Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ERA REBELDE, AGORA SOU PUTA PARTE 1

Bom, me chamo Carla. Tenho 19 anos, eu era do tipo rebelde, odiava patricinhas e aquelas garotas que gostavam de chamar a atenção com o seu corpo.

Apesar de eu ter um corpo muito bonito eu sempre fui do estilo punk, gostava de rock tmb e bandas como Paramore embora seja fã de Avril Lavigne (do seu estilo antigo).



Me vestia sempre com roupas largas, calcinhas bem confortaveis e grandes e usava bone sobre meu cabelo comprido.



Meus olhos são azuis, cabelos castanhos e corpo bem dotado, naum sou tipo uma sheila mello a talz, mas tenho um corpo muito bonito, sou magrinha e tudo mais.



Bom, eu mudei e vou contar o porque:



Era em uma sexta feira, fui para a aula como em um dia normal, calças largas camuflada, camisete, bone e meu tenis all star que amo. No caminho tinha uns caras me olhando e começaram a me seguir. Eram 4 no total. Eu fiquei nervosa, apertei o paço e continuei, cheguei na escola e fiquei mais aliviada...a aula como sempre chata e eu não via a hora de acabar.



Termiando aquele tédio eu estava indo para casa e me desesperei quando percebi que aqueles caras me esperaram e continuaram me seguindo, a rua estava deserta e por isso estava com muito medo, naum tinha celular para ligar para ninguém então so continuei andando o mais rapido que podia. Nisso um carro veio do meu lado bem devagar e o cara de dentro falou:



-Oi gatinha, quer uma carona pra casa ein?



Respondi sá que não e continuei andando...ele insistiue eu disse que ja estava perto de casa.



Bom, do nada uns caras me agarraram, um abriu o carro e me jogou dentro e sairam dali pisando fundo.



Nessa hora eu comecei a chorar muito. Perguntei o que queriam, que me deixassem em paz. Eles me responderam



-calma gata, vai ficar tudo bem.





Eu comecei a gritar feito louca e levei um tapa, um deles me segurou firme, tapou minha boca e me colocou deitada sobre o colo dos tres homens no banco de tras.



Ja estava chorando eles pararam o carro e eu estava em uma casa, naum reconheci o local era uma casa no meio do mato.



O que estava me segurando me tirou do carro e disse: é o seguinte sua vadia, se gritar vc morre entendeu.



Eram 4 caras negros e fortes, pareciam mal encarados, mas quando tiraram a mao da minha boca eu gritei e tentei me debater para sair...sá funcionou que levei um soco, um soco mesmo no barriga, muito forte eu fiquei sem ar e cai no chão, eu fiquei de quatro e escutei um dizendo:



-mas olha sá que rabo gostoso ein, mesmo usando essas roupas ae essa rockeirinha é muito boa.



O outro disse que se eu tentasse gritar de novo eu morria e tirou uma arma.



ele me levantou e colocou a arma dentro da minha calça e esfregou na minha buceta. Eu chorava e me contia para ficar calada.



Entao eles fizeram uma roda e me deixaram no meio, estavamos atras da casa a ceu aberto, so se via grama e um monte de mato, era um lugar bem isolado.



Então um disse, ae gostosinha, abaixa um pouco a sua calça e deixa a gente ver sua calcinha, mas abaixo sá um pouco.



Eles estavam brincando comigo. Então, sem poder fazer nada eu sá obedeci. abaixei um pouco a minha calça e um deles falou agora levanta a camiseta um pouco e por baixo da camiseta começa a esfregar o seu peito.



eles começavam a dar ordens e eu chorando obedecia.



-coloca a mão na sua xaninha e esfrega bem ela, como se estivesse se masturbando.

-coloca a mão no peito.

-levanta mais a camiseta.



ate que uma hora um se cansou e disse:



-Chega de brincadeira agora porque meu pau ta explodindo ja.

Tira a roupa sua puta.



Eu implorei que me deixassem ir, falei que dava dinheiro, o que quisessem, mas eles sá queriam a mim.





Então como tentei reagir apanhei de novo e um arrancou minha camiseta, eu cai no chão e enquanto um me segurou o outro tirou meu tenis.





ate que um começou a gritar chegaa...quero que essa puta é que tire a roupa dela.



eles me levantaram e apontando a arma pra mim me obrigaram a tirar a roupa.



primeiro foi a calça, e me fizeram fazer isso bem devagar.



depois estava sá de calcinha e sutia um me falou:



ae gata, quero ver se roqueira tmb sabe rebola, começa a fazer que nem dançariana de funk e rebola pro seu negão aqui.



eu comecei a fazer, toda desengonçada e verdade, mas eles gostaram, estavam rindo muito.



depois um falou...agora tira o sutia vaca



eu fiz bem devagar, e ele veio e tirou o sutia da minha mao e começou a cheirar.



então um falou:



-Mas cara, olha so a calcinha dessa mina, parece cueca.

ae gata, vem ca



eu fui perto dele e ele me agarrou e puxou minha calcinha atolando ela na minha bunda.



eles riram e entao o outro falou que antes de tirar a calcinha era pra eu me ajoelhar que ele iria me ensinar o que as mulheres devem fazer







eu me ajoelhei e ele tirou o pau dele pra fora e mandou eu chupar, com muito nojo eu comecei a fazer aquilo, ele forçava minha cabeça contra o pau dele quase me afogando.



depois que ele parou outro veio ate mim e mandou eu chupar.



eu tive de chupar os quatro e depois tive de tirar a calcinha, fiquei pelada na frente deles, usando sá meias.



me deitaram na grama e um deles começou a chupar minha boceta.



o outtro com a arma apontada pra mim sorria e falava diz assim:



-eu sou uma puta.



eu me recuei e ele engatilhou a arma





fiquei assustada e comecei a repetir tudo o que ele falava, obvio que gemia um pouco por causa do outro negao me chupando.



-eu sou uma puta

-sou uma vadia que naum vale nada

-sou um roqueira que gosta de da o cú.

-sou uma roqueira safada que gosta de ser arregaçada pelos manos.



e muitas coisas humilhantes.



eles faziam comentarios do tipo



-ta vendo como é ser uma mulher agora safada?

-vc deve gostar de avril, e essas coisas né, sao aquelas rebeldes ha ha ha agora é uma putona, sua cavala.



depois que um terminou de me chupar eles me colocaram de 4





agora vai levar pau nessa buceta sua vaca



os outros um ficou na minha frente e mandou eu chupar, outro ficou em baixo de mim e chupava meus seios e o outro ficou de joelho e mandoui eu tocar punheta pra ele.





começaram a me foder com força, eles invertiam umas horas e eu estava ali de 4 sendo comida por 4 negões...





eu gemia, gritava mas naum pedia para eles parar.



depois um falou



-agora vai leva ferro nesse cu de roqueira puta.



quando ele enfiou foi de uma vez so no seco, so pra me machumar mesmo, doeu muito, eu gritei e ele continuou com força socando no meu cuzinho apertado e virgem



ele me dava uns tapas e quando parou e eu pensei que era o fim outro começou



eu naum resisti e desmaiei.





acordei depois amarrada dentro do carro.



quando pararam eu estava na frente de casa, o vidro do carro deles era escuiro e naum via nada pradentro.



entao um falou



vaza sua puta...a gente ja fez tudo o que queria com voce, e seguinte, se for pra policia a gente tirou umas fotos suas, e fez um video de voce pelada e tem umas partes da gente te fodendo, se fizer merda a gente espalha o video falou.





eu pedi minhas roupas e eles riram:



-sua vadia, a gente sabe que seus pais naum tao em casa, ta escuro, corre pra dentro e se manda.



eu estava com as mãos amarradas e olhe so, um pedaço de pau enfiado no cu.



eu naum consegui correr, cai no meio do caminho e eles arrancaram o carro.



com muito sacrificio consegui entrar, estava toda gozada e quando olhei no espelho tinha uma mensagem.



ROQUEIRA VADIA



escrito na minha barriga, eu me virei e vi que na bunda estava assim



SOU PUTA



eu deitei na cama e chorei muito, peguei no sono e acordei depois, ja aera de tarde com minha mae batendo na porta, eu naum sabia o que fazer, fui ate la, abri a porta e corri pro meu quarto, estava so vestindo um shorts, depois tranquei a porta, dei uma descula para minha mae e fui para o banho tentar apagar as mensagens, ainda chorava muito e mil coisas se passavam pela minha cabeça.







CONTINUA...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos minhas tetas roxas de tanto chuparempiercing no mamilo da priminharoupa suja se lava em casa conto eróticorelatos arrombei a amiga da minha irmamarido todo produzido eróticoscontos eroticos dono de mercearia comendo a casadaPorno contos familhas incestuosas grandes diasde grandes orgias vale tudo com todosme apaixonei pelo um bandido conto heroticoPaguei xom abuceta contoscontos eroticos chamei a policia e cOs travestis qui São quaz mulhercontos eroticos traindo o marido com pivetescontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos er peitinhos em formaçaoincesto contos da cunhadinhacontos eróticos gay irmãos machos se esfregandovideo porno gay de garoto com o calção com o fundo rasgado de parnas areganhada na casa do amigo tarado do pau gande e grosorelatos comi o traveco na marracontos eroticos chupei a buceta melada sem sabee e vicieicontos eroticos quando era novinhaincesto contos filho se separa e volta a morar com mae coroao garotinho da vizinha. conto gayContos,eroticos de,bucetas com pintas estranhasContoserotcos nudismo em famíliawww.conto gay meu primo jailsonpor causa da zoofilia virei escrava 3 Casa dos Contos Eróticoscontoseroticos/maeiniciandofilhacontos eroticos flagrapai quero atencao contos eroticoscontos eroticos com irmãsPai filha chuva dourada contos euroticoscontos de coroa com novinhoContos eroticos meninas x gorilasCONTO EROTICO: MINHA TIA TURBINADAcontos eroticos gay-menor de idadeconto erotico minha irma me fez de privada humanaContos eroticos quero ver essas tetascontos eróticos. incesto ,adoro ver meu filho a comeContos Bota no cu tiocontos eróticos mostrei meu saco p minha maecachorro pinche lambe buceta e festaconto de botei a novinha pra chora com a pica grande no cuContos eroticos de traveco safadas.puzeram esposa dar pra todosmeu filho meu machogatas angelicais a procura de um agarrao 4contos eroticos machuquei minha primacontos eroticos mulher e cunhada jogoContos eroticos como chantagieisogro contos eróticoscontos pegando a secretaria novinha de minha mãeContos eróticos cumendo minha tia e lambendo seu cuzinho escurinhocontos eroticos babdido comeram eu e meu maridocontos eroticos praia nudismo em familiacontos eroticos sobrinha inocente na sacadasexo com as amigas e as filhas contosrelatos eroticosde portuguesas de noVinhascontos eróticos gay meu meio irmãosofrendo no boquete contos eroticosContos eróticos por acasocontos minha netinha gostosasai do nordeste e virei puta pra dar o troco no meu maridomeu filho xerou meu cucontos eróticos prima e irmãcontos baixinha popozudacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eroticos sexo gozada desejos traicao e mortecontos eroticos de virgems estrupadas no mato por 2contos gays mamando no mamilodei minha buceta para os amigo do meu filho contos eroticocontos gays transei com meu amigocomi a buceta da enfermeira elaine do posto de saúdea menina me fez gozar contocontos eroticos espermaporno doido mamadas terminando na bocsbuceta gegadeCont erot de madrasta