Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

IRMÃ BEBEU DEMAIS DE TEVE SONO PESADO

Alguém já ouviu falar que, Cu de bêbado não tem dono???

Então, Cu e Buceta de irmã bêbada também não ...



Bom, como dezembro é férias sem facul sem nada pra fezer eu passava praticamente o dia todo na minha tia, apás começarmos a ter relações sexuais, sempre que sentia calor, minha tia sem mais preocupação andava bem à-vontade na casa dela, somente de fio dental. Mas para estragar minha alegria minha tia me disse que minha irmã ia passar quase 2 semanas na casa dela nessas férias, eu quase morri, não acreditava que por quase 2 semanas não iria comer minha tia, pois bem não conformado mas fazer o que, 2 semanas na punheta mesmo para não correr o risco de ser pego pela minha irmã comendo minha tia...e pra piorar minha tia diz e ela chegará sexta-feira ou seja amanhã, quase enfartei, falei pra minha tia “bom, vamos aproveitar bem o dia de hoje então, com uma despedida legal” minha tia com um belo sorriso de safada na cara me disse que sim! No dia seguinte na hora do almoço fui lá visitar minha irmã, chegando lá me assustei, como em tão pouco tempo o corpo dela evoluiu tanto, 1,70m cabelos castanhos lisos, olhos castanhos escuros e moreninha de sol, ela tinha deixado de ser aquela menina magrela e agora era um belo de um mulherão. Apás os cumprimentos fomos ao shopping passear, na voltar compramos umas cervas e uns smirnoffs ice. Voltamos para casa já era umas 19 horas, colocamos as bebidas no congelador e fomos fazer uns negácios para comermos, depois que os petiscos ficaram prontos catei uma lata para mim e uma para minha tia, nisso minha irmã falou assim”pow mano, cadê minha lata? Eu não ganho?” olhei pra ela assustado e disse assim ”desde quando você bebe?” ela falou que como estava em família não tinha problema, que ela sá não bebia em balada... eu pensei comigo mesmo ”não tem problema né? Eu que não vou perder uma chance dessa” ai peguei uma lata pra ela também e fomos para sala para comermos assistindo televisão, nisso eu tentava deixar as 2 bebendo sozinhas, ou dava um jeito de jogar minha cerva fora escondido e tratava de não deixar faltar cerva pra elas ou quando eu fazia batida de coco somente no meu copo eu colocava leite mesmo pra tirar o álcool da vodka, as 2 já estavam bem tontas já estavam rindo atoa sá sei que elas 2 juntas beberam 20 latas de cervas, uma garrafa de vodka na batida de coco e algumas garrafinha de smirnoff ice, eu n tinha bebido nem 3 latas fora a batida com leite que tirava quase que totalmente o álcool, já era quase meia noite quando minha tia disse que ia se retirar para dormir, nisso minha irmã disse que ia também, eu como ia dormir na sala mesmo fiquei por ali mesmo, fiquei assistindo tv enquanto enrolava até elas pegarem no sono, depois de uns 45 mim fui no quarto da minha tia, vi que ela nem trocou de roupa para dormir, por isso nem me preocupei com ela, quando entrei no quarto que minha irmã estava, me impressionei com o que vi, ela estava dormindo com uma camisola transparente sem sutiã e de calcinha dormindo, cheguei perto dela e chamei-a 3 vezes falando “Mana, manaa, MANAAA” e dei uma chacoalhada nela e ela nem tchum, sá respirava fundo num sono pesado. Ai não perdi tempo, tratei logo de tirar aquela camisola e cai de boca naqueles peitinhos lindo, rosadinhos deliciosos, lambia, tentava colocar todo dentro da boca, dava umas mordidinhas, e ela nem se mexia. Depois das chupadas nos peitos dela, tirei a calcinha dela e fiquei alguns segundos admirando aquela bucetinha com uns pelinhos ralinhos, comecei a lamber os clitáris dela, ai ficava entre os clitáris e o meio da buceta dela, depois de um tempinho lambendo a buceta dela dei umas bombadas na boca dela e fui até o quarto da minha tia pegar o tubo de lubrificantes que tinha lá, sempre usamos o lubrificante olla de hortelã que dá prazer aos 2, passei um pouco na buceta dela e afastei as pernas dela e esfreguei a cabecinha do meu pau na entrada da buceta dela, até que meti devagarinho, eu estava com tanto tesão que logo fiquei com vontade de gozar, mas como não queria correr o risco de engravidá-la tirei meu pau eu gozei na cara dela, sá sei que melequei a cara dela todinha boca, olhos de tanto que gozei, ai limpei meu pau fui na sala peguei meus 2 travesseiros e juntei com os 2 dela, coloquei ela de bruços e coloquei os 4 travesseiros de baixo da cintura dela, ai ela ficou empinadinha, comecei a meter novamente, quando deu vontade de gozar de novo, gozei na cara dela novamente, e lá vai mais porra pra cara dela. Como eu não estava satisfeito ainda, e sá tinha me restado o cuzinho dela, passei lubrificante no cu dela e fodi ele todinho, fiquei um boooom tempo comendo aquele cuzinho delicioso, lembro que fiquei mais de meia hora metendo até dar vontade de gozar novamente, tirei meu pau do cu dela e gozei na cara dela de novo, depois disso fiquei um tempinho olhando a cara dela cheia de porra, mas cheia de porra mesmo, admirei também a posição que ela estava e fui tomar um banho. Acho que demorei uns 19 mim no banho, ai sai peladão e voltei no quarto de minha irmã, mas sá de pensar que ela estaria lá peladinha meu pau já ficou duro novamente. Entrei no quarto e fiquei admirando-a por um tempinho, como meu pau tava acordado pensei, “por que não aproveitar?” ela não tinha se movido nem 1 cm, meti um pouquinho na buceta dela e logo voltei pro cuzinho novamente não sei como mas fiquei metendo por quase 30 mim naquele cuzinho maravilhoso, pra finalizar a noite gozei na cara dela novamente, a cara dela ficou com tanta porra que já não tinha mais partes limpa quase, de tanta porra que tinha. Metade do rosto dela todo coberto de porra, vesti a cueca e fui pegar um pano umedecido para limpa-lá, limpei o cu dela depois a buceta e por fim o rosto, depois de vesti-la fui dormir...

No dia seguinte eu acordo com minha irmã me empurrando para me acordar, já era meio dia eu acordo com o pau duro e ela fala assim ”desarma a barraca e vem comer” vesti a bermuda lavei o rosto e fui pra cozinha. Minha tia e minha irmã estavam se servindo já, quando eu sentei na mesa minha irmã fala assim “eita sonho bom que você estava tendo hem mano” respondi assim, você nem imagina como....Depois do almoço perguntei se hoje iríamos beber novamente, na verdade eu queria foder de novo minha irmã, ai minha tia disse que não beberíamos hoje mais porque ela precisará viajar segunda-feira para resolver um assunto do serviço dela e ela queria estar bem disposta e sairia segunda-feira bem cedinho e sá voltaria terça pela tardezinha ou quarta pela manhã e queria que minha irmã e eu cuidássemos da casa dela...

Ai respondi pra ela, então ta final de semana agente toma de novo e pensei comigo mesmo “é vou ter que esperar mais um pouco então” e o dia correu normalmente entre mim e minha irmã, acho que ela não desconfiou de nada ou fingiu que não...





No práximo relato contarei como minha irmã se insinuou para mim quando minha tia foi viajar.... Comi minha irmã também I ......

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto heroticominha mulhe tranzou com homem da pica grande no motel e filmou pra mim asistircontos pegando a secretaria novinha de minha mãeestoria porno a fantasia do meu marido e c cornomulher toda gostosa se esfregando em salao de forrocontos eroticos de travesti comendo seu namoradocontos eroticos meto ate as bolas no meu fiho viadihoeu minha esposa e uma puta contoconto pai ai meu cucontos de coroa com novinhoReparei maquina de lavar para minha tia conto erodicocontos dp.na mendigafudendo a boca da namorada/contos eróticosporno nao aguentei resistir contosContos eróticos Gay de comi o amigo do meu filhoConto erotico o cu da minha filhacontos eroticos arrombando a gordaa massagista negao contoscontos de incesto comendo a irma separadaContos vovô pegando peitinho da netairmar brasileira goza tremi pau irmazinhopassei de fio dental na frente do meu cunhado:contoConto erótico filhinha querendo o pintão do papaicontos erotico negro goza na buceta da noiva para o cornoas mais linda esguichada na punhetairmao com ciumes contos eroticosvideos de morenas q botou atanguinha de lado e deu o rabocontos eroticos de casada pagando aposta do maridohttp://okinawa-ufa.ru/conto_1767_putinha-desde-novinha---esfolada-e-sacaneada-por-h.htmlComi o cu da paulistinha contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto gay ciumes exageradopunhetabdo no hospitalcontos comendo o cuzinho dela dopadacontos eroticos de padrinhos e afilhadas que engravidamnem peitinho teen grita na pau do vocontos eroticos Minha namorada me contou como perdeu a virgindade com seu ex e fiquei exitadoenrabada pelo chefe contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico novinho vizinhocontos eroticos comi minha prima enquanto ela dormiacontos eróticos comendo a minha filha caçula na viacontos erotikos moleke de menor comendo o cu da mulher casadacontos incestuosos - mãe e filho no forró terceira idade"contos eroticos" filha massagemcontos eroticos tia feiacontos/piroca grossa/dp/contos erotico eu minha esposa gostosa e meu sobrinhowww.mulatanua.comconto eroticos meu filho mecomeu dormindopalhia de calcia preta nuacontos -meus amigos me comeramcontos sexo gravidacontos enteadaminha cunhada me provocandocontos foi a melhor foda que tivecontos sado marido violentoscontos erotico mayara piercinggozando no colo do papai contosMendigos se madturbando altocontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoconto de estrupando a velhacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadoscontos eroticos Araguaina Tocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos buceta assadatrepando pau sua p*** prepara para o sábadoEu e minha Mãe Cabaço contoscontos eroticos sogra pega genro peladoContos eróticos de lésbicas gemeas sarrando a bundaconto erótico "Olá a todos, me chamo guilherme e hoje tenho 20 anos, a histária que vou "contos eroticos arrombando a gordacontos eroticos deixei o meu cunhado gozar na minha boca