Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PEQUENO PAU, GRANDE PRAZER.



Ele é meu diretor e grande amigo. Trabalhamos juntos a mais de 19 anos em uma empresa de grande porte, onde sou gerente. Somos casados, temos relação familiar estável e nossas esposas são muito amigas. Uma de suas características é ser conquistador. As mulheres sempre dão em cima dele e ele sempre tem algum para sair. É um vício incorrigível que já colocou em risco seu casamento, em mais de uma oportunidade. Ele sempre me diz que tem um segredo que atrai as mulheres, mas nunca quis me dizer o que era. Bem, acabei descobrindo da maneira mais inusitada possível. Tivemos que viajar por uma semana para um treinamento gerencial e ficamos hospedados juntos em um dos quartos do hotel. Na primeira noite, depois de uma passada pelo bar, fomos para o quarto. Acabei de arrumar as roupas e fui para o banho. Sai de cueca e me deitei na cama. Ele foi para o banheiro e quando voltou ao quarto estava pelado. A primeira coisa que me chamou a atenção foi o tamanho do seu pinto. Tão pequeno que quase não se via. Nunca havia visto nada assim, pois mole como estava, quase sumia no meio dos dois bagos, estes sim enormes. Ele percebeu minha curiosidade e me disse que esse é o seu segredo: um pinto pequeno, e que por isso mesmo quando duro permanece assim por muito tempo. O contraponto dessa situação e que ele tem uma grande quantidade de esperma, que sai em orgasmos sucessivos o que lhe permite transas em sequencia, o que acaba agradando as mulheres, daí seu sucesso com elas. O lado ruim segundo ele, é que precisava transar muito para se saciar e fica sempre com a sensação de que não chegou ao orgasmo total. Ele então me pediu para ver o tamanho do meu pau. Tirei para fora e mostrei. Não tenho um pau grande, deve medir uns 19 cm, mas é bem grosso. Ele se aproximou e o pegou. A essa altura ele já estava duro, assim como o dele, que ficou do tamanho de um dedo polegar. Me senti compelido a pegar naquele piruzinho. Com dois dedinhos comecei a masturbá-lo. Parecia um pequeno ferro de tão duro. Ele me fez sentar na cama e colocou o pintinho na direção de minha boca. Fiquei meio sem jeito, mas logo comecei a chupar aquele pirulito. Que coisa gostosa. Aquele ferro batia no céu da minha boca e minha língua acariciava aquela cabecinha gostosa. Depois de uns 19 minutos ele gozou pela primeira vez na minha boca. Alguns jatos de porra inundaram minha boca e tive dificuldade de engolir. Era um pouco de nojo e uma vontade enorme de fazer aquilo. Afinal era minha primeira vez com um homem. Prevaleceu a tesão e engoli tudo. Ele mal tirou o pau da minha boca para eu poder engolir, voltou e colocá-lo tão duro quanto antes e rapidamente veio uma segunda gozada. Já mais treinado engoli sem tirar o pintinho da boca e suguei forte aquela gosma quentinha. Não demorou nada e outro jato inundou minha garganta. Naquela altura meu cuzinho começou a piscar de desejo de ter aquele pauzinho me penetrando. Me virei e fique de quatro na beirada da cama. Ele entendeu e meteu aquele pinto no meu cuzinho. Com aquele tamanho e o melado da minha boca entrou facilmente. Meu cú era virgem até aquele momento. Que coisa deliciosa, nada de dor, sá tesão. Ele ficou me penetrando por mais de meia hora, tendo orgasmos sucessivos. Nunca creditei que isso fosse possível, o cara tem gozos sucessivos e múltiplos. Confesso aquilo me fez gozar em sua mão que não largava meu pinto. Ele recolheu a porra na mão em concha e levou para a sua boca, chupando tudinho. Meu pau que inicialmente estava latejando, gozou sá com a penetração anal e com sua mão parada, sem me masturbar. Com a continuidade das bimbadas no meu cu, voltou a endurecer quando ele sentiu que eu ia gozar novamente, rapidamente tirou o pau do meu rabo e meteu a boca no meu cacete. Gozei em sua boca. Acabei depois ajudando com uma masturbação e gozei novamente na sua cara. Ele também se masturbava e gozava. Incrível como o pau dele não amolecia. Trocamos novamente de posição e agora fui eu que voltei a chupá-lo, e voltei a sentir dois orgasmos em minha boca. Depois ele passou a me chupar de novo, mas meu pau já não endurecia mais depois de vários orgasmos. Mesmo mole, ter o pinto chupado é muito gostoso. A língua do parceiro o joga de um lado para outro e a sensação é indescritível. Ainda mais podendo segurar aquele pintinho duro entre meus dedos. Mais um gozo dele em minhas mãos e senti que um orgasmo vinha no meu pinto mole em sua boca. Que coisa boa, gozar com o pau mole, e sentir a sua boca me sugando. Naquela noite ele me comeu várias vezes, acho que deu mais de 19 gozadas sem que seu pintinho ficasse mole. Terminamos adormecendo nus, um nos braços do outro. Pela manhã acordei mais cedo e fiquei olhando para aquele minúsculo pinto prazeiroso, sem entender como ele era tão valente. Não resisti e comecei a chupá-lo. Aquele bichinho logo ficou duro e daí a pouco estava jorrando esperma na minha boca. Não engoli. Virei ele de bruços, cuspi no seu cuzinho, melei meu pau com os restos de saliva e esperma e meti meu pau na direção daquele cú. No dia anterior ele não tinha deixado, alegando que meu pinto era muito grosso e ele nunca havia dado para ninguém. Empurrei secamente e ele reclamou de dor. Enfiei um dedo, depois dois e fui lubrificando com esperma e cuspe. Depois coloquei novamente em posição e fui metendo devagar. Aos poucos ele foi relaxando e consegui enfiar tudo. Fiquei bombando letamente e ele urrando do prazer. Seu pinto escorria porra sem parar. Cada bombada que eu dava por trás o seu pintinho soltava um esguicho de liquido, mais ralo que esperma, mas mais grosso que urina. Que sensação maravilhosa. Acabei gozando como nunca. Sá então vi que seu pintinho estava murcho e ele exausto de tanto gozar. Aquela semana que passamos juntos foi uma lua de mel, foi simplesmente fantástica. Dei e comi de todas as formas. Ele me disse que encontrou o orgasmo perfeito enquanto era penetrado por mim, pois anteriormente enquanto estava transando o pau dele nunca amolecia e nem vinha a sensação de orgasmo total. Entendi seu segredo e hoje somos amantes. Nossas esposas continuam amigas e temos por isso facilidades de nos encontrar sem despertar suspeitas. O bom dessa histária é que ele deixou de sair com outras mulheres e a mulher dele me é mui grata por isso, achando que eu consegui acalmá-lo com nossas pescarias de final de semana (em motéis e hotéis) e nossas excursões de pesca ao pantanal (que sempre ocorrem em nova lua de mel em um bom hotel, fora do nosso estado) para não despertar suspeitas. Nosso prazer é “pescar” e já temos esquema de compra de peixe para levar para casa. O melhor de tudo é que o sexo com nossas esposas também melhorou. Com elas pensamos um no outro e acabamos aplicando nosso treinamento nelas. A minha que nunca quis me dar o cuzinho hoje o faz com o maior prazer. Acabei convencendo ela que o homem gosta de ter o anus massageado enquanto transa e até os dedos ela já enfia no meu cuzinho. Em tempo: ele me confessou que sempre teve desejo de transar com um homem, e esse homem desejado sempre fui eu. Apenas não tinha como me abordar, com medo da minha reação. Aquela viagem foi minimamente planejada por ele, e nada do que ele fez para me mostrar o pintinho e pegar no meu não havia sido estudado e planejado. Afinal ele é o diretor de planejamento e eu gerente de compras. Acabei comprando o seu planejamento e estou muito satisfeito com isso.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos espoza rabuda e traficantesXoxota contosConto dei o cu no cine repúblicadei para o papai contosempregadinha contocontos eroticos comi a noiva do visinhomulheres com dhorte branquinho com cuzaocontos eroticos gays excitantescontos de corno triangulo amoroso de minha esposaMinha mulher pedio pra mim errabar ela contosNovinha putinha conto eroticocontos o cheiro da rola do papaicontos eroticos arrombando a gordacontos e vidios de patroes sendo fodidos por empregadas tranxessualconto as coroa crentecontoseróticosdei de mamarConto erotico 25cm na minha tia magrinhaonto de encesto fui pega minha filinha no precontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos escrava sexual estupro brutalcontos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoescontos eroticos policial forçacontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosxvideo pornozinho inpinadinha onlineesfrega esfrega na bunda da minha cunhada no ônibus lotadogarotinho fodinho por adulto contosenquanto eu dormia ele botava o cao pra me chupar incesto e zoofiluaminha vizinha me provoca com ssu rabão depoids olha para traz para ver se to reparandocontos teve que sentar no meu colo no carrocontoS lambida animal no raboconto erotico de tanto eu insistir em engravidei a minha professora eu era um meninoContos comi egua sitioViciado em sadomasoquismo fodi minha pequenininha a força contos eroticoscontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos fudendo a mae travesticontos de sehoras coxudas que deram o cufui arombada marido adorouDei o cuzinho quando já era coroa contos eróticoscontos de coroa com novinhocontos sacudo e casal safadoconto eroticos aguentei mais d vinte e dois sentimetro d rola d meu sogroconto gay cdzinha puta dos homenscontos eroticos gay meu tio de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosconto erotico submissa gozei choreiputinnhas evangelicasrelatos arrombei a amiga da minha irmacontos meu marido descobriu quando cheguei arrombadacontos eróticos minha tia de baby dolltias envangelica dando a buceta ao sobrinho em historia realContos eroticos a minha mae da bunda gigantecontos reais de encoxando a maeconto eroticotravesti comdno coroas casadascontos eroticos arrombando a gordawww.ver contos eroticos de mulheres de 29 anos tranzando com os seus vizinhos de 18 anos.comVer casadas falado de conto eroticos que corneo o marido com homem do pau bem grandeMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,http://okinawa-ufa.ru/conto_7625_tirei-o-cabaco-da-prima-dentro-da-cana.htmlconyo erotico pai e filha ahh uhh mais meteconto erotico humilhada pelo pirocudoÇonto eroticos seduzindo e comendo a cunhadaconto esposa ajudou dar banho no bebadodei o cu quando eu era pequeno contosConto comi esposa do meu irmao e gozei dentrovelho fogoso conto eroticominha sogra falou que tem dificuldade para gozarcontos eroticos/paguei pra comer o cuzinhoNovinha e chantageada.contosminha namorada exibicionista contos eroticosconto erotico comir o cu irma em pdfcontos eroticos arrombando a gorda