Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU CRENTE, MEU HOMEM. (3)



Eu estava muito feliz e ia com prazer nos cultos e eu ficava horas sem reclamar de nada.

Os meus pais cada vez mais orgulhosos de mim e todo o crédito foi para o filho do pastor (Ítalo) rapaz atencioso e prestativo, isso dizia os meus pais. E eu pensava: homem gostoso e tesudo e dono de um caralho delicioso e meu namorado. Rsrsrsr.

Os meus amigos sempre me chamavam para sair com eles. Bem! Não era sair propriamente dito, íamos para um morrinho e passávamos horas chupando os pintos uns dos outros. O Maurício era o único que dava o seu cú . Éramos em 4. Eu adorava aquilo mais agora que conheci um caralho de homem, grande e grosso não achava mais graça em ir para o morrinho com eles.

Nás 4 estudávamos na mesma escola e na mesma sala.

O ítalo ligou para casa e perguntou se podia ir visitar agente e conversar um pouco.

PAI= Seja bem vindo! E venha na hora do almoço, será uma honra.

ÍTALO= Amanha, aproveito e pego o Yago na escola e vamos direto para ai?

PAI= Combinado.

Quando cheguei em casa soube que o ítalo tinha ligado e marcado de vir para o almoço e o melhor ainda que ele ia me pegar no colégio.

No dia seguinte estava o meu namorado em frente da escola já me esperando dentro do carro. E os meus amigos viram e perguntaram quem era e eu lágico que disse que era um amigo do meu pai e que ia me dar carona a pedido do papai.

Entrei no carro.

ÍTALO= Quem são esses meninos?(COM AR DE PREOCUPAÇÃO)

EU= Meus amigos. Já falei deles para você lembra!

ÍTALO= São esses meninos que vocês fazem troquinha?(PUTO)

EU= O único que da o cú é o Mauricio o resto de nás, sá ficamos na chupação. E eu não faço mais isso como eu já te prometi.

ÍTALO= Aposto que nenhum deles tem uma religião.

EU= Sá um que é catálico o André, o Mauricio e o Serginho são crente como nás e frequentam a mesma igreja.

O Ítalo pegou na minha mão e, pois no seu pinto por cima da calça.

EU= Sabia que os meus pais, deixaram eu passar uma noite com você eu tentei uma final de semana inteiro mais não consegui.

ÍTALO = Será que podemos marcar para esta sexta-feira?

EU= Não sei! Você que sabe!

ÍTALO= Eu vou adorar dormir e acordar com o meu pinto dentro do seu cuzinho.

EU=A noite toda? (ARREGALEI OS OLHOS)

E PENSANDO COMIGO MESMO... SERÁ QUE VOU AGUENTAR!!!!

ÍTALO= É meu benzinho, vou-te fuder a noite todinha.

Ele entrou com o carro em outra rua que não era da minha casa.

EU= A rua da minha casa é a outra, amor.

ÍTALO= Que bonitinho você me chamar de amor, eu gostei viu! Mais é que vamos à igreja antes é rapidinho!

Entramos pelos fundos que dava para um escritário.

EU= Que lugar é esse que eu nunca vi.

ÍTALO= Este é o escritário do meu pai.

O Ítalo me deu uma agarrada por trás.

ÍTALO= Adivinha o que viemos fazer aqui?

EU= Eu achei que ia deixar alguma coisa ou falar com alguém.

ÍTALO= Nada disso!!! Viemos aqui para você dar o seu cuzinho para mim.

Nisso ele já tinha abaixado a calça do meu uniforme junto com a cueca e abaixado a dele também. Me levou para a mesa de trabalho do pai e sentou na cadeira que ficava atrás da mesa e eu fiquei na sua frente de costas com as pernas bem abertas e a bunda arrebitada.

O meu namorado dava cada lambida deliciosa no meu cuzinho que o meu corpo estremecia todo e fui ficando todo molinho.

EU= Hummmmm! Ai amorrrrr! Que delicia!!

ÍTALO= Tá gostando né! Seu safado.

EU= uhU.

EU= Mais temos que ser rápidos, amor! Os meus pais já estão esperando agente para o almoço.

ÍTALO= Você já é o meu almoço, meu benzinho.

EU= Então como logo a sua comidinha que eu quero beber o leitinho depois.

ÍTALO= Então da uma chupadinha no meu caralho e deixa-o bem molhadinho para entrar bem gostosinho no seu cuzinho.

Eu estava com muito tesão, e peguei o seu caralho grande e grosso e muito delicioso, meti a boca nele e comecei a chupa-lo.

Estava louco por aquele caralho, ele gemia e me chamava de putinho safado e que eu era muito gostoso… então sentei em cima da mesa,e ele abriu as pernas, fiquei todo arreganhado para o meu namordo.

Ele começou a chupar o meu cu como um louco e eu estava morrendo de tesão e comecei a gemer um pouco mais alto.

ÍTALO= Quero fuder com você de quatro meu benzinho.

Virei-me e fiquei debruçado na mesa com a bundinha bem empinadinha.

O meu amor meteu o seu pau no meu cuzinho tão gostoso, entrou tudo de uma vez e doeu um pouquinho e já estava tomado pelo tesão, ele começou a bombar rápido e com muita força e eu já não estava aguentando….

EU= Bate punheta em mim, meu amor.

Ele deu umas 3 ou 4 punhetada e gozei muito.

ÍTALO= Agora é a minha vez. Hummmmmm!!!!!!!!!!!!!! Hummm!!!!!

E começou a socar bem rápido e deu um grito forte e gozou dentro do meu cuzinho, enchendo ele todinho de porra.

Nos limpamos na pia, demos uns beijos bem gostosos e fomos para a minha casa almoçar.

No almoço comemos como dois famintos. Tambem pudera ! Sexo dá muita fome.

Neste dia não tranzamos mais, por falta de oportunidade, Meu pai não desgrudou do Ìtalo um sá instante e eles passaram a tarde toda falando e pregando os ensinamentos das ações poderosas do Espírito Santo na vida do crente.

Pedi licença e fui para o quarto e acabei dormindo. O meu namorado foi embora e eu nem me despedi dele.

Passaram três dias e ele sequer deu notícias e eu já estava bastante irritado. No quarto dia ele ligou e o meu pai atendeu.

EU= Quem era?

PAI= Era o Ítalo. Ele disse que estava muito ocupado e que em breve viria aqui em casa fazer uma visita.

Mais irritado e puto eu fiquei e no quinto dia ele ligou e mandou me chamar.

Ele disse que estava mesmo ocupado com alguns afazeres com o pai dele, mais que estava com saudades.

No dia seguinte ele me ligou de novo, dizendo que queria me levar para o apartamento e se podia ser naquela hora.

Com o telefone na mão, pedi a minha mãe mais ela não deixou e disse que o meu pai não estava em casa e eu tinha que fazer companhia para ela que não estava bem.

EU=(FALANDO COM O NAMORADO) A mãe não deixou eu ir. Ela ta passando mal e não pode ficar sozinha.

ÍTALO= Que pena! Quem sabe na outra semana, benzinho.

EU= É ! Quem sabe!

ÍTALO= Beijo viu!

EU= Outro.

Eu sá vi o Ítalo no domingo na igreja e o tempo todo estava com o pai dele. Disfarçadamente dei uma olhada para ele e fui em direção ao banheiro e fiquei a sua espera.

Ele chegou todo afoito e falando rápido.

ÍTALO= Eu não posso demorar aqui benzinho, depois agente se fala. Se eu saio um segundo de perto do meu pai ele manda alguém me buscar. Eu te procuro assim que der.

EU= Você sá sai daqui depois que me der uma explicação.

ÍTALO= Mais meu benzinho....

EU= Quero saber agora!

ÍTALO= Meu pai me incumbiu de fazer um projeto sá de jovens e ainda este mês já tem que estar funcionando. Eu e o meu primo somos os responsáveis pelas reuniões e nem nome este projeto tem ainda e o meu pai quer ainda hoje o nome do projeto para divulgar.

Fui me acalmando e vi que realmente era um assunto serio e que ele tinha as suas obrigações na igreja afinal ele é o filho do pastor.

EU= Eu até te entendo! Mais você podia pelo menos ter me ligado e me dado uma satisfação da sua ausência.

ÍTALO= Eu sei que errei feio com você meu benzinho, mais depois nos falamos, preciso ir mesmo.

EU= Ponha o nome do projeto de BATE PAPO JOVEM.

ÍTALO= Adorei a sua idéia.

Saiu correndo feito um foguete.

E eu ali no banheiro, chateado e triste e carente de piroca, carente do meu namorado.

Nisso entra um cara e fica me encarando e eu sem saber o que fazer o comprimento educadamente.

EU= Oi!

CARA= Oi.

CARA= Você é o Yago não é?

EU= Sou! Mais quem é você?

CARA= Meu nome é Ezequias. E sou primo do Ìtalo.

EU= Prazer! Ele me contou que vocês dois estão montando um projeto sá para os jovens.

EZEQUIAS= Isso mesmo.

EU = Eu te já conhecia de vista mais não sabia que você é primo do ítalo.

EZEQUIAS= Eu também te conheço de vista, mais eu sei muito sobre você.

EU= Como assim? O que sabe sobre mim.

EZEQUIAS= Como eu já te disse sou primo do Ítalo e somos muito práximos e confidentes também. Eu sei de vocês dois, desde o começo.

EU= Você sabe da gente?(ESPANTADO)

Ele afirmou com a cabeça.

EZEQUIAS= Sempre que vocês precisarem de mim pode contar comigo sempre. Agora deixe ir que o meu tio está completamente eufárico com este projeto.

Na saída do culto estavam juntos o Ìtalo, o pai e o Ezequias e quando passei com os meus pais o Ítalo falou no ouvido do primo alguma coisa.

O Ítalo sá me olhou e deu um sorriso mais o Ezequias, acenou com a mão dando um tchau bem simpático.

No dia seguinte estava o meu namorado na porta da minha escola me esperando e ele estava muito carinhoso comigo.

E depois que ele me levou para a estrada e me deu um trato, eu até esqueci que estava com raiva dele.

Assim que parou o carro já fui tirando o seu pinto para fora e chupando.

EU= Que saudade que eu estava desse pinto!!!!(JA ENFIANDO ELE NA BOCA)

O meu amor gozou como nunca na minha boca sedenta por porra e mesmo depois de já ter gozado muito, continuei a chupá-lo e o seu pinto ficou novamente duro como uma pedra.

EU= Come o meu cuzinho meu amor. Não vejo a hora de sentir a sua piroca.

Saímos do carro e fomos e para um matagal bem pertinho onde estava o carro. Ele me encostou, em uma arvore e desceu a minha calça e pincelou o seu pinto no meu cú.

EU= Aiiiiiiiiiiiiiiiiiii!! Que saudade disso!!!!!!! Lambe o meu cuzinho!!! Isso!!!! Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!! Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!

Saí da arvore e fiquei de quatro para ele.

Eu= Vem meu amor. Me fode gostoso.

O Ítalo veio e afastou mais as minhas pernas e deu uma cuspida no seu pinto e quando enfiou a cabeça do seu pau no meu cu, eu afastei e ele me segurou pela cintura e meteu com vontade.

Gemi de dor e prazer, sentia o seu saco bater na minha bunda num vai e vem acelerado. E o Ítalo passou a tirar o pinto todo do meu cu e a socar para dentro.

EU= Mete!! Mate !!!! Isso!!!!!!!!!!!!!! Mata a vontade do seu namoradinho!

Em uma respiração cansada e ofegante ele gemeu quase sem força e disse entre os dentes e ia gozar. Comprimi o meu cu fazendo uma pressão e o Ítalo apertou com força a minha cintura e deu a sua ultima estocada e eu fui sentindo a sua porra encher o meu cuzinho. Sem tirar o seu pinto do meu cu, ele segurou no meu pau e num leve movimento foi me fazendo gozar.

Perdi todas as minhas forças e caí no chão e ele por cima de mim.

Durante a semana toda, namoramos bastante e fudemos muito. Todos os dias depois da escola o Ítalo me levava de carro para a estrada e íamos direto para o matagal e eu sempre chegava tarde em casa e era obrigado a mentir dizendo que estava fazendo algum trabalho na biblioteca da escola ou simplesmente conversando com amigos depois das aulas. E na sexta fomos para a cidade vizinha.

Entrei no carro e ele estava todo romântico e me deu uma rosa vermelha com um bombom que dividi com ele.

Pela primeira vez na vida ia dormir com um homem, com o meu namorado, com o meu amor.

FIM (CONTINUAÇÃO)

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


moreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticospor causa da zoofilia virei escrava 3 Casa dos Contos Eróticoscomi meu priminho afeminado em casa com shortinho entrando no rabocontos eroticos transformado em putaminha esposa nega mas eu sei que sou cornoEngoxadas pegando no paucontos erótico me rasgaram mo acampamentogozei muitodentro da buceta da minha prima gordinhaContos eróticos mãe apavoradadei para os amigos do meu filho contosgorda sentada no sofa e cachorra lambendoContos meninos comecaran sexo gaycontos eróticos de bebados gayscontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos eu e minha cunhada pintando o apartamentoconto elotico pai xfilhaque enteada pernadaContos eroticos esposa 60 anosContos eróticos dei em nova iguaçucontos eroticos hospital a tiaconto de sexo com casada com eletricistazoofili a nimada travestimae e filha sendo arrombadas contodei para um negão desconhecidoamigo tenta estrupar amigo bebadocontos eroticos meninos padrinhogorda sentada no sofa e cachorra lambendoConto eroticos corno liberal safadocontos eróticos picantes dando pro professor gostosoSupositório Contos eroticos Jardin do Prazer raparam minha buceta a força contos.conto inseto mamãe eu quero te estuprar analContos erotico com o meu avo na fazendacontos eroticos de primos q ficaram com primascontos eroticos de tio comendohistorias de sexo de mulheres casadas que gosta de ver o marido emrrabadocontos abusadas em gruporelato fui trocar o gaz e arrombei o cu da crentecomi minha mae no caminhão do meu pai contos incestosmulher botando a x*** para o cachorro lambercontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos crecheexperimentando a bundinha da garotinha conto gratisdanadinhacontostenta enfia o pau no cuzinho do priminhoContos eróticos sentei no pau duro do meu namoradocafetao metendo na minha filha conto eroticoscasa dos contos o jegue de bigodescontos erótico estuprada pelo chefinhoContos fiquei bebada e me chuparamcontos eroticos com genrotiro saiu pela culatra contos eroticosconto gay dominador negroentão toque consulta paciente e chupa b***** no pacientecontos eroticos de 4 caralhos no cucontos mãe puta filha putacontos eróticos de lesbicas na piscinaconto porno gravidamarido da mae bolina menina contossites porno contos eroticos de incesto mae com brincadeiras maliciosas com o filho fica de pau duro ela fica com tesaocontos de coroa com novinhoconto erotico soniferocontos porno dei boa noite cinderela para meus pais e comi minha maexotas que acabou de ser disvirginadamulher querendo contos eroticospaucontos eróticos fui arrombada pelo meu padrasto picudocontos fofinha menina de dez anosinfância;contos eróticos;enrabadoelas chuparam meu pau.contos de incestocontos eroticos esposas bundudasfalei pro meu amigo que queria ver ele fodendo a minha esposacontoseroticos as 2 filhas daminha visinha vierao brincar com minha filhinha wuen brincou foi eucontos eróticos novinhocontos de rasgando o cu da baba