Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA FANTASIA MALUCA 1

Bem meus amigos iniciarei uma serie de contos que deixará vocês malucos, acompanhem o titulo na sequência que prometo sempre boas historias, excitantes, malucas pra alguns, e verídicas claro, pois tenho muito o que contar, sá agora tive coragem e quero compartilhar com vocês. Me chamo Zeca(ficitício) pois prefiro guardar sigilo quanto a identidade, tem muita gente conhecida que lê isso. Tenho 31 anos, 1,70m, 70 kg, um cara com um corpo bem normal, adoro esportes, correr, nadar, mas o melhor de todos é tomar uma cervejinha com os amigos. Sou um cara bem normal mesmo, minhas historias e fantasias é que são malucas. Bem, tudo começou quando eu com 19 anos, sai do interior de São Paulo pra morar na capital, pra estudar, acabara de entrar na faculdade. Passei a morar sozinho em um quartinho perto da faculdade. Nessa época já tinha uma namoradinha que se chamava Melina, 19 aninhos, um tesão, não preciso dizer que esse foi um dos motivos que me levaram pra capital além da faculdade pois é onde ela morava. Nos conhecemos no meu interior e passamos a namorar a distancia. No meu quartinho, ela descobriu tudo sobre sexo, tirei sua virgindade, nos transavamos feito loucos, eu a comia em todas as posições, de todas as maneiras, e tudo que eu propunha, ela aceitava, ja era uma safada naquela idade. Eu comia seu cuzinho, gozava na sua boquinha, ficava assistindo tv enquanto ela sá me chupava ate eu gozar. Era tudo uma maravilha, eu sá saia de casa pra faculdade e pra casa dela e ela pro colégio e pro meu quartinho claro, escondida pois com apenas 19 anos os pais dela nem imaginavam que já transava. Como todo garoto nessa idade morando sozinho eu não me continha sá em transar com ela, era um tarado, mas não por outras e sim por filmes pornôs e vídeos na internet, como passava muito tampo em casa, ficava fuçando na internet e assistindo filmes o tempo todo. Comecei a assistir muitos filmes, todo dia era um diferente. Pra minha surpresa, em um desses vi um de um casal em que a tara do namorado era ver a namorada sendo comida por outro. Não sei o que aconteceu comigo, mas naquele momento fiquei em êxtase, me excitei muito facilmente e fiquei louco de imaginar aquela situação. Quando tudo começou a rolar no filme eu já tava segurando o gozo pois a historia era do cara que queria ver a namorada sendo comida por outro de uma pau bem maior que o seu, na verdade o pau do outro era muito maior, era enorme e quando vi aquele pauzão entrando naquela bucetinha eu gozei como louco, me tremia todo de imaginar um pauzão na minha namoradinha. Meu pau é bem normal, não é descomunal e nem pequeno, é um pau médio e dava prazer a minha namorada, mas me enlouquecia a idéia dela ficar doida com um pau bem maior enfiado naquela bucetinha que sá eu comia. Mas isso era demais, eu não poderia propor que minha namoradinha trepasse com outro, era demais pra uma adolescente de apenas quinze aninhos. Aiaiai como era gostosa, moreninha, bronzeada, bucetinha toda raspadinha sem nenhum pelinho, porque ela sabia que eu gostava e deixava assim Desde então fiquei louco, comecei e procurar tudo sobre orgias na internet, fantasias desse tipo, e enlouqueci quando encontrei os contos eráticos, os relatos me deixavam maluco de tesão, eu passava as madrugadas batendo punheta e no outro dia ainda comia minha namorada, enfiava o pau na boquinha dela e o dedinho eu sua boceta e ficava imaginando outro ali comendo ela e ela adorando, mas não me contive e comecei a comer seu cuzinho e enfiar meus dedos em sua xoxotinha e ela dizia que eu tava deixando ela maluca, mas mal sabia ela que eu era que tava ficando. Isso tudo me deixou louco por um tempo, tava desconcentrado, sá pensava nisso. Um certo dia eu já com meus dezoitos anos, como meu carrinho que papai me deu e com habilitação, peguei Melina pra comemorarmos um ano de namoro e a levei pra um motel muito bacana. Peguei uma suíte bem especial que paguei depois de ter juntado a mesada. Ao entrarmos vimos que o quarto era maravilhoso, tinha hidromassagem, piscina, sauna, tinha tudo. Logo começamos a trepar como loucos e durante nossa transa vi alguns acessários ao lado da cama e parei pra ver o que era, quando peguei vi que era um vibrador, um senhor vibrador, bem maior que meu pau e no formato de uma rola todinha, com cabeça, veias e tudo. Naquele momento me bateu uma tremedeira nas pernas e quase fico louco, levei-o pra cama e o mostrei pra Melina que perguntou por que eu tava tão gelado, eu olhei pra ela e disse que tava com muito tesão e com vontade de enfiar aquilo nela, ela me olhou firme, olhou pro vibrador e disse que achava que não aguentava pois era muito grande, bem maior que meu pau. Ficou pensativa, implorei! Como ela viu o jeito que eu tava topou, e disse que era sá pra não estragar a noite e porque ela queria realizar todas minhas vontades. Naquele momento quase que não consegui segurá-lo, fui logo rasgando o plástico e tirando-o pra fora, vi então que tinha pilhas pra colocar dentro que fazem ele vibrar. Melina pediu pra colocar camisinha e um pouco de lubrificante pra não machucá-la muito, pois sua bucetinha era bem apertada. Então eu logo dei o vibrador pra ela e pedi que ela mesma colocasse, pois eu queria ver. Nessa hora meu pau latejava e eu me tremia todo, nunca havia sentido algo igual, tava realmente maluco com aquilo, era muito tesão. Ela então pegou aquele pau enorme e foi colocando a camisinha que entrava com dificuldade, a cabeça era muito grossa, depois pegou um pouco de lubrificante e foi passando, ela passava naquele pau de um jeito que me deixava louco, eu olhava pra sua bocetinha toda raspadinha que sá eu comia e já delirava com aquele cacete dentro, enquanto ela alisava-o com os olhos bem arregalados, impressionada com o tamanho, mas parecia gostar, parecia pegar em um pau de verdade. Ela estava de joelhos na cama, cheguei pertinho e peguei na sua boceta pra ver se tava molhada, mas na verdade tava ensopada, eu fiquei maluco e perguntei o que era aquilo, porque tava com tanto tesão naquele vibrador e ela me respondeu não saber, disse ta ansiosa. Deite ao seu lado, pedi que ela abrisse as pernas, ficasse arreganhadinha pra receber aquele cacete. Eu estava louco, tanto tesão, eu estava pra gozar sem nem tocar no meu pau, pois na minha cabeça ela tava molhada esperando, desejando aquele pau. Foi então que peguei aquele enorme cacete e fui passando pela bucetinha dela, ela estava ofegante, passei pelo seu grelinho devagar, massageando, girei pra ele começar a vibrar e fui enfiado sá a cabecinha, ela já se protegia vindo um pouco para trás, pois so a cabeça já era muito grossa, mas fui logo segurando-a e enfiando aos poucos até que puxei para trás e enfiei todo, ela deu um grito, segurava em mim com força, estava sem palavras, fiquei tirando e enfiando e ela gemendo baixinho, parecia que estava sem ar, ficou algum tempo assim, eu enfiando devagar e ela sem dizer nada, sá ofegante, até que esboçou uma reação, pegou meu pau e começou a bater uma punheta, eu tava louco olhando pra aquele pau enorme arregaçando a bucetinha dela e ela me punhetando, quando eu o tirava, ficava sá o buraco, ai eu enfiava de novo, era uma sensação muito louco, parecia que tinha alguém ali fudendo ela na minha frente, e ela gostando e eu sá olhando, tava maluco com aquilo. Meu pau latejava em suas mãos e ela gemia mais e mais parecendo gostar daquele monstro invadindo ela, até que não aguentei mais, o tirei de dentro e joguei no chão, pulei pro meio das suas pernas e fui logo metendo, senti bem a diferença, tava bem mais aberto, mas fiquei la como louco metendo e metendo, ela parecia nem sentir meu pau, estava sem reação, enfie até gozar dentro dela, eu tava quase sem ar e ela calada. Limpamos-nos e ficamos conversando e calados por um tempo, até que Melina começou a me fazer perguntas, queria saber o que era aquilo, o que tinha acontecido, que nunca me viu e nem ficou daquele jeito, que eu tava um louco. Fiquei um pouco triste e calado, pois imaginei que ela tivesse gostado, foi quando ela veio ate meu ouvido e começou a falar coisas. Perguntando o que se passava dentro da minha cabeça naquela hora, porque eu tava assim? Eu fiquei sem respostas, não tinha coragem de falar até que ela perguntou baixinho, você imaginou outro me comendo foi? Fiquei atônito, sem palavras, não sabia o que dizer e fui logo dizendo que isso era loucura dela, eu sá queria um coisa nova na nossa relação e quando vi o vibrador e achei uma átima idéia. Mas isso não colou e ela disse que eu tava mentindo mas eu não queria aceitar aquilo ate que ela veio de novo perto de mim e disse pra eu falar serio até que não aguentei e gritei, foooiii pronto, era isso que você queria ouvir?? Eu tava louco de imaginar isso, falei pra ela. Na mesma hora ela me olhou e disse, adorei esse pauzão em mim, quero mais!! Meu pau logo subiu e começou aquela tremedeira de novo, o tesão tinha voltado com força. Olhei pra ela e perguntei se era verdade e o que sentiu e ela me disse que no começo era estranho pois era muito grande e que era novidade pra ela, mas que depois se acostumava, disse que tinha adorado e que queria que eu enfiasse nela de novo e enquanto isso ela iria chupar meu pau. Eu logo sai correndo da cama e fui pegar o vibrador, Melina abriu as pernas e ainda via sua xoxotinha bem aberta, mais do que o normal. Fiquei de joelhos e ela veio ate a mim e começou a me chupar, enquanto isso deixei ela toda abertinha do meu lado e fui enfiando novamente aquele cacetão nela, era grunia, se contosia todo enquanto eu enfiava, mas não tirava meu pau da boca, chupava forte, comecei a acelerar e ela largou meu cacete e me abraçou, disse pra eu não parar, fiquei enfiando todo aquele pau enorme dentro dela de ponta a ponta e ela abraçada comigo começou a falar baixinho no meu ouvido “ era isso que você queria, um pau grande na minha bucetinha, pois enfia vai, to adorando, ai que tesão, ai que pauzão, vou gozar e começou a se tremer toda feito louca gozando naquele pauzão e novamente desceu pro meu pau e começou a chupá-lo pedindo pra eu gozar também, não demorou quase nada e fui logo jorrando meu jato na boca dela e enquanto gozava ela tirou o pau dentro da sua buceta e foi colocando na boca junto com o meu, naquela outra eu gritei, veio outro jato forte que parecia ta escondido, parecia duas gozadas em uma sá, era tesão demais e logo caímos na cama os dois e o vibrador. Ficamos lá paralisados, eu olhei pra ela e disse que era a mulher da minha vida, pois achava que ninguém ia fazer eu me sentir daquele jeito. Nesse dia ainda transamos muito, ainda comi o cuzinho de Melina e tentei enfiar o vibrador mas ela não aguentou e coloquei sá os dedinhos então. Depois de tudo isso passamos a transar com mais voracidade e sá imaginado outro comendo ela. Depois de um tempo juntei uma graninha e comprei um vibrador pra usarmos nas nossas transas, que foram ficando cada vez melhores. Sempre usamos camisinha nele e um pouco de lubrificante. Melina se mostrava mais louca com aquele pauzão, pedia pra eu segurar enquanto ela sentava nele, ficava punhetando e chupando ele na minha frente. Um dia durante nossa transa enquanto eu comia seu cuzinho, ela o pegou e sem camisinha e pediu pra eu enfiá-lo na sua bucetinha que ela aguentava, pois todas as tentativas foram fracassadas, e ao questionar sobre a camisinha ela disse mete logo amor, quero sentir ate as veias desse cacete em mim, mete que to toda molhadinha. Naquele instante eu quase pirei, fui enfiado e ela se aguentando até que tava com os dois dentro dela, eu no cu e o vibrador em sua bocetinha. Ela gritava e se contorsia feito louca, dizia “ ai amor to adorando esses dois paus em mim, ai que cabeçona a desse vibrador” Gozamos feito loucos. O tempo foi passando e fomos fazendo muitas e muitas loucuras com esse vibrador, assistíamos pornô juntos e ela dizia que era o cacete do ator nela, líamos contos eráticos de orgias e trepavamos muito depois. Com o tempo de namoro rolando, três anos já, queríamos sempre mais e aos poucos fomos descobrindo coisas novas que contarei a vocês nos práximos contos....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos rasgando rabo da gordinhacontos a mulher casada aiiiiiiiiiiii meu cuuu ai vou fala para meu maridoconto erotico transei com uma velha deficiente especialConto erotico soquei piroca na mulata casadacontos com letras grandes , a rabuda e os dois travecoscontos eroticos acampamento pirenopoliscasa dos contos o jegue de bigodesviajando de calça leg contos eroticosgarota no cio brincando com cachorrocontos eroticos arrombando a gordavideos de pau ficqndo ficando durocontos eróticos vendedor externoContos a calcinha da garotinhagozoo na bucetako gordinho e o tio contosBucetas grandes fog lp inetinha de sainha sentando no paucorno viado contosContos eroticos em quadrinhos provocando genronoite de nupcias:conto pornoContos Comendo A filha da amigaContos eroticos peitudaSafadinho aaa uuuContos erotico dois policial dotadu fudel minha esposamadrasta sedusida de manhameu lobo gostosoconto erótico eu tentei resistirnua e corpo inteiro melado de margarinacontos eróticos pequenos maecache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html contos o pedreiro me fez mulhercontos eróticos gay depilação entre machoscontos eroticos mulherquerendo rolacontos - leitinho do tiocontos passando pomado no cu da mamaecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto mamando minhas tetas e me abusandoconto erotico comendo a mulher do irmao na chantagemcontos eroticos amiga negradepois de casada resolvi me depilar toda contosenrabado no campingconto de genro que come a sogra sem camisinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos heroticos meu amigo hetero dormi e eu aproveito quando ele ver mim bate e depois mim comeucontos eróticos, minha esposa putarelato esposa safada na fazendacontos eroticos coroa crenteconto erótico meu marido bobãocontos femdom com cela de masmorraxvidios gemios incestoContos eróticos gay comi o pai do meu amigomeu cunhado abusa de mimcontos de buceta é cúconto eróticos c novinhaContos dois na minha mulhermeu pai comeu minha bucetinhaconto eroticocalcinha usada da vizinha safada contoscontos eroticos peguei minha traindo meu no depósitotoda noite de madrugada ele me bulinava conto eróticoscomendo a irmãzinha e a amiguinha dela contos eróticosContos eróticos de viados que apanharam para aguentarem as jebascontos virei femea na republica gayconto gay pirocudo da academiaVizinha magrinha de cabelos preto fada do sexoContos eroticos engravideidisputa sexual contos eróticosele ela tinha anos caçula cuzinho tentando relato realContos eroticos minha mae e minha mamando no pauzao de oito negaos em um gang bang na academiaconto ebebedei minha cunhada pra come o cu delacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos esposa gostosa de motorista de carreta