Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PEGUEI MEU SOBRINHO (REAL)

Sou o Rogério e tenho 34 anos.

Tenho um sobrinho que é uma gracinha... Magrinho, lisinho, olho verde, cabelo curto, moreno, um rosto lindo...

Sempre tive vontade de pegar aquele moleque, mas não tinha coragem para me aproximar, pois nunca seduzi um menino e tinha medo de sua reacção.

Ele morava com sua mãe, minha irmã, no mesmo prédio mas em outro apartamento.

Um dia eu estava lá na casa dele preparando o jantar, pois jantamos todos juntos. Sua mãe tinha ido comprar alguma coisa e o Camilo, meu sobrinho, estava no computador. Teve uma hora que um coleguinha dele tocou na porta e eles desceram juntos para jogar alguma coisa lá fora.

Aí eu não resisti e fui no quarto do meu sobrinho procurar alguma coisa com o cheiro dele para eu ficar imaginando como seria ter aquele menino no meu colo, fazendo carícias no seu corpo lisinho e cheiroso.

Não encontrei nenhuma roupa usada, porque ele ainda não tinha se trocado. Então fui no seu computador, para ver se ele gostava de ver putaria na internet. Como é lágico, ele tinha deletado o histárico e eu não consegui ver que sites ele estava vendo. Sempre fui muito curioso e acabei abrindo o msn do Camilinho. Tinha um monte de contactos online e eu tive que sair logo, porque começaram a falar comigo pensando que era o Camilo e eu não podia responder. Mas algo me deixou intrigado. A foto que ele estava usando não mostrava seu rosto, era uma foto dele de costas, apenas usando uma sunga branca, mostrando suas costas e suas pernas sem roupa.

Achei que podia ser um msn que ele usava para conhecer meninas, ou meninos quem sabe, e acabei copiando o endereço.

Nesse dia à noite, já em minha casa sozinho, acabei adicionando meu sobrinho no meu msn (que não falava meu nome e ele não saberia que era eu).

Passado pouco tempo ele ficou online e veio falar comigo.

- oi quem é vc - ele perguntou pois meu nome no msn é falso e na foto não era eu.

- oi tudo bom?

- como tem o meu email?

- encontrei na internet

- bate papo?

- é! você me deu seu email num bate papo - então percebi que ele já entrava em sala de bate papo apesar de ser um moleque ainda

- você tem cam?

- como assim?

- não ta afim de ver um cuzinho na cam? - eu nem acreditava que meu sobrinho estava falando aquilo

- to claro

- então vc tem cam?

- tenho sim - ia falar que não, mas acabei falando a verdade

- mostra o rosto?

- isso já não rola - não podia mostrar o rosto porque ele me ia conhecer, obvio, mas podia mostrar o pau sem problemas

- liga aí

Ligamos a cam e eu nem acreditei... Eu ainda tinha a calça vestida e a cam apenas deixava ver um pouco da minha roupa, mas meu sobrinho já estava quase pelado, usando apenas uma cueca azul. Ele estava deitado na cama, com as pernas abertas e a cam deixava ver as suas pernas magrinhas, seu corpo lisinho e uma cueca fina que marcava um pau ainda pequeno. Não via seu rosto, mas tive a certeza que era mesmo ele.

- quer ver eu rebolar?

- quero

Meu sobrinho se colocou de 4 e começou a rebolar a bunda na cueca azul. Meu pai ficou muito duro, quase furando a calça.

- deixa eu ver seu pau

- ok

Tirei a calça e mostrei para ele meu pau. Nunca fui um cara bonito, mas me orgulhava bastante do meu pau, grande e grosso, com veias salientes e bem pêludo. Não mostrei minha barriga, pois temia que ele me conhecesse.

- que gostoso - ele falou - olha o que eu fazia com essa rola

Ele colocou a boca em frente a cam e lambeu os lábios, deixando a saliva escorrer pela boca.

Eu estava louco de tesão. Aquele garoto magrinho, branquinho, lisinho e bem safado era o meu sobrinho querido!

Eu tive a sorte grande quando copiei seu endereço de email e agora tinha de ter cuidado para ele não perceber que era seu tio que estava falando com ele e mostrando o pau na cam.

- quer que eu tire essa cueca? - ele perguntou, se deitando na cama e abrindo as pernas, segurando-as no ar.

- quero sim

Ele puxou a cueca pelas pernas que estavam balançando no ar, abertas, e mostrou o seu cuzinho fechadinho e sem um único pelinho.

- delícia - falei para ele e comecei a bater uma para ele ver

- fala o que vc faria com esse cuzinho

- vc faz real? - perguntei, temendo que ele me bloqueasse se apenas curtir sexo virtual

- o que vc acha? - ele perguntou e mostrou o seu anelzinho bem perto da cam.

- eu acho que vc nunca deu o cu. é muito apertado ainda. tenho razao?

- tem

- e vc ja mamou?

- ainda nao

- e gostava?

- gostava mt

- porque vc nao arruma um macho para comer vc?

- eu ainda moro com minha mae e nao dá para sair de casa fácil nao

- porque vc nao arranja um amiguinho para te comer?

- so tenho amigo hetero

- porque voce nao seduz algum?

Durante a conversa, eu ficava batendo e mostrando meu pau para ele e ele ficava abrindo o cu e passando os dedos no anelzinho, sem enfiar.

- eu curto homens mais velho, não curto da minha idade

- arruma um mais velho então

- não posso trazer um homem mais velho para casa ne? ta doido

- vai dormir na casa de um entao

- e falar o quê para minha mae?

- ué, sei lá. fala que vai dormir com um parente. não tem nenhum parente que more perto de voce?

- tem

- quem?

- um tio

- ele é gay? - perguntei para ver o que ele iria responder

- nao sei... eu nunca vi ele namorando mulher nao, mas nao sei se é viado

- viadinho que nem voce?

- rsrs eu não sou viado

- então vc é o que?

- sou uma putinha

- putinha que nunca dormiu com um macho não é putinha

- mas eu vou ser, quero dar esse cu

- voce gostava de dar para o seu tio?

- gostava - nem acreditei no que ele escreveu e comecei a bater com mais força

Minha vontade era falar para ele que na verdade ele estava falando com seu tio, mas tinha medo que ele se assustasse e me arrumasse problemas.

- porque vc nao seduz ele?

- como?

- vai dormir com ele

- e faço o que?

- pede para dormir na cama dele, fica so de short e empina a bundinha enquando dorme e veja o que rola

- nao sei nao

- porque nao experimenta?

- ta bom, outro dia - percebi que ele tava querendo mudar de assunto - vai gozar vc? goza para mim

- não, tenho que sair agr. xau

Desliguei o msn sem dar tempo para ele responder. Estava muito nervoso, mas esta era minha chance. Ele tinha pensando em talvez dormir com seu tio, apesar de não ter coragem para tomar a iniciativa.

Liguei para casa de minhã irma:

- Oi Ana, dá para eu dormir aí em tua casa hoje? O cachorro mijou na minha cama, que merda.

- Claro Rogério, vem sim.

Eu fiz isso porque sabia que a única cama vaga era no quarto do Camilinho, onde tinha uma cama extra.

Quando cheguei em casa de minha irmã, que era 2 andares em cima do meu apartamento, ela me falou que o Camilinho já estava dormindo e eu podia ir ocupar a outra cama no quarto dele.

Quando entrei no quarto do meu sobrinho, ele já não estava apenas de cueca, tinha colocado a calça do pijama e dormia por cima do lençol, de barriga para baixo.

As luzes estavam apagadas, excepto uma luz fraca do mável. Ele parecia estar dormindo. Eu tirei a roupa e fiquei apenas de cueca e me deitei na outra cama, do outro lado do quarto. As camas eram bem afastadas.

- Camilinho voce ta dormindo?

- To pegando no sono tio, pode dormir

- Mas ta sem sono?

- Mais ou menos

- Vira aí, vamos conversar um pouco entao

- Ah nao tio... - percebi que ele devia estar com o pau duro e por isso queria ficar de barriga para baixo. Ele devia estar excitado pois não tinha gozado na sessão de cam

- Voce nao tem calor com essa calça?

- Mais ou menos, costumo dormir de cueca, mas vc ta aqui.

- Qual o problema?

- Nenhum, mas nao fico tao a vontade

- Pode ficar garoto...

Ele acabou tirando a calça do pijama, sempre de costas para mim, e se deitou na cama novamente.

Me levantei e fui até a cama dele.

Beijei-o nos cabelos e falei:

- Boa noite camilinho

- Boa noite tio - ele respondeu sem levantar a cara

Fiquei algum tempo olhando seu corpo de perto e acabei ganhando coragem e passei a mão na sua cueca azul.

- Essa cueca é de algodão? É muito macia... - passei minha mão pelas nádegas do meu sobrinho, por cima da cueca.

- Não sei - ele respondeu com a voz baixa

Antes de tirar a mão pressionei um dos meus dedos contra o meio da sua bunda, procurei o seu anelzinho e dei uma dedada de leve e rápida, fazendo movimentos circulares no seu cu, por cima da cueca...

- Durma bem - eu disse e voltei para minha cama.

Eu não tive coragem para continuar e tentei dormir, mas não conseguia. Me levantei e fui no banheiro. Quando voltei, tive a certeza que ia rolar alguma coisa. Meu sobrinho ainda estava deitado de barriga para baixo, mas tinha a bunda tão levantada que ficava quase de 4. Ele fingia estar dormindo, mas naquela posição não podia estar mesmo. A cueca marcava seu cu e aquelas perninhas abertas, convidando à penetração, me fizeram ficar com o maior tesão. Cheguei perto dele e comecei a dar dedadas, forçando meu dedo no seu cuzinho, sem tirar a cueca. Quando escutei ele começar a gemer, abri ainda mais as pernas dele e me deitei no meio delas, em cima das costas do meu sobrinho lindo. Estavamos os dois de cueca e eu comecei a encoxar ele. Pressionava meu pau contra sua bunda e sentia ele rebolar e esfregar o seu cu em mim.

Escutei ele falar:

- Me come tio

Aí eu lambi a orelha dele e agarrei o seu cabelo com uma mão e com a outra mão puxei sua cueca para baixo e minha também.

Forcei meu pau contra aquele cu fechado e lisinho, mas não estava querendo entrar.

- Mete na sua putinha titio - meu sobrinho falou ofegante

Isso me deixou louco e comecei a passar a mão no corpo magrinho e lisinho daquele moleque com mais vontade.

Quando senti que o pau começou a entrar, empurrei tudo com força, para não fugir do anelzinho. Entrou até metade e meu sobrinho começou a gritar e eu tive que tapar a boca dele com mão. Ele começou a chorar, mas de vez em quando continuava dando umas reboladas com a bunda... Eu sabia que ele estava gostando.

Falei no ouvido dele:

- Você não queria? Então agora toma e aguenta.

Enfiei tudo e bombei durante muito tempo. Eu comia aquele menino como um animal louco de tesão. Meu corpo peludo e forte sacudia aquele moleque de pernas bem abertas. Gozei dentro do cu do Camilinho.

Ele chorou o tempo todo, mas no final percebi que ele também tinha gozado. Quando terminei, vi que o lençol estava cheio de porra e sangue, junto do cuzinho dele. O cu dele tinha ficado bem aberto. Deixei ele dormir, porque estava exausto e de manhã me levantei bem cedo para trocar o lençol sem que sua mãe visse.

No dia seguinte, Camilinho falou que estava doente e ficou o dia todo na cama, mas na verdade ele não conseguia andar direito pois tinha o cuzinho dorido e em ferida.

Eu fui no quarto dele e ele, sem me olhar, falou:

- Podemos repetir tio?

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico quer virar corno?Www.xoxotinhanovinha.compau pulsou na bocaconto erotico transei com uma velha deficiente especialfodacommeucunhadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de amassos com colegascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenterealizei meu sonho comi minha tia perdi a virgindade conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevê seu pau foi a gota d'agua "contos eroticos gay"contos eróticos vendadacontos eroticos meu cunhado me fez realmente gozarcontos eroticos de estupros entre primosTransei com meu sogro contoLer uma istoria erotica de sexo de cumadre dando o cu pro cunpadrecontos.eroticos de alguem tomando injecao pornopapai voce me acha bonita contos eroticosincesto furapornoa minha cunhada casada e saia justa contos com fotosArrombaram minha namoradarapazes peladoes se exercitando na academialesbica dopando a amigacotos meu e pousodo vaì mete na baceta da sua tia tabem contos erotico fui fudida no banheiro do posto de gasolina pelo tarado roludoFilinha chupa pau do papaiacontos de esposa dando pro cunhadocontos zoofila casada abandona marido e filhos por um cachorrodandoprocaipiracarlão socando ate as bolas no cu da vadiaConto porno marido repartindo a mulher com cachorro de rua zoocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erótico meu filho pediu uma espanholafetiche mulher atola cueca no rabo do caracache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"contos boquetecontos eroticos arrombando a gordacontos pornô casal fudendo com a empregadinhagay "macho vagabunda" contocontos de mulheres dando a bocetadanada da minha cunhada louca pra darContos eróticos dei em nova iguaçucache:R-bg7J8nF7YJ:https://mozhaiskiy-mos.ru/m/conto_14382_mamae-velha-mais-bucetuda.html contos eroticos velho na praia de nudismodesmaiou quando o caralho enorme do negro entrou no cuchupando com tara e gula a bucetacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos comendo a menina no carnavalcontos eróticos padres heterossexuaiscojtos erotigos com fotos apimentantes isso me deica chupar sua buceta e rebola na minha caracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentedepois que o irmão ensinou ela a atividade a irmã da xoxota para o irmãosexo com a namorada do meu filho anal e ela gritanifetas brasileiras dando cuzinho virgem pro irmao chorando de dorvelha cavala virando olhovideo de sexo sogra provoca o genro do lado da mulher.e se da malminha namorada sendo encoxada no onibus mesmo eu estando ao seu lado contoscontos de sexo com animais rasgando com forçacontos paguei mais comi a putaler contos com fotos de esposas sendo estupradas engolindo porra de dotadosver pica bonira gozandocontos eroticos meu irmaozinnho me mostrou o seu pintinhocontos eróticos engravideiconto gay aloprado gostoso virei putaru cdzinhadei p meu genro contocontos eroticos me xinga de piranha puta e meu marido de cornoFetiche pelos pezinhos da minha amadacontos enrabada no trabalhadomulheres gostosas bundão empinado com roupa do quartelputinha vagabunda da familia contoscasado chupa travesti contocomtos eroticosgarotascontos eroticos colocaram o dedo no meu cuzinhocontos crossdresser o velho me comeu no matinhoporno uma casada no onibus fica excitada com outro na frente do cornocontos de coroa com novinhoconto gay depilando o camaradase exibindo pro.moleques conto erotico