Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TORTURADA POR UMA HEMAFRODITA

Ola meu nome é Luiza, se quiser saber como sou veja meu outro conto, como vocês sabem eu moro na Rômenia com meu pai e meu irmão, meu pai viaja muito e meu irmão tambem, eu gosto muito de ficar na internet e apás a experiencia que tive com meu irmão, fiquei com muita vontade de fazer aquilo de novo, mas não tinha coragem de dizer isso a meu irmão, como estava dizendo eu gosto de ficar na internet, e conheci um homem na sala de sadomasoquismo do UOL, ele morava no Brasil e disse que sempre teve vontade de ter uma escrava novinha, nás trocamos e-mails e nos falamos por mais de 1 mês, então meu irmão disse que fariamos uma viagem ao Brasil para ele comprar alguns objetos e eu iria junto, eu avisei isso ao Marcos, o homem do e-mail, e combinamos de nos encontrar assim que chegassemos, eu disse que os seguranças do meu irmão não deixariam eu sair e ele mandou eu inventar algo, mesmo achando que meu irmão nuca iria cair nessa, assim que eu disse para ele que quando chegassemos eu ficaria na casa de uma amiga e o pai dela iria me buscar no aeroporto, ele disse que tudo bem o que me deixou um tanto desconfiada pois ele nem mesmo pensou no assunto, viajamos 2 dias depois e assim que chegamos eu vi o Marcos, ele havia mandado uma foto para mim, mas ja que eu não havia mandado uma minha ele não me reconheceu na hora, eu avisei meu irmão e fui andando até ele, meu irmão ficou me observando até eu chegar ao Marcos e foi embora com o guarda-costas dele, Marcos sá me reconheceu quando eu cheguei bem perto dele,ele me cumprimentou e me disse que eu era linda, eu disse que ele tambem era muito bonito, ele disse que o carro dele estava la fora e nás saimos do aeroporto e fomos até o estacionamento, o carro dele era um palio weekend vermelho com os vidros filmados, não dava para ver nada mesmo com o rosto encostado na janela, ele disse para mim sentar no banco de tras ele abriu a porta e quando entrei eu vi uma mulher sentada no banco da frente, ela se virou para me comprimentar e eu vi que ela era uma japones, com cabelos negros até a cintura, olhos escuros, devia ter 1,60 ou 1,65 de altura, era magra, mais o que me deixou empressionado foram os peitos dela,cada um parecia uma melancia, eram enormes e ela estava usando um top que fazia eles quase saltarem para fora alem de uma mini saia, ela notou que eu estava olhando os seios dela e perguntou se eu havia gostado,eu respondi que nunca havia visto peitos daquele tamanho ela deu uma risadinha e o Marcos entrou no carro e me disse que aquela era Juliana uma escrava dele, ele ligou o carro e saiu do aeroporto, assim que saimos eu estava sentada no meio do banco de tras e estava usando uma camiseta branca, um sutiã tambem braco,uma mini saia jeans, uma calcinha branca e um salto alto, assim que saimos a Juliana mandou eu abrir um pouco as pernas,eu abri e ela começou a passar a mão na minha coxa e foi subindo até a minha calcinha, ela não a tirou mas começou a me masturbar por cima da calcinha me fazendo gemer, ela dava sorrisos e pressionava um pouco os dedos, apás algumas vezes eu avisei que ia gozar, então o Marcos disse que não deveria gozar até ele mandar, eu segurei o quanto eu pude mas depois de mais uns 5 minutos eu gozei e sujei o banco todo, a Luliana parou de me masturbar e ele me xingou de puta que não conseguia nem segurar o gozo, nás andamos mais uns 19 minutos e ele parou o carro, nás estavamos em uma fazenda, haviamos parado ao lado de uma casa bem grande com um depásito ao lado, um pouco mais a frente tinha uma piscina e alguns metros para o lado um estabulo, havia uma casa perto do portão que estava aberto, que devia ser do caseiro, ele e a Juliana sairam do carro, ele abriu a minha porta e me puxou pelo cabelo, eu cai no chão de terra ele me deu um tapa com força na cara e perguntou se havia deixado eu gozar no carro, eu fiz que não com a cabeça ele me deu outro tapa e mandou eu lamber o gozo eu comecei a lamber enquanto ele me dava tapas na bunda, assim que acabei ele me puxou para fora e disse que se eu desobedecesse novamente seria punida mais severamente, mandou segui-lo até a casa do caseiro, para conhece-lo, a Juliana entrou na casa maior e eu e o Marcos fomos até a casa perto do portão, quando chegamos eu vi um homem parado na porta, ele era baixo devia ter menos de 1,75, mais era forte e cheios de musculos que deixavam a camisa dele apertada, ele tinha cabelo curto e castanho escuro, mas não era muito bonito de rosto, o Marcos comprimentou o homem, ele se chamava Benedito, ele olhou para mim, e perguntou para o Marcos se era a nova putinha que ele havia falado,ele disse que sim, o caseiro olhou para mim e me perguntou se eu ja havia visto um pau de verdade,eu abaixei a cabeça e o Marcos mepuxou pelo cabelo e mandou eu responder, eu disse que não e fui jogada no chão, o Marcos disse ao caseiro para me preparar e me levar até a casa e foi embora, o Benedito me levantou e mandou eu entrar, a casa sá tinha 3 comodos, uma sala, uma cozinha e um banheiro ele mandou eu sentar no sofa que havia na sala, tinha uma mesa nomeio da sala, com videos pornos,camisinhas e revistas pornos, alem de um armario grande no lado do sofa e uma tv na parede da frente, ele foi até o banheiro e voltou com um potinho medio cheio de cera e uns papeis, ele mandou eu tirar minha roupa e ficar nua, eu fiquei com vergonha e não tirei, ele me tacou no chão e me deu um chute na minha barriga, e mandou eu tirar a roupa, eu tirei e ele jogou tudo que havia na mesa no chão e mandou eu me deitar, eu deitei e ele me depilou toda, a minha buceta ele deixou uma pequena linha de pelos até a buceta, quando acabou, ele tirou a camisa e a calça, eu vi o pau dele por baixo da cueca, era grande mais não muito, devia ter uns 20cm por uns 2,5 ou 3, ele abaixou a cueca e colocou uma camisinha eu nunca havia visto um pinto de verdade ao vivo, ele afastou um pouco minhas pernas, eu tentei fecha-las mas ele me deu um soco na barriga e começou a me penetrar, eu não estava esperando e doeu um pouco, eu fui me acostumando e comecei a gemer de tesão, ele me fudeu sá um pouco e já tirou o pau de mim e tirou a camisinha, gozando na minha barriga, ele falou que eu era tão apertadinha que ele não aguentou, ele foi até o armario e voltou com um espartilho de couro preto, ele me levantou e me vestiu sem nem mesmo limpar o gozo,o espartilho era apertado e eu mal conseguia respirar, meus seios ficavam para fora e sá havia uma cordinha entre a buceta e a minha bunda ele me colocou uma coleira e me puxou até a casa maior assim que entramos, eu vi uma sala com um tapete branco de pele um grande sofa preto e uma grande mesa de mogno no meio da sala, no sofá estavam o Marcos e a Juliana, eles me olharam e o Marcos disse para o Benedito ir embora, assim que ele saiu ele mandou eu sentar na mesa de madeira, eu sentei e ele tirou o pinto para fora tinha o mesmo tamanho do pinto do Benedito, mas era mais grosso devia ter quase 5cm de largura e começou a se masturbar e mandou que a Juliana tirasse a camisa os peitos dela deviam estar espremidos por que saltaram para fora e ficaram balançando, eles eram ainda maiores do que eu pensei e a aurela dos peitos era bem grande e o bico estava duro o Marcos disse que agora eu teria uma surpresa, eu não entendi e ele levantou a mini saia da Juliana, ela estava com calcinha, mais eu vi um pinto ! Era enorme estava mole, e mesmo assim era maior do que as minhas duas mãos juntos, ela disse que tinha que tomar remedios para ele não ficar duro no meio da rua, e abaixou a calcinha, eu estava achando que era um travesti, mas ela tambem tinha uma buceta, eu fiquei ainda mais impressionada, o Marcos disse que ela era uma hemafrodrita e que havia feito uma cirurgia para aumentar o pau, ele começou a bater uma punheta para ela e o pau dela começou a endurecer, era gigante ! Devia ter quase uns 50cm de comprimento e uns 10cm de largura, nisso já era quase 19 da noite, o Marcos se levantou e colocou o pau na minha cara e mandou eu chupar, eu nunca havia feito aquilo antes e batia o dente no pinto dele, cada vez que fazia isso eu tomava um beliscão no peito, apás uns 20 beslicões eu estava com varias dores no peito e comecei a chupar certo eu o chupei sá alguns minutos e ele tirou o pau da minha boca, a Juliana se levantou e mandou que eu a masturbasse, eu peguei no pau dela e ela gemeu bastante e comecei a bater punheta com uma mão e com a outra eu enfiava 2 dedos na buceta dela, ela gemia muito e o Marcos foi atrás dela e enfiou o pau na bunda dela, ela deu um grito e gozou, o gozo do pinto dela veio na minha cara e era muito, a minha outra mão ficou enxarcada ela mandou eu continuar e lamber o gozo, tinha um gosto salgado, um pouco azedo, mas eu gostei, nás ficamos nisso quase uma hora e ela gozou 3 vezes, o Marcos quando estava prestes a gozar tirou o pau da bunda dela e fez com que ela se ajoelhasse para beber o gozo, assim que gozou ele disse que era hora de dormirmos e mandou a Juliana me levar para o quarto, ela mandou eu levantar e me levou até um quarto dentro da casa, ele era grande e tinha uma cama de casal e um armário, ela disse que nás dormiriamos juntas, e mandou que eu deitasse de bruços ns cama, assim que deitei ela veio por cima de mim e começou a passar o pau no meio das minhas coxas eu gemia e estava toda molhada, ela tirou o pinto das minhas coxas e mandou eu abrir a bunda, eu abri com as mãos, ela deu uma cuspida no meu cu e começou a enfiar dedos nele, eu gosto que brinquem com meu cu e gemia como uma puta ela riu de mim e me chamou de vadia, então mandou eu implorar para enfiar o pau dela no meu cu,eu disse que não, ela me puxou pelo cabelo e mandou eu implorar para ser fudida, eu comecei a chorar e pedi que não, ela puxou mais meu cabelo e cuspiu na minha cara e disse para eu implorar, eu fiquei com medo e pedi para que ela me fudesse ela jogou minha cabeça no travisseiro e mandou eu empinar a bunda, eu abri mais a bunda e me impinei, ela cuspiu de novo no meu cu e no pau dela e disse que se eu gritasse enfiaria tudo até o talo, eu falei que não gritaria, ela mandou eu implorar para sentir o pau dela no me cu, então eu disse: Por favor senhora enfie esse seu pau duro e enorme na minha bunda. Ela riu e colocou a cabeça do pau no meu cu e começou a forçar eu achava que não ia entrar mas ela forçava mais, eu fazia força para fora para doer menos mas não entrava, quando eu estava quase falando para ela parar pois não ia entrar, eu senti uma dor enorme, parecia um ferro em brasa sendo enfiado no meu cu, e sentia quase um faca na minha bunda, eu ia gritar mas lembrei do que ela disse e coloquei a cabeça no travesseiro e começei a chorar, ela continuou enfiando bem devagar até chegar ao fim do pau, quando ela enfiou tudo eu sentia o sangue escorrer pela minha perna e chorava de dor, mas não gritava sá gemia, ela mandou eu dizer o que estava sentindo, eu disse que estava com muita dor e implorei para ela tirar o pau de mim, ela deu um tapa na minha bunda e mandou eu para com a manha e pedir para que ela me fudesse, eu pedi que não e tomei outro tapa e disse que por ter reclamado eu iria ter de contar cada estocada e mandou eu implorar, eu disse : Senhora, eu imploro que me foda com seu pau, e que me faça sua putinha, ela deu um aperto na minha bunda e disse: Muito bem putinha, eu sabia que queria se arrombada e lembressse de contar cada estocada

, ela começou a tirar o pau até a cabeça, eu senti um enorme alivio, mas então ela enfiou o pau de novo com força, eu não aguentei e gritei, ela puxou meu cabelo para trás, e cuspiu na minha cara dizendo para mim calar a boca e contar, eu disse chorando :uma,ela estocou em mim quase 50 vezes e não gozou, ela cuspiu muito na minha cara, e me xingava de puta e vadia e dizia que nem uma puta faria isso, eu chorava de dor, mas estava molhada de tesão, quando cheguei no 50, ela tirou o pau de mim, eu não estava esperando e cai para frente, mas ela não soltou meu cabelo e eu fiquei pendurada nele, ela soltou meu cabelo e eu cai de cara na cama, mas nem notei pois estava quase desmaiada de dor, de repente eu senti uma vontade de fazer coco, ela parecia saber disso pois quando tentei levantar ela me empurrou de volta na cama e mandou eu cagar ali mesmo, eu pedi para não fazer aquilo, ela riu de mim e me pois de cácoras em cima da cama, a vontade de cagar aumentou e eu comecei a fazer ali mesmo, saia sangue e merda e eu estava tão arrombada que quase não fazia força, eu fiquei ali uns 19 minutos e acabei mijado tambem, quando eu terminei ela me empurrou para tras e eu vi que havia bastante merda onde eu havia cagado, ela pegou um pouco e esfregou nos peitos e lambeu as mãos para limpalas, assim que acabou ela olhou para mim e mandou que eu limpasse a cama, eu pedi um pano e ela riu da minha cara e mandou que eu comesse a bosta, eu disse que não, ela me pegou pelo cabelo e me deu um tapa na cara e me jogou de cara na merda, eu não pude fazer nada alem de comer, ela me soltou e eu continuei comendo, eu estava quase vomitando e ela começou a passar merda na minha tatuagem e me xingava de putinha, quando acabei ela me beijou e me deitou de costas na cama, eu estava toda suja e queria tomar um banho, ela abriu a minha bunda com a mão e enfiou o pau na minha bunda eu estava acostumada, mas doeu um pouco e eu gozei na cama,ela enfiou até o fim e deitou em cima de mim, ela então disse boa noite e mandou eu dormir, eu não consegui dormir e fiquei quase uma hora até pegar no sono, eu acordei com ela tirando o pau da minha bunda, eu estava fedendo, ela me puxou pelo cabelo até o lado de fora da casa, quando saimos ela pegou uma mangueira e se lavou, e começou a jogar agua em mim, eu estava de joelhos no chão, quando acabou ela desligou a mangueira e mandou que eu a seguisse,nás fomos até um galpão ao lado da casa, assim que entramos eu vi o Marcos mexendo em algumas cordas, o galpão era grande, havia uma mesa de ferro com varios vibradores, cordas e outras coisas que eu não sabia do que se tratava, no canto da sala, no meio havia uma coluna de madeira que ia até o teto, mais ao lado havia uma corda com um gancho preso no teto, a Juliana mandou eu ir até embaixo do gancho, quando eu vi mais de perto e notei que havia dois ganchos, um na frente e o outro mais atrás, o Marcos pegou um cano de ferro grande com uma alça em cada lado e prendeu uma em cada tornozelo meu, minhas pernas ficaram abertas e minha buceta tambem, a Juliana pegou uma corda e amarrou minhas duas mãos juntas e com força, então o marcos me segurou pela cintura e me levantou, prendendo minhas mãos no gancho que havia no teto, ele então foi até a viga de madeira e girou uma roda que havia atrás dela, o gancho que estava mais na frente abaixou até o chão e a Juliana prendeu ele no cano de ferro, o Marcos levatou o gancho e eu fiquei totalmente aberta,ele pegou um chicote em cima da mesa e começou a bater na minha buceta, ele batia com força e eu pedi para ele parar, ele batou com mais força e disse para mim calar a boca, eu gritava a cada batida, até que ele parou de me bater e pegou dois vibradores, cada um devia ter uns 20cm, ele enfiou um na minha bunda e ligou, eu gemia e estava quase gozando, quando ele enfiou o outro na minha buceta, esse vibrava mais forte e eu acabei gozando, a juliana começou a chupar o Marcos e ele avisou que ia gozar e tirou o pau da boca dela e gozou nos peitos dela,ele saiu da sala e eu e a Juliana ficamos sozinhas, ela me abaixou e me jogou no chão, eu fiquei caida e ela começou a se masturbar e a bater punheta me vendo gemer no chão eu gozei 2 vezes até ela falar que ia gozar, ela apontou o pau para mim e gozou nos meus peitos e na minha cara, eu lambi o gozo da minha cara e ela saiu da sala, eu fiquei la quase 1 hora com os vibradores me fazendo gozar, até que a porta abriu e eu vi meu irmão entrando, na hora eu tomei um susto e tentei me cobrir com as mãos, ele olhou para mim e disse para mim entrar no carro pois a brincadeira havia acabado, eu levantei e tirei os vibradores quando sai da sala eu vi 3 carros parados na porta ele entrou no do meio e me jogou roupas, havia varios seguranças e eu fiquei com muita vergonha e me vesti bem rapido, eu entrei no carro e ele me falou que havia filmado tudo e que havia contratado as tres pessoas para me enganar, ele disse que agora ja tinha um trunfo contra mim e que usaria no momento correto.esse momento ainda não chegou pois isso ocorreu a 1 mes.Se gostaram desta minha histária me mandem e-mails [email protected]pmail.com.br

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico com foto titio me rasgoucontos eroticos no escuroprimeira vez que fui chupada por um homem casado eu virgemcontos eróticos corno ...eu gritava que estava no período fértil...contos eróticos gay irmãos machos se esfregandocontos eróticos de dominação com a mãe do amigocache:oIMLEWITCAIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=99 contos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãoContos Contos de zoofilia cavalo gozando na barrigacontos de coroa com novinhoespirrei minha sobrinha bêbadaflagrei minha mulher rapariga.contos eroticosmora Nana bem gostosa da bundona bem grandes eu dental bem deliciosa nécontos eróticos gay sendo putinha na minha casacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteesposa amiga escrava conto eroticosou puta do meu genroContos eroticos dois heteros vodkasou casada loba contosconto irmã peladinha dentro de casacontos eróticos mulher casada que mora com seus pais chegar mais a capoeiraComo e bom fuder com o velhinho contoscontos eroticos coroa casada executiva viaja sozinha a trabalho e trai com funcionario do hotelContos a calcinha da garotinhaIzildinha gozando na buceta da outracontos eroticos de casadas d rio grande do norteviado Aproveita enquanto o mecânico tá embaixo do carro e sinto no seu paucontos gay me depilando e pego no flagraContos porno minha namorada mi engaño   contos comi minha cunhadacontos mães gosto de fuder com meu filhominha piroquinha dura no cu do molequeConto erótico gay caçamba de carro de madrugadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecumi a prostituta na esquina contos eroticosmae olhondo filho comtosContos fudendo a gravidawww.contos eroticos assaltantes arrombaram minha esposa.comcontos d zoof de ferias na fazenda com meu maridocontos mulher fode com vizinha e com a filha delaTrempando em cima da lancha com o coroa conto eroticoporno de tia cabelo cachaedo loira meia idade peluda com sobrinhomenor violou a mae gorda fodeu conto eroticocontos eroticos de sexo de toda familaconto banho com tia timidaconto eroticos acampando em familiacoroa mulata conto eróticovideos de sexo com cintirinhas finas e bundonaconto erotico mulher gostosa trai marido com um delegadofiz bacanal com minha filha e o filho do caseiro contosContos comi mae bebadatravesti me rasgou contos eroticosnegros de Pelotas mais bem dotados de pênisconto commeusirmãosesposa de corno cheinha de porra contosogra safada dos peitinhos bicudosmulher crente traindo o marido conto eróticocontos eroticos na frente do cornoContos eroticos humilhado seioscontos eroticos comi a enfermeira no hospitalfoto dabundona da tiacontos eróticos sadomasoquismo argola enfiada na bucetafinalmente contou quando chupar pau do ex delaContos eroticos de mulher casada de manauscantos erotico brincando de baralho com sobrinhacontos de anjinha safadaconto erotico comeu e surroupatroa dando a buceta pro vendedor ambulante contos eroticoscontos erotico castiguei a buceta da vadiaconto gozei no cuxinho da mamae dormindo o cu latejava e apertava meu pau ahhh gostosasó não doidão priminha gostosaconto erotico velhoscomi um a menina de 14 contoconto erótico gay em cinema. De RecifePeguei minha cunhada de jeitinho na lavanderia contosConto erotic velho taradoCasada fodeno com sogro no sitio contoContos eroticos corno panacacontos mulher seduzido homem