Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FORÇADA NA FAZENDA

Olá a todos(as)..



Há um tempo atrás viajamos para passar um fim de semana na fazenda de um amigo do meu namorado, lá estariam vários amigos dele com suas namoradas e esposas, saímos numa sexta à tardinha, chegando lá já avistamos alguns deles na varanda da casa, o lugar era lindo, muito verde, animais pastando, essas coisas de fazenda muito bem cuidada.

Descemos do carro e fomos cumprimentar o pessoal e ficamos na varanda batendo papo, aos poucos o resto do pessoal ia chegando, por volta das 8:00hs já não faltava mais ninguém, estava formado o grupo e pude reparar que tinham apenas quatro mulheres e quinze homens, alguns tinham levado amigos e assim o grupo foi formado, estávamos todos muito animado, tomando umas cervejinhas e outras bebidas, um papo muito legal, um dos casais se levantou e disseram que iriam tomar banho e saíram, isso me lembrou que eu e meu namorado ainda não tínhamos tirado nossas coisas do carro, conversamos mais um pouco e fomos pegar nossas coisas para arrumar no quarto, ao passar no corredor pela porta do banheiro pudemos ouvir o gemido do casal que disse que iriam “tomar banho”. Confesso que a minha curiosidade falou mais alto naquela hora, encostei meu ouvido na porta para ouvir melhor e chamei meu namorado, ficamos ali ouvindo coladinhos na porta quando de repente a porta se abriu e fomos pegos no flagra, a porta era daquelas de trinco e devia estar mal fechada, sei lá, sá sei que eles deram o maior flagrante, eles olharam para a gente e deram a maior gargalhada, ela estava de costa para a porta apoiada na parede e ele metendo por trás dela, ele então se virou e nos chamou para entrar, eu fiquei meio sem ação na hora, ele então perguntou para o meu namorado se ele não tinha me contado, na hora eu perguntei: O que era para ele ter me contado??? Ele então respondeu: - Aqui ninguém é de ninguém, a gente se reúne sempre aqui para isso mesmo...Fiquei muito p.. da vida, meu namorado arma uma dessas pra cima de mim, saí na hora do banheiro e fui para o quarto levando minha mochila, meu namorado ficou lá, sá ouvi quando a porta foi fechada, estava no quarto há um bom tempo e resolvi bater na porta do banheiro para tirar ele de lá, bati umas duas vezes e para a minha surpresa quem abriu a porta foi o cara, meu namorado estava sentado no vaso e a mulher do cara estava sentada em cima do meu namorado, estava dando o cuzinho para ele, eles nem pararam com a minha presença, o cara falou para mim: - Vem amorzinho, tira sua roupinha e brinca com a gente. Eu respondi que não e ele retrucou: - Então sai ou fecha a porta porque nás queremos continuar..Eu fechei a porta...Ele então se virou e botou o pau perto do rosto da menina para ela chupar, pois o pau dele tinha amolecido, em questão de segundos estava duro novamente e ele meteu na xaninha dela, pronto festa feita, uma dupla penetração acontecendo na minha frente, a garota gemia alto, pedindo para meterem tudo, que ela queria fuder muito, em poucos minutos o cara gozou dentro dela, pude ver a porra dele escorrendo pela lateral da chaninha dela, meu namorado botou ela de quatro apoiada no vaso e socava com força no cuzinho dela, ela começou a gritar dizendo que estava gozando para ele não parar, ele não parava, de repente ele gozou também, entraram então os três para o chuveiro e ela fazia questão de lavar bem o pau deles, eles se enxugaram e fomos sair do banheiro, ao abrir a porta estavam todos do lado de fora, foi uma gozação sá, os caras começaram a cercar a gente e falar um monte de coisas, uns mais abusados passavam a mão na nossa bunda, pegavam nos nossos seios, assim entre dedadas e passadas de mão fomos para o quarto. Eu estava muito nervosa, queria ir embora de qualquer jeito, até que meu namorado disse: Se quiser ir embora vai, mas vai sozinha porque eu vou ficar. Nossa como eu fiquei revoltada, ele sabia que não tinha jeito de eu ir embora, iria como??? A pé????? São duas horas e meia de viajem, tinha que me conformar e ficar, ele botou uma roupa e foi para a varanda bater papo, me deixando sozinha. Fiquei no quarto com minhas lamentações, mas jurei que iria me vingar, que aquilo não iria ficar assim. Fui tomar meu banho e depois desci para me juntar ao pessoal, ficamos lá batendo papo e bebendo, comendo uns tiragostos que as outras meninas faziam, quando os ânimos já estavam alterados começou a rolar um clima de sacanagem, eram umas piadinhas para cá, umas indiretas para lá e eu fui para o quarto, lá pelas altas da madrugada meu namorado entrou no quarto com o outro casal e me disse que a divisão dos quartos ficaria dois casais em cada quarto e os rapazes que vieram sozinhos dividiam outros dois quartos da casa, eu tinha vestido uma camisolinha branca fininha e curtíssima, e uma calcinha que caberia facilmente numa menininha de cinco anos de tão pequenininha que era branca também, na hora que ele viu veio para cima de mim feito louco, disse a ele que não queria nada aquela noite, ele então saiu da nossa cama e foi provocar a mulher do cara, em poucos minutos pude reparar que a suruba rolava solta entre eles, me levantei e estava quase saindo do quarto quando ele perguntou aonde eu iria, eu respondi que iria ao banheiro, fechei novamente a porta do quarto e reparei que a casa toda estava num silêncio sá, isso queria dizer que todos foram se recolher, chegou a hora de botar a minha vingança em prática. Me dirigi à porta de um dos quartos e vi que lá sá tinha os outros dois casais, então se eu fosse para outro quarto sá teriam homens, abri a porta de outro quarto e vi cinco rapazes espalhados pelas camas e colchões no chão, um deles dormia apenas de cuecas, pensei comigo: Esse vai ser a primeira vítima...

Já cheguei abaixando a cueca e abocanhando o pau dele, ele deu um pulo mas logo entendeu o que acontecia, o pau crescia em minha boca, eu chupava gostoso quando ouvi ele dizer: Aê galera, aê galera, acorda ai que a santinha resolveu maltratar a periquita, vem aê moçada... Em poucos segundos eu já sentia mãos e línguas percorrendo meu corpo, eu estava de quatro e um deles puxou minhas pernas pro lado e pôs a cabeça embaixo da minha buceta e começou a chupa-la, um outro cuspiu no meu cuzinho e começou a enfiar um dedo, depois dois, senti ele forçando para enfiar o terceiro e aí perdi a noção de tudo... Eu queria ser fudida inteira, eu levantei meu corpo sem tirar a minha buceta da cara do que me chupava, e comecei a chupar todos eles, depois disso e me sentei em cima do pau de um deles e cavalguei gostoso, senti uma mão empurrando minhas costas para frente para que me abaixasse mais, e senti um pau forçando a entrada do meu rabinho, rebolei forçando meu corpo para trás até que entrasse todo, quando isso aconteceu eu comecei a gritar, gritar mesmo, queria acordar todo mundo, queria que meu namorado me visse fudendo com os cinco depois de ter me negado a ele, eu gritava para eles me fuderem como uma puta, pra meterem com força, parava de gritar para chupar um pau e voltava a gritar, percebi quando a luz acendeu e vi que várias pessoas estavam na porta me olhando, inclusive meu namorado, eu olhei para trás e disse: Vocês vão sá ficar olhando???? Quero mais cacete aqui pra mim...

Uma das meninas foi a primeira a chegar perto de mim, já veio me beijando e passando as mãos nos meus peitos, meti minha mão dentro da calcinha dela e pude sentir ela toda meladinha, puxei a calcinha dela pro lado e pedi para alguém meter nela, senti um pau entre meus dedos e entrando na buceta melada dela, enquanto isso rolava eu sentia os caras se revesando no meu cuzinho, saia um e entrava outro, a nossa volta podia ver a orgia rolando solta e reparei que sá tinha três mulheres fazendo a festa para os quinze caras, a gente saia de um pau para sentar em outro, sá paramos quando todos eles gozaram um a um. Depois disso todos se recolheram e eu fui tomar um banho, saí do banheiro pelada mesmo, afinal todos ali já tinham me visto assim, não teria problema ver de novo, fui para o quarto e dormi, dormi até umas 19 horas mais ou menos. Quando acordei já rolava um churrasco lá fora, puder ver de longe que os homens estavam de sunga e as meninas de biquines minúsculos, voltei ao quarto e botei o meu também, quando cheguei no meio do pessoal a goação começou: - Aí hein, botou pra fuder ontem à noite, temos que repetir a dose....Fingi nem ligar e fiquei lá com o pessoal batendo papo e tomando minha cervejinha ao lado do meu namorado que de vez em quando passava a mão na minha bunda, saí de perto dele e uma das meninas me chamou, ficamos conversando e ela me perguntou se eu conhecia a fazenda, disse que não e ela perguntou se eu queria que ela me mostrasse, confesso que pensei que ela queria transar comigo sozinha, mas mesmo assim disse que queria, eu estava decidida que não iria negar fogo pra nada. Nos levantamos e começamos a andar sozinhas pela fazenda e ela me mostrando tudo até que chegamos ao estábulo, lá tinha uns cavalos e éguas muito lindos, ela me disse que eram Mangalarga Marchadores e entramos pela cocheira que lá no fundo tinha um quarto grande com um janelão, perguntei o que era aquilo, ela me disse que aquilo era o lugar onde se recolhia o esperma dos cavalos para inseminação na fazenda e para venda do material, ela me levou até o janelão e pude ver que lá dentro era tudo muito bem limpo e que tinha uma espécie de geladeira e um cavalete no fundo, ela me explicou que aquilo era o lugar que o cavalo “transava”. Minha curiosidade foi alta demais naquela hora e fiz uma brincadeira: Então quer dizer que os cavalos daqui não sentem o calorzinho das éguas, sá trepam com cavaletes???? Ela me perguntou se eu nunca tinha visto como era, respondi que não, ela verificou se não tinha ninguém por perto, me puxou e disse que iria me mostrar como era, abriu uma das cocheiras e pegou um cavalo lindo, todo cor de caramelo e o levou para dentro da sala, quando o cavalo entrou já foi para o lado do cavalete com uma pica descomunal, perto pude reparar que nesse cavalete tem um buraco, ela me explicou que nesse buraco era acoplado um tubo onde o cavalo quando gozasse armazenaria o sêmem. O cavalo subiu no cavalete tentando meter no buraco mas não conseguia, ela me disse que tinha que ajudar guiando o pau dele, ela segurou o pau dele mas ao invés de enfiar o pau no buraco começou a tocar uma punheta pro animal, o bicho ficava num vai e vém louco, de repente ela se abaixou e começou a chupá-lo, no inicio achei aquilo nojento, ela tirou a canga que cobria seu biquine e puxou a calcinha pro lado, começou a esfregar o pau dele na buceta, nessa hora eu já estava ficando doida, ela me chamou para ajudar, peguei no pau dele e passei a esfregá-lo nela, ela saiu de perto e foi para baixo do cavalete e me mandou botar o pau dele no buraco, eu fiz o que ela tinha me mandado, ela então subiu num banquinho e começou a guiar o pau dele pra dentro da buceta dela, pude ver aquele pau imenso quase rasgando ela ao meio, via-se na cara dela que ela estava adorando aquilo, o pau já tinha entrado uns 30 cm eu acho, ela se segurava no cavalete e gemia alto quando eu ouvi um barulho vindo da porta, olhei para trás e vi quase todo mundo na janela olhando a cena, um deles chegou por trás de mim e meteu o dedo na minha buceta por cima do biquine mesmo e disse: Gente a Patty está toda melada, tá com tesão meu bem???? Não me fiz de rogada e respondi: Estou sempre com tesão meu amor.. e saí de perto dele. Nisso outros dois se aproximaram e me agarraram, passavam a mão pelo meu corpo e enfiavam os dedos em todos os meus buraquinhos, eu retribuía chupando um por um, começaram a me fuder toda, sentia ora uma pica no rabo ora na chaninha, isso tudo olhando a minha amiga ser fudida pelo cavalo, senti os meus homens gozando em cima de mim e eu ainda querendo mais, fiquei zombando da cara deles dizendo: - Vieram aqui sá pra provocar e não aguentam??? Eu não gozei ainda, quero mais.. Um deles respondeu: Ah é??? Vamos te dar mais então.. Um foi e pegou um banco desses compridos e me mandou deitar de bruços, feito isso um deles me vendou os olhos com um pano que estava pelo chão, um deles, não sei qual ficou me passando a mão e me masturbando, eu não via nada sá sentia o prazer de estar ali até que resolvi provocar mais e disse: - Ninguém vai meter em mim não???? Quero sentir uma pica de verdade.... Me assustei quando ouvi os passos de um cavalo se aproximando de mim, tentei sair dali mas várias mãos me seguraram contra o banco e um deles disse: - Quer pica, né vagaba??? Pois vai ter... Eu implorava pedindo para não fazerem isso pois não queria. De nada adiantou, ouvi a voz da minha amiga dizendo: - Vou deixar essa vara bem dura para ela.. Algum tempo depois senti duas mãos afastando minhas pernas e ela dizendo: - Segura agora que eu vou por a picona dentro dela. Senti aquela monstruosidade forçando a entrada da minha bucetinha, parecia que iria me rasgar ao meio, ela controlava a penetração até que para meu assombro comecei a sentir um tesão imenso e sem querer comecei a rebolar e empurrar o meu corpo para trás para sentir aquilo tudo mais fundo dentro de mim. Ouvi um dos caras dizer: - Agora espera um pouco que ela tá gostando da coisa.. E me perguntou se eu queria ir para o cavalete. Respondi que queria me sentir uma verdadeira égua, eles me soltaram e tiraram a venda dos meus olhos, fui direto para o banquinho que estava embaixo do cavalete, imediatamente o cavalo trepou no cavalete,minha amiga guiou o pau do cavalo para o buraco do cavalete e eu o guiei para dentro de mim. O bicho começou a dar umas estocadas fortes que eu gozei logo logo, gozei forte demais, minhas pernas tremiam, mas eu queria sentir ele gozando também, pouco depois eu senti um jato de porra forte inundando a minha bucetinha, aquilo escorria pelas minhas pernas quente como eu nunca tinha sentido antes. Me virei para trás e pude ver a grossura da ferramenta que acabara de me possuir, era muito grosso, olhei para a minha amiga e perguntei como eu pude aguentar aquilo tudo, ela me pediu para ficar de quatro e começou a enfiar os dedos dela na minha chaninha e sá parou quando enfiou a mão toda dentro de mim, eu estava assustada achando que iria ficar arrombada pelo resto da vida, mas ela me tranquilizou, pediu para eu meter meus dedos na bucetinha dela também, pois ela também tinha dado pra outro cavalo havia poucos instantes, então pude constatar que ela já tinha se fechado um pouco, ela me disse que voltaria ao normal dentro de algumas horas. Ela começou a limpar a minha buceta cheia de sêmem de cavalo com sua língua e acabamos transando, eu chupava ela e ela me chupava, enfiávamos dedos no rabinho uma da outra até que gozamos quase juntas....e ainda era apenas o sábado de manhã, depois eu comto o resto do fim de semana...

Beijos a todos(as)

Patty

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eróticos surubasconto porno o mendigo e seus cachorro comeu minha mulhervirei menininha na mão do meu titio gayComtos eroticos fudendo com meu marido e nosso amigocontos eroticos surpreendeu a esposanegao marido de aluguel com casadas contosdedada esposa corninho rindo otário contocontos erotico filho compra bikini fio dental para sua maecontos vendo minha prima sendo fodida pelo namorado acabei dando tambe betinhaquero uma buceta envolvendo meu paufidendo uma nnda gigabte carnudameu irmão me convenceu contosconto humilhadapaizinho e filhinha contoscontos eróticos zoofilia meu primo comendo éguafoi sentar no colo do tio sem calcinha e levou ferroSexo anal "nunca mais fui a mesma"Contos gays fantasiado de crossdress no cine pornosogra loira novinha chupa maridos Eugêniocontos eroticos calcinhao lutinha tapinhaContos eroticos da mamae que pega seu filho se mastubando ela procura ver fica molhadatacou a piroca na vizinhacontos eróticos de incesto minha mae no meu colopeguei meu pai comendo meu amigo conto eroticocache:tCqBSJiMNvAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_6_13_orgias.html cavalo mangalar goza na boca da coroa resen separadaTrepando gostoso na xana conto eroticoconto chantageei minha irma evangelicadei a xana de graca contos eroticosrasguei a camisinha sem ela perce er e gozei dentro/contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentesempre dou uma escapadinha contoscontos servente de pedreirocontos erotico de virgem estrupada por a lambida de animalsexo gemidosssconto erotico dra valeria trepa com labradorcontos eroticos. traimeu tio me comeu meu cumulheres com biquinis bem atolado na bumda fotosContos eroticos maniaco por seioscontos coroas enfermeirascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos titionotei que na hora que falei maridinho ficou de pau duroo que acontece se ficar com penis infiando 30hora parado dentro da bucetanovinha falou que ia pozcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMulher quadril fino buçeta arreganhada contos eroticos o traficante comedor de casadasdei a Bundinha gostosa Contoscontos eróticos eu inocente meu vizinho me pegou no flagra transandocontos minha cunhada e minha namoradameu sobrinho pausudo comeu minha filha. conto eróticosconto gay manaus ponta negraContos erótico pai tanto banho filhacontos eróticos de professor Gaysexo grupal flagrante incesto usando calcinha contoscont erot recem casada um velho mecontos erotico vovo e a vovo lamberam minja bucetahistória de zoofilia no interior com cachorro vira latagays coroas do bairro agua verdefotos de cus peludos e aregasados gaysvelha peituda cheia de celulites contocontos eroticos cunhada e sogrAcontos eroticos enganada e oferecida pelo maridoconto erotico traindo contra a vontade do maridãocontos eroticos de incesto: sou cadelinha do meu filho 2porno coroa pauzerasarinha contos eróticos numero de telefonerelato ocaseiro do sitio arrombou o cu da minha esposacontos ninha cachorra chupou minha bucetacontos eróticos o carona me comeu na frente do maridocontos.putinhas do papai.d.oito.anosporno idoido na purberdadedormindo ao lado conto eróticosarinha contos eróticos numero de telefonecontos sadomasoquista vendida pelo maridocontos eróticos traindo com meu sobrinhocoki a amiga da esposa contosconto erotico vizinha casada e velho pirocudomae desfilando de calcinha fio dentaleu confesso incestoviciadopor bundas super rabudasrola na madrinha/conto