Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NUMA NOITE DE VERÃO

Numa noite de verão.



Tudo que vou conta aqui aconteceu realmente do geitinho que estou narrando, troquei apenas os nomes por motivos obvios.

Pela primeira vez compartilho esta minha experiência com alguem. Meu segredo gardado a sete chaves.

Bom meu nome é Clara.

Clarinha como todos me conhecem, e me chamam carinhosamente( pode ser que sá por vaidade estou mantendo o meu nome

original ) Isso jamais saberam.Tenho 35anos, morena clara, cabelos encaracolados, seios volumosos de mamilos rosados, corpo bem cuidado,bundinha arrebitada, acho que sou bonita e gostosa, porque os homens sempre que podem me dizem grasejos na rua,tipo: Gostosaa... que bundinha lindaaa..E os amigos safados do meu marido em reuniões sociais, como chuarascos, barzinhos sempre que podem me cantam, embora não de abertura pra isso, tanto que nunca trair meu marido.

Moro em um condominio fechado de casa, meu marido tem 47 anos, foi demitido da empresa que trabalhava a 15anos, porisso foi cuidar da fazenda dos pais que fica à 170km de Londrina, temos 2 filhos pequenos porisso optamos por continuar na cidade e manter as crianças na escola particular, ele passa toda semana na mato, cuidando de gado e cavalos.

Nos fins de samana sempre saimos pra beber algumas coisa com amigos em bares e Pizzarias, nossa vida sexual é monotoma, sem grandes novidades, damos uma trapada basica sá na base papai e mamãe, ele vira pro lado e dorme, muitas vezes me deixando com o gostinho de quero mais, com a bucetinha ainda em brasa, que tenho de acalma-la no banheiro com o chuveirinho, massageando o grelo assim gozo e vou pra cama mais leve.

Na época da vacinação do gado e exposição ele fica até duas semanas sem vim em casa me deixando a seca, carente de sexo, com tesão a flor da pele.

E foi numa dessas longas semanas que tive a experiência que mudou minha vida sexual pra sempre.Era uma noite quente e abafada de agosto em Londrina, eu estava sem sonofui pra varanda do meu quarto pegar um pouco de ar fresco. As casas no condominio são relativamente perto uma da outra, para ter o conforto de termos piscina, parquinhos, quadra de tenis e churasqueiras os terrenos são mais reduzidos, apenas um muro de hum metro separa e um corredor de serviço nos separa, diminuindo bastante nossa privacidade, mas é um bom lugar pra se morar, seguro e bonito.

Por causa do calor eu vestia apenas uma camizola fina e calcinha, estav distraida quando acendeu a luz do quarto da vizinha

afastei-me para a sonbra e esperei discreta. O garoto vizinho de uns 19 anos entrou no quarto e fechou a porta com cuidado pra não fazer barulho. Olhei melhor e vi que ele tava excitado o pau estufava o calçao folgado.Começei a ficar nervoza . Ele sorrateiramente ascendeu a luz do abajur e apagou a do quarto, deixando tudo a meia luz, me posicionei melhor pra ve o que ia acontecer ali. Não acreditei no que via ele tava apertando e alizando o pau agora quase todo pra fora do calção.

Ele tinha um lindo e grosso pau de cabeça roxa, achei grande demais pra sua idade. Ela alizava o pau olhado pra garota deitada na cama. Ela tinha 19 pra 15anos dormia de bruços, sá de calcinha fio dental enfia naquela linda bundinha. A garota com a bundinha levemente arribitada era realmente uma tentação.

Pensei: então o garoto entro no quarto pra olha a irmãzinha nua e se masturbar .Mero engano era mais que isso.Ele se abaixou e começou a alizar as coxas bem torneadas dela subindo com a mão até a xoxotinha apertando por cima da calcinha branca.

Acho que ela tava gostando daquela sacanagem e fingindo que tava dormindo, pois mexia levemente os quadris de encontro os dedos dele.Eu de olho na picagrossa e cabeçuda que saia agora inteira do calção.

Ela afastou a calcinha pro lado e começou a lambe o cuzinho e xana dela, que rebolava bem devagarinho, acho que eles ja faziam isso a bastante tempo. Eu estava sentindo minha xoxota latejando de tesão tode molhada, automaticamente enfiei a mão por dentro da calcinha e passei a me acariciar, esfregando meu grelo e enfiando o dedo na fenda melada.Vi o dedo dele sumi quase todo no cuzinho rosado dela.Sinceramente jamais pensei que isso fosse acontecer. O garoto sentou nas pernas dela abaixou a calcinha dela até o meio das coxas, sacou o pau inteiro pra fora, agora eu via toda pujança daquela pica, deu uma cuspida na cabeça roxa cuspiu na mão e besuntou o buraquinho do cuzinho dela.

Pensei comigo : Não acredito que ele vai foder o cu da propia irmã com um pauzão desse....Não acredito que ela vai aguenta um pauzão desse todinho no cu.Eu mesma dei meu cu rara vezes pro meu marido ele é muito conservador não curti.

Ele se posicionou e foi metetendo a cabeça da pica no buraquinho rosado, foi forçando, forçando, ela se ageitando, empinando a bunda e mordendo o travesseiro acho que era pra não gritar.Até que ela empino de vez a bunda e ele meteu todo. ficou um pouco paradinho, derepente começou a da estocadas de leve pra não fazer barulho.

Eu com dois dedos enfiados na xoxota sentindo um prazer totalmente diferente, estava acomodada no sexo convencional, jamais pensei em ter um prazer assim. Minhas pernas tremiam, minha boca ficou seca, minha xereca babava e escorria liquidos pela minhas coxas, tive um longo orgasmo junto com os dois maninhos. Ele saio de cima dela e a beijou carinhosamente no pescoço, ela virou o rosto e pra beija-lo na boca, deram um longo beijo e ele foi embora pro seu quarto.

Eu fiquei com uma vontade doida de ter aquele pauzão do garoto, de pegar nele, de chupar, de te-lo inteiro na buceta.ainda mais com aquele calor...desci do geito que estva e fui na cozinha, no terreo tomar água gelada. Abri a geladeira, peguei umas pedras de gelo para acalmar meu fogo interior automatica passei na testa no colo . Sai pra área do jardin pra pegar um vento frsco, respirei fundo o Ralf nosso cão de garda se lavantou e veio pra perto de mim, Dei uma pedrinha de gelo e ele começou a lambê em minha mão, devia ta com cede meu marido botou o neme de de Ralf em homenagem ao cara que da novela rei do gado que pegava a mulher do rei do gado. É um labrador grande, de pelos liso, super manso, mas treinado pra atacar ladrões. derepente ele parou de lambê minha mãoe começou a cheirar e lambe minhas coxas, devia ter sentido o cheiro do meu gozo que escorreu pelas coxas, pois foi subindo e cheirando minha calcinha molhada . tomei um susto,deu um arrepio gostoso por todo corpo, mas institivamente afastei a cabeça dele pra fora das coxas. Mas ele tinha uma força incomum e insistiu. Entrei em casa de novo fui na geladeira peguei uma cerveja e tomei quase toda de um gole sá, voltei pra varando dos fundos. De novo o Ralf veio se alinhar entre minhas pernas e enfiar o focinhopor baixo da camizola cheirando procurando o cheirinho do sexo . Acho que a cerveja mexeu comigo, pois começei a gostar daquela seduçao diferente, de sua lingua passeando em minhas coxas e na xereca por cima da calcinha. Abri as pernas e deixei ver o que acontecia. Ele começou a gemer e latir tarado. Fiquei com medo de alguem ve ou ouvi e pensar que era ladrão e entrei em casa. Ralf foi ligeiro e entrou antes que eu fechasse a porta, arfando, de uma maneira curiosa com a lingua de fora, será que ele tava me desejando, queria me foder? Será que meu cheiro tinha deixado ele excitado? agachei-me pra chama-lo, e ele enfiou a cabeça entre minhas coxas forçando contra meu corpo, me desemquilibrou e eu cai no tapete. Além de ter muita força ele deve pesar uns 50kg, no chão, ele começou a passar a lingua quente e aspera entre minhas coxas por cima da calcinha, começei a ficar excitada e perdi o controle e a razão. Abri as pernas e como ma puta tarada afastei a calcinha pro lado pra ele lambê os lábios da xoxota, ele enfiou a lingua abrindo caminho pra fenda, eu tive um espasmo de gozo que minha cabeça rodou. Era uma loucura aquela lingua aspera passenda frenética na ninha xoxota indo até o cuzinho. Eu gozava sem parar e minhas pernas tremiam igual qdo gozei vendo os irmão fodendo hora atrás.Lembrei do pauzão do garoto e enlouquesci de vez. Enfiei dois dedos na buceta e passei a fode-la, me masturbando loucamente.

Senti vontade daquela pica do garoto dentro de mim, preenchendo minha buceta a pica dele devia ser quase o dobro do meu maridinho. Derepente o Ralf pulou em cima de mim me agarrando pelo pescoço, fiquei assustada, com medo dele me machucar e fui levantando com a mão apoida na poltroninha. Ele pulou de novo em cima de mime eu cai de bruços no almofadão. Ele enfiou a cabeça no meio das pernas, enfiando o focinho na minha bunda como querendo arrancar a calcinha, eu estava totalmente a merce daquele cachorrão .

Minhas pernas tremiam, todo meu corpo tava em brasa de tanta excitação. Levantei a bunda e puxei a calcinha em sopada de lado pra ele alcançar a xoxota. Lembrei-me da gatinha levantando a bundinha para o irmão enterrar a pica, e veio outo orgasmo que eu quase desmaiei. Ralf veio e e tentou me agarrar por trás, puxando com as patas quase rasgando minha camisola. Tentei arranja forças pra me livra dele. Mas estava muito excitado.

Quando eu ia me levantando de quatro, ele me agarrou pelas ancas e me puxou com força contra seu corpo peludo. Eu tenho uma bunda cheinha arrebitada e cintura fina de falsa magra. A sensação dos pelos macios nas costas a respiração ofegante do cão foram me arrepiando e me deixando mais excitada ainda. Senti uma coisa dura e pontuda cutucando minhas coxas querendo furar minha bunda . Olhei pra trás e vi a ponta do cacete dele saindo pela capa com a ponta vermelha e respingando semem de puro tesão. Não sabia bem o que fazer estava totalmente perdida naquele abraço animal. Estava em conflito comigo mesma não sabia se deixa ele me foder ou não, se continuava com aquela loucura.

Ele jogou o corpo por cima de mim e começou a bater com o pau nas minhas coxas e eu comecei a gostar de senti o pau duro e quente rosando minha bunda procurando um lugar pra entrar.

Ele saiu por um instante de cima de mim, passou a me cheirar e lambê a xana melada.Procurei uma posição melhor pra curtir aquela lambida deliciosa.

Quando levantei o traseiro e afastei um pouco mais a calcinha ele subiu de novo nas minhas costas, me abraçando pela virilha, e quando eu pensei que ia ficar sá brincando nas minhas coxas, ele acertou a ponta da pica na entrada da minha buceta toda melada e deu uma emfiada profunda, senti a ponta quente da pica me invadindo de uma forma vibrante. Ele deu uma estocada forte e eu gritei sentindo o pau todo enterrado na xoxota. Senti ele engrossando dento de mim, quis sair fora mas já era tarde, ele me agarrava firme e metia com rapidez, me deixando louca de tesão. A cada estocada eu sentia seu pau entrando cada vez mais profundo e crescendo dentro de mim. Não sei quantas vezes gozai e ele gozava sem parar esguinchando jatos de porra dentro de minha buceta que escorria como rio pelo tapete.

Estava totalmente preenchida com a aquele pauzão do Ralf,matando minha fome de pica, meu cão gostoso deu mais umas bombadas e retirou a pica de dentro de mim me fazendo solta um gemido de prazer.Quando vi o tamanho do pau, nen acreditei que aguentei tudo aquilo dentro de mim, ainda bem que aquela bola de bilhar na base da pica não entrou.

O pau do Ralf era bem maior que do meu marido embora um pouco mais fino. Do tamanho da pica do garoto vizinho.

Minha bucetinha latejava e pingava uma cascata de porra, passei a mão e senti que estava toda arregaçada. Fiquei apavorada, aquele cão tarado tinha me arrombado toda. Terei a calcinha ensopada e fui pegar um pano e álcool pra limpar o chão, o tapete.

Quando voltei o Ralf tinha parado de lambê apicona vermelha, tava lembendo o tapete. Empurrei ele pro lado e me abaixei pra passar o pano com álcool no tapete e almofada, ele enfiou de novo o focinho no meio das coxas por baixo da camizola e passou a língua na minha xereca, se eu soubesse que Ra tão bom tinha ficado totalmente nua antes.Retirei a calcinha jogando no chão,lavantei a camizola empinei a bunda pra ele enfiar aquele cacetão em minha buceta esfolada.Desta vez eu já sabia qual era a melhor posição pra ele me foder, e ele era insaciável sentia-me desejada bem comida com aquele pauzão quente, grosso comprido..vermelho..aiiii....

Deixei ele me foder mais duas vezes nessa moite, até ficar com a xoxota inchada e ardendo.

No outro dia passei remédio nos aranhões, falei pro maridinho que tinha levado uma queda de bicicleta. Agora quando o merido viaja pra fazendo pro mato eu mato minha tesão,minha carência de pica com meu cão Ralf, liberando minhas fantasia, ele é um amante silencioso, me fode gostoso e ninguém vai imaginar que uma pacata dona de casa fode com um cão..Aprendi todos as manhas, fiz meinhas de tricô pra patas dele não me arranharem as costas, aprendi a passar mel na xoxota pra ele lambe, eu gozo muito assim.

Mas não esquesço o garoto meu vizinho, estou sempre procurando um papo com ele já bolei uma plano pra seduzi-lo, pra comer ele..

Comprei uma sainha branca bem curtinha uma calcinha vermelha tipo fio dental, e uma blusinha fina semi transparente, está tudo na minha gaveta gardadinho so esperando a hora de seduzir o garoto. Já bolei um plano infalível, uma tarde qdo estivermos sozinhos vou pedir pra ele vim aqui no meu quarto trocar uma lâmpada.

O que vcs acham será que da certo? Se de depois conto todo será meu segundo relato.

Beijos a todos..

Clarinha..





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


notei que na hora que falei maridinho ficou de pau durocontos transex mobilecontos porno eu amo caga na picapai com filha muito novinha contoseu quero ver a coroa instigando o marido com a calcinha fio-dentalcontos sado lesbico de incestorelatos de meninas que quando viu ja engatou com seu dogmulher de fio drntal dancando e abrindo bem as pernas con tirinha enfiada no bucetaocontos eroticos arrombando a gordaContos gay fazendo a barbamamae linda e brava/contosconto comendo a coroa gostosaconto erotico viado vai pro baile funk e da o cu pro travestigarotinho teen gemendo no pau e rebolando gostosocache:tCqBSJiMNvAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_6_13_orgias.html tirei a zorba vesti uma calcinha fui bater uma punheta olhando minha bundadepois anos de casado aventura contocontos ela gozou no meu dedo no metrôContos eróticos mãe nãominha cunhada casada estava sozinha na noite em casa contossou branca e sempre quis da aum mulato mas sou casada contos cavalo e pônei cheio de tesão tentando dar em cima da mulherConto erotico esposa com dogsexo gemidosssmulher só de fio-dental e buchudo querendo transando com homemconto com a cunhadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteaposta vestido de mulher contocontos eroticos a dona da lanchonetecoroas de bucetas grandes conto eróticoscontos eroticos transformado em putacontos eroticos esposa na de bronzearcontos eróticos comendo a sogra de como eu souminha irma envagelica encestocontos eroticos seioscontos eroticos creme para a bocadesemho porno ai papai gozo dentro viuPorn contos eroticos escrava gangbang humilhadarelato erotico meu cachorro comia meu cuzinho quando meninaContos rasga o cu filhinha[email protected]A briga do casal contosContos de maes de bunda grande contos eroticos,ai ai mete fodecontos eroticos seios grandes de leitecontos eroticos traindo marido ao ladoconto eu e minha esposa nua na piscinaconto gay tirei o atraso do meu primosempre dou uma escapadinha contoscontos eróticos de mãe comendo cuzinho do filho mais novo inversão de papeiscontos eróticos infânciaVer buceta mulhere mas buntuda do mundo fodida no onibus por coroa contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente"que buracao" gay contogozando pelo cu contos eróticosconto minha mulher gostosa da academia trepa com os personais e amigo,scontos eroticos de pau gigante arregassando bucetaCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA EScabelos lisos ate na bunda de dar invejaver bpceta bem grandecontos eroticos de esposa safadascontos eroticos arrombando a gordaComo me tornei a cadela do meu padrato contos eróticoContos eroticos de velhas com mais de 70 anoscontos de coroa com novinhofodida junto com o marido contos eróticoscache:R-bg7J8nF7YJ:https://mozhaiskiy-mos.ru/m/conto_14382_mamae-velha-mais-bucetuda.html conto porno-minha mae e minha avoContos De maridos q empresto a esposacontos eroticos com transgozando pelo cu contos eróticosconto esposa transa com marido se exibe pra molecadacontos gay pai bebado suadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto comi esposa do meu irmao e gozei dentroContos eroticos tira a camisinhamunher tira a roupa e faz putaria com sua primagritando e pedindo pra nao botar pois doi pra nao perde o cabacocontos de coroa com novinho