Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A INICIAÇÃO DE MIXELLE ( PARTE I - A FAZENDA )

A iniciação de Mixelle ( Parte I - A Fazenda )



Para quem ainda não leu o conto anterior na qual relato a aventura de Mixelle com meu dog Thor, leia ele antes para poder entender este novo conto.

Vamos lá, depois da experiência dolorosa, porem prazerosa de Mixelle com Thor fiquei sem contato com ela por mais ou menos uns 6 dias, não sei o porque mais ela me evitava no MSN e já não ligava mais para mim,conversei com uma amiga e praticante de Zoo também do Rio Grande do Sul, seu nome é Joyce ela conversava diariamente comigo no MSN e lá trocavamos varias idéias e experiências sobre zoo. Até que um dia a noite estava eu on-line com Joyce e derrepente entrou Mixelle, meia tímida digitou um singelo.: Oi, tudo bem?

Eu prontamente estava rápido no gatilho e correspondi seu boa noite, aos poucos começávamos a conversar e foi ai que tive a idéia de convidar Joyce para a conversa, pois sendo nos três tarados por zoo conversando reservadamente no MSN sei que boa coisa não ia sair... Hehehe feito o convite nossa amiguinha safadinha Joyce entrou na sala e começamos a tc. Joyce nos contava com detalhes suas experiências, trocavamos idéias e duvidas, ao mesmo tempo em outra sala eu falava a sos com Mixelle com minha webcam ligada, dava pra ver a expressão de tezão, desejo e exitação de Mixelle na pequena tela da cam, eu e Joyce conversávamos muito mais Mixelle meia tímida apenas lia e fazia alguns comentários, foi quando Mixelle tomou coragem e perguntou a Joyce se ela chupava seu dog, Joyce riu e falou para ela, sempre amiga adoro chupar meu dog e sentir seus liquidos jorrarem em minha boca. Mixelle mais exitada ainda perguntou? E qual é o gosto que tem a porra de um dog Joyce? Joyce a repondeu e lançou uma contra pergunta e um comentário. Hehehe sua bobinha, já li o conto de meu amigo na Net e sei que você se divertiu muito com aquele dog maravilhoso dele o Thor e sei que você aguentou aquela deliciosa picona dentro de você com a bola e tudo, na hora Mixelle ficou meia calada, não respondia nada e eu pela webcam em outra sala aberta pude ver sua expresão de tezão e ao mesmo tempo sem graça e incabulada ela respondeu.:

Nossa amiga, nem me lembre disso, o Jhony conseguiu realizar uma fantasia minha a tempos até agora fico a pensar como consegui suportar aquele rolo vermelho de carne, pulsando dentro de mim e me lavando com seus jatos de porra quentinha,sentia o meu útero sendo lavado por sua porra quente e viscosa nunca gozei tanto como gozei em minha vida, quando sua bola entrou e inchou-se dentro de mim senti-me totalmente empalada, dominada, engatada como uma cadela vadia ao meu macho, meu cachorro tezudo... Antes mesmo de terminar Joyce a enterrompeu e disse nossa amiga para, para que já estou toda melada aqui, meu sonho é ir ai no Rio e sentir de perto toda a extensão da tora do dog do Jhony, saiba que você é uma previlegiada e eu a invejo por isso sua safadinha, sonho dia e noite ficar literalmente engatada com um dog gigante, sendo ali sodomizada, estuprada por uma bola enorme de carne dentro de minhas entranhas anais e vaginais, enquanto isso não acontece brinco com meu doguinho aqui de 6 meses. Rimos os três juntos e Mixelle falou, Joyce eu tenho um dog mais ele é de porte pequeno, eu sempre fui tarada por Zoo, leio contos vídeos, fotos tudo a respeito me exita mais o que mais me exita são dogs gigantes como o do Jhony, era meu sonho ser comida bem gostoso por um dog deste tamanho, deste porte e enfim nosso amigo me satisfez... Joyce a interrompeu e falou lhe satisfez e se satisfez ne amiga, pois segundo o conto ele ainda comeu gostoso o seu cuzinho não foi? Rsrsrsrs

Ai,Ai falou Mixelle nem lembra que eu já estou aqui louca de Tezão, minha buceta já esta latejando, meu grelo duro e minha calcinha ensopada... Rsrsrs

Interrompi as duas e falei, e eu já estou aqui todo melado de pau duraço, as duas riram e Mixelle falou deixa eu ver, se referindo a webcam ligada em dividual com ela, prontamente virei a web para meu pau e exibi minha pica branquinha de cabeçona rosada para Mixelle que mordeu os lábios e falou.: Nossa que delicia!!!

Mixelle já tomada pelo tezão e Joyce também começou a nos contar suas experiências apás a dura envestida de meu dog Thor contra ela. Ela nos confidenciou que masturba quase que diariamente seu dog, e que se exita muito ao sentir seu gozo quente e viscoso na sua mão, como seu dog tem um pau pequeno ela ainda não consegue dar para ele, mais brinca gostoso com o danado e arrisca umas lambidas na pica do cachorrinho, o que deve deixa-lo louco de tezão, Joyce também na hora contou que chupa muito seu dog, ela adora sentir o gosto salgado e viscoso do leite que seu dog goza em sua boca, e sonha o dia em que ele crescer mais para poder senti-lo dentro da sua buceta sedenta por um pau canino. Joyce teve de sair e como já era tarde perguntei se poderia ligar para Mixelle para conversarmos melhor. Ela falou que sim pois o marido estava trabalhando, prontamente liguei para Mixelle, escutando sua voz meu pau já fica duro na hora, ao conversarmos Mixelle me confidencia algo... Ela me diz que estava muito exitada na conversa mais sem graça ainda com Joyce mesmo sabendo que as duas não se conheciam ela me confidencia que sumiu uma semana pois tinha ido a convite de uma amiga para Minas Gerais para a fazenda de seus pais, e que chegando lá foi recebida pelos pais da menina e também um dog Gigantesco de raça Mastim. Logo que ela viu o dog suas pernas bambearam, seu coração disparou, e sua bucetinha piscava sem parar com seu grelo duro a tocar na calcinha, ela estava em transe, não parava mais de olhar o tamanho do saco rosado da animal a balançar entre as patas grandes e viris. Mal comprimentou os pais de sua amiga e meia que vidrada no seu futuro Ogoz, enguliu uma ou duas salivas e perguntou ao pai de sua amiga.: Oi seu Jorge este cachorro é manso?, nossa ele é gigante da até medo...

Seu Jorge riu e falou.: É sim Mixelinha, bem manso depois que acostuma com as visitas. Mixelle adentrou a casa com as malas e não tirava os olhos do animal, já eram umas 22:00 da noite quando chegaram aproximadamente e a noite em seu quarto Mixelle se masturbou inúmeras vezes, enfiando seus dedos na buceta melada e quente, imaginando estar recebendo aquele dog dentro de si. Enquanto ela me contava isso eu já estava com meu pau nas mãos me masturbando freneticamente, apertava a cabeçorra, abria e a fechava com voracia esperando o momento certo para gozar na webcam e deixar Mixelle se deliciar com a visão de meu pau a explodir em goza para ela ver.

Mixelle continuou seu relato e falou me.: No outro dia pela manha acordei cedo e desci para tomar café minha amiga Roberta já estava acordada e pronta para cavalgar, tomei meu café o fomos andar a cavalo, eu meia que sem jeito quase cai do cavalo quando o montei, seu pai fora conosco e seu dog também. Adentramos na Fazendo, passeamos bastante, rios, colinas,pastos e sempre acompanhados de tio Jorge, Roberta e seu dog. Uma certa hora eu queria fazer xixi e desci do cavalo e escondi-me atrás de umas arvores baixas, já estava acabando quando olho para o lado e vejo aquele mostrengo ao meu lado, tomei até um susto com o tamanho do bicho, levantei minhas calças e para minha surpresa onde eu havia mijado o dog cheirou, cheiro e urinou em cima, pude reparar a ponta da picona dele de relance, imaginei que essa deveria ser do tamanho da que eu aguentei de Thor, subi no cavalo com a ajuda de seu Jorge e voltamos para a Fazenda. Durante uns quatro dias, fui brincando com o cachorro e pegando sua confiança, as vezes sem ninguém perto olhava para um lado e para o outro e com medo e ousadia escorregava minhas mãos no soco gigante do cachorro e sentia o enorme volume que se escondia dentro da capa de pelos, isso me exitava muito e me deixa ter errepios e calar frios intensos. Faltava dois dias para irmos embora e minha exitação já estava a flor da pele. Durmi cedo nesta noite e mais uma vez me masturbava freneticamente, e já estava acostumando minha xaninha para tal copulação, esfregava meu grelo e introduzia dois, três e tentava até quatro dedos na minha buceta para tentar acostuma-La a receber um pau maior e mais grosso que o normal. Quando acordei, coloquei um shortinho jeans um casaquinho e desci, procurei por Roberta e seus pais e nada, adentrei na cozinha e colado a porta da geladeira estava um bilhete. Mixelle fomos a cidade fazer compras, como estavas dormindo não queríamos acorda-La voltaremos a tarde La para as 15hs, olhei meu relágio e vi que eram 09:00 da manhã. Ao olhar para a porta da sala meu coração quase explodiu de tão rápido que bateu, parado na porta estava o meu sonho, o meu dog, meu futuro objeto de prazer. Fui La fora e olhei para a estrada ela estava vazia, sem carros sem nada, como uma fazenda fantasma, aproximei me do dog e fui acariciando ele, brincando com ele, sentei me no sofá e aos poucos ia lhe alisando, acariciando até que criei coragem a acariciei com toda a vontade e tezão seu saco, nossa!!!! Como era grande, rosado e com ovos enormes, minha buceta já estava a ponto de brasa, quente e úmida, pronta para ser a fêmea daquele macho gigantesco e viril, num ato insano o segurei pela coleira e o levei para cima, tranquei a porta do quarto e fiquei peladinha, eu mesma podia sentir o odor de minha buceta exalando no quarto, o cheiro de fêmea exitada, fêmea no cio, pronta para copular, ser usada, comida, deflagrada por aquele monstrengo que estava ali a minha frente. O dog sentiu meu cheiro e veio a cheirar minha xaninha, sentei me na beira da cama e ele sem demoras deu a primeira lambida, nossa, na hora, exatamente na hora meu corpo se estremeceu todo, sua língua adentrou fundo em mim, ele enfiou seu focinho quase dentro de mim e lançou sua língua no interior de minha buceta, senti uma, duas linguadas, estremeci-me toda de novo e comecei a GOZAR!!! Eu estava louca, estava possuída pelo TEZAO e DESEJO queria mais uma vez ser uma cadela, uma vadia entre as patas de um dog voraz e dominador. Tentei ficar de pé minha pernas bambas se firmaram, foi quando aquele monstro ficou em duas patas, nossa como ele era enorme muito maior que eu, fiquei com medo, tive arrepios profundos e tentei esquivar-me mais ele com sua força me derrubou cai sentada na cama e pude ver a ponta do mastro de carne sair, nossa seu pau já estava a espirrar porra, uma das espirradas atingiu a minha perna, onde recoli o liquido com o dedo e o pus na boca, sua goza era salgada, parecia soro fisiolágico porem viscoso e branco, pensei devo estar ficando maluca!!! Estou prestes a ser fudida por ele, agora é sim ou não. Tremula e temerosa ajoelhei me ao lado dele e comecei a punhetalo, seus liquidos escorriam por entre meus dedos, sentia jorrar aquele leitinho quente e viscoso a emaranhar-se em minhas mão, não aguentei e pus me de quatro. O dog montou em mim, meus joelhos na cama, as mãos apoiadas no encosto, tive de suportar todo o peso de seu corpo em meus quadris e sentir uma tora a bater freneticamente nas minhas coxas, a sua pica batia na esquerda e direita, até que numa estocada certeira seu pau afundou-se dentro de mim... Deiu um urro!!!!! Ahhhhhhhhh!!! Ahhhhh!!!

Acho que meu grito poderia ter chegado e ser ouvido a centenas de metros mais eu estava ali sozinha, a mercer daquele dog gigante.

Senti-me sendo deflorada, a cada estocada sentia minha buceta delatar, delatei-me ao maximo e mesmo assim a dor era insuportável, meu prazer estava longe pois naquele momento so sentia dor, o dog estava feroz e voraz socava forte, sem dá nem piedade tentei sair e sem querem posicionei me melhor para ele, foi quan do senti uma bola gigantesca forçar a entrada de minha buceta, mais parecia uma laranja, ele socava e socava e eu já sem forças ao entrar sua bola de carne desfaleci, desmaiei sem forças, minhas pernas caíram para fora da cama e meu tárax agora estava apoiado no colçhão, eu estava imável, inerte sendo deflorada, estuprada, dilacerada pelo maior dog que eu já tinha visto em toda a minha vida. Não sei quanto tempo fiquei fora de mim, mais quando fui retomando a consciência eu estava engatada com ele, sentia um desconforto dentro de mim, um objeto redondo pulsando em meu colo do útero, minhas coxas e o chão de tabuas corridas estavam lavados de semem, sentia o bixo pulasar inúmeras vezes, e a cada pulso uma golfada de semem era despejada dentro de mim, minhas coxas tremiam o chão já estava escorregadio e não apoiava mais meus joelhos, fui me levantado de vagar, e aquela pulsação do pau daquele Demonio Peludo dentro de mim me fez sentir um arrepio profundo,me extremeci, me arrepiei, e rebolando devagar naquele monstruoso tubo de carne comecei a GOZAR, gozei sem parar tive espasmos e orgasmos múltiplos,e na hora que achei que era sá prazer o dog resolve se desacoplar de mim,saiu de cima de mim e ficamos colados, bunda a bunda ele forçava suas paras para frente tentando sair e minha bucetinha recusava-se a abrir-se, apermitir a dilatação necessária para que aquela laranja de carne sai-se de dentro de mim, mais uma vez senti uma dor inexplicável agora seu pau estava mais duro e inchado que nunca ele literalmente arrastou-me pelo quarto, fui feita de cadela para um lado ao outro, senti uma presão enorme dentro de mim, eu chorava, de arrependimento, estava confusa, sentia, dor, angustia, tezão e culpa e quando eu puxei me para frente e ele andou para traz urrei mais uma vez!!! Gritei, chorei, estremeci dos pés a cabeça, fiquei tonta, arrepiada e desfalecida, pareciaa que estava a parir um filho de tanta presão que senti quando saiu aquela tora de dentro de mim, seu gozo espirrou longe, uma cachoeira de porra e sangue escorriam, minavam de dentro de minha buceta, as laterias de minha buceta estava ardendo, provavelmente cortadas por tão violenta dilatação, mais ao mesmo tempo uma sensação confusa e insana vinha a minha cabeça. Desfalecida olhei para o pau daquele dog e assustei me ao ver o que acabara de sair de dentro de mim, seu pau era descomunal, algo inimaginável gostaria de poder descreve-lo em detalhes mais me faltaria palavras, uma pica vermelha grossisima com poucas veias, e tinha com certeza mais de 30cm de pau e no final uma bola de carne vermelha inchada do tamanho de uma laranja, jamais pensei que seria deste tamanho, se soubesse nunca me arriscaria, ainda com fortes dores e lagrimas nos olhos sentei me na cama e ao sentar senti uma quantidade enorme de porra a descer pelas laterais de minha buceta e molharem todo o lençol, no chão estavam as marcas de uma copulação animal...

( Neste momento eu na webcam avisei Mixelle que iria gozar, e ela se masturbando comigo pode presenciar esguichos de sêmem a saírem da cabeçorra rosada, eu gemia, grunia e expelia meu GOZO ali, ao vivo para o deleite de minha putinha,e ela gozava junto comigo se masturbando e relembrando toda a cena em que vivia naquela fazenda. ) Mixelle já cansada e totalmente satisfeita, gemia baixinho para mim no telefone e olhava com tesão para minha pica dura e toda a goza que escorria por ela e dentre meus dedos, e no final falou assim.

Meu safado a sua cadelinha esta louca para dar para seu Thor de novo, e ao mesmo tempo sentir essa pica maravilhosa a fuder o meu cuzinho como da ultima vez meu safado!!! Vamos marcar para eu ser a cadelinha de você de novo vamos??? Eu olhei para ela e falei a hora que você pude é sá me ligar sua putinha safada... Hehehe...



Espero que tenham gostado de mais um conto, e que tenham se masturbado muito e gozado gostoso... ( Obs.: Não estou mais add pessoas que não tenham webcam no meu MSN ok. De agora em diante so add mulheres e que tenham webcam, um abraço do amigo Jhony. Aguardem os práximos contos!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de gays sendo arrombados por varias rolascontos zoofilia gaycontos de envagelicas encoxadas e fudidas na frente do maridocontos eroticoso passeio de barco eu meu marido e nosso peaometeu no cu dela a força mas entrou parte1eu liberei minha esposaconto erótico a coroa tem um bucetao que deixa marca no shortinhoeu e a amiga da esposa contoContos eroticos arrombada por 35cmchaves comendo cu da chiquinhameu vizinho fica me olhando de shortconto eróticos fiz tesoura com minha. lésbicas empregada lésbicascontos porno velhos e meninascontos de seios de sobrinha novinhaContos eroticos : a amiga japonesa da minha maemarido corno/contosContos Eróticos Nega bebada de leguincontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteeu de shortinho socado em casa contoscontos eróticos de irmão comendo a irmã pequenininha novinhacontos inserto fatos reais gaydona de casa novinha sendo arrombada por varios amigo do namorado conto realeu quarenta anos meu sobrinho chupava seu paucontos eroticos namorada virgem do cornocontos gravidacontos eroticos com a velha vizinha cabeludaconto vesti as roupas da minha madrasta e ela me fagrouestuproscontoseroticoContos.eroticos..de.incesto.no.dia.decasarcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de sexo depilei minha bucetatodos gozarao na minha bucetaBianca trabalho conto eroticoContos eroticos de filhas adolecentes e papai com rola grossacontos lesbicos princesa chupa princesacontos esposa sentiu uma rola gigantelora baixinha de fildental cpm a buceta rasspadinhaContos eroticos comendo o sgt de dia no quartelconto erótico currada pelo fazendeirocontos meu padrasto so queria as pregascontos eroticos arrombando a gordacontos picantes seduzindo o cunhado sem querermeti o cacete na maninha contoconto erotico irma estrupada pelos pedreirosboa f*** mulher leva travesti para comer o maridooai fudendi a noivaContos eróticos /estrupandosiririquei contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentetravesti vizinha surpresa contos eróticosComtos casadas fodidas pelos empregados do maridocontos eroticos arrombando a gordaassisti porno e masturbei minha buceta contos eróticosa posição cavalgada pode machucar o útero.?'comi a mulher estrupada do traficante contos eroticoporno doido sumindo um emorme prinquedo na pusetasadina levano rola na bucetacontos gays papaizinhoDeixando a novinha laceadaContos eroticos vizinha ve vizinho de pau durogostosas com mini calsinha saindo o beisinho da buseta de ladaflagrei minha mulher rapariga.contos eroticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico comi a dra novinha gostosaesfreguei a minha pila na bunda da minha tiacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos enrabada no trabalhadoporno.ele namorou a cunhada ate que ele comeu o cu delamoça vai a fazenda trepar com capataz bem dotadomeu tio me comeu meu cucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos esposa e filha amigosa mulher do meu irmao putinhaVim minha subrinha vigem sentada de perna a berta sem calsinha cumi ela a filha dela viu sexoContos erroticos com fotos o porteiro parte 2eu gordinha arregacada por um roludo contos