Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PADRASTO E AMANTE

desde uns desanos mais ou menos comecei a brincar con outros garotos senpre de pique esconde medico (era sempre o doente)de casinha onde era sempre a mae adorava ser sempre e femea da brincadeira nessa epoca nunca houve uma penetraçao por completo no maximo a cabecinha do pinto dos outros garotos eu era muito vigiado por minha tia que me criou pois minha mae se separou de meu pai eu tinha apenas 5 anos e como ela trabalhava a semana toda minha tia cuidava de min e de minha avo pois ben quando estava ja com 19 anos minha mae conheceu um homen que queria viver com a gente quando ele foi en casa a primeira vez nao gostei do cara ele era negro alto forte e careca era brincalhao minha avo adorava ele e tudo mais toda minha familia gostava muito dele menos eu que evitava papo brincadeira con ele eu costumava ver televisao ate 4 horas da manha vendo filmes mas se ele chegasse perto eu saia no mesmo instante foram tantas as veses que isso ocorreu que uma serta vez ele me perguntou o porque de eu ajir dessa maneira com ele e que so queria ser meu amigo eu so respondi que nao havia motivo algum e fui para meu quarto e liguei a minha televisao e fiquei quieto vendo minhas bonagens la pelas 3 horas da manhan comecei aprestar atençao en um ruido um gemido meio que abafado me levantei e sai pela casa andando na pontinha dos pes para ver do que se tratavaquado cheguei na entrada do corredornotei que o son vinha do quarto da minha mae a porta estava quase fechada fiquei de quatro e fui engatinhando ate aporta ben devagar fui abrindo um vao por onde eu pudesse ver claramente se estava acontecendo alguma coisade errado mas o que eu presenciei foi a trepada mais maravilhosa que eu ja tinha visto minha mae deitada de bruços com a bunda enpinada por talvez uns dois travesseiros que estavan por debaixo dela ele por cima efiando amaior pica que ja havia visto na minha vida a cada enfiada que ele dava minha mae mordia o travesseiro pra abafar o son dos seus gemidos a visao dequela piroca enorme entrando e saindo daquela forma lenta me deixou todo melado de tanto tesao eles estavam de costas para a porta e pela luz de um abajour que ficava na mesinha de cabeceira quase atraz deles dava para ver o pauzao preto muito grosso todo melado e brilhante como se tivesse sido envernizado pelo gozo que escorria de dentro dela na frente deles havia um espelho muito grande que cobria todas asportas do guarda roupas quando ele levantou a cabeça deu de cara comigo ali na porta em pe com o pau na mao todo melado e tremendo de medo do esporro ou talvez de uma porrada ele so me olhou bem nos olhos e deu um sorriso muito safado e continuou metendosai de fininho pra minha mae nao descobrir que eu tinha visto isso aconteceu en um sabado passei todo o domingo com aquela cena na cabeça e um misto de ciumes da minha mae (afinal ete aquela data eu era o queridinho da mamae)e tesao como se quisesse estar no lugar dela meu pausinho doia de tanto tesao que ja nao aguetava nen tocar neleassin pasou o domingo minha mae super feliz eu com acabeça en parafuso sen entender o porque a visao dele na cama com minha mae me perturbava tanto a noite estavamos na sala vendo televisao ele veio e se sentou perto de min sen camisa de short e ncostou a coxa dele na minha foi imediato meu pau ficou duro na hora fiz mensao de me levantar ele pos amao no meu ombro e me perguntou se eu estava com raiva dele so consegui balansar a cabeça sisendo que nao entaoele tirou a mao do meu ombro quando fiquei de pe meu pau estava tao duro que o meu short estava todo esticado como lona de um circo botei a mao en cima para esconderele me olhou deu outra vez aqule sorriso safado e falou baixinho uma coisa que nao consegui ouvir eu disse que nao tinha escutado ele pediu que eu chegasse mais perto e falou no meu ouvido quase colando a boca na minha orelha (gostou de olharse quiser ver de novo faz como fez onten eu deicho)soutou meu braço se levantou e pude ver que ele estava com o pau super duro olhou pra min e perguntou viu so o que voce fez comigo e assin que voce me deixou onten eu nao conseguia tirar os olhos do volume do short dele corri para o banheiro foiso tocar no meu pau e gosei de umjeito que cai sentado com as pernas tremendo tanto que nao podia ficar de pe fui pro meu quarto tentar dormir minha cabeça era uma confuzao total nao sabia o que estava acontecendo comigo na madrugada comessou o mesmo barulho de gemidos e la fiu eu na pontinha dos pes olhar na fresta da porta quadoeu olhei ele estava de pe quse na porta minha mae estava no banheiro se lavando ele com o pau ainda duro abriu a porta e me disse que pena voce demorou mas amanha sua mae vai trabalhar e a gente vai ter a semana toda pra poder conversar deu uma balançada na pica mais mole agora e me disse que ia fechar a porta que era pra eu dormir porque amanhan eu iria ter muito o que faser disendo isso fechou a portaeu fui pro meu quarto dormir na marra pela manha minha mae antes de sair me disse que jassy havia pedido para que eu fosse con ele a itaguai pois ele havia comprado uma casa por la que precisava de algums reparose ele queria aproveitar as ferias para faser os concertos que fosen preciso minha mae so voltaria pra casa no sabado veio tudo na minha cabeça a visao do pauzao dele duro minha mae de bruços levando aquela rolona preta e grossa meu cuzinho começou a piscar o pau endureceu balancei a cabeça disendo que sin ele veio falou com minha mae que ia ficar en itaguai toda aquela semana minha mae achou tudo otimo afinal eu estava comesando a me dar bem comjassy que era tudo que ela queria sendo assin minha avo foi pra casa das minhas tias pois nao podia ficar so pois ja tinha80 anos muito bemas 2 horas daquela segunda feira pegamos as coisas colocamos no carra e partimos quando passamos por nova iguaçu ele deu uma parada e disse que precisava comprar umas coisas muito especiais para aqula semana e se corresse tudo certo seria a melhor semana das nossas vidas me deixou no carro e saiu demorou 1 hora mais ou menos quando voltou estava cheio de sacolas de lojas de roupas femininas uma sacolinha de uma rede de farmacias enfin somente coisas que uma mulher usaria seguimos viagen chegamos na tal casa ja umas 5 ou 5.30 ele falou pra eu ir tomar um banho enquanto ele ia arrumar a luz(estava bastante escuro)quando sai do banheiroja de banho tomado ele estava en cima de uma escada de ferro que bambeava um pouco e me pediu pra segurar pela parte da frentequado olhei para cima tive a visao do pau dele estava sen sunga ele me olhou e notei aquela coisa preta crescendo e engrossando ben na minha cara tentei nao dar bandeira de ficar olhando e ele perceber que estave cheio de tesao mas era tarde o short era ben curto e a cabeça do pau dele ja estava de fora do short ele me olhou ben dentro dos olhos e me perguntou (e assin que voce gosta ) eu nao conseguia diser nada de tanto tesao fiquei mudo ele desceu da escada e me disse que eu nao deveria ficar com medo nen con vergonha mas que desde aquele sabado ele viu que eu gostava era de homen e ficaria muito feliz de ser o meu homen comecei a tremer so en pensar en tudo o que poderia acontecer ali naquela casa com nos dois sosinhos ben distante de qualquer vizinho un tesao tomou conta de min que a tremedeira passou entao tomei coragen e disse a ele que se minha mae descobrisse ela teria um trço entao vendo minha vontade de ir en frente ele sorriu e disse entao e melhor isso ficar sendo o nosso segredo pois dessa maneira se eu quisesse poderiamos ser amantes sen que ninguen viesse a desconfiar disse isso e foi tomar banho da sala da casa dava para ver o banheiro a porta ficou aberta o banheiro nao tinha box eu tinha a visao total do corpo dele molhado o pau dele foi ficando cada vez mais duro e ele ali em baixo do chuveiro se lavando ensaboando o pau o saco que nao era muito grande eu estava a uns 4 metros de distancia mas minha vontade era estar em baixo dele comtudo aquilo dentro de min afinal ja nao era mais virgen desde os 19 anos tive que me segurar pra nao entrar naquele banheiro junto com ele pelo menos naquela hora as 8 jantamos en um bar que serve refeiçoes na volta ele trouxe uma pizza caso tivessemos fome mais tarde ja eram 19 horas eu dissse que ia dormir e entao me dei conta de que so havia uma cama de casal enorme muito antiga e ele disse vamos ter que dormir juntos fiquei gelado na hora mas naquelas alturas ja nao tinha mais volta ele veio ate min me pegou pela mao me levou ate o chuveiro e me deu o melhor banho que tomei ate aquele dia me ensaboou todo e com a mangueirinha do chuveiro me fez uma lavagen interna que deichou meu buraquinho limpinho por dentro e por fora me secou e me levou pro quarto me pos na cama eu pareciauma menininha com o primeiro homen entao ele apanhou as sacolas e tirou de dentro delasum babydol preto todo rendado uma calcinha fio dental toda preta e rendeda na frente de outra sacola ele tirou uma caixa de sapatos com uma sandalha de salto nao muito alto da ultima sacola que era da farmacia ele tirou e me deu um barbeador pra eu depilar meus pouquissimos pelos e um estojo de maquiagene e pediu pra que eu usassecomo nao era marinheiro de primeira viagen juntei tudo fui pro banheiro e pedi pra ele nao olhar me raspei todo me maquiei todoentao fui me vestindo e a cada peça de roupame sentia mais mulher quando terminei me olhei no espelho e vi o porque dele querer tanto me levar pra cama eu era uma menininha de calcinha babydol e louca de tesao antes de sair falei pra ele que se risse de min nunca mais chegaria perto dele ele me mandou sair sen medo ele estava deitado na cama sen roupa so con un lençol cobrindo o pau duro ele se levantou me pegou no colo tirou as sandalhas e ficou me olhando eu nao tirava os olhos do pau dele ele se deitou de pica pra cima eu me curvei ate alcançar sua piroca dura comecei a lamber enfiei na boca ate onde deu durante uns 20 minutos fiquei mamando aquele feixo de nervo preto e duro ele pegou uma bisnaga de ky aplicou no meu rabinho que piscava feito vagalumee comesou a meter o dedo como nao sentiu resistencia meteu mais outro e mais outro eu ja tinha 3dedos dentro do rabo e nao tirava a rola dele da boca aquilo tudo era un delirio sera que era real derrepente avisou que ia gosar tentou tirar o pau da minha boca mas eu nao deichei continuei punhetando com a boca entao ele me apertou forte e gosou muito uma quantidade incrivel de leite que engoli quase toda depois de alguns minutos ele me perguntou se era a primeira vez que tinha bebido porra so respondi que nao era mais (mossinha en parte nenhuma)ele me olhou e disse que era que ele procurava uma putinha ben safada quando ouvi a palavra putinha meu tesao ficou a mil entao pedi a ele(entao ven paisinho estoura o rabo do teu viadinho faz que nen voce fez com aminha mae me arromba toda quero virar tua mulherzinha mete devagarzinho vai)e fui sentando en cima daquela piroca deliciosa nao demorou muito pra me acostumar com agrossura dele mas depois foi so uma festa fui comida de todas as formas possiveis durante uma semana fui a mulher mais feliz do mundo durante o dia ficava desfilando vestido de mulhersinha com maquiagen e tudo mais ele chegou a ir ate santa cruz comprar outras roupas de menina pra eeu usar durante o dia e a noite tinha senpre uma calcinha nova pra provocar o meu macho na sexta feira voltamos pra casa a noite mas trepamos quase que o dia todo quase toda semana a gente fujia pra la houveran trepadas super loucas mas estas eu conto das proximas veses hoje estou sosinhose voce gostou de tudo o que aqui foi relatado tenha toda a certesa de que e a mais absoluta verdade meu email para contato [email protected] beijos

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos casei com um velhocontos eróticos troca de casallevei minha mulher para 5 dotadoscontoserotico, sogrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemulher botando a x*** para o cachorro lamberComtos casadas fodidas pelo sobrinho e amigos deleele era cheirosinho conto gaywww.mulhers impinadas de calcinhaconto eroticos.chupconto erotico: meu desejocontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos arrombando a gordaque cu mais apertado agora chora contoconto moreno heterocontos me fuderam atraves de chantagensConto erotico acordei com um estranho me comendocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordacontos coroas negras tiascontos meu filho adora minha bundacontos eróticos levou no cuzinho virgem sem querertranso com meu cachorro todos os diasfudendo a boca da namorada/contos eróticosComtos erotecos de imcesto minha mae sentou no meu colocontosminha enteada gosta de dar a bundsPeguei minha esposa dando o cuzinho pra 2 compadres nossos contos e relatos eroticosporno guardete teresina na rolacomtos de viados dando o cu pra pica bem grossaegrandecontos sexo estorando cu de velhaconto erotico em familiacontos eróticos velhinho transando com jumentocache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteperdi os sentidos contos eróticosporno izidinha fodenocontos eroticos encoxadascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteZoolofia cominha cadela ler istoriacontos eroticos brecheicontos eroticos dando aulas ao sobrinhoCacetudos batendo punheta no alimentosnovinho delirando na primeira gozadacontos eróticos vi ele com pau inchado falou que tinha machucado contos eroticos estuproscontos eróticos incesto o homem da minha vidaconto casada quarentona transando com desconhecidomadame currada no mato contocontos cagou paucontos eroticos tia suruba com sobrinhosmeu namorado me fez de putacontos eróticos sou casada e trai o marido com negão africanoConto minha filha so anda de fio dental em casavídeo pornô pica da cabeça enrolada redondadaContos eroticos minha esposa rabudacontos eroticos dormi na casa da tiaMeu Rabo me fazcontos eroticos de meninas que ja perdram a virgindadecontos eróticos fui flagrado comendo minha sograconto erotico meu cunhado viajou maninha pediu pra eu ficar com elacomi a adilhada novinha loira olho azul contoesperei meu maridinho fui no quarto rola grossaconto erotico com padrastocontos e vidios de patroes sendo fodidos por empregadas tranxessualcomtos eroticosgarotascontos porno casadas o negrinho safadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto lekecontos meu pai me seduziucontos eroticos encoxada e gozadaxerequinha juvenil de perna abertameninha rebolanocontos eroticos arrombando a gordapai enche a rachina da filha de leite videos pornofudida por incomendacontos de machos q experimentou um boquete no primocontos gay estrada calcinhacontos erodicos toma no cu toma