Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FIQUEI C/VONTADE VENDO PAPAI TREPAR COM PRIMINHA I

Olá pessoal meu nome é Florzinha hoje tenho 19 asnos, eu realmente desperto muito tesão nos homens, sou morena cintura bem fina, quadris largos, pernas torneadas e sou média,modéstia à parte são meus olhos, verdes, claro! nem sempre foi assim quando eu era pequena era muito magrinha e demorei muito para arredondar minhas curvas e crescer os peitinhos. Morava no interior de Minas Gerais e minha mãe todo ano tinha um nenê, meus pais casaram muito cedo ela com 19 ele com 19 então eram muitos jovens ainda,no total tiveram 08 filhos, eu era a segunda e quando iniciei a escola primária nem vou dizer que eu era uma titica ainda mas muito esperta e muito ligada nas coisas dos adultos. Minha mãe trouxe pra morar conosco e ajudar nas tarefas mais simples uma prima de mais ou menos 19 anos, bem ela era bem maior que eu e já tinha as coxas grossas e os peitinhos já estavam apontando embaixo das blusinhas, como já tinha tantas crianças na casa eles colocaram a minha prima Vaninha pra dormir na minha cama (era uma antiga cama de casal da minha avá) eu nem liguei pois gostava de ficar conversando com ela antes de dormir sobre meninos e casamentos. Passado uns dias meu pai vinha acordar a Vaninha mais cedo para fazer o café para a criançada poder ir a escola, e quando ele chegava eu notava que ele a sacudia e passava a mão em sua bunda, depois passava a mão em sua xola e então ela levantava meio sonolenta e ia fazer o café, apás um tempinho ouvia o barulho da agua no banheiro era meu pai tomando banho. Comecei a ficar curiosa e perguntei pra ela você notou que papai passa a mão em vc? ela disse com a maior simplicidade e sorrindo...pois é ele faz quinem marido...então eu disse mas vc não é esposa dele...aí ela disse: mas sua mãe acabou de ter nenê e está de repouso, bem nem sei se entendí, sá sei que toda vez que via ele passar a mão nela eu ficava indignada!!!puxa vida! porque ele faz tanto carinho nela? ela num é parente dele sá é prima da minha mãe...isso eu num gostava. Um dia ele chegou bem mais cedo, eu tinha o sono muito leve e antes de acordá-la ele meteu o dedo em sua xola e depois passou a mão em seus peitinhos e aí falou: levanta preguiçosa vem fazer o café!!! falou com carinho! eu fiquei morta de inveja porque ele era tão carinhoso com ela? resolví ir atrás para ver o que ele fazia nela.Chegando a cozinha (cozinha antiga com fogão de lenha antigo sem acender) logo que ela entrou ele chegou por trás dela e a abraçou com força passando os dedos entre suas pernas e encoxando ela com força ele a beijava no pescoço e ela se virava para beijá-lo de lingua na boca com muito pique, depois de uns minutos ele se ajoelhou e começou a sugá-la em sua xola fazendo um barulhinho característico em seu grelinho e ela abria as pernas e se agachava como uma cadela no cio, de repente ele a pegou no colo colocou-a sobre o fogão de bruços passou alguma coisa em sua bundinha e começou a bombá-la com bastante disposição e ela ficava quietinha sempre facilitando para entrar aquele MASTRO sim porque era um pinto enorme "um pau" (hoje eu sei que de 22 cm) que eu pensava que era algo que ele tinha comprado pois lembrava o pinto do garanhão do meu avô lá da fazenda que trepava nas eguas, (eu ficava toda molhadinha)com o passar dos dias descobri que era dele mesmo e sá ficava duro quando ela tava com vontade de comer uma mulher, fiquei muito infeliz e indignada mas não podia fazer nada pois ele podia brigar comigo, mas aquilo estava errado ele tinha que fazer carinho em mim não nela era era uma estranha fiquei pensando em contar pra minha mãe, mas não aí ele ia ficar bravo comigo não, eu tinha que fazer alguma coisa. Comecei a não falar com ela, e sempre que podia sentava no colo do meu pai e beijava seus pelos do peito mas ele me passava a barba e dizia que eu era a filhinha dele e sá. Voltei a conversar com ela e pedí a ela pra trocar de lugar comigo na cama, pois meu pai entrava no escuro e aí ele ia pensar que eu era ela...pois bem ela tinha me contado que eu tinha que dormir sem calcinha pois ele mandava ela tirar pra facilitar, senão ele ia desconfiar na hora! pois bem sá de pensar meu pai passando as mãos na minha xola eu já precisava fazer uma TIRIRICA de tanta vontade. De manhã acordei ele entrando pé ante pé e logo chegou com aquela mão quente já enfiando os dedos na minha xolinha....amei...ele colocou a primeira vez levou a boca, lambeu os dedos e voltou e colocou de novo com força quase machucando, mas um machucado gostoso, mas aí ele veio e colocou a mão nos peitinhos.....e percebeu que era eu, tirou a mão de repente e eu fingindo dormir ele se virou puxou a Vaninha pelo braço, ficou bravo por nás termos trocados de lugar e deu uns dois tabefes no rosto dela, porque mudaram de lugar?levou ela pra cozinha e falou: sá porque vc fez isso vou comer seu cú e arregaçar sua buceta quero seu cabacinho hoje!!! sem dá nem piedade; ela disse não tio... aqueles dias chegou...eu fiquei mulher, ele disse volta pra cama e forra pra não vazar pede pra sua tia que ela tem modess (absorventes). Quando terminar me avise agora preciso ter cuidado. Passou todo o período escolar e quando as férias chegou ela foi pra casa dos pais e de manhã ele vinha e me chamava pra colocar a mesa do café, eu muitas vezes dormia sem calcinha, um dia eu ví ele alisando seu pau...noutro batendo uma punheta, mas ele nem chegava perto de mim. Um dia meus tios telefonaram aflitos de Goiás dizendo que minha avá ia ser operada, meu pai levou minha mãe na rodoviária e ela levou os menorzinhos consigo. quando voltamos meu pai entrou no banheiro e me chamou e disse: tira a roupa que vou te dar um banho direito pois vc não anda lavando as costinhas, nossa! comecei a ficar molhadinha sá na possibilidade de ficar peladinha e ver o pinto enorme do meu pai. quando entrei no chuveiro ele começou a me ensaboar e a medida que ia me ensaboando seu pau ia ficando tão grande que era uma coisa maravilhosa, lembrava dele socando aquele pau na Vaninha e morria de inveja e vontade, ela tinha me contado que seus peitinhos estavam crescendo porque o papai lhe dava leitinho todo dia e eu queria beber o leitinho também para os meus peitinhos crescerem, então ele disse quer chupar? nosssa eu coloquei aquele mastro lágico que não cabia mas eu não podia decepcionar tinha que fazer quinem a vaninha tinha que sugar o mais possível, ele enfiava um dedo no meu cuzinho, depois enfiou os dois, e me beijava de lingua (que delícia a lingua dele dentro de minha boca) ficou de joelhos e começou a me chupar meu grelinho e ele falava, que xola gostosa vai ser a putinha do pai vai????...eu respondia vou ser....vai fuder gostoso com o pai vai????vai deixar o pai enrabar e meter pintão vai???? eu repondia vou...os seus dedos doiam...mas eu tinha que aguentar pois eu tinha que beber leitinho quente...então ele começou a me chupar com tanta força que eu gozei em sua bocae ele viu que meu líquido era de tesão de verdade, ele ficou super feliz e disse agora vc vai beber leitinho...enfiou com força na minha boca foi até minha garganta mas eu tinha que chupar aquele pau gostoso, eu era a putinha do papai...eu já estava aprendendo a fazer quinem a Vaninha....então ele jorrou na minha boca e eu engolí tudo...e ainda lambí a cabecinha para não perder nenhuma gotinha .Pensei que tinha acabado, mas que bada, ele me mandou chupar com mais força, eu obedecí, e aí ele me mandou ficar de quatro com a bundinha virada pra sua cara e ele começou a chupar ora a xola, ora o meu cuzinho, as vezes ele enfiava a língua tão forte que eu voltei a ficar com vontade de que ele me metesse aquele pau gostoso mesmo que doesse, então ele passou uma coisa geladinha na minha bundinha me melecando toda e me segurou com jeitinho e começou a bombar no meu cuzinho, começou a doer, mas doia muito mesmo, eu disse papai eu não quero mais, papai pare, tá doendo, ele dizia agora vc vai ter meu pau todo dentro deste cuzinho vc não ficava olhando eu comer sua prima???ficava ou não ficava??? eu dizia ficava...então vc ficava pq já estava com vontade de fuder, e quando uma menina fica com vontade de fuder o que o pai tem que fazer? em?...eu respondia tem que pegar ela, aí ele dizia se eu não te fuder vc vai fazer com os outros piãos, então se tá com fogo ba XECA O PAI RESOLVE, e aí ele me enrabou sem dá nem piedade, bombou com força e falava, putinha do papai, putinha do papai, quando a vaninha chegar o papai vai fuder nas duas todos os dias, vc quer??? e me socava...socava e dizia putinha safada...aí gozou na minha bundinha pela primeira vez, fiquei toda dolorida e fui dormir, de manhã acordei ele chupando minha xola e dizendo: a putinha do papai quer leitinho quer? aí nem precisa repetir que abri bem minha xola pra ele chupar e coloquei seu pau na minha boca com uma vontade imensa mesmo estando com o cuzinho ardendo já estava com vontade de pau de novo. bebí todo o seu leitinho e fui fazer o café. Coincidência ou não daí a alguns dias meus peitinhos começaram a aparecer, primeiro uma bolinha dolorida e depois a outra e num piscar de olhos já dava pra ver na camiseta. Esta histária não termina aquí vejam a parte II.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto humilhada pelo meu Dominadorcontos no cu da vizinha marrentasou coroa loira e resolvi dar o cu com 53 anosiniciando um cuzinho virgem contosempregadinha contocontos sadomasoquismo castigovideos para deixar o namoradoexitadocontos eroticos policialwww.acordada por papai videos incestoconto eu e meu sobrinho no banhoContos de sexo virgem dor extrema membro grosso teen incestocomto imcesto familia praiasogra pegou eu no fraga batendo polheta e depois trazamosConto erotico casado asuata com pau grande do amigo de futeboucontos eroticos travestis fudendo frentistas do posto de gasolina gayspadastru safadu enrabaduwww.contoseroticos.com.br/tia e sobrinha virgemcontos eroticos rabuda da terceira idadetravesti gemendo a ponta da pistolacontos erótico sexo no cinemacontos eróticos sogra vira p*** do genro picudoconto erotico estuprada na escolaconto erotico meu cunhado viajou maninha pediu pra eu ficar com elacunhada casada de saia e calcinha branca contoscache:b0LVhW2lUCMJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=22 contos rola monstra pra maeeu confesso encoxeicontos eróticos comendo cuzinho da gordinhacontos minha mae fez minha primeira esperiencia de gaychantagem com irma contosContos eróticos entre parentesconto erotico encoxando a sobrinha no onibus lotadomunher ce mastuo eu ficontos excitantes comendo minha amante no motel com a namorada dela do ladocontos eróticos policial dominando viadosgayzinho passou rebolando na minha frente contocontos eróticos minha tia com calça suplexmão amiga trêm metrô onibus show contos eróticoscontos gay novinho e pastorcontos eroticos arrombando a gordacontos nao queria mas vovo gosou.na meninacontos pornos pesados de arrombamento anal de novinhos a forcacontos eroticos na paredecontos eroticos perdendo avirgindade encesto compadrecontos eroticos arrombando a gordaCom sunga sempre fico de barraca armadacontos me vinguei com o meu ex namoradomeu filho me fodeu com raivacontos de coroa com novinhocolo do velho. contoContos porno filho esfregando cu da mae com pau escorega pra dentro contos eróticos fragei meu tio comendo minha tiacontos eroticos pauzudocontos eroticos cornoscontos.putinhas do papai.d.oito.anoscontos gays com gémeosContos eroticos comi meu primo na frente da minha tiaconto sou doida pra da pro meu sobrinhoprofessor e aluna contoscomtos de viados dando o cu pra pica bem grossaegrandeconto erotico incesto sonifero filhaConto erotc gay e um abobinha Contos eroticosComeram minha esposa e goram dentro delacontos eróticos o carona me comeu na frente do maridoconto eróticos mulher pedindo pra meter com outro machoEu fui trabalhar numa empresa eu comi minha patroa japonesa no motel conto eroticocontos eróticos comi minha tiaconto eróticos na sapatariaContos eróticos bunda muito grandecontos de relatado por mulher de corno e viadoconto erotico com camionista