Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FODIDA NO MATO

Fodida no Mato.



Olá, está histária que eu vou lhes contar é real e aconteceu há alguns meses.

Me chamo Sheila, tenho 24 anos, sou loira, tenho bunda e seios fartos, do tipo que deixa qualquer homem maluco.

Tudo aconteceu quando estava voltando do trabalho, sou estagiaria numa multinacional, portanto tenho que andar sempre de roupa

social, aí eu aproveito para valorizar o meu corpo, vestindo roupas sempre chamativas. Este dia estava vestindo uma mini saia

preta com uma mini blusa branca com um decote que mostrava bem o tamanho dos meus seios. Este dia ao chegar no ponto de

ônibus tinha um moreno alto, bem forte, olhos verdes, parecia um colegial, sempre tive tara por colegiais mais como são novos demais, naum daum conta

do recado. Ao subir no ônibus que estava lotado, ele naum parava de me olhar,confesso que estava ficando até meio sem graça, até que ele

que ele ficou atrás de mim e na primeira curva que o ônibus deu ele me jogou contra o banco, jogando todo peso de seu corpo pra cima

do meu, na hora fiquei sem reação, pensei em virar a mão na cara dele mais, de alguma forma aquilo me excitou tanto que eu resolvi dar uma chance

a ele. Toda curva que o ônibus dava agora era eu quem roçava minha bunda na rola dele que alias estava bem dura. Chegando no meu ponto

acho que ele entendeu o convite e desceu atrás de mim. TInha uma rua perto de casa que sá era mato, segui para a mesma e ele continuou me seguindo

até que, eu resolvi entrar no meio daquele mato todo, olhei para trás deu uma piscadinha, empinei minha bunda e pronto, ele veio que nem

um animal pra cima de mim, confesso que aquilo tudo me excitava. Nos despimos feito loucos, ajoelhei e paguei um bokete pra ele,

ora engolia tudo, ora chupava as bolas, ele gemia feito louco, fiquei com medo de alguém escutar e vir ver o que acontecia mais otesão falava

mais alto, eu com aquele cacete enterrado na guela. Num momento de loucura ele me pegou pelos cabelos, me deitou de barriga pra baixo

mirou seu cacete na porta da minha xana na hora tentei argumentar pois a gente nem se conhecia e ele tava se camisinha, fiquei com medo de engravidar

mais ele sem pensar enterrou tudo de uma vez, me fazendo soltar um uivo feito uma cadela quando leva uma enterrada profunda. Foi aí que ele começou

um vai e vem frenetico, aquele garoto fodia que nem um homem, bombava forte com estocadas profundas e ininterruptas, socava forte

apertava meus peitos, me chamava de cadela, de puta, de vagabunda, e aquila me excitava ainda mais, naum aguentando mais comecei

a berrar feito uma louca e gozei, melando todo o seu pau com meu melzinho. Foi aí qeu ele disse que queria realizar uma fantasia aintiga

comigo, eu disse que aceitava o que ele quisesse, ele entaum me mandou cavalgar naquele pauzão, foi o que fiz sem reclamar, cavalguei, domava feito uma amazona

aquela jeba, domava com maestria, ele nessa hora começou a enfiar o dedo no meu cuzinho, uma hora um outra dois, até que depois de muito cavalgar

ele me botou de 4 e enterrou de uma vez no meu cú, essa hora eu gritei, nunca tinha sentido dor tão grande pois meu cú era virgem e o

pau dele era enorme, ainda tentei argumentar: para, para ta doendo para, para, ai, uuuhhhhhh, que delicia, mete agora, isso vai me

arromba todinha, vai naum para meu garanhão, quando vi já tava fora de si dizendo coisas que nunca sonhava em dizer pra homem nenhum

mais quele me deixava louca, e ele dizia: "AH, tá gostando sua puta, entaum toma sua cadela, vo dexa esse cutodinho arrombado, sua vaca

aí, depois eu qeuro goza nessa sua boca maravilhosa, você vai deixá não vai? Na hora respondi que sim, nunca tinha deixado ninguem

fazer isso mais pra quem tava dando o cú, sem camisinha, nessa hora eu pensei comigo mesm vou até o fim. Ele já naum agunetava mais

me foder foi aí que ele tirou de dentro, me puxou pelos cabelos, enterrou na minha boca, e despejou todo aquele leite, gozou tanto que quase me engasguei

com tamanho volume. Engoli tudinho e foi muito bom, nos despedimos com um longo beijo, e nunca mais nos vimos. Agora quero

ser penetrada e gozada por vários machos se quizser me ajudar entre em contato. Quem sabe vc naum me ajuda hein?

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos minha tia de saiacontos xupo pau desde novinhamulher tranzndo com ponei realcontos eroticos trepando e marido na sala ao ladocontos gays transei com meu amigocontos eroticos comendo a velha horrosa dormindocontos eroticos arrombando a gordaconto erotico pedi um desconto para o gerente e ele me encoxoucomi minha mae anoite contos Contos eróticos teens troca trocaFoto picudo estotando a bucetinha da casadacontos eróticos minha esposa trouxe sua sobrinha para morar com a gentecontos casadas peguei minha nora dando o cu para o pedreirocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto xota cu filhinhoareganhando o cu e epois a boceta com a mao relaxandoconto real espiando no buraco casal sexo chacaraminha mae adora um negao contos eroticos gratiscontos erotico vovo e a vovo lamberam minja bucetaRelatos eróticos novinhasGiovana transando de joelhoscontos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoesnunca falei eu falei contos eróticoscontos eroticos brincando escondido infanciacontos eroticos arrombando a gordaConto gay incesto rocaContoserotcos nudismo em famíliaflagrei minha mulher rapariga.contos eroticoscomo dopar uma mulher e fazer sexo contocontos erotico d tios tarado p sobrinhas d onze anosfomos surpreendidos no carro contosque cu mais apertado agora chora contoconto vi meu irmao dando cuContos eroticos minha esposa e o estrangeiroContos eroticos da esposa safada com o marido deficienteConto Erótico Amiga PEITUDAContos ela deixou comer o cu delainiciacao putaria bi conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentea minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos eroticos arrombando a gordacasa conto - eu minha namorada e sua amiga part 1contos sexo dividindo o casamento e a camacontos arizinho comeu minha esposaconto zoofilia novinha e os cachorros Minas Geraiscontos erótico buceta pequenascasada limpano porra do negaomulher casada e evangelica dando o cu,contos sexmetendo com violencoa no cu da gordonaghupa ghupi porncontos eroticos excitantesbatendo uma punhenta para o marido sem calcinhahomem sendo estrupado en oficinacontos flagrei meu pai comendo cu do meu irmaofalei pro meu amigo que queria ver ele fodendo a minha esposarelatos comi o traveco na marra buceta carnuda comtos de sexoContos eróticos picantes pecados na igreja com padrescontos eroticos incesto sutiaboquete gozada boca amiga contosnovinhas na seca se alivio se masturbandoconto erotico com camionistalesbica dopando a amigacontis eroticos comendo meu amigo bebadoconto eu e meu sobrinho no banhocontos transex fudendo com entregador de pizzaconto erotico pra igreja sem calcinhacontos eróticos mas que porra de meio irmãocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de sexo depilada na praiaconto erótico vestir roupa de menina sair na ruacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadossou a putinha da familia do meu marido contosconto erotico de sogro fudendo a noraContos eróticos mãe não