Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PINHA PRIMEIRA VEZ NA ÉGUA E NO MEU AMIGO

Esta histária aconteceu comigo em uma época que morava em uma fazenda como todo garoto de fazenda tinha minhas peripécias com animais, mas não comecei sozinho vou contar como foi. Na fazenda onde morávamos tínhamos vários cavalos e eu cuidava deles na verdade usava um pretexto para ficar andando a cavalo o dia todo e não ir para escola. Havia uma égua que eu gostava muito de andar com ela por ser um animal muito dácil. Certo dia veio em nossa fazenda um garoto que me chamou para passearmos pelos pastos a cavalo eu peguei esta égua e ele foi com outro cavalo, um pampa que tínhamos, ficamos andando por varias horas passando por matas fechadas e nos divertindo como qualquer garoto havia em um local da fazenda uma casa abandonada que ficava perto de uma rede de transmissão de TV, ele então disse para pararmos ali ficamos jogando conversa fora, de repente ele se levantou e foi mijar, não pode deixar de reparar no pinto dele, era enorme grosso escuro, bem diferente do meu, pois era na época muito novo, ele deveria ser uns três ou quatro anos mais velhos que eu. Despretensioso ele me falou se eu já tinha transado com alguém, falei que não, sá troca-troca na escola mesmo, ele então me disse que tinha um jeito para eu transar sempre que quisesse, apontando para a égua que estava amarrada perto de nás, eu fiquei meio surpreso com a ousadia dele, e fingi que não entendi o que ele falou, mesmo eu já tendo tentado outras vezes pegar a égua, mas acho que por falta de pratica nunca havia conseguido. Ele me mandou segurar a égua perto de uma parede, tirando o pau para fora deu uma cuspida na cabeça, ergueu o rabo da égua e foi colocando até entrar tudo, embora a diferença de tamanhos do pênis dele para o de um cavalo fosse imenso a égua deu uma mexida como se estava gostando e se ajeitando para entrar tudo. Fiquei ali olhando ele comer a buceta da égua como se fosse a ultima mulher do mundo, não aguentei e fiquei de pau tão duro que latejava dentro de minha calça, depois de gozar na buceta da égua ele tirou o pau e ficou acariciando a cabeça, enquanto me olhava, ele me perguntou se eu alguma vez havia visto um pinto tão grande como o dele, balancei a cabeça negativamente, então ele me disse se eu queria trepar na égua também, falei que estava louco de vontade, procuramos uma janela que estava um pouco mais alta onde eu pude subir ele chegou a égua bem perto da parede e puxou o rabo dela para traz, a bucetinha dela piscava ainda por causa da trepada com ele, coloquei meu pau pra fora e enfiei tudo nela, o tesão era tão forte que gozei quase que imediatamente, ele deu uma grande gargalhada me falando que eu era muito “fraco”, então ele ainda com o pau duro me falou para chupá-lo, achei aquilo estranho e a principio fiquei receoso, mas como estava doido para saber como era fiquei de joelhos na frente dele e coloquei aquele pau grosso e com um gosto estranho em minha boca, ele me falou para chupá-lo como se fosse um pirulito, depois de alguns minutos chupando sem parar ele disse que ia gozar então tirei ele da boca pois não queria ter porra em minha boca, ele virou para o lado e gozou um jarro enorme que espirrrou a metros de nás, ai ele me falou que já que eu era “fraco” na trepa se não queria treinar mais comendo o cu dele. Aquilo me deixou confuso, mas como estava com o pau duro outra vez e com muito tesão e a sensação de comer a égua foi maravilhoso resolvi entrar no embalo, ele ficou de quatro em minha frente arrebitou a bundinha e me mandou enfiar meu pau tudo nele, cheguei bem perto do cuzinho dele e coloquei a cabeça na entrada e fui empurrando, não entrou pois estava seco de mais, ele então com uma rapidez incrível se virou e deu uma enorme chupada em mim que por pouco não gozei, se virando outra vez ele disse: agora vem que entra, coloquei então de novo na portinha dele e empurrei com uma força incrível ele deu um grito de dor e em seguida começou a rebolar em meu pau, me mandou passar a mão na frente dele pegar em seu pau e bater uma punheta enquanto ia estocando aquele cu apertado, ele gemia e me mandava empurrar mais forte fui aumentando o embalo numa batida frenética até não segurar mais e gozar outra vez enchendo o cu dele de porra. Ele virou deu uma chupada no resto de porra que eu tinha no pau, se levantou e me disse que não contasse para ninguém, claro que não ia. Foi uma experiência átima e como ele disse daquele dia em diante sempre que queria dar uma trepada era sá ir passear com a égua.

Um abraço a todos e até um práximo conto, espero que tenham gostado. Me enviem um e-mail contando o que acharam, [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contoseroticos assaltoconto comeu a namorada e a sograContos eróticos no cu não amorcontos de incesto fui adotad a para ser escrava sexualcontos eroticoscomendo aenpregada novinha e sua filinhainiciando um viadinho contoa minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos eróticos infância gay com gari heterocontos erotikos comendo o cu da minha madrinhaMinha mãe colocou silicone e ficou gostosa contoeu confesso caso de incestoporn contos eroticos escrava sexual no barLóira safada narra conto metendo na coberturase masturbar antes de durrmi faz bemcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteComo ter pernas grossas e quadril largo em 1 mêsapremira vez da fenandinhaContos eróticos molekas virgenscontos eroticos arrombou meu cu no quintalContos maes dando cucontos vizinha dona de casa tetuda caidacontos eróticos brincadeira de meninascontos eroticos casada comida no assaltoquase matei amiga da minha mae contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos sexo com a sobrinha dopadaSexo anal "nunca mais fui a mesma"contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMuleques aprendedo a bate puheita na ruaconto erótico evangélicocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos minha irman roqueirasuco de uma magrela trepando em pornô famíliacontos gay menino hormonio virou mulherdoeu meu cu entreu a maoMe Faz um Cafuné conto gaycontos de cdzinhas orientaisContos erotico comi minha irmã cadeiranteconto erótico de gay dando o cuzinho pro primo aos dez anoscontos xupo pau desde novinhaconto erotico bi com atendente de hotelmeu cu e meu genrodei a buceta para o amigo do meu filho contos eroticos gratisvídeos de sexo com mulher da b***** bem chorona e o cubo empinadinho bem durinhoeu vi uma pica toda arregaçadacomi um a menina de 14 contomasagista se marturbando no meio do espediente porcontos mordidinha na bucetaContos eroticos- meu pai me xingando no sexocontos irma fudendocontos eróticos bebadaconto erotico incesto sonifero filhacontos eróticos de professor Gaycontos eroticos sou uma mulher coroa e adoro tira a virgindade das mulecadacontos eróticos realizando a fantasia da minha mulher no nosso aniversário de casamentocontos eroticos arrombando a gordaVizinho come cu do vizinho nerd contos gaysconto engravideiContos reais de mulher com cachorroconto erotico sou empregada e viuvaminha filha fudendo com nosso impregados contoso maravilhoso mundo das bucetas tesudas gostozissimas ufa que deliriocontos erotikos moleke de menor comendo o cu da mulher casadaconto erotico fui corno ingenuoconto erotico cornogarotinho fodinho por adulto contosconto lambidasEu já não era mas virgem quando meu pai me comeucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecasa do corno de mulata traindo cu arombafocontos eroticos minha maefez um boquete em mimcontos de mulheres casadas que colocaram o dedinho no rabinho de seus maridos e eles adoraramconto vesti as roupas da minha madrasta e ela me fagrou