Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU SOBRINHO TARADO

Jorginho, o sobrinho da minha mulher, de 19 anos, veio passar uns dias conosco no nosso sítio. Levei o menino pra pescar comigo no lago. Ele tava sá de shortinho e eu fiquei admirado com a beleza do corpo dele, alto e forte para a idade, especialmente as nádegas, muito desenvolvidas. Pela primeira vez senti tesão por um menino. E ele sacou.



"Tá de pau duro, tio?"



"É deve ser esse calor que tá fazendo".



"Então vamo tirar a roupa".



Ele ficou nuzinho e meu queixo caiu quando eu vi aquela bunda tão branquinha, lisa e redonda, me chamando. Tirei o calção e meu pau saltou, enorme e durão.



"Nossa tio, que gigante! Nunca vi um pirocão tão grande... Posso pegar?"



"Pode mas promete que não vai contar nada pra tua tia".



"Prometo".



Vi logo que o Jorginho não era novato. Foi logo caindo de boca e abocanhou a trolha de primeira, abrindo bem os lábios. Como é que um menino tão novo já sabia mamar tão bem uma pica grossa como a minha?



"Tu chupa gostoso, neném, como foi que tu aprendeu?"



Jorginho desengoliu o cacete pra responder.



"Foi no colégio, meu professor de educação física me ensina tudo".



"Bom professor, tu mama legal, engole mais um pouquinho, anda".



Com muito esforço e técnica, o menino conseguiu enfiar meus 32 cm de pica grossa pela goela adentro. Que delícia, aquela gargantinha apertada mamando a minha vara...



Jorginho desengoliu rapidinho pra pedir:



"Goza na minha boca, tio, goza".



Não precisava pdir, eu senti que a porra já tava fervendo nos culhões. Foi sá ele chupar de novo pra ganhar um jato quente lá no fundo da garganta. Ele voltou a desengolir, pra enchar a boca de porra e depois melar toda aquela carinha linda, os olhinhos verdes e o cabelo louro ficaram todos melados.



"Nossa tio, você continua durão! Temos que dar um jeito nisso. Deixa eu sentar no seu colo, e meter esse caralhão na minha bundinha, aproveitando que já tá todo melado".



"Ô Jorginho você é tarado mesmo hein?"



"Você também, tio, você gosta de comer garoto, seu taradão".



"Tu é o primeiro, Jorginho, nunca fiz isso com menino antes".



"Então eu é que vou tirar o seu cabaço?"



"Anda, senta logo aqui que eu tô louco de tesão por você".



O menino esfregou as nádegas rechonchudas, macias e durinhas, no cabeção lambuzado, até encaixar a chapeleta no cuzinho que piscava furiosamente. Que técnica!



Meu sobrinho tarado se empalou na minha pica com vontade e foi descendo, devagar, curtindo a invasão do ânus pelo meu cacete gigante.



"Ai como é grosso, é demais!"



"Tá doendo? Quer que tire?"



"Não, não! Dái sá um pouquinho, tá bom demais, eu nunca tive um caralho tão grosso dentro de mim, titio, ai fode o teu sobrinho tarado, fode".



"Taradinho gostoso, que cuzinho apertadinho e tão quente, que bundinha gostosa. Pula cabritinho, salta na vara do titio, salta".



"Ai tio, eu tô gozando, tô gozando sá de dar o rabo pra você, esse caralhão maravilhoso tá me fazendo gozar!"



"Eu também vou gozar, cabritinho, pula, pula no colo do titio, mama meu cacete com a tua xoxotinha de menino safado, mama, ah, tô gozando, tô enchendo o teu cu de porra, neném lindinho, tu tá fazendo o titio gozar muito, que delícia".



E assim a gente saía pra pescar toda manhã e passava o dia todo no lago, fodendo. Minha mulher achava estranho a gente nunca voltar com peixe. Ainda mais que o sobrinho dela sempre contava que tinha visto uma truta gigante, que tinha passado o dia todo lutando com a truta, e ia pescar no dia seguinte pra tentar pegar a truta de novo. Coitada, nem desconfiava que eu tava comendo o Jorginho com a minha truta.



De noite eu dava um remédio pra ela cair num sono profundo e ia para a cama do Jorginho meter naquela bunda maravilhosa. Foi uma temporada inesquecível a que eu passei com o meu sobrinho tarado.





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico novinho flagra sustoconto erotico gay com o vendedorConto estupro sogro e noradesde pequena iniciada em zoofiliacontos a cunhada da primaseu madruga coloca pau no cu da dona florindacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos incestuosos - mãe e filho no forró terceira idadecontos de dei o cu para um jumento Negrãocomia mae contoscasa dos contos pastora ds buceta peludanovinha de 13com peitinhomamando no genro contospode me chama de de puta decachora e salienteComtos casadas fodidas pelo filho e o sobrinhoContos eroticos amorosa amigacomo tira pedra da teta sem para de tanto se matusbarConto erótico gay de um pai com filho da vizinhaesticando os biquinhos dos peitinhos virgensporno zofilia peitinho inchado sozinhascontos esposas na praiaContos,erotico de mulher casada da na,zona,ruralcontos eróticos disneylandiaComi a puta funkeira contocontos de maes flagando fihos punheteiroscontos de coroa com novinhoContos eróticos traindo na praia de nudismocontos eroticos arrombando a gordaconto eróticos incesto pai arrombamenContos maes dando cuContos eroticos de esposa é abusada pela empregada coroacontos estupraram meu esposojakelini meu sogro tem pauzaocontos eroticos fudendo as filhinhas da minha namoradaconrtos estrupo minisaia casadaconto incesto mestruavaFlagra plugcontos sado marido violentoscontos eroticos minha pequenao cu mais largo do mundo contossentei no colo contosconto erotico.mulher feiaconto de botei a novinha pra chora com a pica grande no cucontos eróticos meu aluno preferidocontos eroticos sogra pega genro peladocondos erodicos vizinho lindocontos eroticos de incesto inversão com mãe e filhinhosou evangelica casada treprei com dois contosmulheres com biquinis bem atolado na bumda fotosConto esposa Volta da viagem arrombada o marido ve a diferenca quando faz sexo con elacontos de corno mansocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto reunião de familia minha tia travesticontos eroticos ensinandoContos eroticos até ontem, eu era fiel 3 partezoofilia cachorro engatado no Rio de Janeiro cariocacontos esposa bunduda so traz problemaspauzudo fudendo mulher de pernas fechadasbisexual contoscontos dei p meu irmaocontos eroticos femininos de casadascomigo véi da irmã da minha mulher contos eróticosgozando no cu peludinhos das velhas feiasContos eroticos sem calcinha estuprada pelo sadomasoquistaContos eroticos trans sex dotada maduraContos madrasta putaContos de zoo dei a buceta pro cavaloxoxota Branca f****** com Criolofui afeminado por uma dommecontos eroticos vovôs com netoschantagem zofilia e insesto conto eroticocontos eroticos dei pra variosContos erpticos menininha de rua