Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU E MEU PRIMO NA FAZENDA - O REENCONTRO

Continuação de Eu e meu primo na fazenda:



Bem, não encontrei meu primo desde que ele se casou e foi para outra cidade em 2006. O pior é que fui padrinho de casamento do safado.

Fui morar em Guaratinguetá, interior de São Paulo, onde estou até hoje. E ele mora atualmente em Varginha.

No fim de ano de 2009, como de costume toda a família se reuniu para esperar a passagem de ano na mesma fazenda onde descobri o amor entre dois homens, entre dois primos. Pensei que ele não viria para as festas, e se viesse, traria toda a família.

Cheguei na fazenda de viajem, no dia 30 de dezembro de manha e toda a família já estava lá preparando pratos maravilhosos e tal. Depois do almoço chegou um carro e eu estava com meus primos menores dando alguns ajustes e pintando a casa da arvore. Quase cai de cima da arvore quando vi Adriano cumprimentando a família. Sozinho!!!

Quis me esconder pois sabia que estava vermelho, ofegante. Minha família não sabe de mim até hoje, e prefiro que não saibam.

Adriano entrou na casa e eu desci da arvore. Arrumei uma desculpa, peguei o carro e desci para o centro da cidade. Enrolei, vi alguns amigos mas não teria como escapar. Meus pais e toda a família iriam dormir na fazenda. O que eu ia fazer. Peguei o rumo da fazenda e fui tendo na cabeça que ele era um homem casado, pai e que não iria rolar nada. Absolutamente nada.

Entrei na cozinha, meus tios jogando baralho. Minhas tias cozinhando e ele, esquentando fogão de lenha. Sem graça fui até la:

-Adriano, quanto tempo cara, tudo bem com você? E sua esposa e seu filho?

-Minero, verdade fera, nunca mais te vi. Você ta bonitão eim. È de família mesmo né?

Pensei comigo, provoca mesmo filho da mãe!

-Então, Lucia ficou na casa dos pais delas e vim passar com vocês aqui. Fico até dias 3 e você?

Minha vontade era de responder que já estava indo embora, ele estava mais lindo do que antes.

-Vou embora dia 5.

Fui falar com outros parentes que chegavam mas quando olhei, Adriano não tirava o olho de mim. Me deu o mesmo frio na barriga de 5 anos atras.

Passei a tarde toda fugindo dele mas eis que perto de minha mãe e de meu pai ele fala:

-Minero, vamos para o pomar, chupar laranja. Disseram que estão caindo de tão madura.

-Vai la cara, to cansadao.

Minha mãe:

-Para de preguiça e vai lá com ele. Aproveita e traz um balde cheio para que eu possa fazer bolo.

No meio do pomar ele fala:

-Não consigo te esquecer, sonho com você e com nossas aventuras. Te desejo muito.

-Não vou mentir que não sinto o mesmo, mas você é casado e sua esposa é átima.

-Forcei para que ela não viesse e torci para que você estivesse aqui e sozinho. Não quis nem saber de outro homem. Ou era você eu era minha mulher.

-Adriano, não...

Antes mesmo que pudesse falar alguma coisa, ele me abraçou e me deu um beijo. O beijo que eu estava sonhando e esperando. Larguei o balde e as laranjas caíram no chão. Segurei em seu corpo e o apertei. O tesão veio a tona. Fomos para trás do bambuzeiro, na beira do rio. Arranquei a camisa dele com tanta intensidade e desejo. Beijei seu corpo musculoso. Ele gemia de prazer. Estávamos de pé em cima de uma pedra gigante. Puxei para o chão. Deite sobre ele e beijei. Beijei como se fosse a primeira e ultima vez. Desci pelo seu peito, barriga ate chegar ao seu pau. Que pau, melado, pulsando. Engoli com tanto desejo que quase engasguei. Virei meu corpo e dei meu pau para que ele chupasse. Que 69.

-Quero você, sempre quis. Quero comer e dar pra você.

Estávamos embriagados de prazer. Atolei meu dedo no cu dele e o chupei. Ele tremia de tesão. Peguei ele de quatro e meti. Meti e prendi meu corpo no corpo dele. Abraçava, beijava sua nuca e socava meus 19 cm no seu cu.

-Agora sou eu, tenho sonhado com seu cuzinho.

Ele deitou e eu sentei nele. Seu pau deslizou em meu cu e sumiu.

-Como sonhei com este cu apertando meu pau.

Senti o pau dele pulsando dentro do meu cu e crescendo cada vez mais. Apertava seu pau no meu cu e ele, nossa, sá não gritou pois se não iriam pegar a gente.

Trepamos como dois loucos. Como dois cachorros no cio e gozamos.

Depois disso até o dia 3 transamos pelo menos umas 19 vezes. De dia, de tarde e até de madrugada. E lágico, tivemos que transar na cachoeira, onde tudo começou.

Não sei quando vou voltar a vê-lo, mas se gostaram da histária e se estiverem afim de me conhecer, é sá add o msn:



[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha cunhadinha e virgens peguei a forcaContos pornos-estuprei minha avóconto erotici com coroas homens de 80 anoso primo contoshistorias verdadeiras de maridos que fragaram as esposas dandoContos eroticos tio belicao nos seios contos eróticos sou mais p*** das p**** meu marido sabe dissoele atola tudo no entiadoconto tia peludacontos eróticos forçada a fuddercontos eróticos lanchadoeu mas gostei contoswww.me confessei e levei pica do primo dotadoDando o cu por cocaina contos gaysconto erótico de corno chupador de arrombadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de incesto minha filha sendo comidaMEU PRIMO SEMPRE ME COMIA 3Cunhada dormindo com a bundinha descobertaSeduzida achupar sua amiga xvidiocontos de coroa com novinhotia gozou no meu pau ao lado do primo contocachorro lambendo buceta.deilhemarido demarleni ve ela transandocontos intimo de uma enteadacontos eroticos familiameio das pernas uma pica dava inveja grossura esposacontos siririca com docesenpatia para tansa com cuinhadameu filho me comeucontos eroticos comendo minha sogra na cozinhaNunca desconfiei do primo da minha namorada. Contoswww contos eroticos de incestos como minha mae e minha irmaContos eróticos boca maciaConto erotico fudendo a esposa sem saberconto.erotico.tia.sogra.cunhadapassinho de várias lésbicas se chupando uma volta sem pararsou loira baixinha paguei de puta no samba contos eroticosviciei em chupar contoslevemente ara tomando banho nuacontos eróticos gay tio me comeuconto minha esposa nudista em familiaconto eróticos de mendigo arregaça bucetaconto erotico gay coroa dominador escraviza viado afeminadocontos de coroa com novinhohttp://contos erotico fio suruba presocontos eroticos arrombando a gordagozei com a linguadela no cuvideo de morena clara casada traindo com um bem dotado acima de 22 cmgay "macho vagabunda" contocontos eróticos no meu aniversario da sogracontos dei p meu irmaocontos dando no banheiroContos erotico marido bracinho corno de negaocontos-gays fui arrombado por um bombeiro no motelcontos o boquete no novinho no onibusnegros de Pelotas mais bem dotados de pênispeladas com cu e a bunda melada de manteigaLóira safada narra conto metendo na coberturarelatos eroticosde portuguesas de noVinhascontos eroticos segredos de familia parte 4contos comi minha tia mortagay espaquete peledo pornocontos eroticos meu amigo e minha mãebruninha pedindo caronamulher sentando na embragem com o cu e buceta conto incesto minha linda maezihaconto maninhaConto erótico Sado(trasformei meu marido em escravo)Www.videos sexo selvagem com palmadas chineladas na buceta e na bundaContos eroticos estupradacontos eroticos gay hormonioscontos eroticos dei pro meu inquilinocontos eroticos violação anal a força gaycontos eroticos vizinhas camaradasconto eroticos gay primo