Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EXPLORANDO UM MENINO PELO OUTRO LADO

Olá a todos. Me identificarei como Circe e decidi vir aqui contar como comecei meu hobby de caçar meninos, pois imagino que mais pessoas têm tesão na mesma coisa. O site tem muitos relatos com "lolitas", mas poucos sobre o outro lado.



Sou branca, morena, não tenho corpo de mulherão mas até que tenho minhas curvas. Nunca fui de manter namorado, e minha vida sexual era ocasional... até este dia. Quando aconteceu eu tinha 21 anos e um emprego bobo no balcão de uma papelaria. Era muito comum que a dona saísse e me deixasse sozinha, muitas vezes o dia todo. O movimento era escasso e eu aproveitava para ler revistas de graça (ninguém nunca reclamou).



Num desses dias estava eu lendo sossegadamente uma Superinteressante (que na época ainda tinha textos com um mínimo de inteligência), quando percebi um barulho estranho e repetitivo vindo das estantes de revistas. Eram duas, e do balcão você não consegue ver direito quem está entre elas. Levantei e quando cheguei lá fiquei chocada: um menino mulatinho, sem camisa, havia colocado o pintinho para fora e estava batendo uma sem o menor pudor, a despeito de estar totalmente visível da rua, e com bastante proficiência apesar de aparentar uns sete, oito anos. "O que é isso, menino", eu disse exasperada, e ele retrucou: "Vamos trepar tia". Na hora meu rosto ficou vermelho de raiva. Quem aquele pivetinho pensava que era? Eu falei pra ele erguer o calção e ele: "vamos trepar tia". Nossa, eu fiquei mordida. Falei, ah, é?, e não sei bem como ou por que, mas decidi ensinar aquela criança mal-educada. Peguei ele pela orelha e levei para os fundos, fechando a porta (e deixando a loja aberta sem ninguém mesmo). A verdade é que já naquela hora eu estava perturbada com a situação, embora não fosse admitir pra mim mesma ainda. Aquele menininho praticamente pelado masturbando o pau do tamanho de um dedinho, falando que queria trepar... Eu tinha pensado em deixar ele de castigo, chamar a mãe, mas comecei a ficar com vontade de brincar de algo mais risqué.



Falei pra ele abaixar o calção. Coitado! Ficou todo feliz. Aí disse: "você foi muito malcriado e criança malcriada tem que apanhar na bunda". Ele fez uma cara de choro que eu quase perdi a pose e desatei a rir. O moleque estava se achando e agora não tinha como escapar. Falei "vem cá", firme. Ele veio. Botei ele no meu colo e ele ainda quis ficar de frente, mas o peguei pelos ombros e virei de uma vez. Ergui a mão e dei um tapa. Nossa! Aquela bundinha. Sá naquele momento entendi o quanto estava excitada. A pele dele era lisinha e suada, e a bundinha redondinha como a de uma menina. Dei outro tapa e senti minha xana escorrer. Estava morrendo de tesão. Nunca tinha sentido nada parecido. Fui batendo e a cada tapa eu quase gozava. Não resisti e comecei a demorar a mão, depois de bater ia alisando aquela bundinha até que fiquei sá nisso. Separei as nádegas empinadinhas e bolinei o cuzinho dele com o indicador. Seu pauzinho na hora deu sinal de vida. Eu não aguentei e comecei a me masturbar, enquanto brincava com seu cu. Comecei a falar bobagens: Então você está gostando do castigo, safadinho? Queria me comer e agora tá dando o cu pra tia? Bate punheta pra eu ver... Rebola a bundinha... Você é viadinho, isso sim... Eu pus ele no chão de joelhos, de quatro pra mim, enfiei o dedo sem dá, segurei seus quadris e insinuei um movimento... Ele não falava nada mas começou a rebolar bem bonitinho, enquanto mexia no pintinho... Aquilo me matou de tesão de vez, perdi a conta de quantas vezes gozei com aquela cena maravilhosa, sá de lembrar agora fico totalmente molhada... Até que ele gozou, sá um pouquinho de porra rala e transparente...



Eu não sabia o que fazer então disse pra ele sumir dali senão ia contar pra todo mundo. Depois fiquei super encanada, mas ele nunca contou pra ninguém. E foi assim que descobri meu fetiche. Votem se gostarem, se houver interesse eu conto de como conseguir fazer dois meninos se comerem... Foi a coisa mais bonita que já vi na vida...



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos iniciada pelo pai da minha amigaxvedeo porno cuadinha tava triste cuanhado animou fedendo elaconto erotico viado velho humilhado por macho dominadorcontos eroticos sou casada peguei carona com camioneiromasturbando pelo telefone contos eroticoContos erotico exibi meus peitos enormes pro papaiconto de quarentona a fuder com desconhecidocontos eroticos com sobrinhaContos eroticos de submissa e inversaoxotas que acabou de ser disvirginadacontos comi a amante do meu paizoofilia levei o cachorro para o celeirocomi a amiga da minha namorada contosporno conto mae gravedapunheta na infancia com amigocomeu cu da coroade 30anosscontos eroticos arrombando a gordavídeo de namorado faz bem aqui Amanda no Pou pelo jeito da sua bundaconto erotico dona de casa tranza com entregadoreschupando a buceta da minha vo dormindo contocoloquei tudo no cu da jovem contoPULAVAAI XVIDEOcontos comi minha cunhadasempre que saio com uma mulher levo a calcinha dela de lembrança contos eroticosLora dismaiando no cu no anal em tres minutos"ficou aberto" gay contoContos eroticos Mamãe putaChaves com tesão de Chiquinhamarido chupa seios quando está nervosoContos eroticos tia coroa da roçaboquete sem lavar baixarcontos minha esposa ainda resistecontos eróticos caminhoneiro seduziucontos eroticos de gordo dando o cu pela primeira vezcontos eroticos a menina lindaEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DI CALCINHA FETICHE OLHONDO ESELHO MINH BUNDAquero assistir pornô negra da bundona na Muralhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevidio porno enchada qualculadaconto erótico aninhosEu, minha sogra e meu marido-contos-incestocontos selvagens arregacei o rabo da minha esposaContos gay fui mulher de um coroaa calcinha toda travada no rabomulher gosta de ficar nua e corpo inteiro melado de margarinacontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosela pegou no pinto dele na marra mais ele gozouContos er pitao do paicontos eroticos arrombando a gordaconto erótico meu genro me transformou em p***conto gay pirocudo da academiaminha sobrinha puta contocontos eronticos tia levatou a saia de lado e setou em mimContos dei pro meu sobrinho e pro seu amigoPornodoido passistasContos eroticos de pai e filhinha pesadoscontos eroticos tios gordinhos tirando o cabaço do cu do sobrinho novinhoMeu cuzinho contoscache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html chaves metemdo pau em Chiquinhacontos eróticos frio chuvacontos gravidapai q come filha no sitiocontosconto gay sozinho em casa pepinoContos eróticos transei com a mãe casada do meu melhor amigocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteProvoquei e foi arrombada porno conto Contos eroticos ai mo seu pau ta me matando mete ai ai deliciosa aiifilho me fudeu na conacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecomendo a carlinha casa dos contosvem putinha vou te esfolar vadiazinha contoContos eroticos novinha virgem sendo arrebentada pela mulecadascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos estuprostravestiszoofiliafotoscontos de sexo com novinhas trepando com advogados