Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA MULHER DEPRAVADA

Gente vocês não vão acreditar no que eu vou lhes contar, sou carioca, militar e vim servir em Belêm do Pará, terra das mulheres de peito grande, e eu sou muito chegado a uma mamazão e se possível com bastante leitinho quente, então assim que cheguei ja fui caçando, e um belo dia quando fui visitar uma tia minha, peguei um ônibus e deparei com uma deusa atrás da caixa do cobrador, foi amor a primeira vista, e quando eu olhei para aqueles peitões que ficavam apenas um pouco a vista, meu pau ficou tão duro que quase prendeu na roleta, eu finteia com os olhos e disse para mim mesmo, essa indiazinha vai ser minha, pois ela é tudo que eu sempre sonhei na minha vida. Eu fui para trás do ôniibus imaginando um jeito de falar ou saber quem ela era, então surgiu um vendedor ambulante vendendo balas e eu mandei que ele entregasse um a ela e disesse que eu estava apaixonado, o cara foi la e fez o meu comercial, quando então a minha personificação do amor, me agradeceu com a cabeça e eu quase gozei no ombro do cara que estava sentado na minha frente e então chegou meu ponto e soltei sem ela me olhar, mas como o que é do homem o bicho não come, um belo dia eu peguei o mesmo ônibus e quando entrei, la estava ela linda e maravilhosa, eu nem pensei duas vezes disse a ela que se até as pedras se encontram, porque eu não a encontraria de novo e ataquei logo, me declarei todinho para ela e ela meio surpresa com tudo aquilo, me disse que estava tentando resolver uma crise conjugal e eu forcei a barra e ela falou que poderiamos ser bons amigos e eu falei que não consegueria ser so o melhor amigo, pois eu estava loucamente apaixonado por ela, pois eu quano pequeno havia desenhado ela como a mulher ideal para mim e ela ficou meio balançada, nisso atropelei um montão de gente num ponto de ônibus com o meu pau que de tão duro passou pela janela, quando então pude observar melhor aqueles peitões e fiquei mais louco ainda, mais mantive a calma, com toda essa excitação passei do meu ponto e corri para um orelhão para confirmar se realmente o telefone que ela tinha me dado era aquele mesmo e fiquei super feliz quando ela atendeu, tanto que até concertei o orelhão que quebrou sem querer quando me virei de lado e meu pau de tão duro bateu nele. ela tinha uma folga por semana e resolvemos sair para conversarmos, fomos para uma praia de água doce e quando descemos do ônibus nos olhamos tão profundamente que uma senhora ambulante falou que quase teve um orgasmo so em ver aquela cena de amor, então fomos passear e estava quente para caralho, então tive a ideia de tomar um banho, mas de chuveiro, como realmente tava quente demais eu disse que alugaria uma pousada e ela topou, mas disse que nada iria acontecer, eu concordei e quase matei um cara que estava nadando a quase um quilometro de distância com uma porrada na cabeça, dada pela minha pica que estava duríssima, então fomos para a pousada e lá chegando nos beijamos e eu falei que poderiamos tomar banho juntos e como não tinha ar condicionado, liguei o ventilador com o meu pau, de tão duro que estava e eu não aguentava mais de vontade de mamar aqueles peitõs deliciosos foi quando ela me falou para tomar banho e que depois iria, como eu tava muito a fim de deliciar aquela deusa, eu concordei com tudo, tomei meu banho e ela também foi tomar o dela enquanto eu aguardava ancioso, fiquei brincando de comer o cú do mosquito que estava no teto, foi quando a indiazinha veio do banho de calcinha e sutia preto e eu claro fiquei doido né, pois passava pela minha cabeça que viraria nenem de novo e mamaria até ficar afrontado, então ela sentouse do meu lado e disse que não haveria penetração e eu concordei, pois na minha cabeça so passava mamar quele peitão enorme, foi quando ela deitou do meu lado e começamos e nos beijar, quando eu me virei para o lado dela, quebrei a lampada com a pica e de repente ela subiu em mim e começou a me galopar fazendo uma esfregação danada, foi quando eu vi seus mamilos fujirem do sutia e não pensei duas vezes, cai de boca naquele peitão delicioso e para minha surpresa, senti um gostinho diferente na minha boca e quando eu percebi que era leite, tivemos que interromper momentaneamente nossa brincadeira, pois ela bateu com a cebeça no teto, pois meu pau ficou tão duro que chegava a doer, e a vaquinha rebolava e gozava horrores, eu mamei muito, não queria mais parar de mamar e disse que esse era meu maiolr fetiche, mamar um peito que tivesse leite e ela então falou, pois agora você vai mamar todo dia meu nenenzinho e fiquei mamando e ela gozando em cima de mim, mas infelizmente tinhamos que voltar, pois o ônibus tinha horario para sair e ela não podia passar a noite fora, pois ainda morava na casa do corno do marido, enquanto resolvia sua vida, eu não concordo muito com isso, mas aqui em Belêm isso é normal e com muito custo ela aceitou tomar banho comigo. foi quando vi todo aquele peito e quase desmaei, pois meu pau tava tão duro que faltou sangue para outras partes do corpo, então nos vsetimos e fomos embora, prometendo nos encontrar novamente e eu senti que ela ja era minha. Eu sempre ia junto com ela no mesmo ônibus, trocando olhares apaixonados, quando decidimos nos amar de verdade, então fomos para um hotel e nos devoramos como dois animais selvagens, eu não parava de mamar aquele leitinho delicioso e ela galopava o meu pau com vontade, e acreditem ela tem uma boceta maior que minha cara e sinceramente eu não sei aonde ela guarda tanto gozo, pois eu fui chupala e ela gozou em jatos na minha boca, tomei leite por cima e por baixo, eu estava igual pinto no lixo, todo feliz, quando paramos para descançar um pouco, pude olhar aquele corpinho delicioso e reparei naquela bundinha empinadinha, embora eu não seja chegada a um sexo anal, pois a minha primeira vez foi horrivel, sai todo cagado e o mau cheiro de merda esta empregnado até hoje no meu nariz, eu senti tesão por aquele rabinho e além disso eu sabia que as mulheres nortistas adoram sexo anal, quando ela voltou do banho eu ainda estava de pau duríssimo, pois ainda não havia gozado, pois queria brincar a noite toda, saciando aquela vaquinha, foi quando ela falou que também tinha certos fetiches e colocaria em prática naquele momento, então ela abriu sua bolsa e sacou um vibrador do tamanho do meu pau, e eu fiquei rezando que o fetiche dela não fosse enfiar aquilo no meu cú, quando ela falou que era doida para ser possuida por duas picas ao mesmo tempo, mas jamais seria capaz de trair, por isso usaria aquele instrumento para saciar sua vontade, eu respirei aliviado e falei que eu faria o que ela quisesse, então apanhei um lubrificante no firgobar e comecei a usalo naquele buraquinho gostoso e apertado, foi quando lhe faeli da minha péssima experiência em anal e ela falou que tudo daria certo, pois ela sabia ser mulher de verdade, então fiquei tranquilo e começamos a brincar, enquanto ela me cavalgava com uma amazonas eu chupava seu peito e ela c hupava o consolo e depois ela botava os dois peitos na minha boca e colocava o consolo no meio fazendo uma bela espanhola, eu me engasguei com tanto leite mas não larguei o peito, depois ela pediu que eu fizesse uma espanhola com a minha pica e foi delicioso, pois ela mamava e esfregava no peito ao mesmo tempo, quando eu olhei para trás ela estava enfiadno aquele consolo todinho na boceta e gemia de tesão então eu tirei a mão dela e comecei a brincar com aquele consolo na sua xoxotinha e de vez em quando eu passava no buraquinho do seu cú e ela fibrava de tesão, foi quando para meu espento ela apertou o peito e veio aquele montão de leite na minha cara, aquilo me deu um tesão tão violento que quase gozei e enfiei com mais vontade na sua xoxotinha, ela me deitou na cama, sentou no meu pau, pegou o lubriicante, passou no consolo e no seu cuzinho e foi enfiando bem devagarinho e eu pude sentir dentro de sua boceta e negocio entrando e ela rebolava desesperadamente no meu pau e enfiava o consolo no práprio rabo e eu mamando aquele peito delicioso e quando eu me dei conta ela também estava mamando o proprio peito e eu fiquei louco com aquilo era leite para tudo que é lado e ela passava o leite da sua boca para minha, foi uma delicia, depois ela saiu de cima, foi no banheiro, lavou o consolo e inverteu as coisas, pois agora eu comia seu rabo e ela enfiava o consolo na boceta, e também apertava o peito para vir leite na minha cara, eu fiquei maravilhado com aquilo tudo, pois estava muito gostoso aquele cuzinho e vendo ela sumir com aquilo tudo dentro da prárpia boceta era uma coisa de louco, de repente ela aumentou o ritmo e teve um orgasmo alucinante, tanto que molhou minha barriga com seu leite, ela chorava, gemia batia na cama de tanto tesão e eu ali aproveitando aquele cuzinho delicioso e rezando para meu pau não sair todo cagado foi quando ela se acalmou e começou novamente a chupar o consolo e passalo nos peitos e eu ali so na minha e ela pedindo que eu enfiasse mais e mais, foi quando ela pediu que eu tirasse e fosse tomar banho, pois eu iria satisfazer outro desejo dela e eu cumpri sua ordem como bom militar que sou e ela também foi ao banheiro limpar o consolo, voltamos para cama e ela sentou na beira da cama, começou a me chupar bem gostoso e alternava a mamada no consolo também, ora me chupava, ora chupava o consolo, e pediu que eu espremesse o peito dela para esguichar leite no meu pau, para ela mamar melhor, tava uma delicia, e eu doido para gozar, foi quando ela me falou, você vai gozar na minha boca e eu vou tomar seu leite todinho, foi o suficiente, pois essa e uma tara minha também, então eu pedi que ela sá mamasse o meu pau e ela caprichava na mamada, foi quando eu disse que iria gozar gostoso e ela abocanhou o meu pau com tanta vontade e até se engasgou com a grande quantidade de leite que tomou e para minha surpresa ela ainda me mostrou a boca cheia de leite antes de engulir tudinho, foi a melhor foda de toda a minha vida, tanto que moramos juntos a 3 anos e cada dia e mais gostoso que os outros.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha sogra falou que tem dificuldade para gozarcontos porno em quadrinhos de casais de amigoscomo fazer pra minha sogra ter tezao por mimcontos meu maridocontos eróticos cdzinha eu tinha corpo de menina e ele disse que eu teria que dar o cuzinho pra elecontos eroticos mulheres trazando no carnavaltia rabuda deitada prerto de sobrinhotravesti me rasgou contos eroticoscomtos eroticos mania bem novinha pelada contos tia coroa bunda tanajuramãe puta, contotravesti Francielleconto erotico de netaconto.incesto enteadacontos eróticos: prima comprometidaContos eroticos a vizinha feiacontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãocontos.putinhas do papai.d.oito.anoscontis eroticosadoro cupar o cuzinho da minha enteadacontos eróticos quando tentou por a cabeça senti que não ia caberVer casadas falado de conto eroticos que corneo o marido com homem do pau bem grandewww. brasileiras provocando com olharesde safadas pornocontos buceta arrombadaestiquei os peitos da gostosa contosCorno leva a mulher ao cinebolsocontos eroticos fui comida na fazendauma.gradi.rola gozano.nabuçetaNamorada puta contocontos olhando meu paucontos eroticos cuspe punhetacontos eroticos pezinhosmeu padrasto me comeu depois que cheguei da escolafiquei olhando o travesti encoxando meu marido no onibusdespedida de solteira com noiva pegando no pau dos stripscontos meu marido adora me ver sendo chupada por outra mulhercontos eróticos traição a amiga gostosa da minha mulher ela me deu a chave do apartamento delacontos eróticos incesto dando leite na boca da minha filhacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos estuprada na frente do maridocalcinha ate joelhos contos eroticosdando pro genro. contos eróticoscontos eroticos minha mulher gosta de apertar minhas bolascontos eróticos encoxada no ônibuscontos eroticos traindo marido na Sala ao ladocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de mulheres casadas que colocaram o dedinho no rabinho de seus maridos e eles adorarameu confesso caso de incestocontos eroticos.os velhos meterao gostoso em mima minha cunhada casada e saia justa contos com fotosConto erotico minha cunhada gordinha do bundao gigante so de jortinhoconto depravadaconto comendo mães e filhasdei de perna abertaa minha primeira vez com sexo canino contosmete mete contocache:tCqBSJiMNvAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_6_13_orgias.html conto erótico de crente novinha que adora dar a b*****Contos erotico com minha vizinha no clubecontos de sogra gravida transandocontos o amigo do filho me errabou no tanque lavando roupaConto erotico esposa com dogcristine putinha desde novinha contos eroticosrelato de mae dando a buceta para o filhocontos eroticos arrombando a gordaContos eroticos eu e minha familiaContos eroticos de travesti pauzao estuprado meninoscontos eróticos de mulher ensinando potro f****"amor vou dar" amigo colegaMe comeucontos eroticos esposas bundudasvideo de mulher transando no atelier delacontos eroticos sou casada meu sobrinho gosta de ver filmes porno