Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AJUDANDO UMA AMIGA A PERDER O CABAÇO



Oi, eu sou a Suzana, tenho 19 anos e adoro homens com mais de 50 anos. Ja escrevi aqui sobre a vez em que fui cuidar do bebê da minha vizinha e lá fui traçada pelos dois avôs do menino. Depois daquela vez, eles ainda voltaram mais umas duas ou três vezes, sem as esposas, deram uma desculpa qualquer e vieram passar uns dias aqui em São Paulo, durante a semana, quando minha vizinha está trabalhando o dia todo, o marido idem, e o bebê fica na escolinha. Toda tarde, depois do colégio, eu tinha aqueles dois coroas caralhudos todinhos para mim, que delícia!

Um dia desses em que eles estavam hospedados na minha vizinha, minha amiga Bruna chegou lá em casa me chamando para ir ao cinema, bem na hora em que eu tinha acabado de me vestir para mais uma tarde de sacanagem com os dois vovôs: vestidinho de verão, calcinha enfiadinha na bunda, sandalia com um salto mais ou menos alto. Nao queria perder a chance de ser comida por aqueles dois mais uma vez, mas ao mesmo tempo, não tinha como dispensar a Bruna.

- Vamos lá, Su, dizem que o cara do filme é o maior gostosão, que aparece até meio pelado, eu quero ver!

Bruna era minha amiga recatada e bem careta. Acreditem que, aos 19 anos de idade, ela nunca havia visto um homem pelado, nem mesmo um primo, nunca tinha visto um filme de sacanagem e tudo o que ela tinha feito de mais ousado era beijar na boca um ou dois caras. Olhei bem pra ela e disse:

- Nao, tenho um programa muito melhor pra nás duas, uma surpresa, tenho certeza de que você vai gostar.

Peguei-a pela mão e fomos até o apartamento da minha vizinha. Toquei a campainha e o pai da minha vizinha abriu a porta, e se mostrou surpreso ao me ver acompanhada da Bruna.

- Oi! Essa é minha amiga Bruna, eu a trouxe comigo porque acho que ela vai se divertir.

- Muito prazer, Bruna, entre, seja bem-vinda.

Entramos as duas, e logo o sogro da minha vizinha veio me cumprimentar e eu ja notava que havia um volume a mais dentro da bermuda que ele usava, devia estar batendo uma, o safado.

- Oi, gostosinha, trouxe uma amiga hoje, é? - disse ele me pegando e já me dando um beijo de tirar o folego e passando a mão nos meus peitinhos.

Bruna se assustou: - o que é isso, Su? Por que ele tá te pegando desse jeito, você está maluca, vamos embora!

- Calma, gatinha, tem pra você também - disse o pai da minha amiga, ja pegando a Bruna pela cintura, que a essa altura já não sabia pra onde correr.

Ele começou a alisar a bunda da Bruna por cima do short e encostar o corpo no dela. Ela estava com os olhos arregalados, mas também não se movia dali, parecia hipnotizada.

- Bruna, você nao queria ir ao cinema pra ver o cara mais ou menos pelado? Aqui o filme é ao vivo, amiga, aproveita que esses dois são mestres, já tá mais que na hora de você perder esse cabaço.

- Opa! Amiga cabacinho? Que surpresa, Su!!! Vem aqui, gostosinha, vem aqui que o vovô vai te mostrar como é que é gostoso.

Bruna continuava paralisada, mas dava pra notar os biquinhos dos seiso durinhos por baixo da blusa, ela estava gostando de sentir as mãos do velho alisando a bundinha dela e abrindo o short para pegar na buceta dela:

- oh, que bucetinha quentinha e ja molhadinha!!! Vem aqui, senta no meu colo, senta, que vovô vai te deixar molinha molinha.

Ele a puxou para seu colo, levantou a blusa dela, mas ela fez menção de não deixar. entao eu disse:

- bruna, fica olhando como eu faço, e como é gostoso, você também vai querer, olha sá.

Abri a calça do sogro da minha vizinha e coloquei seu caralho já duro pra fora. Comecei a lamber devagar, do saco até a cabeça, dando umas chupadinhas, enfiando tudo na minha boca e ouvindo o velho gemer de tesão. Notei que a Bruna não tirava os olhos do que eu fazia, e que sua blusa já estava no pescoço enquanto o pai da minha vizinha alisava e apertava o bico dos seios dela e pressionava o caralho, ainda vestido com a bermuda, na bunda dela.

Depois de chupar o caralho do meu velho e deixá-lo com tesão, tirei minha roupa, me encostei na mesa, de costas, e oferecei minha buceta para ele me foder com a língua. Cara, como ele chupava gostoso, minha xaninha inchava de tesão e eu gemia como cadela no cio.

- Você quer que eu faça igual, Bruna?

Ela sá balançou a cabeça dizendo que sim. Ele tirou sua roupa e a deixou peladinha, ela tentou cobrir a buceta com as mãos, mas ele as segurou nas costas dela, e antes que ela reagisse, caiu de boca na buceta dela que nunca tinha sentido uma boca de macho. Bruna deu um grito, as pernas amoleceram, ele a deitou no sofá e continuou chupando, lambendo, enfiando a língua e arrancando dela gemidos cada vez mais altos.

- ah, bucetinha gostosa!!! bucetinha virgem, que delicia!!!

- lambe mais, lambe mais, não para! - Bruna pedia, ja doida de tesão.

Eu estava quase gozando, vendo minha amiga gozar pela primeira vez com um homem, o velho que me chupava percebeu e enfiou o caralho de uma vez na minha buceta, entrelaçando minhas pernas nas suas costas e me comendo bem fundo.

- Bruna, olha, olha o que é ser comida por um macho, amiga, depoiis de perder seu cabacinho, você nao vai querer fazer outra coisa!!!!

Bruna olhava com curiosidade, mas com a cara de quem estava com tesão. O pai da minha amiga tirou a pica pra fora e colocou na boca dela, que começou a chupar e lamber como se fizesse isso a vida toda. O velho que me comia bombou mais forte e me fez gozar no pau dele, depois me olhou pedindo permissão e foi até Bruna. Ajoelhou-se e começou a lamber sua buceta enquanto ela mamava no pau do amigo.

Era uma cena fantastica, minha amiga, que nunca nem tinha visto um cara pelado na vida, agora estava ali, chupando um e sendo chupada por outro, rebolando com a buceta na boca de um velho que até meia hora antes ela nunca tinha visto na vida e gritando feito uma vadia:

- eu quero ser fodida! quero um macho na minha buceta, me arrombando!!! quero agora!!!

O sogro da minha amiga parou de chupar e a acomodou em cima da mesma mesa onde eu tinha sido comida alguns instantes atrás. Posicionou-se por trás da Bruna, debruçou sobre seu corpo e, usando as duas mãos, afastou as duas coxas da Bruna, deixando sua xaninha virgem toda arreganhada para ser invadida pelo caralho do amigo. Ele posicionou a cabeça do pau na portinha da buceta dela, que escorria mel, o outro soltou as coxas e começou a beijar a boca dela, enquanto alisava os peitos dela cujos biquinhos estavam duros de tesão.

Como eu ja suspeitava antes, esses dois devem pegar muita mulher juntos, porque foi a senha para o que estava com o caralho posicionado começar a enfiar devagar na buceta da Bruna e parar quando encontrou a resistencia do cabacinho. Bruna se contorcia toda de tesão, o velho a puxou para si pela bunda ao mesmo tempo em que enfiava o resto do caralho todo de uma vez, dando um urro de macho conquistador. Bruna deu um gritinho, sufocado pela boca do outro. O velho que a descabaçara começou a bombar. levantando as pernas dela para entrar mais fundo:

- Que apertadinha, que coisinha gostosa, dá mais aqui pro vovô dá mais dá... aaahhhh ahhhhh, isso, putinha, aperta meu pau, aperta, faz o vovô gozar, menininha gostosa e safadinha, que buceta apertaaadaaaa!!!

Logo ele estava se acabando em gozo na buceta dela e se eu nao soubesse que ambos eram operados, eu ficaria preocupada dele engravidar minha amiga, tamanha a quantidade de porra que saiu. Bruna não parava de se contorcer e gemer, entao, o sogro da minha vizinha, que estava chupando os peitos dela, rapidamente saiu de onde estava e enfiou seu caralho de uma vez na xaninha recém-rasgada.

- Cara, mesmo descabaçada é apertada demais!!! Vem, putinha, vem cadelinha, vem gozar gostoso aqui no meu caralho!!

Bruna gozou forte e depois caiu, cansada, em cima da mesa, enquanto mais um macho arregaçava a buceta dela, de tanto gozar.

Levei Bruna para tomar um banho e ela estava cansada mas se sentindo mulher por ter perdido seu cabaço para dois machos gostosos e experientes. Voltamos para a sala e encontramos os dois novamente com os paus duro.

- Agora, Suzana, é a hora de agradecermos pela visita que nos trouxe.

E que agradecimento! Os dois me comeram, primeiro um, depois o outro, e depois os dois juntos, um metendo na buceta, outro no cuzinho, me fazendo gozar várias vezes até me deixarem lambuzada com suas porras.

Notei que Bruna ficou alisando a buceta e tenho certeza de que ela ficou com vontade de experimentar tomar no cuzinho, mas já era hora da minha vizinha chegar e tivemos de ir embora.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Conto so caminhoneiro dei carona uma freira loiracomendo a mulher do amigo contohistorias pra gozar minha menina de 19 aninhos e delirarconto erótico meu filho pediu uma espanholacache:oIMLEWITCAIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=99 conto gay coloconto.erodico.neu.marido.mim.em.sinou.a.ser.safada.na.canContos lesbica come nerdpeguei meu pai comendo meu amigo conto eroticocontos eroticos arrombando a gordapeguei meu sobrinho mexendo nas minhas calcinhafui afeminado por uma dommeconto erotico negroconto cunhada sheila adora dar a bunda quando marido sai para trabalharcontos eroticos acampamento pirenopoliscontos eroticos com homem contratado para engravidarcontoseroticos/maeiniciandofilhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteConto gay com eu meu pai é pedreirocontos ajudando a sograconto erotico maecontos eróticos fui visitar a esposa do meu tio Ela tá de babydollmulher com contracionar peladacontos eroticos padrasto e enteadaPutinha do papai negro contos eróticoscontos erótico de lesbianismopadrasto vendo a enteada tomando banho e bate punheta pesando na buceda delacontos de coroa com novinhoContos sexo coroas esposas de amigosporn contos eroticos estuprada todos os diascomto erotico. novos com nifetinhas esetocomendo o cu da sogra contominha netinha contos eróticoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto gay o viuvo me fez sua femeaconto erótico comendo o c****** da cunhadaMinha esposa saiu de shortinho socado no rabo contoscomendo a mulher em frente ao marido contoContos mae anda nua na frente de amigos do marido e filhoscontos bato punhetaContos eroticos comido por um caoneguei e os garotos me comeram conto gaycontos eroticos marido pauzudo mulher e novinha trepando juntosconto erotico pivetecontos estupraram meu esposoa minha mulher Ela foi arrombada pelo negão como chega eu sentir coisa diferente dentro delatranso com meu primo de primeiro grauconto erotico mulher gostosa trai marido com um delegadoMinha prima me cantou contosconto herorico comendo enteada na força analpaguei p come o cu da minha esposa contoconto ante de comer minha boceta papai lambeu ate meu cucontos cunhadacontos eroticos cu de esposa vermelho cheio de porra com fotocontos erticos/meus doi primos revesaran em mincontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos minha cunhada viu eu mijanoContos comi a mulher de amigo bebadacontos gays lekinhocontos eróticos de irmã e irmão, irma com mega bundaoconto pedreiro arronbou minha namoradacontoseroticos/pauzudocasadaContos e roticos com gemeos i denticosPai da menina foi espirrar e ela tomar banho depois já saiu do banheiro ele transou com elapraia de nudismo contoscunhada sem calçinha contosconto ertico eu dormir e um cara pazudo rsgou o cuzinho vigen da minha esposa a força cem ela quereconto - so cabia um dedinho na bucetinha delacontos eróticos no cu com cachorrocomi o cuzinho do vizinho novinho contos heroicosmulher dominando casalcontos eroticos de Maezinha bobinha do amigis transando com jovezinhocontos horoticos verdadeiras pelotasfreiras lesbicas comendo a novinha virgem sem pudor contorapaz chupa seios com gula pornodoidoConto de puta metendo com todos no posto de gasolina