Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMENDO A FILINHA DE MÃE VOUYER

Bom dia amigos e amigas, hoje venho mais uma vez a relatar as minhas experiências Incestuosas, depois de muito tempo sem postar no Site por estar na Síbéria como dizem os NET´S voltei a me conectar ao Mundo Virtual. O que venho a relatar aqui é um tipo diferente de Incesto, no qual eu jamais pensei que pudesse acontecer. Bem vamos ao que Interessa e garanto a vocês amigos(a) que vocês já podem se preparar a masturbação enquanto lêem porque o que irei relatar aos que realmente amam e se identificam com Incesto irão gozar deliciosamente lendo este relato verídico.

Bem já faz uns oito anos que eu procuro Contos e Relatos Incestuosos na Net, até que em Outubro do Ano Passado navegando pelas salas de Bate-Papo deparei me com uma sala um tanto quanto peculiar, até mesmo estranha de início, mais realmente entrei e confirmei as minhas desconfianças, esta sala é no UOL e seu nome é Fantasias Escritas ou as vezes ela estará com nome Sexo Proibido, adentrei na sala com um Nick apenas para espiar mais sem saber meu Nick causou um alvoroço na sala entrei com o Nick “PAPAI KER FILINHA” e der repente varias pessoas que estavam logadas começaram a inundar a tela de meu PC querendo conversar, tc com varias pessoas mais como sempre muitos homens com Nicks femininos bombardeavam-me de perguntas, até que certa hora da madrugada recebi a seguinte mensagem.

Mãe Inicia Putinha pergunta (Reservadamente).: Olá sou mulher do RJ e queria iniciar minha filha interessado?

Bem na hora fiquei meio que desconfiado mais fui conversando com ela e sondando sua Fantasia, que na verdade seria uma Fantasia que a mesma queria realizar em forma de Voyerismo, a tal Mamãe mandou-me a mensagem reservada perguntando meu MSN, trocamos os MSN e saímos da sala vindo a conversar apenas pelo Messenger, ela conversou comigo durante umas 2 horas e depois disso abrimos nossas webs, para a minha surpresa realmente acho eu que pela primeira vez eu realmente estava a tc com uma mulher de verdade que curte Incesto.Ela me contou que seu marido faleceu há 5anos e que desde então ela não saia mais com homens, e que ela tinha uma filha linda, como a mãe uma loirinha de treze aninhos com olhos azuis da cor do céu. Seu nome irei preservar e a chamarei aqui de Luciane e sua filha deixarei com seu nome normal, ela se chama Lorraine e seu apelido é Lola, sua filha é uma menina caseira que aqui tentarei descreve-la em detalhes.

Lola é bem branquinha, sua pele é macia e sedosa com pelos bem fininhos aloirados, seus olhos são azuis, seus cabelos loiros até a cintura com uma franginha linda que sobre caem sobre os olhos deixando seu rosto com um ar Angelical e misterioso, Lola tem seus 1.55 de altura aproximadamente cintura fina estilo uma falas magra com coxas grossinhas e seio deliciosamente duros, seus seios são os seios mais bonitos que eu já vi e toquei em toda a minha vida, são como mangas, sua aureola é rosada e bojuda sem biquinhos ainda pois nunca foram chupados, e sua xaninha é pequenina rosada e com pequeninos pelos dourados que ainda estão a começar a escurecer. Bem já deu para notarem que estamos falando de uma Patricinha, uma bonequinha de porcelana que seria entregue nas minhas mãos.

Bem vamos lá conversando com Luciane ela me confidenciou que tem a verdadeira tara de assistir, porem para a minha surpresa ela queria assistir a sua filha sendo fodida por um homem bem dotado, mais de uma forma um tanto quanto estranha ela queria ver e participar da sacanagem, trocamos telefones ainda com as webcams abertas e começamos a conversar, de inicio marcamos para nos conhecermos pessoalmente e conversarmos sobre o assunto, marcamos em um Shopping aqui no RJ e lá fomos nás. Ao chegar no local marcado me deslumbrei com a visão de Luciane, uma linda loira de aproximadamente 43 anos, estilo mulherão com seio fartos, coxas grossas, lábios carnudos e profundos olhas azuis tal como a filha.Adentramos em um restaurante e nos acomodamos bem ao fundo dele para podermos conversar a vontade. Já acomodados e depois de vários chopes começamos a nos soltar e falar mais aberta-mente sobre sua Fantasia e para mim meu presente, sem meias palavras e sem pudores, ela me mostrou varias fotos de sua filha e combinamos de eu ser apresentado a Lola como um amigo de sua mãe apenas. Bem saímos de lá e fomos para sua casa um apartamento na Zona Sul do Rio, chegamos por volta de 21hs no seu apartamento entrei e nada de sua filha na sala, sentamos no safa e começamos a colocar o plano em prática, apás alguns minutos de conversa sua mãe chama Lola, a mesma estava em seu quarto acredito eu que na Net no Orkut ou Msn, quando ela chegou a sala sua mãe me apresentou filha este aqui é o Jhony um amigo da mamãe, ela se aproximou de mim e deu dois beijinhos em meu rosto, nossa!!!!! Na hora meu pau ficou duro como pedra, ao sentir aquela pele sedosa e branquinha a encostar em meu rosto de barba para fazer, senti o cheiro de sua pele misturada ao perfume que usava e fiquei em êxtase por alguns segundos, Luciane disfarcadamente olhou para minhas pernas e notou o enorme volume que estalava práximo de minha barriguilha da calça Jeans, não me demorei muito e me despedi das duas.

Sai de seu apartamento e quando estava a esperar o elevador, a porta do apartamento de Lola se abre e ela me chama e caminha em minha direção, fiquei pensando besteiras, loucuras tipo agarra-La ali mesmo e colocar a Lolinha para me delicia numa chupeta. Lola se aproximou de mim e falou.:

_Jhony você esqueceu seu celular no sofá, toma.

_Olhei para seus olhos e com uma cara de safado falei.: Obrigado Princesinha

Lola sorriu e falou.: De nada e vai com Deus

Nossa amigos(a) cheguei ao carro todo melado, meu pau parecia querer explodir dentro da calça de tanto tesão, entrei no carro e sai para voltar para casa e quando estava pegando a Orla meu celular tocou, era Luciane falando baixo quase que susurrando que estava ali toda molhada sua buceta piscava de tesão seu grelo estava duro e ela almejava cada segundo e se deliciava com o que via na sala, sentiu que eu estava louco tarado por sua filha, que meu pau denunciara minha exitação, conversamos pouco mais e ela desligou; Fui para meu serviço e na hora do almoço Luciane me ligou novamente era uma sexta-feira e marcamos de ir para a praia no Sabado, confirmei e desliguei o celular. Já no Sabado de manhã cheguei a casa de Lu bem cedo arranjei com um amigo duas cadeiras de praia emprestado e um guarda-sol e as peguei na entrada do prédio.

Falei com elas que iria leva-lãs a uma praia muito boa no Recreio e fui direto para o Grumarí, chegando lá fiquei bem destacado com a s duas e observava Mãe e filha deitadas na canga de bruços expostas ao sol. Foi quando der repente Luciane dando continuidade ao nosso plano de sedução da Lola pediu que eu passasse bronzeador em seu corpo, prontamente eu atendi e assim que acabei ela de imediato falou.: Filha não quer que o Jhony passe bronzeador em você também? Lola me olhou meia sem jeito e falou.: Ai mãe tadinho dele a gente vai ficar se aproveitando da boa vontade dele? E sorriu ... Lu então falou.:

Que nada filha ou você não acha que ele não esta adorando passar bronzeador em duas loiras heimm??? Vai Jhony pode passar bronzeador nela e discretamente piscou seu olhos para mim e deitou-se com a cabeça virada para a água. Eu rapidamente untei as mãos de bronzeador e comecei a alizar aquela deliciosa ninfeta, ali deitada exposta ao toque e caricias de minhas mãos, eu alisava, espalhava e aos poucos apertava sua carne macia começando pelas suas costas e descendo até sua bundinha, sua deliciosa e empinada bundinha fui espalhando e apertando, mais fui mais ousado e espalhava em suas coxas esbarrando meus dedos varias vezes em sua bucetinha, até que der repente notei que Lola solara um pequeno e baixo gemido, quase imperceptível, mais notado aos meus ouvidos atentos. Aproveitei a situação e fui um pouco mais ousado já que sua mãe sabai de minhas intenções e ao espalhar novamente o bronzeador em sua bundinha e coxa forcei fortemente meus dedos contra sua bucetinha arrancando-lhe um suspiro fundo, um gemido expremido e sua pele a ficar totalmente e visivelmente arrepiada, Lola meio que sem jeito e confusa, e talves até mesmo exitada e com medo de sua mãe logo ali ao lado. Virou-se de frente para mim olhou me nos olhos sorriu meio sem jeito e falou mãe vamos na água comigo? Luciane se virou e falou esta bem vamos.

Fiquei gelado, meio temeroso e extremamente exitado meu pau já estava atravessado no sungão, apesar de eu saber de que sua mãe sabia o que eu estava a fazer fiquei tenso e sentei-me na cadeira, as duas ficaram uns 20 a 30 minutos na água e quando voltaram Lola estava estranha, ficamos na praia por mais algumas horas e Lola evitava olhar para mim e pouco conversava, fomos embora as deixei em casa e fui para meu Ap. Tomei banho e preparei um lanche quando meu celular tocou era Lu me ligando da rua e me contando que quando foi para água com Lola ela a indagou assim.:



_Mãe tenho quase certeza que o Jhony estava me passando a mão!!!

_Lu,.: Que isso filha, como assim??

_Sei-lá ele passava a mão espalhando o bronzeador de uma forma estranha como me apertando, diferente de você e umas duas vezes seus dedos quase entraram dentro de minha buceta!!!

Enquanto ela me contava o que sua filha relatava a ela não me aguentei parei tudo deitei na minha cama e ao telefone escutando seu relato comecei uma deliciosa punheta!!!!

_Lu.: Mais e ai porque você não me falou na hora?? Filha...

_Lola.: Mãe não sei o que aconteceu comigo, meu coração disparou na hora, ao mesmo tempo que queria manda-lo parar senti uma coisa gostosa como se quizese sentir seu dedo entrando em mim...

_Luciane.: Filha isso que você sentiu chama-se Tezão ou Exitação, mais você gostou? Perguntou ela a filha já com maldade!!...

_Mãe gostei sim muito, nunca nenhum menino me tocou assim, você sabe que eu ainda sou virgem não é mamãe, que quando eu perder eu irei te contar pois você é minha mãe e minha amiga.

_Ok filha, fique a vontade minha princesa, mais cá entre nás o Jhony é um gatinho não é??

A estas horas com o relato de uma mãe que sonha em ver a filha ser Iniciada eu já estava todo gozado, em uma punheta louca e frenética apenas escutando o que ela conversará com Lola, Luciane então me falou que sua fiha respondeu sua pergunta apenas sorrindo e falando é ele realmente é um gatinho. Lu me falou que nosso plano estava indo cada vez melhor e que em muito pouco tempo ela iria realizar sua maior Fantasia de presenciar a sua filha perdendo a virgindade por um homem mais velho e bem dotado. Eu já aproveitando a situação falei com a Luciane que nás poderíamos ir para a casa de um amigo meu em Angra dos Reis e passar um fim de semana La, indo na sexta e voltando no Domingo, lá seria a investida final. Fui a noite na casa delas e interfonei, Lola atendeu e falou-me que sua mãe tinha ido ao mercado e então eu astutamente falei é eu apenas vim trazer um DVD que sua mãe tinha me pedido, ela meio que sem jeito falou.: Esta bem vou ai em baixo pegar.

Quando Lola desceu fiquei louco, ela estava com um micro short, e tenho certeza sem calcinha pois se resaltava muito a entreda entre suas coxas, como se seu short quizesse adentrar em sua xaninha, as marcas de biquine acima do short e no seu top me deixavam excitadíssimo. Entrei no carro e sentei-me no banco, entreguei o filme e sem delongas perguntei assim na lata.

_Lola você tem namorado? Ela meio que sem jeito e já com as buchechas rosadas falou não.

_Eu falei.: Porque uma menina linda como você não tem namorado? Sua mãe não deixa???

_Ela meio que sem jeito ia falar porem eu me antecipei puxei-a para perto de mim e a beijei; beijei aquela boquinha deliciosa quase a engoli de tanto Tezão, a deixei meia que pasma, sem fala,voz ou reação, a única coisa que ela fez foi se deixar beijar e aproveitar a situação, enquanto a beijava a puxava contra meu corpo apertando sua bundinha e fazendo sentir meu pau duro se comprimir contra sua bucetinha. A soltei ela saiu assustada e subiu sem se despedir.

_Imediatamente liguei para sua mãe, que segundo ela quaze gozou em escutar todo meu relato, e pedi que ela nada fala-se para que fosse criada uma cumplicidade entre eu e Lola. Lu aceitou e se fez de boba como se de nada soube-se.

_Na quarta-feira sem falar nada fui na porta do Colégio de Lola, ela tomou um susto ao me ver, fiquei encostado ao carro e ela veio até mim sorriu e disse.: Está perdido aqui?

_Não falei, vim lhe buscar. Ela me olhou desconfiada e falou.: E quem disse que eu vou com você? Ou você vem comigo ou vai chegar atrasada para a surpresa, inventei na hora e colou.

Ela abriu a porta do carro sentou-se e antes de sair a agarrei de novo e a beijei, sá que desta vez ela me correspondeu o beijo, demos um longo tezudo e demorado beijo, liguei o carro e fui para sua casa. Chegando lá sua mãe ainda não havia chegado em casa entrei com ela e comecei a beija-La, nás nos beijávamos deliciosamente a sentei no sofá, e fui explorando seus lábio e pescoço com minha boca, beijando,mordendo sugando... Lola gemia e tremia meu coração estava a mil batimentos por segundo eu tinha em minhas mãos uma virgem deliciosa que estava começando a sua vida sexual, e em questão de tempo, muito pouco tempo iria deflorar sua pequena bucetinha.

Nossos beijos foram se tornando cada vez mais frenéticos, minha boca já sugava seu pescoço e minhas mãos já bolinavam seus seio entumescidos, como um expert enfiei minhas mãos em baixo de sua blusa e bolinei o bico de seus seio já totalmente entumescidos enquanto colocava sua mão em cima de meu pau totalmente duro, ela gemia e apertava meu pau como se o quise-se arranca-lo fui descendo e bolinando seus seios e xaninha até chegar em seus peitinhos e os suguei, suguei,chupei, lambi mordisquei e me fartei em seus seios ela gemia agora descontroladamente por cima de sua calça sentia a umidade vaginal a se espalhar pela calcinha, não sei se ela gozou ou apenas molhou-se deliberadamente de tesão na hora, aproveitei a situação fiquei me de pé a sua frente e expus-lhe a maior pica que ela já tinha visto eu esta muito, muito exitadao mau pau estava a uns 23cm de compriment e de sua cabeçona escorria abundantemente meu Nefta. Lola olhava assustada e timidamente o segurou, senti sua mãozinha quente a tentar segura-lo sua mão mal fechava-se ao redor de meu membro aos poucos fui puxando-a de encontro ao meu pauzão, Lola meia sem saber o que fazer apenas abriu sua boca e permaneceu imável com ela aberta fui afundando meu membro em sua boca até senti-La engasgar na metade dele e ter ânsias de vomito, seus olhos lacrimejavam, mais Lola não pedia para que eu parasse apenas esta ali exposta ao meu bel prazer, talvez por inexperiência, medo, tesão ou mesmo para me agradar ela me olhava olhava meu púbis e engolia meu pau vezes sua língua se mexia na boca roçando a base de meu pauzão todo enterrado em sua boquinha, a segurei pela cabeça e comecei a fuder aquela boquina linda, carnuda e pequena não aguentei muito o tesão era a flor da pele o cheioro de sexo esta espalhado na sala do apartamento foi quando enterrei meu pau mais uma vez, enterrei o Maximo que consegui e gozeiiii!!! Gozei farta mente em sua garganta, senti meu gorfo sendo expelido umas três a quatro vezes enquanto Lola forçadamente engolia o que conseguia e o que não conseguia engasgando escorria pelo queixo vindo a cair sobre seus seios rosados, Lola calada sentia em sua boca pela primeira vez a gosto da porra de um homem ela havia engolido uma grande quantidade de porra, uma porra grossa branca, quente e viscosa e nada falava como se estivesse em transe uma ninfeta totalmente sub-missa.

Apás alguns segundos ainda com meu pau duro me recompus a beijei na boca sentindo também o gosto de meu sêmen e me despedi saindo pela porta, ao sair do apartamento já La em baixo no Hall liguei para Luciane e relatei tudo o que havia ocorrido, para a surpresa minha ela me indagou porque eu não a teria penetrado e feito ela mulher ali naquele instante? Falei que tinha planos melhores na casa de Angra e pedi para ela perguntar a filha se eu teria ido lá hoje ou ligado para saber até onde estaria minha cumplicidade com ela. Chegando em casa Luciane tomou banho sentou se no safa para ver novela e perguntou a sua filha. Lolinha o Jhony por acaso ligou aqui para casa hoje ou esteve aqui amor? Lola com a cara mais sínica do mundo, acredito eu que ainda com gosto de porra na boca falou.:

_Não mãe não ligou e nem esteve aqui hoje, até estranhei ele sempre te liga não é?

Luciane já exitada com a cumplicidade já formada de sua filha comigo, pegou seu telefone e me ligou, conversei com ela alguns minutos e pedi para falar com Lola. Ela sentada ao lado da mãe escutava eu falar varias putarias para ela e perguntava se havia gostado de tomar leitinho do seu Macho, que da práxima vez eu a faria mulher de verdade, ela apenas escutava e resmungava!! Hum Humm!!! Como que aceitando tudo o que eu estava a lhe propor, sua mãe ao lado deveria estar excitadíssima sabendo que a filha estava tendo uma aventura sexual com um falso amigo e aprendendo e descobrindo sua sexualidade!!! Pedi para falar com sua mãe e marquei com ela para irmos para Angra no fim de semana e tudo foi combinado.

Na sexta-feira fui até a casa de minas mulheres e as busquei, cai na Estrada passeando pela Orla Luciane veio na frente e Lola atrás liguei o DVD e fomos rindo, brincando e cantando no carro, quando chegamos a casa as deixei desfazendo as malas e fui até um mercado comprar algumas coisas para o Café da manhã e um lanche na madrugada, cheguei na casa e lá estavam as duas na varanda apreciando a vista para o mar, vim por traz das duas e encaixei me no meio delas e disse.: Este fim de semana será o melhor de nossas vidas, quando fui interrompido por Luciane que falou: Com toda a certeza Jhony!!!!

Na mesma noite ficamos a conversar até de madrugada, foi quando Luciane falou que ia dormir, eu falei que ia ficar vendo TV e estava sem sono, Lu saiu e foi para o quarto me deixando a vontade com sua filha, Apás uns quarenta minutos Lola foi até o quarto olhar se sua Mãe já estava dormindo, voltou sorridente e falou minha mãe já está dormindo Jhony, e fomos para a Suíte da casa, mal entrei e a agarrei com força, comecei a beijar Lola e ela a mim, fui despindo-a e agora ela totalmente nua pude vislumbrar a plenitude Juvenil de uma Ninfeta com sua pele branca agora com marcas sensuais de um pequenino biquine, contrastava-se com seus olhos azuis meio escondidos pelas franjas de seus cabelos lisos e loirinhos, ela ali parada imável apenas esperando para aprender a Arte do Amor, meu pau a esta hora já estava a latejar de tão duro, e meu Néfta já saia e escorria pela cabeçorra Rosada. A deitei na cama, beijei-a da boca até a ponta dos pés, e senti o cheiro de seu sexo já totalmente melado pelas suas secreções de Fêmea exitada.

Coloquei-me a sua frente e comecei a chupar seus seios rosados e duríssimos, minha ninfeta putinha agora gemia de verdade, cravava suas unhas no colchão, gemia, se contorcia e tremia de cima a baixo, fui descendo mais e lambendo sua barriginha, seus pelos aloirados estavam em pé como um ouriço sua pele estava arrepiada e sentia em minha língua as protuberâncias de sua pele exitada, desci mais um pouquinho até seu púbis e respirei fundo o odor que exalava de sua buceta pequenina, quente e apertada, uma buceta que jamais havia sentido um pau grande e grosso a explora-La, sem demoras cai de boca em sua buceta; Lola gemia alto rebolava e estocava seu quadril em minha boca como que quisesse que eu entra-se com minha língua o mais fundo possível, explorando todo o interior de sua xaninha. Coloquei-a por cima de mim e num 69 delicioso reparei que sua mãe já estava atrás da porta a nos assistir pela fresta entre aberta. Lola agora chupava lambia, sugava meu pau com vontade e tesão, meu pau pulsava como um coração em sua boca ela gemia e engolia ao Maximo que podia no intuito de me agradar de retribuir a chupada que estava levando as vezes chegava a engasgar de tão fundo que me engolia, sua mãe ali a olhar começava uma deliciosa ciririca tendo como fonte se deu prazer a prápria filha que seria deflorada em minutos. Com meu pau já a ponto de bala e todo melado coloquei Lola de quatro e direcionei a cabeçorra na entrada da apertada quente e úmida bucetinha, minha ninfeta tremia e gemia pincelei uma, duas e então forcei contra sua buceta senti uma pressão tremenda parecia que tentava enfiar-me na boca de uma garrafa quando der repente ... Ploft!!!! Senti meu pau adentrar naquela bucetinha, Lola Gritou sem ao menos se importar se iria acordar sua mãe, cravou suas unhas no colchão e tentou sair, segure-ia pela cintura e fui forçando meu pau para dentro daquela delicia melada, a cada centímetro que eu ia adentrando sentia meu pau sendo comprimido ao mesmo tempo sentia sua buceta piscar, piscar freneticamente apertando ainda mais meu pau, ela gemia e suplicava para que eu não entra-se mais fundo, meu tesão a sentimento de posse falaram mais alto e sem escutar o que ela falava estoquei, estoquei forte e firmemente meu pau para dentro de Lola, que gritou, tremeu como uma vara bamba e acho que neste momento rasguei seu hímem, ela ficou meia desfalecida sentinso meu saco a roçar em seu grelinho e sua pequenina buceta a agasalhar 23cm de pau duraço e grosso dentro de si, ela chorava e suplicava para tirar a cada súplica meu Tezão aumentava, foi a i que sua mãe adentrou pelada já no quarto segurou-a pelas mãos e mandou-a aguentar firme para sentir um macho a jorrar sua porra quente dentro dela, Lola agora não sabia o que fazer assustada com sua mãe ali vendo-a ser literalmente deflorada, ao mesmo tempo sentia tezão de estar sendo vista e confiança por estar ao lado de sua mãe no momento mais exitante e importante de sua iniciação sexual, Luciane me olhava nos olhos e contemplava todo o tesão que eu estava a sentir com meu pau cravada dentro de sua filha, bombei com força mais umas dez vezes e urreiii!!!! Comecei a Gozarrr dentro de sua bucetinha, enquanto Lu esfregava freneticamente sua buceta e gozava junto comigo a cada gorfada de porra que sai de meu pau Lola gemia, se estremecia, se arrepiava a começara a chorar e gozar, um gozo com mistura de cumplicidade, dor e prazer aos poucos fui retirando meu pau de dentro de Lola e pude ver o estrago que fiz, suas entranhas estavam expostas conseguis ver fundo em sua buceta e que se contraia e expelia minha porra que descia pelas sua coxas embrenhando o lenços e empreguinando o ar era tamanha a quantidade de porra que era expelida juntamente com pequenas tiras de sangue.

Lola levantou-se meio que desfalecida enquanto minhas secreções jorravam de dentro de minha ninfeta, ajudada pela mãe e meia que em êxtase e tesão juntamente com uma sensação de ter sido um mero objeto de prazer de sua mãe e seu Ogoz sai em direção ao banheiro, sua mãe se levanta me da um beijo delicioso na boca e fala assim.:

_Descansa um pouco que hoje ainda é sexta-feira e quando eu voltar quero ver essa pirocona sumir dentro daquele cuzinho virgem e rosado... Mas está é uma outra estária





Espero que tenham gostado e gozado muito com meu relato, tentei resumir ao Maximo possível mais a riqueza de detalhes é a diferença entre a ficção e a realidade, beijos a todos Jhony-RJ.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de sexo picante violentoe ousadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentefrutaporno sou casada mais nao fico sem fcontos eroticos com cavalosdei com muito amor conto separacaomulher chupando o pau do Felipe e as outras olhandocontos eroticos fui comida igual puta e chingadacontos com priminha safadinhas de dez aninhosmamae beija filhinha contosa gostosa d aobrinha pertubando o tio kovem no quarto cheio d teaaoContos comi o cu da mulAtAVidio porno brexa pai pua gigante no buracaContos eroticos bundudacontos de sexo no bus primeira vezvideo de jovens travesti praticando incesto com padrastopai da sonifero pra filhinha e a estupra com amigos contos eroticosSo contos eroticos com maridos violentos sadomasoquismocontos eroticos sodomizadoconto de irma querendo dar o cu pela primeira vezcontos eróticos rasgando a calcinhaconto arebentei cu meu patraocontos eroticos de como meu amigo me comendocontos eróticos traição com garoto exepionaltravesti Franciellepai q come filha no sitiocontosContos,erotico de mulher casada da na,zona,ruralconto eroticos fui obrigado a fuder minha irma num estuprocontos erotico farmaceutico macho negao fodendo gaymeu patrao me comeu na base da chantagemcontos de coroa com novinhoLóira safada narra conto metendo na coberturacontos eroticos fui comida feito puta e chingada de vadia pelo meu chefeo pedreiro gozo na minha boca e depois na minha buceta gozou roaandonamoradalesbicaContos porno de filha e mae que traem com pau grande e choracontos putinha galeraconto gay fodi o namorado da minha irmaconto porno comi minha maecontos durante a balada com meu irmaocontos porno os amigos de papai fuderam mamaemulher gosta de ficar nua e corpo inteiro melado de margarina Contos eroticos cumi mi.ha cunhada carlatransformação contos eroticoscontos de relatos de nora que transou com sogroestrupada contoscontos eróticos de casadas rabudas traindocontos eróticos de mae e filha usando vibradorporno quente doido cara lasca buceta com cucontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteloira resebi anal depois de treinamentoContos Eróticos de Incestos com gordinhascontos sexo a esposa amamentandoconto erotico comi o cu da minha madrinhacontos euroticos porno tia luciacontos erticos de ninfetascontos eroticos arrombando a gordaconto erotico broxei outro comeuconto de comi o cuzinho de um garoto novinho que chorava na pica grandefilhinha de papai tirando a camisola e fica nuabêbada deitada de bruços eu comi contos eróticoscalma aí bota devagarfodido pelo pegador do bairro conto gaypinto pequeno apontando para cima punhetacache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html no onibus de excursao sem calcinhacoroa da bunda gigante conto eroticoContos eróticos picantes pecados na igreja com padresenfiando na bucetavarias coisascontos comeu a amiga e o amigolinda buceta aberta corno contosconto trepada forteincesto contos filho se separa e volta a morar com mae coroacontos de surubas inesperadas com esposachantagem minha irmã e como o cú delsmuito tempo sem mamar no paue dos velhinhos gays no pinto mole fudendo velhinhos contos eróticosate que enfim comi minha sograa coroa bunduda negra é feriado pelo pelo banco dentro do ônibus