Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FERIAS NA PRAIA EM FAMILIA 6

Continuaçao do conto http:contoseroticos.com.br3.0ler.php?id=37628&autor=1283781255

O clima em casa não podia estar melhor, todos estavam mais soltos e muito satisfeitos com as experiências vividas nos últimos dias, parecia que o sexo tinha nos unido mais.Fomos para um passeio de barco onde aproveitamos o dia sem preocupações ou problemas, minha mãe, tias e primas sempre com biquínis minúsculos que deixavam todos de queixo caído, o que me deixava radiante pois todos estavam babando por elas e eu podendo comer aquelas gostosas quando eu quisesse.

Minha mãe, tia S. e minhas primas agiam naturalmente, diferentemente de tia E. que estava bem mais saidinha depois do acontecido na noite passada, não se preocupava mais com minhas primas e constantemente falava uma sacanagem sobre o que ela iria fazer com a gente mais tarde.Minha prima A. ainda um pouco acanhada sá ria mas não reprovava enquanto G. mostrava muito entusiasmo com a mudança da mãe.

Mais um dia se passava e confesso que estava ansioso para ver o que ia acontecer quando chegássemos em casa, cinco gostosas sá pra mim e pro meu primo, já estava de pau duro sá de pensar.Já estava anoitecendo e no caminho de volta falei que estava louco pra chegar em casa logo, minha mãe logo mandou eu sossegar pois ainda íamos no mercado para comprar algumas coisas.Tia E. aproveitou para comprar duas garrafas de vinho e falou que também estava doida pra ir embora pois queria recuperar o tempo perdido dos outros dias.Depois de muita espera nas compras, voltamos para casa e quando eu pensei que a sacanagem iria começar, nás demos de cara com as amigas de minhas primas e seus pais que passavam férias em uma cidade vizinha e tinham vindo visitar minha tia E. junto com as meninas.Foi uma tortura, o pessoal ficou até tarde da noite nos deixando de pau na mão pois as minhas primas ficaram com as amigas no quarto e minha mãe e minhas tias ficaram fazendo sala pros amigos deles.Já estava até triste no sofá da sala vendo TV com meu primo quando minha mãe me pediu ajuda pra arrumar a cama ali na sala mesmo.Fiz que não entendi, e ela me disse que todos íamos dormir juntos na sala.Vibrei....subi com minha mãe e joguei da escada para meu primo todos os colchonetes que a casa tinha, voltei para o quarto pra pegar os lençáis e os travesseiros e minha mãe me perguntou se a calcinha que tinha colocado, estava boa pra nossa farra.Nossa!!!Foi sá o que consegui dizer, era uma calcinha bem pequena que parecia uma borboleta atrás e era transparente na frente que ficava bem a mostra em sua camisola curtinha.Minha mãe sorriu e disse que agora era sá esperar esse povo ir embora pra gente começar a festa, mas antes queria conversar comigo.Me deitei na cama e secava minha mãe enquanto ela falava sobre a vinda do meu pai, que ele não podia nem sonhar que aquilo estivesse acontecendo pois não iria concordar nunca. Falei que era pra ela ficar tranquila e coisas do tipo, resumindo batemos um bom papo e decidimos que faríamos sexo sempre que quiséssemos e enquanto estivéssemos bem com nossa relação.

Tia S. entrou em nosso quarto bebendo vinho e olhando pra minha mãe que estava de frente pra porta disse que ela estava muito gostosa e até ela iria querer um pouco pois achava que eu não ia dar conta.Falei que não ia dar sossego pra elas hoje e perguntei se o pessoal já tinha ido.Tia S. saindo, entregou o copo de vinho pra minha mãe e respondeu que as meninas já tinham descido e que eles estavam se despedindo.Tia S. ainda disse que também iria colocar algo legal pra gente e pediu que fossemos ajudar a escolher.Fiquei sentado na cama com minha mãe ao meu lado alisando minha piroca enquanto tia S. experimentava suas calcinhas e ouvia nossas sugestões.Eu já estava desesperado pra meter e elas percebendo isso, mandaram que eu fosse ver se o pessoal já tinha ido embora.Desci com esperança mas eles ainda estavam com tia E. na porta da sala, resolvi ajudar meus primos a arrumar a enorme cama que estavam fazendo.

Minhas primas tinham subido e eu já estava quase cochilando vendo TV com meu primo, quando tia E. pegou a chave para trancar o portão e ao retornar, elogiou nossa cama e pediu que meu primo pegasse uma garrafa de vinho e alguns copos na cozinha.Meu primo se levantou e como sempre, reclamou sem parar da demora e tudo mais.Até eu estava reclamando quando tia E. tirou sua roupa e sentou no sofá com as pernas abertas me pedindo para chupá-la.Caí de boca naquela bucetinha totalmente raspada e chupei com vontade, meu primo retornou da cozinha e tia E pediu que ele servisse um pouco de vinho para ela.C. serviu o vinho e ofereceu a pica pra que ela chupasse, nossa tia punhetando meu primo e sorrindo perguntou se não íamos mais reclamar, parei de chupar e mandei meu primo fechar a boca dela.Tia E. parecia estar no cio, gemia e arrancava gemidos do meu primo, o que me deu vontade de ser chupado também.Levantei e tirei o short mas minha tia quase implorou para que eu continuasse chupando sua buceta, fazer o que fui para o sacrifício e continuei lambendo minha tia bem devagar fazendo ela gemer sem parar.

Minhas primas desceram e se juntaram a nás, G. sempre mais atirada dividiu a pica de meu primo com sua mãe enquanto A. ficou meio deslocada no inicio mas sem muita demora, abriu as pernas e também sentiu minhas linguadas.Levantei mais uma vez sob protestos de minha tia que disse adorar ser chupada enquanto tomava um bom vinho, mas eu queria ser chupado por aquela boquinha linda.Tia E. me chupava bem gostoso, e para beber o vinho segurava minha piroca para A. me chupar também.Fiquei ali me deliciando com aquelas duas boquinhas maravilhosas até minha tia me pedir mais vinho, servi e ela falou que precisava de uma língua em sua buceta.Falou para A.: - Vem filha chupa a buceta da mamãe.Mesmo depois de todo sexo que minha família tinha feito, eu ainda me impressionava com aquilo.Ver minha tia gemendo na língua de sua prápria filha enquanto mamava o pau de seu sobrinho, e tinha sua outra filha chupando seu outro sobrinho era muita excitação.G. vendo aquilo também foi ao encontro de sua irmã para chupar sua mãe.Mais que depressa me coloquei atrás de G. e comecei a comer sua buceta molhada, meu primo também não perdeu tempo e quando ia começar a meter em A., tia E. deu um pulo e pediu pra ele fazer com camisinha pois ela não tomava remédio.Vocês são doidos dizia ela enquanto mandava A. ir buscar as camisinhas e chamar tia S. e minha mãe.Continuei metendo em G. que não parou de chupar minha tia até a volta de A., que trazia as camisinhas e vinha acompanhada da minha mãe e tia S.

Poxa já começaram disse minha mãe enquanto pegava um copo e se servia de vinho, também sentou no sofá e deu um longo beijo em tia E. que tinha sua buceta chupada por minha prima G..A. estava na outra ponta da cama cavalgando meu primo e tia S. tomava vinho e observava a cena com sua calcinha que parecia um fio, sem a parte de cima.Ficou em pé ao meu lado alisando minha cabeça enquanto eu apertava e beijava sua bunda sem parar de meter em minha prima.Se ajoelhou ao nosso lado e nos beijava alternadamente, depois se aproximou de tia E. e começou uma chupada em sua irmã deixando aquela bunda enorme pra cima.Minha prima chegou um pouco para o lado e começou a chupar minha mãe, bombei mais um pouco e quando notei que meu primo se levantava, rapidamente me coloquei atrás de tia S. que estava maravilhosa naquela calcinha com sua bunda enorme e sua marquinha de biquíni.Afastei o fiapo e meti bem gostoso rindo para meu primo que colocava G. deitada e por cima dela ia metendo e me xingando, fazendo todos rirem da situação.

Eu já estava metendo bem devagar pois estava quase gozando em tia S. que rebolava muito pra mim.Meu primo metia com força em G. e minha mãe era chupada por A., que depois de um tempo deitou de pernas abertas na cama para que minha mãe retribuísse as lambidas.Ao ver minha mãe deitada de barriga pra baixo chupando A com aquele bundão marcadinho de sol me dando sopa, não me contive, afastei a calcinha e me deitei por cima dela colocando minha piroca em sua buceta fazendo ela gemer e lamber minha prima com mais vontade.Metia fundo mas bem devagar pois já estava a ponto de gozar, fazendo ela gemer e pedir mais.Minha mãe se levantou e foi até a mesa pra pegar o lubrificante, ao voltar tirou a calcinha e deitando de ladinho me disse:- Quero no cu agora....vem filho.Lubrifiquei bastante e ajoelhado comecei a meter naquela bunda gulosa que aceitava todo o meu cacete enquanto A. beijava minha mãe sem parar.Mas com os palavrões que minha mãe dizia, os gemidos de todos e a visão privilegiada que eu tinha de tia S. e G. fazendo um 69, meu primo metendo em tia E. e em pouco tempo enchendo a cara dela de porra, não resisti e gozei muito arrancando suspiros e sorrisos da minha mãe.

Parecia um sonho, nunca achei que viveria para ver uma coisa dessas, uma suruba onde as putas eram minhas primas, tias e minha prápria mãe que tirou o excesso de porra que deixei em sua bunda com uma toalha e foi para o banheiro arrastando meu primo para tomar um banho, me deixando esparramado na cama com A. ao meu lado.Tia S. e G. continuavam sua pegação mútua enquanto tia E. partia pra cima de mim dizendo para minha prima que elas deveriam me animar pois ainda estava muito cedo pra eu descansar.As duas me chupavam e em pouco tempo meu pau já dava sinal de vida.Minha prima A. era linda mas seu corpo não enchia os olhos como os das outras que eram maravilhosas e não dava vontade de parar de fuder.Tia E. percebendo isso, deixou sua filha concentrada mamando em meu caralho, beijou minha boca e falou em meu ouvido que faria sempre o que eu quisesse se eu comesse A. como se tivesse comendo as outras.

Nem pestanejei, coloquei a camisinha e fiz o sacrifício de comer A. de todas as formas possíveis e imagináveis com a ajuda de tia E. que nos acariciava, beijava, sorria e vibrava toda vez que minha prima gemia e gozava.Quis comer a bunda dela mas A. não deixou e eu insisti, mas ela estava irredutível pois todas as vezes que tentou fazer doeu muito.Tia E. então pegou o ky e disse que mostraria a ela como se deve fazer, tirou a camisinha e aos poucos foi sentando e acomodando meu pau em seu cu carinhosamente.Rebolou muito e apás algum tempo, obrigou minha prima a me dar o cuzinho que comi bem devagarzinho com ela de quatro e minha tia ajoelhada ao meu lado abrindo a bunda de A. e com a mão em meu pau, controlava as estocadas.Eu beijava e alisava minha tia, falei em seu ouvido que estava doido pra come-la e ela me disse que depois que eu acabasse com A. ela me daria bem gostoso.Meti mais um pouco e levantei me punhetando, tia E. e minha prima entenderam o recado e se ajoelharam na minha frente esperando meu leite que não demorou para jorrar.Nás três fomos tomar banho enquanto meu primo castigava o cu de tia S.e minha mãe e G. se acomodavam para assistir a cena.

Entramos no chuveiro e tia E. logo estava chupando meu pau novamente que depois de alguma demora deu novo sinal de vida.A. já tinha retornado pra sala quando tia E. empinou a bunda queimadinha com pelinhos dourados pra que eu metesse gostoso em sua buceta.Ela alternava chupadas e metidas me deixando doido.Pra completar a festa, tia S. se juntou a nás com a bunda toda gozadinha, se lavou e me deixou meter um pouco em sua buceta.Metia nas duas com gosto, até que gozei dentro de tia E. depois de muito tempo de espera.Voltamos para a sala e todos já estavam deitados apenas conversado.Antes de deitar pude ver a sorte que eu tenho ao olhar aqueles monumentos que eu tinha acabado de comer.Deitei entre tia S. e G. que comi de novo um pouco mais tarde juntamente com meu primo.

Eu estava realizado.....continua!!!!!









VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos heroticos de mulher que soltou um pum na hora que tranzavaconto menor me comeurelatos contossexo menininhas 9 aninhosMeu meio irmão do pau de chocolate contoschantagem minha irmã e como o cú delsMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,contos eróticos meu primeiro apartamento contos.praia de nudismo com o pai roludotirando a virgindade da cadelinhatia tchuca faz o movimento no pirugozando la dentro da buceta vermelhinha da dimenomulher de sainha pescandoContos lesbica come nerdcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos meu espooso come minha buceta e outro come meu cucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevarios contos eroticos juntos para ler de cunhadas novinhas na orgiaquero ver vídeo pornô vários anões bem cafetão bem grosso metendo na nacontos sendo escrava por santagemFui fudido pelo velho contos gaytransa ariscadacontos eroticos de mulher com travesticotos heroticos gay me comeu no riopeladas com cu e a bunda melada de manteigaconto erótico comendo o passivo de calcinhacontos.erostico.comendo.minha.cunhada.beba.esposa.dela.estava.viajandocontos eroticos no escuro alguem colocou o pau entre minhas coxasconto esposa ajudou dar banho no bebadoler historia de sexo entre cunhada e subrinhas com tiomulatas do bundao e pitos caido gostosa.meu sogro isasiavel comtoconto de comi o cuzinho de um garoto novinho que chorava na pica grandef***** contos eróticosdei para meu genrocontos eroticoc de senhoras casada se vingando dando o cu pra negoessafadas gostando de ser tateadafilho delicia contocontos maninha adora meu paucontos eroticos as amigas da minha filhafui chupadomule com mule gozano noddedo da amigcomo faxersexooralcontos eróticos comedor a família todacomo supa a boceta ligada tonadoconto esposa gozadaempregada ê chantageada e tem que dar para seu patrao o cabacinhocomedo tudo que e tipo de putinhas e putinhosirma caçula chantageada libera pro irmao contos eroticosContos visitou o culhado na cadeiacontos eroticos de homem chupando a buceta esperadacontos eroticos menina de 07anos dando a xaninhacontos eróticos meu amigo negro enfiou sua rola no meu cuzinho branquinhofumei maconha e entrei na rola contosneguei e os garotos me comeram conto gaycasalnacamatrepandoporno pulando carnaval com a tia contos de professor e alunaPadrinho iniciando afilhada novinha contos eroticosele arreganhava minha bucetaContos eroticos gays meu irmao comeu meu cu a forçacontos encoxando viado busaocontos de mulheres ninfomaniaca por sexovelha ficado com o vizinha amandoucontos de fetiches mamaea menina a forçacontos eroticoscrente viciada em engolirVirgem inocente contoA briga do casal contoscontos eroticos arrombando a gordacomi a buceta da enfermeira elaine do posto de saúdecontos,meu padastro disse vou enrrabar sua filha negrinha