Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA AFILHADA QUE SAFADINHA II

Minha afilhada que safadinha II



Continuação do conto I.

Oi pessoal vou continuar a gostosa historia com minha afilhada.

Os dois dias seguintes foi de muita cumplicidades e sedução por conta de Aninha, teve momento que minha mulher tava no banho e eu e ela na sala com minha filha brincando que ela não perdia tempo de me provocar usando roupa curta e ficava de 4 brincando com minha filha com a bundinha empinada pra mim, até pegar no meu pau me deixando excitado e sem jeito, tinha ate de sair de perto tomar uma água e me recompor se não minha mulher ia notar eu excitadíssimo.

Dois dias depois apás almoçar foi pro meu quarto dormi um sono, minha filha tava com minha sogra já que ela cuida dela, e 1: 30 hs Rosana foi pro trabalha.

E pra minha felicidade eu fui acordado por volta das 2: 00 hs pelas mão de aninha alisando meu corpo. No que abri os olhos vi aquela carinha de menina cheia de tezão me alisando e mordendo a boquinha.

Nossa aninha que supreza gostosa! AH padrinho achei que não ia ficar mais sozinha contigo! Mais é perigoso aninha! A madrinha já foi trabalha e fechei a porto. Tua hem menina! E foi logo alisando meu pau. Humm Aninha essa boquinha me mata de tezão, padecia se diverti e foi chupando todo meu pau meu saco me fazendo gemer. Ai me ergui acabei de tirar minha bermuda e deixei ela toda peladinha na minha cama que visão mais linda. Ai pode chupar aquela menina toda e com calma, chupei, mordisquei muito aqueles seios lindos e gostosos ela fechava os olhos e gemia e as vezes abria me olhava mordendo a boquinha, quando deslizei para aquela bucetinha sem pelo depiladinha e cheirosa chupei como se fosse a ultima fruta da face da terra e aninha so gemia e se contorcia. Ai a verei e fiquei por baixo assim ficamos num 69 nessa posição passei a chupar sua buceta e o cuzinho com isso Aninha chegava a morder meu pau como era bom botar a língua no cuzinho e ver ele se contrai até mordei minha ligua.

Com isso aninha se virou e veio por cima de mim e pegou no meu pau e foi encaixando na bucetinha so fiquei vendo a sena e curtindo e Aninha foi mexendo e assim a cabeça bem melada entrou ela apoiou os braços e mim os joelhos na cama assim ela foi descendo e o pau entrando aos poucos eu alisava seus seios e ela me olhava com muito tezão e mexia lentamente os quadris pra meu pau entrar cada vez mais. Quando sentir o pau quase todo dentro foi me sentando na cama com ela encaixada no meu pau.

Nessa posição ela ficou toda dominada por mim, chupava seus seios movimentava ela pelo quadris fazendo meu pau entrar e sair.

Nossa Aninha não podia imaginar que tu já fodia assim gostoso tas ficando cada vez mais gostosa.

Agora vai mexendo e rebolando delicia do padrinho. E Aninha não perdia tempo. Assim padrinho? Sim Aninha! Hummmmm. Nesse vai e vem eu fui socando cada vez mais fundo e rápido e aninha foi gemendo. Humm padrinho bota mais aiiiiii vou querer todo dia quero ser sua sempre e alucinada ia falando, falando até não tava aguentando mais tirei ela de cima de mim e ela já entendendo foi seca no meu pau e acabei explodindo num gozo gostoso que melou aquela boquinha linda e minha barriga toda.

Vem aninha vamos tomar um banho que estamos todos melados e suando desse clima e calor. No banho pude lavar aninho todinha e chupar de novo aquele peitinho e comecei a chupar sua bucetinha fiz ela se virar pra parede e assim pude chupar ela pro trás assim chupava do grelinho ate o cuzinho! E que cuzinho rosadinho mais o que mais excitava Aninha era quando eu botava a ligua toda dentro da bucetinha dela e em seguida sugava toda a bucetinha pra minha boca que a fazia ela se contorcer todinha. Aaaaa padinha que delicia! Hummm não para, não para.... em seguida fiquei de pé e comecei a bincar com o pau no meio da bundinha dela. Ai virei Aninho e a fiz se ajoelhar e me chupar até meu pau ficar bem duro. Vem aninha se apáia na parede empina bem essa bundinha que vou meter por trás. Não padrinho na bunda não eu sou virgem! Calma Aninha vou meter por trás mais nessa bucetinha! Ata padrinho! E assim fui metendo cm por cm botava um pouco e tirava até coloca ate o talo, e me posicionei bem atrás dela e comecei um vai e vem dando tapinhas na bunda e metendo fundo. Vai aninha meche bem os quadris isso, isso e fui aumentando cada vez mais o ri timo tas estocada que fazia com que aninha ficasse na ponta dos pés. Aiiiiiii padrinho, aiiiiiiii padrinho que gostoso, que gostoso e nesse ri timo sentir seu corpo tremer ela gemer cada vez mais e gozar e suspiras.

Em seguida foi minha fez de sentir meu pra inchar tirei de dentro e gozei em suas costas e bunda nossa que delicia que tezão so de lembrar...

Assim acabamos nosso banho nos vestimos e fomos tomar um café que já eram quase 4: 30 da tarde.

E Aninha ainda ficou mais uma semana conosco se tocar mais no assunto de ex. mais sempre com muita provocação e sedução.

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de Huum Pauzao papai ..ai mete vaiconto cunhada sheila adora dar a bunda quando marido sai para trabalharmeu padrasto meteu na minha buceta, contoscontos eroticos arrombando a gordacontos exitantes meu marido dormindo bebado e eu com outro do ladovideos de pau ficqndo ficando durocontos erotico filha chupando o pau do pai enquanto ele dormecontos titia mando eu arromba seu cu gordoconto da mulataconto erotico minha namorada cuidado de mimcontos minha filha gemia no quarto delacaralhudo contocontos eroticos sou tarado na sua bundonavideos de molhe rosado a buseta na onttra e gozandocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos casal de coroa fazendo suruba com travecoContoseroticosdesolteirascontos minha cunhadinha da bucetinha bem pequenaaposta inversão contos eróticosContos eroticosInocentes de calcinhas conto erotico dra valeria trepa com labradorconto erotico homens velhoscontos de coroa com novinhocontos minha cunhadinha da bucetinha bem pequenacontos eroticos arrombando a gordacontos erotico, dei pro dois amigos do meu filhonua e corpo inteiro melado de margarinaconto porno o mendigo e seus cachorro comeu minha mulherAmigo do meu filho dotado Contos eroticoseu gordinha arregacada por um roludo contoscontos genro bem dotado arronba o cu ds sograsexo em okinawa casada flagaamanda boquete contoscontos esposa gozada para o maridofui chupadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteufa ufa ela senta fode e chupacontos eroticos marido e esposaEnquanto a obesa dormia bebada contovoyeur de esposa conto eroticocontos novinha rabuda deu p paiencochada com vestido fino crentinharelatos dp crenteso cu engoliu o pau muito grande contoscontos eroticos meninos pintinhocontos eroticos deixando aparecer a calcinha em casa provocandoa filhinha do meu amigo contos pornomeus aluno roludo contoscontos gay papaimae short filho conto incestoContos enrabadas no canilcontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travesticontos putona tia marta sua bundaminha filha fudendo com nosso impregados contosela me endinou a roçar grelo com gtelo/contoContos erticos trouserao meu marido bebado pra casaContos herotico de lesbica entre mãe e filhinhasgay na dp de pica gg contoscontos irma 45 anosconto porn dando pro comandantetransei com a sogra contosmolestei minha filhinha contos eroticosconto erotico fui no pagode e comi um travestiLóira safada narra conto metendo na coberturafoi buscar a cunhada para a festa e meteu gostoso nelacontos eroticos o garotinho e os caralhudosno cuzao da coroa casada contosexo gostoso foda maravilhosa grita quando o pau entra ui delicia mete essa vara na minha buceta no meu cu chupa a minha buceta vai porra ai que gostoso essa pirocaEstouraram meu cuzinho na viagem contostomou viagra e meteu na esposacomendo a cunhada contoso cu mais largo do mundo contosContos eroticos levei de um activo negroContos quero goza muito na minha filha quando ela nascecontos de sexo com animais rasgando com forçacontos eroticos arrombando a gordaContos reais de sodomia