Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SÍTIO EM FAMÍLIA - PAGANDO CASTIGO !

Nas férias de verão de 2005, quando eu tinha 19 anos, minha família decidiu passar o natal em um sítio. De inicio, todos animaram-se, mas recebemos a noticia que o sitio emprestado necessitava de uma faxina geral, pois devido ao tempo inutilizado poderia existir muitos insetos e bichos no local. Portanto, os homens da família iriam primeiro, arrumariam as coisas, fazendo uma detetização manual e, posteriormente, as mulheres iriam se deslocar para lá.

• Meu pai, branco, meio fora de forma, alto, cabelo bem curtinho e olhos pretos cerca de 39 anos, porém bem conservado, em sua adolescência havia fodido muitas gatinhas dizia minha vá hahaha

• Meu tio Carlos, negão(o único da família, deve ser filho do padeiro haha), cabelo bem curtinho e olhos pretos, meio fora de forma também, médio de tamanho, cerca de 42 anos e também muito bem conservado, bem semelhante ao meu pai a respeito de mulheres

• Meu primo Léo, filho de meu tio Carlos, branco, cabelo meio grande e olhos castanhos, alto, o caçula da turma, com seus 19 anos, porém com o corpo magro e bem definido

• Meu outro primo Lucas, tambem filho de meu tio Carlos, branco, cabelo meio loiro curto com olhos mel, com seus 20 anos, forte, bem alto, namorava há 2 anos...

• Eu sou bem alto, forte devido a academia, 19 anos, branco de cabelo curto e olhos castanhos. Meu nome é Guilherme.

• Tanto eu, como meus dois primo lutavam jiu-jitsu faz um tempo.



Chegamos no local na sexta de manhã, pois viajamos de madrugada. Assim que chegamos limpamos a casa e a deixamos brilhando. Quando terminamos já era noite. Portanto, fomos dormir já que estávamos cansados...



Meu pai foi dormir em uma cama de casal do Quarto 1; meu tio foi dormir em uma cama de casal do Quarto 2; eu e meus primos fomos dormir no Quarto 3 que detinha de 2 bicamas.



Eu durmi na cama de baixo, e meus primos nas outras duas que ficavam do outro lado. O Léo durmiu em cima e o Lucas embaixo.



Eram cerca de 19 horas da manha, que acordei ouvindo certos gemidos... Tratavam-se de “Ahhhhhhhh chupa, engole filho da puta, continue vai maninho!”. Era a voz de Lucas. Porém vinha da cama onde Leo tinha dormido. Pensei que ele era sonâmbulo, e portanto virei e fingi dormir. Quando fui virar, verifiquei que Lucas não estava na cama dele e desconfiei. Ai fui tentando olhar pra cima, até que me deparei que Léo pagando um lindo boquete para seu irmão Lucas. Me assustei ! Lucas tinha namorada há dois anos e era gay !? Eu sou heterosexual e não me conformei com aquela cena, mas fingi dormir mesmo assim.



Depois que sussegaram, foram dormir novamente, meu tio nos acordou e fomos tomar café da manhã. Durante o dia, fomos na piscina, jogamos bola no campo, jogamos sinuca, ping-pong, fizemos churrasco. A tarde, cerca de 6 horas, nossos pais foram ao centro fazer compras e disseram que iriam demorar...



Quando estavamos descansando na sala, meus primos começaram a brincar de lutar jiu-jitsu e entrei na brincadeira.



Quando eu estava ensinando golpes ao Léo, Lucas ligou a TV gigante da sala e colocou no canal pornô. Logo todos os olhares foram para lá. Percebi todos de pau duro.



Continuamos a brincar, até que chegou a hora de eu e Lucas se enfrentarem, e ai surgiu a aposta, Lucas disse: “Quem perder paga castigo!”. Os castigos das nossas apostas sempre foram de boa, então aceitei.



Começou a luta e ele aplicou um golpe que eu nunca tinha visto, era novo e me pegou de surpresa. Me botou de bruços e ficou por cima, fui encoxado por aquele pinto. Até que deu luta finalizada. Perdi. E ele propôs, já que Vc perdeu vai ter que chupar meu pinto, abriu as calças.



Eu não aceitei, mas ele me forçou junto com Léo, e eu estava com tesão, queria meter em alguma mina, mas como não tinha ali, então pensei, já que eram meus primos e com tesao lembrando daquela cena de manhã.



Por instinto, peguei o pinto de meu primo Lucas, de tamanho (16 cm de altura e 6 de grossura), e chupei primeiramente a cabeçinha. Ele, consequentemente, empurrou minha cabeça, forçando eu abocanhar aquele pau até o fundo da minha garganta e fazendo eu engasgar muito. Acho que coloquei inteiro na boca.



Quando me recuperei, já estava no vai e vem da boca, e ele se posicionando para fude-la. Ele começou a bombar na minha boca, em resposta eu resmugava com a boca cheia “hmmmmmmmmmmmmmm”. Até que veio o jato, eu comecei a limpar com a mão, Lucas em resposta deu um tapa na minha cara e falou: “Engole sua bicha!”. Eu obedeci, sugando-o inteirinho.



Olhei pro lado, Leo estava batendo punheta olhando para a cena do boquete realizado. O “pipi” do Leozinho era pequeninho ainda, em fase de crescimento ! Tinha apenas 19 cm de altura e 6 de grossura. Ele gozou e Lucas foi atende-lo, sujando toda sua boca. Depois, veio em minha direção e me deu um beijo delicioso, passando metade do gozo pra minha boca! Engoli tudo olhando a cara de safado do Leozinho.



Ouvi um barulho na cozinha, mas não liguei. Quando vejo novamente, estava meu pai e meu tio parados olhando para a gente chocados. Perceberam o que estávamos fazendo, quiseram bater deram varias broncas.



Não aceitaram de jeito nenhum, nos trancamos no quarto e deu moh rolo.



No dia seguinte, amanheceu e todos nos sentamos e contamos que o que tinha acontecido era parte de uma

aposta. O dia continuou...



Eu, Léo e Lucas conversamos sobre o ocorrido, estávamos muito envergonhados, mas Lucas acabou me confessando que enrabava Léo desde a infância apesar de ter namorada. Léo também pegava mina, mas curtia um pinto no cu desde pequeno!



A noite, estávamos em pleno churrasco, eu, Léo e Lucas fomos na piscina e ficamos nadando e conversando. Mais tarde começamos a falar de mulher, e esquecemos completamente o que tinha acontecido ontem. A bebida alcoálica tinha tomado o prato principal. Quando estavam todos completamente bêbados, em um jogo de sinuca. Meu pai e meu tio disseram:



“Já que Vcs gostam de apostar, que tal uma aposta agora?”

Senti um frio na barriga e Lucas respondeu:

“O que Vcs querem?”

Meu tio revidou:

“Quem perder será o escravo do outro durante essa noite!”

Eu e Lucas relutamos. O Léo novamente, com cara de putinha, aceitou !



E então fomos para o jogo. Os dois times estavam bem, ficou a ultima bola. A preta. Era a vez do meu pai, caso ele acertasse estaríamos perdidos ! “Poooow”, foi o barulho da bola sendo encaçapada.



Eles ganharam e começaram a gargalhar e abrir grandes sorrisos. Primeiramente, mandaram a gente pular na piscina.



Depois eles foram atrás.

Estavamos apoiados na beira da piscina. Meu pai chegou por trás de mim me encoxando, pude sentir um picolé no meio de minhas coxas. Quando virei pra trás, ele disse: “Que foi ?



Vcs não gostam de serem enrabados, então hahahhaha vão ser muito arrombados hoje, seus viadinhos!

Meu tio sentou na beira da piscina e ordenou: “Lu e Léo, me façam um boquete duplo agora suas bibas !”





Eles se entreolharam e obedeceram, pois além de ser pai, tinham de cumprir a aposta, trato é trato.Quando chegaram, Lucas passou a mão por cima do shorts e fez uma cara de assustado. Meu tio disse: “Que foi filhinho, ta com medo da sucuri do papai ! hahahhahaa “ .



Foi então que ele tirou a mangueira, o maior pênis que eu já vi na minha vida, de 23cmx5cm, porém era fino, mas era uma coisa descomunal, impressionante.



Meus primos arregalaram os olhos e Léo disse: “Coitada da mamãe...”.Ele deu uma verdadeira surra de pau nos 2 durante os intervalos do boquete e no final deu uma gozada descomunal, sujando a cara dos dois de leite.

Já meu pai disse: ‘ chupa a minha rola vai filhote, recompença seu papai! ‘. Eu fiquei apreensivo com o que estava acontecendo porque nunca pensei que meu pai fosse tão safado. Mas aquele cacete muito grosso, alias o mais grosso que já vi, parecia um cano de encanamento, com a cabeça bem rosada olhando para minha cara me ascendeu um tesão. E eu peguei o pau com a mão e comecei a masturba-lo.



Ai ele falou ‘ vai com a boca, coloca essa boquinha linda na minha rola, vaiÂ’. Fiz o que ele mandou e abocanhei o cacete dele, primeiro sá a cabeça dentro da minha boca molhada, depois foi lambendo e chupando como se fosse um sorvete, até que meu papai empurrou minha cabeça forçando e colocando tudo na minha boca e garganta, e me fazendo engasgar... sentia o pinto dentro da minha garganta ! Tirei da boca e começei a lamber suas bolas, enquanto isso o papai passava a mão nos meus cabelos fazendo enlouquecer !



Era muito grosso, tinha um tamanho de 19 cm de altura e 9 cm de grossura!E por isso não conseguia colocá-lo inteiro na boca! Estava literalmente de boca cheia! Ele me deu um tapa na cara, ordenando:”Chupa direto sua biba!”



Já meu tio se posicionou de forma a fuder a boquinha de Lucas, e num movimento frenético de vai e vem, ejaculou dentro da garganta dele... Ele como uma boa putinha engoliu tudo. Fiz o mesmo em relação ao meu pai !



Posteriormente, eles trouxeram umas coleiras e algemas ! Me pergunto porque trouxeram isso, acho que era pra comer minha madastra e minha tia com erotismo grande. Nos prenderam e deixaram nás 3 de quatro com a bunda empinada pro céu.



Foi ai que senti uma língua com fome, virei pra trás era meu tio, aquele negro forte estava me lambendo todo, para me preparar pra aquela rola gigante que eu tinha certeza que não aguentar, eu ainda tinha minhas preguinhas !



Assim, ele lotou meu de manteiga e leite e voltou a chupá-lo pra deixá-lo bem aberto e depois encheu cuzinho de vaselina pra conseguir colocar aquele pau imenso.



Ele colocou paulatinamente a sua rola, forçando muito pra entrar a cabeça que por sorte não era grosso, mas doeu muito. Gritei pra ele tirar e ele puxou meu cabelo. Me senti uma putinha ! E em uma sá estocada, colocou tudo.



Que dor imensa, a maior dor que já senti na minha vida. Senti aquela rola gigante no meu estômago, entrando arrebentando tudo, e arregaçando meu cú. O pau dele vinha até minha barriga e meu cú começava a sangrar.



“Vou te enrabar gostoso agora”- disse carinhosamente meu tio.



Acho que quase fiquei sem sentidos,pois não sentia nada, sá um peso forte e os movimentos pra frente e pra trás que ele dava, aos pouquinhos fui me recuperando e percebendo que apesar de a dor não ter sumido de toda, um calor e uma sensação de estar sendo comido, foi me dominando por completo, comecei a gemer de prazer na ponta do cacete dele, ele percebeu e continuou a me beijar o pescoço e me lamber as orelhas, foi me comendo do jeito que queria, eu já movimentava a bunda de encontro ao cacete, ele metia a pica as vezes rápido e as vezes bem devagar, outras ele enfiava com muita força e nas, outras ele fazia tipo um saca-rolhas na minha bunda, ficou assim por vários minutos até que ele me disse pra ficar de lado com uma das pernas esticadas e a outra meio aberta, assim pela 1 vez tomei no cú de ladinho e adorei, pois assim a gente não cansava tanto, ele metia a piroca todinha pois eu podia sentir os pentelhos dele tocando minha bundinha, ficou me comendo assim por uns 19 minutos.



Meu pinto de tamanho grande(15 cm de altura e 6 de grossura) estava duro como uma pedra agora, latejando, pedindo um buraco, que tesão, que gostoso estava aquela foda ! Eu estava quase gozando e sendo fudido ao mesmo tempo! Fascinante !



Meu tio gritava: “Vai sua puta ! Que rabo gigante e gostoso, empina sua bunda vadia! Eu sei que Você quer mais ! Você eh um viadinho ! Que cuzinho bom ! Seu rabinho eh enorme seu arrombado do caralho !Vou esfolar ele mais ainda!”



Enquanto isso, as vezes olhava pra Léo e Lucas, meu pai comia pediu pra Lucas ficar de quatro, assim ele o fudeu, puxando pelas ancas e socando a piroca no rabinho dele do jeito que um cachorro faz com a cadela, de olhos fechados Luquinhas curtia as pirocadas que estava levando, ele delirava com as metidas e com o som de "plof! plof!" que o saco de meu pai fazia de encontro a bunda de Lucas, o som da pica entrando no cú era de tipo "gosp! gosp! ", demais aquilo! Me perguntava como Lucas estava suportando aquela grossura de pau ! E como meu pai consiguiu enfiá-lo ele ali. Meu pai dizia:” Vc tá adorando ser enrabado neah viadinho!?”

Então dei uma olhada mais profundo pro cú de Lucas, que já não era virgem antes de disso, então entrou um pouco mais fácil. Porém, ele estava do tamanho da grossura de um copo plástico ! Era escroto, inacreditável ! Cabia meu anti-braço inteiro lá. Mas a cara que ele fazia, parecia que todo aquele sangue jorrando não doía nada, que cara de prazer ! de safado ! Gritando e pedindo mais:”Vai Cé(meu pai)! Me esfola por favor, mete mais, fala menos e mete mais ! Eu te amo ! Sou sua cadelinha ! Sua escrava, me arrebenta !Gostoso do caralho!”.



Meu pai, em contrapartida, gritava: “Vai sua bichinha, vou te esfolar inteiro, vo te arromba muito desgraçado, vo arregaça seu cuzinho seu viado ! Se num vai consiguir sentar pelo resto da sua vida, nem andar ! Vc eh uma vadiazinha gostosa ! Que bundinha mais gostosa !”. Ele falava isso combinado com uma série de tapas fortes na bunda de Lucas que deixavam marcas grandes e vermelhas !



De vez em quando ele tirava o pinto e enfiava as duas mãos naquele cú arreganhado! Eu estava adorando ser enrabado pelo meu titio. Isso misturado pelo meus gemidos: “Vai titio, mete mais fundo, mais forte caralho, me arromba vai! Eu sou todo seu !”



Meu tio imitava agora meu pai com os tapas na bundinha, e cantava brincando e com um ar de afobação oriundo do sexo“um tapinha não dái, um tapinha não dái, sá um tapinha!” e em contrapartida, meu pai imitava meu tio distribuindo tapas na cara de Lucas e denominando-o de “Maestro de rola”, pois sabia chupar uma rola com maestria e como ninguém.



Papai perguntou a Lucas: “Com quem aprendeu isso seu viado!?” E Lucas dando risadinha respondeu: “Com meu maninho, ele chupa muito bem ! Igual uma putinha! Engole tudo sempre com muita facilidade, aquilo sim eh um chupador de primeira !”



Pior que era mesmo, Léo parecia um Professional que estavam a mais de 19 anos no ramo hahaha, ele engolia e fazia gozar a pessoa que estava chupando facilmente, tinha muita habilidade !



Então papai retrucou:” Mas seu cú aguenta muita carga, olha sá aguentou meu cano ! A madastra do Gui demorou muitos anos até consiguir aguentar isso na boceta ! Imagine quando eu conseguir esfolar o rabão dela ! KKKKKKK”



Meu titio falou:”Eh maninho, a gente precisa conseguir esfolar o rabo de nossas esposas tbm! KkkkkkkkkkkkÂ’ Mas como esses mlk são folgados vamos esfolá-los agora!



Mas já que o Lucas enraba sempre o Léo, então hoje vai ser a vingança do Léo! A gente sá vai enrabar Vc e o Gui – disse meu tio.



Léo começou a gargalhar e falar:”Se fuderam! kkkkkkkkkkk !



Madastra e titia tinham o cuzinho virgem ai e a gente já não mais, trágico!



E Léo pra não ficar de fora foi ordenado a fazer um 69 com Lucas. Os dois estavam, reciprocamente, devorando o cacete de cada um como um sorvetão, chupavam, engoliam, lambiam, inclusive as bolas. Lucas engolia facilmente o pau de Léo, sumindo dentro da boca de Lucas, já Léo acostumado com o tamanho grandinho do caralho de Lucas também engolia tudo. Lucas mais espertinho, lambia o cú de Léo já o preparando para a grossura descomunal do caralho do meu papai. Léo e Lucas quase que ao mesmo tempo gozaram um na cara do outro, que cena linda, muito gozo voando e sujando a cara dos dois. Parecia duas vadias com leite na cara hahaha.



Meu tio anunciou que ia gozar, eu como uma boa putinha, corri pra chupar aquela rola descomunal, eu me perdia com aquele instrumento de trabalho. Acaba com ela batendo na minha cara ! Jogava muito guspe pra consiguir engolir mais da metade ! Até que empolgado, abocanhei com tudo e com o incentivo do empurrão da mão do meu tio, engoli uns 19 cm do pau dele, restando apenas uns 4 cm do pinto negão. Aquela pica foi até o fundo da minha garganta, senti ela no fundo da laringe, engasgando muito, quase vomitando ! Passei muito mal ! Foi então que ele esporrou na minha boca, quase 1 litro e eu bebendo tudo, mamando igual uma bezerra !

Enquanto isso, meu pai anunciou também que iria gozar, ordenou que Lucas chupasse suas bolas e pegou a boquinha de Léo, e em várias estocadas e flexões de corpo de vai e vem, fudendo a boca de Léo que parecia aquelas “bocas-de-palhaço” gigantes devido à grossura do caralho de papai ! Em contraponto, meu pai puxava com muita força o cabelo de Léo forçando o engolimento de 100% do pau. Léo tirou o pau da boca cheia e começou a punhetá-lo e meu deus que cara de safado danado ! Ele punhetava e chupava a cabeçorra rosada de papai. Então logo veio a gozada descomunal que Léo babou muito, Lucas veio chupando o resto do gozo pra não vazar nada e depois deu um beijo delicioso, de novela em Léo, distribuindo a porra entre as bocas.



Meu titio e papai foram pra dentro e nos deixaram ali, com a bunda virada pro alto. Lucas e eu arregaçados, doendo muito e com buracos enormes na região anal, dando ênfase pra dilatação do rabo do Lucas, e consequentemente, sentia um dor muito grande, apesar do calor intenso gostoso que senti durante toda a transa! Léo estava de boa, mas chupou muito. Léo curtiu demais tudo isso, afinal ele ainda estava com seu cuzinho limpinho e sem dilatação.



Ficamos lá assim umas 2 horas até que eles nás soltaram, eu e Lucas não consiguiamos nos mecher, nem andar ! Fomos carregados com muito carinho, como se fosse nossas mães. Eles massagearam muito nossos rabos pra amenizar a dor e passaram remédio também, inclusive hipogláss, pois estávamos muito assados e fudidos. Léo estava rindo de tudo isso.



No dia seguinte, tivemos uma conversa séria sobre o assunto e concordamos a esquecer tudo que tinha ocorrido, isso eh meio difícil, mas a gente disfarçava muito bem.



A nossa recuperação durou 2 dias e tudo isso que aconteceu não era mais tocado na casa, pois todos ali “na verdade erão muito machos e odiavam gays” e isso não poderia ser diferente. Todos disfarçavam bem para que as mulheres da família não desconfiassem.



No práximo conto, contarei como foi a putaria no sítio agora com mulheres porque afinal nás somos homens e adoramos uma bucetinha, peicholas e rabões ! Vai ser uma grande orgia, isso sim !



Se gostaram desse conto e querem me conhecer ou querem que eu continue esse conto, escrevam para esse email: [email protected]



Assim terei mais motivação para o relato verídico do práximo conto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos mulher vai ate afazenda trepar com capatazNegras malhadinhas com muinta vantade de dar a bucetacasadas video fletixe enteado cunhadoConto erotico negao casada loiraFotos d afeminado c shortinho socadoconto erótico Fui obrigado a violentar minha filhacontoserotico mendigo fudendo madamecaso eróticos meu sogro estrupava minha mulhermeio das pernas uma pica dava inveja grossura esposaboquete no filho contosNo motel minha sobrinha ela chupou meu pau eu chupei sua buceta e fudi ela contos eroticos contos erotico de casada que foi arregaçada bebadaler conto erotico irmao fode a irma no oniboscontos virei femea na republica gaycontos colocando menina pra. mamarcontos eróticos cuzinho da mamãeninguém subiu para o meu primo escondido ele gozou na minha bocacontos eroticos arrombando a gordaContos eroticos novinha deu a bundinha a força pro roludomamaee. fez papai me fedur contocontos sou puta e insaciável por rola lady jane( zoofilia )buceta abertassa muito aberta gozadacontos enteadacontos erotico o dia que comi a minha sogra sem camisinhacontos eroticos escritos incesto vovô e eu.como erotico dei para ocavalocontoseroticos sogra e genro na agua da praiamarido sortiado a esposa contos eroticoscontos eroticos da esposa greluda e o ginecologista velhoconto gay meu melhor amigo de 37 anoscontos de coroa com novinhocontos eróticos caminhoneiro seduziucontos gay cavalocontos de estrupo em família rasgou o cuzinho apertadoeu confesso caso de incestocontos minha namorada me fez corno com vizinho marrentorelatos de casadas que treparam vom suas cunhadssComtos namorada fodida para pagar dividas do namoradomeu primo e minha amiga contos eróticosporno conto visinha santinhacontos de mulher com cachorrogay e o cachorro contosconto eróticos.estuprando sobrinha mudamãe e amigo contos eróticosa prima da minha madrasta contos eróticodei o cu no campig homoxesuaisassistir agora porno alargador de buceta pica grossa e enormecontos eróticos de incesto mãe que deu o cu para o filhocontos eroticos deixei o meu cunhado gozar na minha bocaCasada chupando dentro do carro. Contos eróticoscontos de menina sem pelo tomando banho com paicontoscasadas que postam fotos de itanhaemcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteVelho pervertido come a bucetinha de uma garotinha na escolaContos eroticos/dp com a ninfetinhacontos eroticos com meninas novinhascontos duas gostosas dando o cu para um cara pausudoconto sou doida pra da pro meu sobrinhopornô grátis boa f***.com só contos preta peituda transando com genroConto erotico botei minha pica nao aguentoucontos duas gostosas dando o cu para um cara pausudoarregaçando, chorando e gozou contoscontos erótico de primo trazendo e gozando na bocitinha e no cuzinhocontos eróticos dalicontos eróticos comendo cuzinho da gordinhacontos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesbcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos ele colocou o vibrador na potência máxima na minha bucetavidio muher trasa com homen com pido pequenocontos de coroa com novinhoContos eroticos cheirando calcinhas no banheiro da lojaIzildinha gozando na buceta da outracontos eróticos, enteadoirmao com ciumes contos eroticosConto de puta esporrada por muitos machos no bar