeria como um cachorro já que eu gostava tanto deles. Logo apás me arremeteu forte e continuou sem dá gemi de dor mas logo depois implorei por mais, sangrei mas o gozo era mais forte que a dor. Nisso a porta que estava meio aberta acabou se abrindo completamente e Tito o Dobermann de Cris se aproximou de mim já excitado e começou a me lamber. Jonas então disse pro cão:



- A cadelinha já esta preparada pra você amigo!



Logo apás dizer isso Jonas me apoiou de quatro tampou minha boca com seu cacete para não ouvir meus gritos de dor enquanto o cachorro me comia afinal era minha primeira vez....



Fiquei 4 dias de cama sem andar direito depois da minha festa mas com certeza não era mais virgem ao menos em parte, mas isso conto na práxima vez...





Lambidas pra vocês...





Gostaram, não ? Mandem e-mail:



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sou coroa loira e resolvi dar o cu com 53 anoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos não resisti ao cacetaoconto erotico gata no meu colocomi meu priminho afeminado em casa com shortinho entrando no raboinocênciaperdida contos eroticos gaycache:18iZWlEvzBYJ:okinawa-ufa.ru/conto_13093_-currado-no-trote-da-faculdade.html contos eroticos com minha empregada nordestinaconto erotico/12aninhoscontos erotiocs de quando fiquei com meu primo luccacontosminha enteada gosta de dar a bundscomtos filha espiando pai no banhocontos eroticos minha mulher gosta de apertar minhas bolasContos minha esposa e uma morema muonto bumdida tem 1: 80 70 kl e foi enrrabada en casa num currasco meu amigo dormiu encasaContos eroticos vizinha ve vizinho de pau durocontos eroticos mae filhacontoseroticos chantagem velhacontos eroticos arrombando a gordaContos eroticos bundudacontos erótico com enfermeiraMinha bucha e grande dei muito em contos eróticoscontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos eróticos de upskirt em escoteiracontos eroticos de marido ajuda varios amigos afuder esposaNetinhas mamando pica contoseroticosMeu primo gay que ve meu paucontos erotico defrorado pelo irmão mas velhocontos minha amiga viu minha buçeta e pegou nelahistoria erotica de tio taradaoquad erotico a apostacu peidão conto gayconto eróticos c afilhadacontos eroticos gay lutas entre primoscontos titiocontos eróticos com a menininha em tambabaviolada pelo tio contoMeu vizinho tiro meu cabaço bebadapornodoido sobrinho fura a calsinha da tiacarlão socando ate as bolas no cu da vadiagozei no pau do meu padrasto em contop****** do papai contos eróticoscontoseroticoscomcadelascontos de buceta gdeConto o zelador e meninoecotra coroa que.evie vido sexo avivocontos eróticos a babá do meu irmãocontos eroticos de empregadaMenina curiosa indo no circo pela primeira vez contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos leite incestocontos eroticos no consultorio medico tomando injeçãoconto erotico nudismo com a sogracontos eroticos de cornos e veiasmeus tios uma historia real 1comi a madame na fre.te do marido. experiencias sexuais.contos familia na praiacontos quase bisexo na irman dopada contosmulher safada do meu amigo deu uma calcnha usada p mim cheirar contos eroticosContos eróticos meu patrão do pau gg arrombou minha linda noivaporno travesti rosadinha menininhacontos eroticos travesti ativa camioneiraContos eróticas de vizinha e pedreiroContos eroticos dei a minha buceta para negrocontos gay cuzinho frouxogay chupador de sete lagoascontos eróticosgaysmeu primo de menorContos eróticos de incesto filinha mimada do papaiconto erótico corno babacacomendo cusinho da baba da minha.sobrinha