Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A MULHER DO MEU PRIMO

A mulher do meu primo



Jeová é o primo que eu fui mais ligado na infância,.durante esse tempo ele foi o meu melhor amigo. Na adolescência tomamos rumos diferentes, e nossa convivência diminuiu bastante, mas a consideração e o carinho recíproco sempre permaneceram inabaláveis.Há bem pouco tempo, por motivos profissionais, nos reaproximamos.

Bastaram quinze minutos de conversa e boas lembranças, para aquela velha intimidade voltar. E como todos bons e velhos amigos quarentões, o assunto caminhou para o casamento, mais especificamente para a rotina sexual do casamento. Contei algumas de minhas experiências extraconjugais, e confesso que conhecendo Jeová como conheco, não fiquei nem um pouco surpreso quando ele me contou que jamais havia traído Alessandra, em quase 20 anos de casados. Mas fiquei boquiaberto quando me contou como eles haviam acabado com a rotina sexual do casamento, ou como ele mesmo falou: “a mesmice do sá de ladinho”

Jeová disse que quando conheceu Alessandra ela era virgem, e ele jovem, sem muita experiência. No começo foi muito bom, pois os dois descobriram muitas coisas juntas, mas depois, como sempre, tudo caiu na rotina. Como ele sempre foi um defensor sistemático da verdade, jamais traiu Alessandra, nem com garotas de programa. Mas percebeu que isso estava fazendo muito mal para os dois e principalmente para relação. Contou que em certo momento ele estava parecendo um animal enjaulado, “com os nervos à flor da pele”. Por várias vezes teve pensamentos e fantasias absurdas, e percebera com Alessandra também parecia infeliz com o casamento. Então resolveu ter uma conversa franca com Alessandra, que no começo assustou, mas logo entendeu que a quebra da rotina e realização de algumas fantasias, poderia ser o caminho para melhorar o relacionamento. No começo eles começaram a transar de formas e posições diferentes, falar bobagens e outras coisas mais, depois começaram a frequentar sex-shop e tirar sarros mais ousados em locais públicos.E como depois disso, não sá o sexo, mas tudo melhorou, eles se sentiam cada vez mais empurrados para experimentarem fantasias mais ousadas. Foi quando Jeová dise que queria transar com outra mulher, uma conhecida dos dois, e Alessandra deu seu consentimento. Mas não pararam por aí, depois de uma pesquisa cuidadosa e várias ponderações, veio um ménage com uma garota de programa. O práximo passo seria um ménage masculino. Quando escutei isso, minha cabeça borbulhou e meu pau endureceu na hora, fiquei imaginando Alessandra, linda, pelada na minha frente, mas na mesma hora meu primo me jogou um balde de água fria, dizendo que jamais faria um ménage ou daria alforria para sua linda mulher transar com um conhecido.

Saí da sala dele, tonto de surpresa e de tezão. Chegando em casa fui direto para o banheiro bater uma punheta pensando como seria meu primeiro ménage. Fechava os olhos e via Alessandra, linda, loira, olhos belíssimos, sorriso maravilhosos, doce. Fica imaginando como seriam seus peitinhos deliciosos, pernas, bunda, xoxotinha rosadinha, depiladinha. Eu fiquei imaginando como seria lambê-la todinha, começando pelo dedão do pé e subindo, batatas, coxas, pulava para barriguinha perfeita, umbigo, colo, peitos, pescoço, boca, descia para xana, lambia, beijava, chupava, brincava com o nariz na bucetinha e a língua no cuzinho, e ela gemia, gemia, enquanto Jeová nos observava. Bati inúmeras punhetas, imaginando mil transas: “ela de 4, sendo comida por mim e chupando seu marido, Jeová chupando sua buceta, enquanto ela fazia um boquete em mim, e outras tantas situações, que se fosse descrevê-las, gastaria o dia inteiro. E esse desejo foi crescendo cada vez mais e tomando conta de mim, cheguei a inscrever em um site de relacionamentos para encontrar algum casal disposto a um ménage, mas nenhum conseguiu mexer comigo do jeito que Jeová e Alessandra haviam mexido. Por diversas vezes busquei coragem para dizer o que sentia, mas sempre tive medo de estragar meu relacionamento com meu primo. Mas o desejo era muito forte e não conseguia mais controlar e o único jeito seria dizer a verdade para Jeová. Chegar e dizer tudo que sentia, que tava louco para comer a mulher dele, com ele olhando ou não, com ele participando ou não, mas com o consentimento dele. Argumentar que eu seria a pessoa mais indicada a fazer isso, pela atração que sinto, pela minha educação, higiene, saúde, discrição, pelo respeito que tenho por eles, que apesar de sermos muito amigos, não frequentamos as mesmas rodas e quase nunca nos encontramos, que eu sei que Alessandra não me acha feio, e etc, etc...

Então criei coragem e estou enviando este e-mail para ele agora, e, se der resultado, e eles permitirem, eu conto para vocês como foi, com os mínimos detalhes.

Torçam por mim!!!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sou viciada em zoofiliaso sadomasoquismo com maridos violentos contos eroticoscontos eroticos massagem papaigozando na submissa deitadarelatos e contos de mulheres traindo em trilhasbunda enorme calcinha rendinha vai cuzudatia muito r***** lavando o quintal não aguenteiencochada com vestido fino crentinhafudendo pra valer com tubo de gel no rabocontos eroticos depois daquela pica a buceta da minha esposa nunca mais foi a mesmameu marido adora me ver toda gozadacontos eroticos babdido comeram eu e meu maridocontoseróticos comendo a família inteiraContos dei o cuzinho para a travesti fabiola voguelcontos eroticos arrombando a gordaConto erotc gay e um abobinhapaguei minhas conta com a buceta levei vara sem do contos eroticosconto erotico vi mae cagar na picaconto de sexo com casada com eletricistairmã irmão estudando lá no exterior não tinha feito ela com tesão ele com tesão meteu a rola nela bem gostososexo com a inpregada ea esposa prechanoele arreganhava minha bucetatravesti Franciellemeu pai fez minha mae mim dar a buceta na sua frente quando eu tinha dez anos contos veridicoscontos eroticos minha gostosa das academiaconto sapequei coroa crentecontos eroticos quero fuderContos mulher coloca silicone no peito e marido vira cornoevy kethyn istinto ativominhas duas prima foi dormi em casa cime fou a duasmoramoa no litoral eu e minha esposa e recebemos um primo dela para pasar um fim de semana conoscocontos incesto troca de filhasChantageando comi ela contoscontos mulher casada da o cu pro cãopapai mim comeu contosas mais linda esguichada na punhetacontos deu o cu para o cachorraconto erotico incesto sonifero filhadesculpa mae pau durocontos minha melhor amiga ficou se esfregando no meu pauContos eroticos minha primeira vez foi quase um estupro e eu gosteicontos eróticos de padrasto comendo enteada ainda bem pequenacalcinhas usadas da minha tia,safada contoscontos erotikos menina de menor dando o cu a troco de balacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentejovenzinha first pornconto erotico velho pedreiro novinha quartinhomulher dismaia na pica do mindigocontos eróticos minha esposa trouxe sua sobrinha para morar com a gentemulher sentando na embragem com o cu e buceta Contos de estupro na praiagreludinha na praia contoContos eróticos dei em nova iguaçucontos eróticos minha vagabundacontos viado arrombadoanus enrabadocomendo a cunhada nojenta contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico incesto sonifero filhapunheta com amigo infanciacontos eroticos rasteja putacontos eroticos gatinhasrelatos comi a gorda na marraconto de não aguentei a pica grande no meu cuo massagista mete de surpresa na cliente que se espantafilho fudendo sua mãe na freeti de seu paicontos eroticos mamae me ensinou a ser putavídeo cunhado faz chantagem para comer a cunhada casadacontos erótico sexo no cinemawww.conto mimha mae min torturou com vibradores na bucetaconto comi minha cunhada deprimidacontos eroticos - arrombando cuzinhomaesqUefaZemsexo