Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CADELA SAFADA

Oq vou contar a vcs fica sá entre a gente ta?, meu nome eh Carlos(fictício) tenho 19 anos, 1,78 de altura e peso em torno de 75 ~ 76 kilos, faço a ademia sou bem fortinho modestia parte, o ocorrido foi o seguinte...

Parecia tarde de um dia comum, era sexta-feira e eu estava na frente do meu computador lendo uns contos aki do site, sempre li contos aki e sempre achei muito loko oq as pessoas contavam aki, então decidi esperimentar para ver c era bom.

Continuando eu estava em casa vendo os contos então meu deu uma idéia ( eu nunca fuz sexo anal, embora já tivesse comido muitas menininhas com quem namorei, nunca me interessei por homens nem nada do tipo), no entanto eu senpre tive una coriosidade, como seria enfiar meus dedinhos no meu cu. então eu me posicionei, levantei uma das pernas, meio q deitei no sofá onde estava e fui tentar colocar meu dedo indicador la, como eu ja disse nunca tiha feito nada no cuzinho e por isso o máximo q eu consiguia era colocar a pontinha do dedo, então decidi facilitar, trouxe meu dedo ath perto da minha boca e cuspi bastante nele, então tentei enfiar no meu cuzinho, mas o máximo q eu consiguia era enfiar o dedo e logo tirva, pois sentia dor, então continuei tentando e nada, então tive a idéia de usar um pouco de mel para lubrificar, oq adimito foi uma puta de uma burrisse, o mel não sá naum ajudou como dificultou a entrada do meu dedinho e não sá isso, depois de um tempo, meu cuzinho começou a arder, e arder muito, estava queimando e eu naum sabia oq fazer, então vesti minha calça e decidi tomar um banho.

Foi ai q uma ideia me ocorrei se não podia enfiar meu dedo no meu cuzinho ia tentar uma coisa q sempre li aki nos contos e sempre me deixou excitado, ia deixar minhas cadelas brincarem com o meu cuzinho ( eu tenho duas cadelas a larissa e a marcia, ambas saum de porte médio e muito docéis), então desci ath a área de serviço abri a porta e encontrei minhas cadelas brincando np quintal q ficava na parte de trás da casa, olhei ára as duas e disse perfeito, fechei a porta arriei meu short separei bem minhas pernas e afastei minha bundinha pra ficar com o cuzinho exposto ( detalhe meus pais tinham saído e eu estava sozinho em casa).

Graças ao cheiro forte do meu minhas cadelas tiveram medo de esperimentar, então eu passei um dos dedos no cuzinho pra pegar um pouquinho sá de mel e dei pra uma de minhas cadelas q na hora adorou o gosto, assim levei meu dedo novamente ao cuzinho e ao tentar lambelo ela acabou lambendo bem minha entradinha, nossa q sensação, era deliciosa, uma língua molhada e babada passando pelo meu cuzinho q piscava querendo mais

ao sentir o gosto do meu no meu rabo, minha cadela começou a lamber vorazmente pra poder tirar tudo q pudia ela lambia e lambia e cada passada de sua línguinha gostosa eu me excitava mais e mais, quase naum me aguentava em pé.

minhas pernas tremiam e meu pau tava latejando muito eu pensei q ia gozar logo, mas akela posição estava me incomodando então tentei deitar e abrir bem minha bunda ficando bem arregaçado pra minha cadelinha, no entanto eu já tinha sido bolinado no cuzinho q o meu ja tinha acabado então ao chegar perto e cheirar meu reguinho minha cadela naum voltou a me lamber, foi ai q tive uma surpresa na falta do mel, minha cadela safada decidiu lamber outra coisa, e começou a lamber meu pau, a língua dela era aspera e ela lambia brutalmente oq inexplicavelmente sá aumentava meu tesão

depois de umas boas línguadas no meu pau decidi agradar um pouquinho minha cadela putinha também, então deitei ela no meu colo e comecei a passar meudedo na buceta dela, eu coloquei meu dedo dentro dakela pelinha q fica na buceta da cadela e senti q ela estava bem seca e eu naum conseguia encontrar sua entradia, pois sua bucetinha era bem pequenininha, então decidia q esfregar tudo q eu conseguisse enccontrar, foi oq fiz...comecei passando meus dedos pela buceta dela, mais e mais, então senti pelos meus dedinhos q ela tava ficando excitada, sua bucetinha tava ficando mais molhadinha e tava dilatando um pouco com sua buceta cada vez mais molhada e cada vez mais dilatada meu dedo acabou escorregando e entrando dentro do buraquinho dela, mas naum tudo, mais ou menos um terço, foi ai q me veio a felicidade, comecei a enfiar meu dedinho naquela putinha bem devagar e fui acelerando deixando ela mais esxcitava, a buceta dela naum parava de dilatar, tava aumentando mais e mais, quanto mais excitada ela ficasse maior ficaria sua xaninha.

foi então q meu dedo acabou escorregando todo para dentro de sua bucetinha, e ai foi a festa, eu começei a meter meu dedo alucinado na xana dakela putinha, tava metendo com muita força e meu pau latejava sá dos toques acidentais no cuzinho da cadela.

foi ai q decidi, pensei comigo mesmo: "eh hoje q eu como essa safada" e assim feito, eu coloquei ela de 4 (como c fosse difício) e começei a passar meu dedo pela sua entradinha q já estava bem meladinha, fui colocando meu dedo melado com o melzinho da cadela em seu cuzinho e enfiando pra ela se excitar abrir mais sua buceta preu meter meu caralho nela.

Apáis uito masturbar o cuzinho dela e já dessesperado pelo tesão deidi naum esparar mais, foda-se eu ia comer akela buceta de qualquer jeito, tava nem ai c ia doer e c ela latisse eu acelerar mais ainda

coloquei meu pau na entradinha dela e fui forçando, sua buceta apresentava muita ressistencia e ela começou a se contorcer, aquela sena sá aumentou meu tesão então enfiei meu pau com muita força dentro dakela cadela safada, ela latiu muito e chorou muito, mas eu naum estava mais conciente minha cabeça de baixo tomada pela tesão falou mais forte e eu começei a fuder akela cadela safada como c fosse uma de minhas namoradas, bem forte e bem rápido

nossa mas como era apertar akela buceta, meu deus eu mal conseguia me segurar, era a melhor sensação da terra, estar comendo a buceta de uma cachorra taum apertatinha.

eu continuei comendo ela mais e mais, ateh q naum aguentei mais tirei meu caralho da sua buceta, puxei ela abri sua boca segurei meu pau apontei pra garganta de la e deixei tudo sair, nossa eu gozei muito naquele dia, a minha cadela naum deve ter gostado muito do gosto porque deixou escorrer pela boca bastante e nem se importou em pegar oq caiu, mas depois dessa vez tive muitas oportunidades pra deixar minha cadelinha feliz, mas essa eh outra histária....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cunhado insistiu ate da uma rapidinha com a cunhadaconto gay crackFernanda jeitim nuaA obesa bebada caida de short contoconto fetiche apanhando da namoradabate papo gay em Santarém Parácontos eroticos infanciacontos bdsm gosto de levar chutes na bucetaamanda casamos grande cabeçudo contoscontos sexuais de jessica no carrocontos eroticos arrobei o cu da casada q conhecei na netcontos de filho comendo a mae no carro do pai pra lercontos eroticos eu minha esposa e os flanelinhas safadosconto de sexo sobrinha galinha parte 2quero ver contos eroticos entre irmao comendo o cu de suasmulheres que esquesero de vesti a causinha mostrano abusetacontos eróticos zoofilia meu primo comendo éguaconto mingau. de porracontos eróticos abusadacontos eroticos arrombando a gordaconto erotico casado deu cu nomatogozaram tudo no meu cu contofui currada na frente do meu maridomae desfilando de calcinha fio dentalcontos erotico enganada mae e filhaVer contos de mulheres no ciocontos erotico com minha sobrinha mais novacomi uma uma egua novinha contocontoseroticoscomcadelasencontrar vídeo de sexo amador com mulheres gordinhas do Arraial do Cabo viciadas em analnossa minha mae bu comer xvcasa dos contos minha bu eta e so para o dogcontos de negão advogado comendo loira clientecontos chupei um pintaodisputa sexual contos eróticoscontos incesto sogras gordasa primeira vez com homem casadocontos minha prima defisiete me viu batedo umadesde pequena adoro ser cadelaso deixo chupa minha bucetasó não doidão priminha gostosacontos minha enteada minha amanteo padrastoautoritárioconto erotico sougostosa e taradacontos/arranquei as pregas da mae e o cabsco das filhasesposinha chorosa: contoscontos erotico d tios tarado p sobrinhas d onze anosminha mulher foi faser uma tatoo e chupou contosContos eróticos gay comi o pai do meu amigocomi minha sogra e cunhada velha gorda feia contos eróticoscontos eróticos com gordaconto enfermaria cheiro sexo intensoconto erotco mendigominha filha veridicocontos peguei maninha virgem dormindoconto tia segurou sobrinho para ele dar gay Contoseroticosdepilaçaocache:Z27QSQh68NwJ:https://mozhaiskiy-mos.ru/m/conto_3473_meu-vizinho-fofo.html contos eroticos garotinha minusculaMinha madrinha ela mora sozinha com sua filha eu vou sempre na casa da minha madrinha fuder ela eu fui na sua casa ela tava sozinha eu fui com ela pro seu quarto eu tava fundendo ela sua filha chegou sem fazer barulho ela entrou no quarto ela viu eu fundendo minha madrinha ela disse pra minha madrinha que ela queria perder sua virgindade da sua buceta minha madrinha disse pra ela tirar sua roupa pra ela deitar na cama eu chupei sua buceta virgem raspadinha minha madrinha disse pra ela chupar meu pau ela chupou meu pau minha madrinha disse pra ela abri bem suas pernas minha madrinha disse pra eu meter meu pau bem devagar na buceta virgem dela conto eroticomãe não deixa filho fude.com ela.na.vuzinhacontos meu marido ajudou amigo dele me comerContos er pitao do painunca tinha visto um pau tão grandecontos eroticos novinhasobrinho viadinho da titia tarada conto gaycontos eroticos de pastores cadetudocontos eroticos o dia que o pasteleiro mim comeuContos eroticos selvagens brutais incestos com xingamentos surrasconto minha vizinha de doze anos ficava se exibindo pra mim eu a fodititiocolocadevagarVer casadas falado de conto eroticos que corneo o marido com homem do pau bem grandeconto comeu a namorada e a sograconto erotico gay coroa viuvo faz viadinho de femea  entao fiquei sozinha com o meu pai , no primeiro dia vi ele tomar banho e vi o